Translate this Page

Rating: 3.0/5 (920 votos)



ONLINE
7




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


semeando o evangelho
semeando o evangelho

                                   A semeadura e colheita (MT 13.3-8,18.23).  

 

No periodo do seu ministério aqui na terra,Jesus empenhou-se a favor da salvação das pessoas.Ele os salvou e mandou que eles continuassem á sua obra,indo á procura de outros para resgata-los do inimigo.Os discipulos de Jesus obedeceram a sua ordem e evangelizaram a geração seguinte que também continuo prosseguindo e evangelização.E assim o evangelho chegou até á nós,que estamos no seculo 21 depois de Jesus ter chamado os primeiros discipulos.Será que esse fato nos deixa de fora da ordem de Jesus?Não absolutamente ele explicou aos discipulos como acontece a semeadura e o ensino é valido para nós hoje também.

Os discipulos viviam tão entusiasmados,com a presença do Senhor e certamente penssavam que tudo continuaria assim daquela forma.As multidões o seguia constantemente,prontas para ouvirem o que o mestre dissesse e todos se convertendo e tornando-se discipulos atuantes.Jesus,porem advertiu que nem todos se converteriam ao evangelho.A multidões estava reunida para ouvi-lo,Jesus ensinou atravez da parábola aos discipulos o significado da mesma e ensinou que a produtividade depende da natureza do campo em que a semente é lançada.Ao umas sementes cairam a beira do caminho.

Na explicação de Jesus,elas ficaram a vista e foram roubadas pelas aves,porque o solo não teve condições de absorve-las.Este é o tipo de coração seus,por não entende-la porque a semente é desprezada por muitos penssamentos maus.

Outra semente cairam em solo pedregoso.Esse,terreno rochoso é dificil para plantação,devido pouca profundidade da terra.As rochas não permitem que as raizes cresçam e se segurem.Dai a este não ter condições de firmeza e com pouco tempo a planta murcha,pois o sol a fere.É como não ter raizes para retirar agua necessaria da terra,sua vida é curta.

 

 

 

                    Não deve haver motivo para desanimo em semear  

 

 

 

 

Mesmo que um primeiro contato alguém não queira aceitar Jesus,isso não queira desanimar Jesus,isso não é o motivo para o desanimo.Certamente outras oportunidades nôs serão concedidas.Devemos perseverar no propósito de ganhar aquela pessoa para Jesus.Esse é o tipo daquelas pessoas que aceitam Jesus pelo entusiasmo do momento.O pregador pregou,tocou nas suas emoções,mas o solo quente da tribulação logo traz o desanimo e faz murchar a planta que só tem crescimento para fora da superfice,isto é exterior.

Outra parte da semente caiu entre os espinhos.Eles sufocaram qualquer tipo de grão que brote junto deles.Essa planta cresce num emaranhado de galhos que dificilmente encontrará lugar para desenvolver-se porque não contará com o sol para lhe dar crescimento.As preocupações,a ansiedade de ter muitas coisas,dinheiro,ambição etc,impedem a operação divina nas vidas destas pessoas.Porem a outra parte da semente caiu em solo fertil,bem cuidado,e própio ao crescimento da plantinha que foi semeada.Jesus falou"mas a terra que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a Palavra;e produz fruto,e um produz 100,outro 30.todo lavrador sabe que existe solos dificeis de receber qualquer tipo de plantação.É necesario trata-lo aduba-lo constantemente,até que esteja própio para plantio.

Da mesma forma precisamos trabalhar o coração das pessoas,para depois então lançar a semente.então significa que devemos muito pelas pessoas jejuar e orar que também é importante,pedir orientação e direção do Espirito Santo.

 

 

 

                Evangelismo ou evangelizar com folhetos ou literatura tem resultados.

 

 

Um senhor ainda jovem,estava distribuindo folhetoe"sabe,quando eu era jovem também distribuia folhetos,mas é um trabalho que não traz frutos,eu nunca vi uma pessoa se tornar cristão atravez deste trabalho,então se cansou diz a história e abandonou a distribuição de folhetos.

O animado evangelizador distribuidor de folhetos ficou um pouco abatido pela desencorajadora conversa.Mas dai se lembrou que ele própio foi para á igreja atravez de um folheto.O trabalho não foi em vão.Por isso contou ao homem,que poucas Palavras,a sua conversão.Este o perguntou se lembrava quando e o local onde havia recebido o folheto que o levou a conhecer o evangelho.

