Translate this Page

Rating: 3.0/5 (914 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


milagre transformação da agua em vinho
milagre transformação da agua em vinho

                                                              João 2: 1-11

                                       transformar água em vinho

Agora no terceiro dia houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava lá, e Jesus e seus discípulos também foram convidados para o casamento. Quando o vinho acabou, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm vinho à esquerda." Jesus respondeu: "Mulher, por que você está dizendo isso para mim? Minha hora ainda não chegou". Sua mãe disse aos serventes: "Tudo o que ele lhe diz, fazê-lo."

Ora, havia seis talhas de pedra lá para lavagem cerimonial judaica, cada um segurando vinte ou trinta litros. Jesus disse aos servos: "Enchei as talhas de água com água." Então, eles encheram até o topo. Então ele lhes disse: "Tirai agora e levá-la ao mordomo cabeça", e eles fizeram. Quando o mordomo cabeça provou a água que fora transformada em vinho, não sabendo de onde veio (embora os serventes que tinham tirado a água sabia), chamou o noivo e lhe disse: "Todo mundo serve primeiro o vinho bom e, em seguida, o vinho mais barato quando os convidados estão bêbados. Você guardou o melhor vinho até agora! " Jesus fez isso como o primeiro dos seus sinais miraculosos, em Caná da Galiléia. Desta forma, ele manifestou a sua glória e os seus discípulos creram nele.

Estes versículos descrevem um milagre que deve sempre possuir um interesse especial nos olhos de um verdadeiro cristão. É o primeiro, em ordem de tempo, dos muitos milagres que Jesus fez, quando Ele estava na terra. Estamos claramente disse: "Este início de milagres fez Jesus em Caná da Galiléia."Como qualquer outro milagre que John foi inspirado para gravar, é relacionado com grande minúcia e particularidade. E, como qualquer outro milagre no Evangelho de João, é rica em lições espirituais.

Aprendemos, em primeiro lugar, com esses versículos, como honroso aos olhos de Cristo é o estado do matrimônio . Para estar presente a um "casamento" foi quase o primeiro ato público do ministério terreno de nosso Senhor.

O casamento não é um sacramento, como a Igreja de Roma afirma. É simplesmente um estado de vida ordenado por Deus para benefício do homem. Mas é um estado que nunca deveria ser falado com leviandade, ou consideradas com desrespeito. O serviço Prayerbook descreveu bem, como "uma propriedade honroso, instituído por Deus no tempo da inocência do homem, e que significa para nós a união mística que está entre Cristo ea sua Igreja." A sociedade nunca está em uma condição saudável, ea verdadeira religião não floresce em que a terra onde o laço matrimonial é desmerecido. Eles Desvalorizam não temos a mente de Cristo. Aquele que "embelezado e adornado o estado do matrimônio por Sua presença e primeiro milagre que Ele operou em Caná da Galiléia," é aquele que está sempre de uma mente. "Casamento", diz o Espírito Santo por Paulo, "Honrado seja entre todos." (Heb. 13: 4.)

Uma coisa, no entanto, não deve ser esquecido. O casamento é um passo que afeta tão a sério a felicidade temporal e bem-estar espiritual de duas almas imortais, que nunca deve ser tomado na mão "imprudentemente, de ânimo leve, desenfreadamente, e sem a devida consideração." Para ser verdadeiramente feliz, ela deve ser realizada "reverentemente, discretamente, sobriamente, e no temor de Deus." A bênção ea presença de Cristo são essenciais para um casamento feliz. O casamento em que não há lugar para Cristo e seus discípulos, não é aquele que pode ser justamente esperado para prosperar.

Aprendemos, por outro, a partir destes versos, que há momentos em que é lícito ser feliz e se alegrar .Nosso Senhor sancionou uma festa de casamento pela Sua própria presença. Ele não recusar-se a ser um convidado em "um casamento em Caná da Galiléia." "Um banquete", está escrito: "é feita para rir, e vinho alegra." (Eccles. 10:19.) Nosso Senhor, na passagem antes de nós, aprova tanto a festa eo uso do vinho.

A verdadeira religião nunca foi concebido para tornar os homens melancolia. Pelo contrário, foi planejado para aumentar a verdadeira alegria e felicidade entre os homens. O servo de Cristo, sem dúvida, deve ter nada a ver com corridas, bolas, teatros e divertimentos tais-like, que tendem a frivolidade e indulgência, se não pecar. Mas ele não tem o direito de entregar recreações inocentes e reuniões de família para o diabo e para o mundo. O cristão que se retira totalmente da sociedade de seus semelhantes, e caminha sobre a Terra com uma cara tão triste como se estivesse sempre comparecer a um funeral, faz mal para a causa do Evangelho. Um espírito gentilmente alegre é um grande recomendação para um crente. É uma verdadeira desgraça para o Cristianismo quando um cristão não pode sorrir. O coração alegre, e uma disponibilidade para participar em todos alegria inocente, são presentes de valor inestimável. Eles vão muito para suavizar os preconceitos, para assumir tropeços fora do caminho, e para abrir caminho para Cristo e do Evangelho.

