Translate this Page

Rating: 3.0/5 (867 votos)



ONLINE
11




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

profecia biblica bible profhecy
profecia biblica bible profhecy

                                              A Importância da Profecia Bíblica 

 

Profecia constitui quase um terço da Bíblia, sua importância é constantemente subestimado por aqueles que rejeitá-lo como não tendo qualquer significado prático ou por aqueles que se opõem a ele, alegando que é uma "moda" que leva os olhos das pessoas fora de Jesus.

Apocalipse 19:10 diz que "o testemunho de Jesus é o espírito de profecia". Assim, se a profecia é ensinado corretamente, não há nenhuma razão para ele para desviar a atenção de ninguém longe de Jesus. Na verdade, ele deve servir para enfatizar a centralidade de Jesus.

Profecia é prático? Considere que todos os escritores do Novo Testamento atestam o fato de que o estudo da profecia vai motivar uma vida santa. O que poderia ser mais prático do que isso?

Profecia não tem que ser caprichoso, de outro mundo, ou impraticável se ensinado corretamente. Também não tem que ser um playground para fanáticos. Ele pode e deve ser pastos verdes para os discípulos.

Razões para Estudo

1) Validador da Escritura - A profecia cumprida é um dos melhores que eu conheço evidências de que a Bíblia é a Palavra inspirada de Deus. A Bíblia contém centenas de profecias cumpridas seculares pertencentes a cidades, nações, impérios, e indivíduos. Jeremias predisse o cativeiro babilônico duraria 70 anos (Jeremias 25: 11-12). Isaías afirmou que os filhos de Israel seriam enviados para casa de Babilônia por um homem chamado Cyrus (Isaías 44:28; Esdras 1: 1). Daniel baseia a ordem precisa dos quatro grandes impérios gentios (Daniel 2 e 7). A destruição da Babilônia foi predito por uma série de profetas hebreus (Isaías 13).No Novo Testamento, Jesus predisse a destruição completa de Jerusalém 40 anos antes de ele realmente ocorreu (Lucas 21: 6).

2) Validação de Jesus - A Bíblia contém mais de 300 profecias sobre a primeira vinda de Jesus, todos os quais foram literalmente cumpridas (ver anexo 1). Cada aspecto da vida de Jesus foi profetizado - o lugar de seu nascimento, a natureza de seu nascimento, a qualidade de seu ministério, o objetivo de Sua vida, ea agonia de sua morte. Considere, por exemplo, a profecia do Salmo 22:16 que as mãos e os pés do Messias seria perfurado. Essa profecia foi escrito por David cerca de mil anos antes do nascimento de Jesus. Ele foi escrito 700 anos antes da invenção da crucificação como uma forma de execução. O cumprimento literal de tantas profecias na vida de um indivíduo transcende qualquer mera coincidência e serve para validar que Jesus era quem Ele disse que era - o divino Filho de Deus.

3) Revelador do Futuro - A profecia serve para nos dizer algumas coisas que Deus quer que nós sabemos sobre o futuro (Deuteronômio 29:29; Amós 3: 7). Deus não quer que a gente sabe tudo sobre o futuro, mas há algumas coisas que deve saber se estamos a ter uma esperança dinâmico. Assim, a profecia assegura-nos que Jesus está voltando, que Ele nos ressuscitará, e que Ele vai nos levar a viver para sempre com Ele e Deus Pai. A este respeito, Pedro compara profecia de "uma lâmpada que brilha em lugar escuro" (2 Pedro 1:19). Paul faz o mesmo ponto em 1 Coríntios capítulo 2. Ele começa por observar que os olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem tem a mente do homem, o que Deus tem preparado para aqueles que O amam. Mas no versículo seguinte Paulo diz essas coisas têm sido revelado a nós por Deus através de Seu Espírito (1 Coríntios 2: 9-10).