Esta resposta podia dar com certeza.Estes momentos são decisivos para a vida inteira.Tinha sido na rua M,lá estava parado um jovem que me convidava para participar de um estudo biblico que estava prestes a começar....continua a história"eu neguei  o convite,o jovem me deu um folheto e pediu para ler,me deu seu nome para poder visita-lo se tivesse algum problema".

Nós podemos chegar ao ponto de dizer com em Isaias 49.4"debalde tenho trabalhado,inutil e vã gastei as minhas forças,todavia o meu direito está perante o Senhor e o meu galardão perante meu Deus".Qual é a resposta divina?"...vosso esforço no Senhor não é em vão.Podemos perder o animo quando buscamos o fruto e não o encontramos no trabalho.(Ernesto K.).

A pessoa que referimos é Ernesto K.e lele prossegue ele relatando"sim naquela noite distribuia os folhetos com um coração cheio de amor,eu Ernesto K,era recem convertido.Quando eu não vi pessoas se converterem atravez do evangelismo com folhetos,me cansei.hoje 20 anos depois,Deus me mostrou que o trabalho naquela época não foi em vão.Ele me fez reconhecer o meu fracasso e me dar alegria para trabalhar para Deus de maneira renovada.

Ernesto K"pelo fato de olhar para o visivel perdeu 20 anos e deixou de evangelizar muitas pessoas,enquanto Deus o tinha chamado.Não se deixe desanimar,mesmo que não vejam mais resultados,tenha esperanaça,pois permaneça a verdade"sua palavra não voltará vazia".prossegue Ernesto K"nos dias nunca sabemos como quando,a onde que Deus vai utilizar o nosso ministério,isto deve nos encorajar a aproveitar de maneira exaustiva,sem perder nenhum oportunidade que surgem.Frequentemente,Deus age exatamente ai quando menos esperamos,Deus age de maneiras das mais variadas e por caminhos totalmente novos".

 

 

                                Nosso trabalho não é vão no Senhor (1°cor 15.58).

 

 

"...sede firmes e constantes,sempre abundantes na obra do Senhor,sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor".aconteceu algo parecido com a história de Ernesto K.Surgiram dias que eu(Mauricio B.) comecei achar que não tinha resultados em distribuir folhetos,centenas toda semana,eu não via ninguém se converter em Maua-SP,onde evangelizei mais de 10 anos seguidos,mas um dia evangelizando na calçada da igreja no jardim Zaira no decorrer do culto,a igreja estava lotada de gente,vi pessoas que receberam os folhetos,virem aos cultos,e uma vez,distribuindo folhetos,uma pessoa voltou alguns minutos depois que passou na calçada ,e voltou com o folheto na mão,e naquela noite reconciliou e disse o irmã porteiro que sempre estava na escala da portaria a recepcionar pessoas junto comigo naquele dia.

Quando contemplei a pessoa voltando para o Senhor Jesus e outros vindo ouvir a Palavra do Senhor atravez do folhetos e convites,então vi que não era em vão ficar na calçada distribuindo folhetos e convidando as pessoas para entrar na igreja na avenida passa muita gente onde congregamos no Jardim Zaira.

Voce está lendo agora ,pode está acontecendo com voce também,voce está desmotivado no evangelismo no bairro etc,realiza em sua igreja local o evangelismo,mas não importa qual seja simples,mas você nuca deve desistir,continue no trabalho de evangelismo,se você acha ou penssa que não está vendo resultados esparados,aguarde,O Senhor te mostrará  que haverá um resultado,que não é em vão,vai chegar o dia de voce  colher.Nem sempre nós vemos os resultados imediatos,mesmo que tens orado nas madrugas,jejuando,passado vigilias para salvação das almas.No tempo de Deus vai se alegrar.