O assunto, sem dúvida, é uma tarefa difícil e delicada. Em nenhum ponto da prática cristã que é tão difícil para acertar o equilíbrio entre o que é lícito eo que é ilícito, entre o que é certo eo que é errado. É muito duro ser ao mesmo tempo alegre e sábio. Alto astral logo degenerar em leviandade. Aceitação de muitos convites para festas breve leva a desperdício de tempo, e gera magreza da alma. Comer e beber freqüente nas mesas de outros homens, logo abaixa o tom da religião do cristão. Muitas vezes indo em empresa é uma forte pressão sobre a espiritualidade do coração. Aqui, se em qualquer lugar, os filhos de Deus têm necessidade de estar em guarda. Cada um deve conhecer sua própria força e temperamento natural, e agir em conformidade. Um crente pode ir sem risco onde outro não pode. Feliz é aquele que pode usar sua liberdade cristã sem abusar dela! É possível ser gravemente ferido na alma em festas de casamento e as tabelas de amigos.

Uma regra de ouro sobre o assunto podem ser estabelecidas, cuja utilização vai nos salvar muita dificuldade. Vamos tomar cuidado para que a gente sempre vai a festas no espírito de nosso Mestre divino , e que nós nunca ir onde Ele não teria ido. Como ele, vamos nos esforçar para estar sempre "sobre o negócio de nosso Pai." (Lucas 2:49.) Como ele, vamos promover a boa vontade júbilo e alegria, mas vamos nos esforçar para que seja alegria sem pecado, se não a alegria no Senhor.Esforcemo-nos para trazer o sal da graça em todas as empresas, e deixar cair a palavra a seu tempo em cada ouvido nos dirigimos. Muito bom pode ser feito na sociedade, dando um tom saudável para conversa. Nunca nos ter vergonha de mostrar as nossas cores, e para tornar os homens ver de quem somos e quem nós servimos. Podemos muito bem dizer: "Quem é suficiente para estas coisas?" Mas se Cristo foi para uma festa de casamento em Caná há certamente algo que os cristãos podem fazer em ocasiões semelhantes. Deixe-os apenas lembrar que, se eles vão quando seu mestre foi, eles devem ir em espírito de seu Mestre.

Aprendemos, por último, a partir destes versos, o poder todo-poderoso de nosso Senhor Jesus Cristo .Somos informados de um milagre que operou em festa de casamento, quando o vinho falhou. Por um simples ato de vontade Ele transformou a água em vinho, e assim fornecido a necessidade de todos os convidados.

A maneira pela qual o milagre foi trabalhado merece atenção especial. Não nos é dito de qualquer ação externa visível que precedeu ou acompanhou. Não é dito que Ele tocou os potes contendo água feita vinho. Não é dito que Ele ordenou a água para alterar as suas qualidades, ou que Ele orou ao Pai Celestial. Ele simplesmente quis a mudança, e aconteceu. Nós lemos de nenhum profeta ou apóstolo na Bíblia que nunca operou um milagre depois desta forma. Aquele que poderia fazer uma obra poderosa tal, de tal maneira, era nada menos que o próprio Deus.

É um pensamento confortável, que o mesmo poder onipotente da vontade que nosso Senhor aqui apresentada ainda é exercida em nome de Seu povo crente. Eles não têm necessidade de sua presença corporal para manter a sua causa. Eles não têm nenhuma razão para ser lançado para baixo, porque eles não podem vê-Lo com os olhos intercedendo por eles, ou tocá-lo com as mãos, para que possam se agarrar a ele para a segurança. Se ele "vontades" a sua salvação e do fornecimento diário de toda a sua necessidade espiritual, eles são tão seguros e bem previstas como se viu parado por eles. De Cristovontade é tão poderoso e eficaz de Cristo como escritura . A vontade daquele que poderia dizer ao Pai: "Eu vou que quem você deu-me estar comigo onde eu estou," é uma vontade que tem todo o poder no céu e terra, e deve prevalecer. (João 17:24).

Felizes são aqueles que, como os discípulos, crer nele por quem este milagre foi operado. A maior festa de casamento do que a de Cana um dia será realizada, quando o próprio Cristo será o noivo e os crentes será a noiva. A maior glória que um dia se manifestar, quando Jesus tomará para si o seu grande poder e reinará. Bem-aventurados os que estarão em dia que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro!(Apocalipse 19: 9)

fonte coment. biblico J.C RYLE 1858   www.avivamentonosul.blogspot.com