4) Ferramenta de Evangelismo - Profecia pode ser usado como uma ferramenta muito eficaz de evangelismo, como ilustrado na história de Filipe eo eunuco (Atos 8: 26ff). Philip usou de grande sofrimento cordeiro passagem de Isaías (Isaías 53) para ensinar que Jesus é o cordeiro que foi morto pelos pecados do mundo. Mateus e Pedro ambos usados ​​profecia cumprida na vida de Jesus como uma de suas ferramentas básicas evangelísticas. Na verdade, Pedro se refere à profecia constantemente em seu primeiro sermão do evangelho no dia de Pentecostes (Atos 2: 14-39). Ele pregou que Jesus havia sido crucificado e ressuscitado no cumprimento das profecias hebraicas.Mais tarde, Peter referida profecia cumprida como uma das maiores evidências de que Jesus era verdadeiramente o Filho de Deus (2 Pedro 1: 16-19).

5) Ferramenta de Moral Ensino - As pessoas muitas vezes ignoram o fato de que os profetas hebreus estavam diante escrutinadores bem como prognosticadores. De fato, os profetas passou a maior parte de seu tempo usando a Palavra de Deus para destacar problemas da sociedade. Eles chamavam seus ouvintes ao arrependimento, a verdadeira adoração, a justiça social, e santidade pessoal. Um dos grandes temas recorrentes dos profetas é que "a obediência é melhor do que sacrifício" (1 Samuel 15:22 e Oséias 6: 6). Essa afirmação significa que aos olhos de Deus, obediência aos Seus mandamentos é mais importante do que as práticas religiosas fora como a oferta de sacrifícios. Profecia é, portanto, um grande repositório de ensinamentos morais, e esses princípios morais são ainda relevantes hoje. (Veja Amos 5: 21-24; Miquéias 6:. 8; Isaías 58: 3-9)

6) Gerador de Crescimento Espiritual - conhecimento profético incentiva espera paciente (Tiago 5: 7 e 8); provoca observação sério (Mateus 24: 36,42); inspira trabalho dedicado (2 Timóteo 4: 7-8); e aumenta nossa esperança (Tito 2: 11-14). O resultado é uma vida santa.Paulo nos exorta a "comportar-se adequadamente como no dia", porque o tempo está à mão quando o Senhor voltará (Romanos 13: 12-13). Da mesma forma, Pedro nos chama a cingir nossas mentes, e sejamos sóbrios e santo como estamos ansiosos para a revelação de Jesus (1 Pedro 1: 13-15).

Conselhos e Counsel

Em 2 Timóteo 3: 16-17 Paulo escreve que tudo da Palavra de Deus é "útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça." Isso inclui palavra profética de Deus. Em 1 Tessalonicenses 5:20, o apóstolo Paulo defende com que tratemos profecia com respeito.

Pedro nos adverte em sua segunda epístola, que um dos sinais do fim dos tempos será a aparência de "escarnecedores", que vai lançar escárnio e ridículo sobre a promessa do retorno de nosso Senhor (2 Pedro 3: 3ff). A grande tragédia do nosso dia é que muitos dos escarnecedores mais altos são os líderes religiosos que professam seguir a Cristo. Tais líderes crucificado Jesus pela primeira vez Ele veio.Eles agora zombam Sua promessa de retornar.

Um bom exemplo do que eu estou falando é o "Seminário de Jesus", que vem operando nos últimos anos. É composto por quarenta Novo Testamento "estudiosos" a partir de uma grande variedade de seminários cristãos na América. O seminário tem se reunido a cada seis meses para votar as palavras de Jesus como registrado nos quatro evangelhos. Eles esperam produzir uma nova versão dos Evangelhos em que os ditos de Jesus serão codificados por cores: vermelho, se Ele disse que; rosa, se Ele pode ter dito isso; cinza, se Ele provavelmente não dizê-lo; e preto, se Ele definitivamente não disse isso.

Quando eles votaram nas palavras de Jesus a respeito de Sua Segunda Vinda, votaram que todas as palavras eram falsas e provavelmente tinha sido "fabricada" por seus discípulos. O que apostasia!

Alimento Espiritual

Palavra Profética de Deus é alimento para o nosso crescimento espiritual. Precisamos tirá-lo da prateleira. Precisamos de abri-lo e banquetear-se com ele, e precisamos fazê-lo com corações crentes.