Então a partir  de hoje,não permita mais,que o seu trabalho de evangelizar com folhetos é em vão,isso pode te atrapalhar e voce pode desanimar,ore mais,jejue mais,Deus vai repreeder a obra satanica que luta contra voce em nome de Jesus Cristo,se voce trabalha em outras areas na obra do Senhor,escreve hinos,poesias,livros evangelicos,estuda cursos biblicos teológicos,prega a Palavra,ensina,é professor na escola dominical ,ou professor de teologia,ou escreve artigos em blogs ou sates nas redes sociais,também evangeliza,não é em vão,sim temos desanimos,mas somos chamados para obra de Deus,não devemos desistir,continue firme,mesmo diante das perseguições de inveja,fofócas,mentiras,falsos testemunhos,traição ministerialmente falando,prossiga que maiores vitórias no teu ministério virão.O Senhor te abrirá mais portas e maiores do que voce penssa,O Senhor vai te surpreender se continuares firmes,constantes e abundantes na obra do Senhor(1°cor15.58).

 

 

 

                                  Somos coperadores (1°cor 3.9, 2°cor 6.1)

 

 

"Porque nós somos coperadores de Deus vós;sois lavoura de Deus e edificio"."coperadores de Deus..."O apostolo Paulo está a tratar da questão da atitude dos membros para com os servos e mais uma vez afirma que o Senhor ocupa o lugar de primazia,Paulo e Apolo,cooperam a lição principal na idéia de cooperadores(MC 16.20,2/COR 6.1).Deus está no controle,é ele da o crescimento,mas nos coperamos,somos chamados para arar ou regar,semear e colher.

A coperação é importante para o sucesso,sustente em tempos de fraqueza(EX 17.12).Da sucesso na batalha(1°SM 14.6).Somos coperadores de Deus e uns dos outros,e não concocorrentes ou competidores cada qual sendo recompessados segundo suas obras para expanção do reino de Deus.  

 

João 15.8"nisto é glorificado meu Pai,em Deus muito fruto'.Damesma forma que o Pai foi glorificado na obra do Filho(JO13.31-32),ele é glorificado também na obra dos discipulos de Jesus.Está obra é tida como um todo completado.Essa ação de sua Palavra permite ao Senhor esmpregar mais a vida dos seus,e eles produzem"frutos ainda mais frutos"v.2,agora "muito fruto",a obra de purificação  e de limpeza surgi os resultados são visiveis.Toda aprovação de frutos vem do Senhor,porque"todas nossas fontes estão em Jesus"(SL87.7).Os resultados de nossa obediencia pertence á Deus e o Senhor glorificado.Ele quer que do trabalho de sua Palavra em nossos corações resulte a glorificação de Deus,por nossas vidas e nosso trabalho.

"Muito fruto..."v.8,trabalho e a vida de evangelismo,produtiva do cristão trazem gloria ao Pai,assim seus seguidores resultem em "muito fruto",o fato de produzir fruto prova que o discipulo vive em Cristo e Cristo no Filho,e continuar produzindo frutos na evangelização.

 

 

 

                                              Musica e evangelismo

 

 

 

"Louvando a Deus,procurando alcançar pessoas evangelizando as com letras que falem do evangelho de Jesus,do poder de Deus".

 

 

Um dos grandes exemplos que temos sobre a importancia da menssagem biblicas nos hinos está contida na própia biblia.Os salmos que eram cantados por israel revelam uma grande menssagem e grande conteudo isso evidencia que a música cristã deve ser o evangelho pregado,atravez da musica (notas redifimpp.83,introduçao a musica).

A musica cristã proclama á justiça de Deus,é diferente de qualquer outro tipo de musica,e o mundo incrédulo persebe isso.A dispensação da graça começou com hinos(LC2.14,29,32).,mais exemplos(FP2.6,11,EF5.14,1°TM1.17,3.16,6.16,2°TM4.18,AP4.11,5.9,15.3).A musica nos dias de Jesus,sendo Jesus Judeu,frequentava a sinagoga,onde cantavam e tocavam ao Senhor(MC14.26,MT26.30 SL113 E 118).Nos primeiros dias da igreja;no periodo do novo testamento,os cristãos primitivos seguiram as formas musicais dos Hebreus,naqueles lugares onde a igreja contava com forte nucleo judaico,entretanto,logo o Espirito Santo enriqueceu o repertório(AT 2.47,1°COR14.7,8,15,26,  EF 5.19 COL 3.16 TG 5.13).

No periodo do reinado de Davi,foi enfatizada a grande importancia a musica,sendo ele mesmo um musico de habilidade.Foi Davi que começou a proficionalização da musica sacra em israel,4.000,dentre os 38 mil levitas escolhidos para servissem ao templo eram musicos(1°cronicas 15.16,23.5).Hoje em dia,muito do que é chamado de musica cristã contemporranea não proclama a justiça de Deus.Caso a musicas deixa Cristp de lado,caso deixe a menssagem da salvaçao e não mencione sobre arrependimento,etc,ele não vem de Deus.Tem surgido letras que tem sido norteado pelo desejo de agradar a natureza interior do homem,não cumprindo o propósito de glorificar a Deus. declara Joe Jordam).  

A musica deve anunciar Jesus o própio Cristo.Como é maravilhoso pensar na musica cristã anunciando Jesus messias.A majestade de uma composição musical como "messias de Handel,é um bendito exemplo dessa verdade".O problema encontrado hoje em dia  que muito do que é vendido sob rótulo de musica musica cristã contemporranea,não tem nada haver com Cristo.Este é um logro,e pessoas tem sido iludida.Os filhos costumam dizer"vou para o show gospel",na realidade,alguns desses shows apresentam pouquissimas diferença de um concerto de rock secular,isso é musica cristã?(Dan Lucarini).

 

 

 

                                          Usar qualquer estilo ,ritmo?

 

 

A musica sacra que merece respeito e tem por assunto as orações nos oficios do culto,tem sido mitas vezes profanados atravez de ritmos e músicos,sem compromisso com o evangelho.Tais coisas,alem de não fazerem parte das funções do culto causam grandes prejuízos para a igreja.

Centenas de rútulos são colocados aos diversos ritmos que surgem aos diversos ritmos que surgem a todo instante,é a igreja se sente as vezes desorientada,então cautela para não misturar musica profana na igreja achando que qualquer ritmo é util na evangelismo.

 

 

Não podemos permirtir que nossa musica se misture com profana no evangelismo

 

 

,e temos que buscar musica adequada EF4.29,A musica é Palavra cantada com maior força de memorização e o texto acima pode ser levado ao pé da letra.Torpe é sinônimo de "indecente,imundo,desonesto,vergonhoso,imundo,tais coisas devem ser evitadas.

Nos dias de hoje muitos tem saturado suas mentes com extremos no que diz respeito ao rock evangélico,não percebem que estão corrompendo seu sistema de valores.Atualmente,muito da musica cristã contemporranea se constitui em ofensa para algumas pessoas e uma pedra de tropeço para outras.Lutero arranjava musicas para os jovens do seu tempo de forma que os levassem para longe das arações da musica mundana,tal evidencia difere."musica cirstã contemporranea  de hoje que refletem a melodia e oritmo do rock secular e outros ritmos profanos.

O critério da avaliação de um hino para evangelismo nunca deveria ser gosto  musical,pois  ele é afetado por influencias culturais e sociais,e por isso mesmo,está contaminado pelo pecado.

A filosofia que podemos usar qualquer estilo de musica contemporranea em nosso culto de evangelismo ou no culto de louvor e adoração é uma filosofia da(L.A),a liberdade na adoração(contemporraneo).

Dan Lucarini diz"os contemporraneos chamam de legalismo qualquer regra ou padrão que limite as escolhas musicais,em vez disso,eles dependem desta filosofia como seu guia,visto que ja fui um adpto fiel do movimento,agora creio que tal filosofia,é uma grande mentira".

Essa filosofia resulta diretamente de um ensino popular nas igrejas contemporraneas:"Deus aceita como somos".O novo testamento ensina com clareza que a conversão geniana produz mudança de vida,não podemos nos moldar de acordo com os padrões do mundo em profanar a musica sacra".

 

 

           Já ganhaste uma alma para Cristo? Já experimentaste? Conheces alguém atualmente na glória, com Cristo, levado por ti a Ele? Ou conheces alguém que está no caminho para o céu, porque o informaste do Salvador?Se fossem desvendados os teus olhos, neste momento, para contemplar a eternidade, e se te fosse revelado que tens de passar para lá, neste ano não desejarias depositar aos pés do Salvador algum presente como prova de teu amor? Pode haver um presente tão precioso ou aceitável ao Mestre, como uma alma ganha para Ele, durante um ano?  As palavras dos maiores, na história da Igreja de Cristo, revelam como o coração os abrasava com este desejo; vamos citar algumas expressões:   

                    Knox, assim rogava a Deus: “Dá-me a Escócia ou eu morro!”