O livro do Apocalipse promete bênçãos para aqueles que lê-lo (ou ouvi-lo ler) e que obedecem a ele (Apocalipse 1: 3). É o único livro da Bíblia para prometer uma bênção tão específico, mas a Palavra de Deus tudo é projetado para nos abençoar espiritualmente (Salmo 119), e que inclui a palavra profética.

Escrituras-chave sobre Profecia

Vamos concluir com um lembrete de que a própria Palavra de Deus diz sobre o valor da profecia. Desta forma, podemos ter a certeza que o esforço que gastar em olhar para as Escrituras proféticas haverá tempo extremamente bem gasto.

"As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as coisas que são reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre." (Deuteronômio 29:29)

"Certamente o Senhor Deus não faz nada, a não ser que Ele revela o seu segredo aos seus servos, os profetas." (Amós 3: 7)

"Eu sou Deus, e não há outro;... Eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim, que anuncio o fim desde o princípio e desde a antiguidade as coisas que não foram feitas falei; verdadeiramente trarei .. que passe que eu planejei isso, certamente eu o farei " (Isaías 46: 9-11)

"[Jesus disse] 'Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para abolir, mas cumprir." (Mateus 5:17)

"[Jesus] disse-lhes:" São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco, que todas as coisas que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos deve ser cumprida. '" (Lucas 24:44)

"É Ele [Jesus] todos os profetas dão testemunho de que em Seu nome todo aquele que nele crê recebe o perdão dos pecados." (Atos 10:43)

"Os profetas que profetizaram da graça que viriam a que você fez cuidadosa pesquisa e investigação, procurando saber o que pessoa ou tempo o Espírito de Cristo dentro deles estava indicando como Ele predisse os sofrimentos de Cristo e as glórias a seguir." (1 Pedro 1: 10-11)

"Mas saiba disso antes de tudo, que nenhuma profecia da Escritura é uma questão da própria interpretação, pois nenhuma profecia nunca foi produzida por um ato de vontade humana, mas homens movidos pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus." (2 Pedro 1 : 20-21)

"O testemunho de Jesus é o espírito de profecia." (Apocalipse 19:10)

 

 

 

Os gentios em Profecia 
Passado Glória ou Império futuro?

 


Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios secompletem. "(Lucas 21:24)

Embora as Escrituras concentrar-tratos de Deus com seu povo escolhido, os judeus, os não judeus (conhecido na Bíblia como os gentios), não são ignorados - como a citação acima de Jesus demonstra. 

A Bíblia ensina que Deus escolheu o povo judeu para servir como testemunhas de Sua glória (Isaías 41: 10-12). Ele também escolheu para servir como um canal de Suas bênçãos para o mundo (Gênesis 12: 1-3). 

Através dos judeus, Deus se revelou e Sua Lei. E através dos profetas judeus, Ele apontou a Humanidade para a vinda do Messias (1 Pedro 1: 10-12).

O foco muda

Deus não começar a usar os gentios como um veículo de Seus propósitos na história até que seu povo escolhido virou as costas para ele e deu-se aos ídolos humanos. Naquele momento, Deus começou a trabalhar com os judeus e os gentios para realizar Seu plano de redenção. 

Seu primeiro passo foi trazer julgamento sobre os judeus por sua idolatria. Ele fez isso, permitindo que eles sejam levados para o exílio pelos babilônios. 

Foi durante este exílio (605-536 aC), que Deus revelou a Seu profeta Daniel que ele tinha um plano para usar as nações dos gentios para ajudar a alcançar os seus propósitos na história.  
 

 Um sonho profético

Daniel foi um dos exilados judeus. Ele chamou a atenção dos líderes babilônicos através de sua capacidade de interpretar sonhos. Ele foi chamado para interpretar um sonho perturbador que Deus deu ao rei da Babilônia, Nabucodonosor. 

 

 

O rei viu uma enorme estátua de um homem em seu sonho. A imagem foi feita de uma sucessão de metais. Ele tinha uma cabeça de ouro, uma de prata no peito, coxas de bronze, e pernas de ferro. Ele repousava sobre uma base precária - pés de ferro misturado com barro. 