            Whitefield, implorava: “Se não queres dar-me almas, retira a minha!”Diz-se deAleine: “Era insaciavelmente desejoso de conversão de almas, e para este fim derramava seu coração em oração e pregação”João Bunyan, disse: “Na pregação não podia contentar-me sem ver o fruto do meu trabalho”.  Assim dizia Mateus Henry: “Sinto maior gozo em ganhar uma alma para Cristo, do que em ganhar montanhas de ouro e prata, para mim mesmo”.D. L. Moody: “Usa-me, então, meu Salvador, para qualquer alvo e em qualquer maneira que precisares. Aqui está meu pobre coração, uma vasilha vazia, enche-me com a Tua graça”. Henrique Martyn, ajoelhado na praia da Índia, onde fora como missionário, dizia: “Aqui quero ser inteiramente gasto por Deus”.João Hunt, missionário entre os antropófagos, nas ilhas de Fidji, no leito de morte, orava: “Senhor, salva Fidji, salva Fidji, salva este povo. Ó Senhor, tem misericórdia de Fidji, salva Fidji!”João McKenzie, ajoelhado à beira do Lossie, clamava: “Ó Senhor, manda-me para o lugar mais escuro da terra!”Praying Hyde, missionário na Índia, suplicava: “Ó Deus, dá-me almas ou morrerei!”  Quando aqueles que assistiam a morte de Davi Stoner, pensavam que seu espírito já tivesse voado, ele se levantou na cama, e clamou: “Ó Senhor, salva pecadores! Salva-os as centenas e salva-os aos milhares!”, e findou a sua obra na terra. O desejo ardente da sua vida, dominava-o até a morte. Davi Brainerd falava: “Eis-me aqui, Senhor. Envia-me a mim! Envia-me até os confins da terra: envia-me aos bárbaros habitantes das selvas; envia-me para longe de tudo que tem o nome de conforto, na terra; envia-me mesmo para a morte, se for no Teu serviço e para o progresso do Teu reino”. Ele escreveu: “Lutei pela colheita de almas, multidões de pobres almas. Lutei para ganhar cada alma, e isto em muitos lugares. Sentia tanta agonia, desde o nascer do sol até anoitecer, que ficava molhado de suor por todo o corpo. Mas, oh! Meu querido Senhor suou sangue pelas pobres almas. Com grande ânsia eu desejava ter mais compaixão”.  Brainerd podia dizer de si: “Não me importava o lugar ou a maneira que tivesse de morar, nem por qual sofrimento tivesse de passar, contanto que pudesse ganhar almas para Cristo. Quando dormia, sonhava com essas coisas, e ao acordar, a primeira coisa em que me ocupava essa era grande obra; não tinha outro desejo a não ser a conversão dos perdidos”.Encontrava-se João Welsh, nas noites mais frias prostrado no chão, chorando e lutando com o Senhor, por seu povo. Quando sua esposa implorava que explicasse a razão de sua ânsia, respondia: “Tenho que dar conta de três mil almas e não sei como estão”.

O profeta Jeremias: “Se eu disser: Não farei menção dele, nem falarei mais em Seu nome, há no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos, e estou cansado de sofrer, e não posso conter-me”. (Jer 20.9).O apóstolo Paulo: “Tornei-me tudo para todos, para de todo e qualquer modo salvar alguns”. (1 Cor 9.22).O sentimento do Filho de Deus: “Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores”. (2 Tim 1.15).O desejo do Pai celestial: “Pois assim amou Deus ao mundo, que deu Seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3.16)D. L. Moody conta o seguinte, explicando como Deus o dirigiu a deixar tudo para passar o resto da vida no serviço de ganhar almas: “Não perdi a visão de Jesus Cristo, desde o primeiro dia que O encontrei, na loja em Boston, onde era caixeiro. Porém durante alguns anos achava que não podia trabalhar para Deus. Ninguém me pediu para que fizesse alguma coisa em favor do Evangelho.