Como Nabucodonosor olhava para a estátua, admirando sua beleza, os pés foram subitamente atingido por uma pedra sobrenatural ("a pedra cortada sem mãos"). A estátua em colapso, ea pedra expandiu-se rapidamente em uma montanha que tomou conta de todo o mundo (Daniel 2: 31-35). 

Daniel explicou que o sonho tratou do futuro e estendia-se até os "últimos dias" (Daniel 2:28). Ele ressaltou que a cabeça de ouro era o representante do império babilônico. Ele seria sucedido por um outro império representado pelo peito de prata, e seria, por sua vez, ser derrubado por um outro império simbolizado pelas coxas de bronze. O quarto império da série foi representado pelas pernas de ferro (Daniel 2: 36-40). 

Mais tarde, Deus revelou a Daniel que o império que se seguiria a Babilônia seria o Medo persa que, por sua vez, seria derrubado pelos gregos, sob Alexandre, o Grande (Daniel 8: 1-8, 20-21). O império simbolizado pelas pernas de ferro nunca foi especificamente identificados, mas sabemos pela história que era o Império Romano, que eventualmente dividido em duas partes, a oriental e ocidental Empires. 

 A Profético Gap

A profecia evidentemente contém um intervalo de tempo porque não há nada na história que corresponde ao império representado pelos pés de ferro misturado com argila. 

Em sonhos e visões subseqüentes, o Senhor revelou a Daniel que este reino de ferro misturado com barro seria uma confederação de dez nações (Daniel 7:24). Esta confederação surgiria para fora do território do império de ferro - o Império Romano (Daniel 7: 7-8). Daniel também foi mostrado que esta confederação europeia reviveu serviria de base para a construção do último grande império mundial Gentile - ou seja, o império do Anticristo (Daniel 7: 8,24-26; 8: 19-27). 

Outra evidência de um intervalo de tempo é encontrada no fato de que a história deixa de mostrar um dez nação confederação europeia expandindo em um império mundial e, em seguida, serem subitamente destruída por uma intervenção sobrenatural de Deus. Nem tem um reino de Deus englobava todo o mundo, apresentando as nações à regra do Messias (Daniel 2: 41-45; 7: 13-14,27). 

 A visão profética

Fortyeight anos após o sonho de Nabucodonosor, o Senhor deu a Daniel uma visão da mesma sucessão de impérios gentios. No entanto, em vez de uma estátua de um homem glorioso, Daniel viu uma série de feras vorazes que devoram uns aos outros. 

A primeira besta, representando Babilônia, era um leão que tinha asas como uma águia. O segundo, um símbolo do Medo Pérsia, era um urso levantou-se em um lado. Em seguida veio um leopardo com asas como um pássaro, representando a rápida conquista de Alexandre, o Grande, que construiu o império grego. O quarto animal era "terrível e assustador e extremamente forte; e tinha grandes dentes de ferro "(Daniel 7: 7). Ele também tinha dez chifres (Daniel 7: 7). Os dentes de ferro da besta se relacionam com as pernas de ferro da estátua de Nabucodonosor, e por isso representa o Império Romano. 

Enquanto Daniel estava observando a quarta besta ", um pequeno chifre" que representa o Anticristo cresceu a partir da cabeça do animal. Ele subjugou três dos outros chifres e, em seguida, assumiu o resto dos chifres. Em seguida, ele rapidamente "devorou ​​toda a terra" (Daniel 7: 23-25). Mas, depois de três anos e meio, ele foi julgado e "destruído para sempre" (Daniel 7:26). 

É óbvio que os pés e dez dedos da estátua de Nabucodonosor correspondem aos dez chifres da visão de Daniel. Ambos representam uma coligação de dez reinos que servirão de base a partir da qual o Anticristo conquistar o mundo. 

Por duas apresentações da mesma sucessão de impérios? O sonho de Nabucodonosor apresenta a profecia do ponto de vista do homem, olhando para os impérios como belas e gloriosas. A visão de Daniel vê os reinos do ponto de vista de Deus - como uma sucessão de feras que são cruéis e implacáveis. 