Quando fui a Chicago, aluguei cinco assentos na Igreja, e saía e me esforçava para encher os bancos, com moços que encontrava nas ruas. Não falava a estes acerca das suas almas; julgava eu que falar aos pecadores era trabalho dos anciãos. Depois de algum tempo de assim trabalhar, abri uma Escola Dominical, em outra parte da cidade. Para mim, a única coisa era ter o maior número na Escola, e trabalhava com este alvo. Quando a assistência era de menos de mil pessoas, eu ficava perturbado; e quando subia a mil e duzentas ou a mil e quinhentas então me alegrava. Até então ninguém fora convertido; não houvera colheita. Então, Deus me iluminou.Havia na escola uma classe de moças que eram, sem dúvida, as mais vaidosas que eu jamais encontrara. Num domingo o professor estava doente, e eu ensinei a classe. Zombaram de mim na minha presença e eu fui tentado a expulsá-las, para nunca mais voltarem. Durante a semana, o professor entrou na loja onde eu trabalhava. Vi que ele estava pálido e muito doente. “Que tens?” perguntei-lhe. – “Tive outra hemorragia nos pulmões. O médico diz que não posso ficar em Lake Michigan, e vou para o Estado de Nova Iorque. Por mim, vou para casa para morrer”. Ele parecia muito perturbado e quando perguntei a razão, respondeu: “Ora, nunca dirigi uma moça da minha classe para Cristo. Acho que realmente tenho feito mais mal do que bem, às moças”.

Nunca tinha ouvido alguém falar nisso, e fiquei meditando.Depois de um pouco, eu disse: “Não achas bom ir dizer-lhes o que sentes? Irei, também, numa carruagem, se queres ir”. Ele concordou e saímos juntos. Foi uma das melhores viagens que jamais fiz na terra. Fomos à casa de uma das moças e o professor falou pra ela acerca da alma. Então, não se ria mais. Lágrimas apareceram-lhe nos olhos. O professor depois de explicar o caminho da salvação, sugeriu que orássemos. Pediu que eu orasse. Em verdade, nunca fizera tal coisa, nunca orara a Deus que convertesse a uma moça, e na mesma ocasião, porém, oramos, e Deus respondeu à oração.Fomos à casa das outras moças.      Quando ele subia a escada, faltava-lhe o fôlego, mas explicava às moças o propósito de nossa visita. E, sem muita demora, ficaram quebrantadas e começaram a buscar salvação.Quando ele não podia mais andar, levei-o de novo para sua casa. No dia seguinte saímos outra vez. Passara-se dez dias, e chegou de novo à loja, com o rosto brilhando. “Sr Moody”, disse ele, “a ultima já se entregou a Cristo”. Como foi grande o nosso regozijo! Ele tinha de partir na noite do dia seguinte; chamei sua classe para uma reunião de oração, e lá, Deus acendeu um fogo na minha alma, que nunca mais se apagou. O maior alvo da minha vida era ser comerciante próspero; se tivesse sabido que estava para perder este alvo, é provável que não teria ido. Mas quantas vezes agradeço a Deus, depois daquele culto!O professor que estava para morrer, sentou-se no centro da classe e falava-lhes, lendo o capitulo catorze de João.

Experimentamos cantar o hino: “Benditos laços são, os do fraterno amor”, e depois ajoelhamo-nos para orar. Quando eu queria levantar-me da oração, uma das moças da classe começou a orar por seu professor, já moribundo, outra orou e, depois outra; e antes de nos levantarmos, a classe inteira tinha orado. Quando saímos, disse pra mim mesmo: “Ó Deus, deixa-me morrer antes de perder a benção que recebi aqui, esta noite!”

No dia seguinte, fui à estação despedir-me do professor. Antes de sair o trem, chegaram, uma a uma, todas as moças da classe sem haver qualquer combinação. Que culto! Experimentamos cantar, mas só podíamos chorar. A última coisa que vimos do professor, na plataforma do último carro, com o dedo apontado para cima, implorava que a classe o encontrasse no céu.

Eu não sabia o preço que tinha de pagar por causa desta experiência. Não tinha mais habilidade para o comércio, tinha perdido o gosto de negociar. Tinha provado algo de um outro mundo, e não queria mais ganhar dinheiro. Durante alguns dias depois, tive a maior luta da minha vida. Devia deixar o comércio e entregar-me inteiramente à Obra de Cristo, ou não? Nunca me arrependi da minha escolha. Oh, a delícia de dirigir alguém das trevas, à luz gloriosa do Evangelho!

A mensagem direta para todo crente, é a mesma: “Teu Rei precisa de ti, ara proclamar a mensagem a todas as criaturas”. (notas Esforça-te para ganhar almas,Orlando Boyer,1975 ed.vida

Postado por GOSPEL GOSPEL BRASIL