Em ambos os casos, o império final de Gentile do Anticristo é subitamente destruída sobrenaturalmente, pondo fim que Jesus se referiu como "os tempos dos gentios" (Lucas 21:24). 

 A expectativa Profética

 Os "tempos dos gentios" começou com Nabucodonosor. Eles continuam a este dia, e eles não vão acabar até a segunda vinda de Jesus. 

A glória cruel dos impérios gentios foi suspensa temporariamente quando o Império Romano dividir e depois entrou em colapso. Nesse ponto a comunidade internacional reorganizado em Estados-nação. 

Desde essa altura tem havido muitas tentativas para reconstruir um grande império mundo gentio, os três mais notável é o Sacro Império Romano (o Primeiro Reich), o Império Francês de Napoleão, e do Terceiro Reich de Hitler. No entanto, tudo isso ficou aquém. 

Mas a glória não é tudo passado. O maior império Gentile ainda está no futuro. Será o império do Anticristo. 

Isso é o que toda a conversa sobre uma "Nova Ordem Mundial" é sobre. Satanás está se aglutinando um império Gentile grande novo mundo. Seu núcleo está sendo fornecida através da reunificação da Europa. 

Em pouco tempo, alguma personalidade política dinâmico, carismático vão surgir na Europa, que parece ter as respostas para todos os problemas do mundo. Europa unirá atrás dele, e ele, então, se aventurar para construir uma nova ordem mundial, usando tanto engano e vigor (Daniel 11: 36-45 e Apocalipse 6: 1-6). 

O império última Gentile unirá o mundo politicamente, socialmente, economicamente e espiritualmente. Cada nação será incluído (Apocalipse 13: 7). O Anticristo será assistida por um falso profeta que vai reunir as religiões do mundo em uma amalgamado, apóstata super-igreja que vai adorar o Anticristo (Apocalipse 13: 11-18). 

No final de sete anos de tribulação sem precedentes sobre a terra, Deus derramará Sua ira sobre este último império Gentile. A sua esmagadora destruição pelo fogo terá lugar em uma hora (Apocalipse 18). 

Foi quando Jesus voltará para configurar uma nova ordem mundial - a ordem do mundo perfeito. Ele reinará a partir de Mt.Sião em Jerusalém com uma vara de ferro, eo mundo será inundado com a paz, a justiça ea justiça como as águas cobrem o mar (Isaías 11: 9 e Habacuque 2:14). 

 Urgência Profética

Os "tempos dos gentios" estão rapidamente chegando ao fim.Jesus disse que os dias finais deste período seria marcado pela libertação de Jerusalém do controle Gentile (Lucas 21:24). Esse evento glorioso aconteceu no dia 07 de junho de 1967, quando os judeus reconquistaram a cidade de Jerusalém pela primeira vez em 1897 anos. 

A Igreja pode não ter entendido o significado deste evento, mas os judeus ortodoxos certamente o fez. Rabino Shlomo Goren, o rabino-chefe do Exército israelense em 1967, correu para o Muro das Lamentações, soprou um shofar, e proclamaram solenemente "o início da Era Messiânica!" 

Os judeus ortodoxos conhecem as profecias do Antigo Testamento, e essas profecias dizem que os judeus estará de volta na terra de Israel ea cidade de Jerusalém, quando o Messias vier (Ezequiel 37 e Zacarias 12). 

 Um Aviso

 Não se deixe enganar por toda a conversa sobre uma "Nova Ordem Mundial". É a velha ordem mundial vestidos em roupas novas. 

Satanás está reunindo uma última império Gentile em todo o mundo em sua tentativa fútil de frustrar o plano mestre de Deus. A maioria do mundo serão enganados em acreditar que este "Nova Ordem Mundial" produzirá uma utopia na terra. Ele vai criar, em vez disso, um inferno. 

A "Nova Ordem Mundial" está fadado ao fracasso, pois ela será baseada na sabedoria do homem. Ore para a vinda da ordem do mundo perfeito que Jesus irá estabelecer quando Ele voltar.Ela será baseada na Palavra de Deus.

vejam www.avivamentonosul.blogspot.com

fonte www.raptureready.com