Translate this Page

Rating: 3.0/5 (902 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


JOHN KANOX
JOHN KANOX

                                   John Knox


John Knox é considerado o maior reformador na história da Escócia. O local ea data exata de seu nascimento não se sabe com certeza, mas é geralmente aceite para ser Giffordgate, 16 milhas a leste de Edimburgo, em 1513 a 1514 Knox morre em Edimburgo, em 24 de novembro de 1572 Seu pai era William Knox, que lutou na batalha de Flodden, e sua mãe era uma mulher culta chamado Sinclair. John Knox é o autor de "A História da Reforma na Escócia", e Knox também foi um fator importante para a publicação da "Bíblia da Reforma Protestante", a Bíblia de Genebra 1560 .

OS PRIMEIROS ANOS DE JOHN KNOX

O nome "John Knox" é registrado pela primeira vez entre os registros da Universidade de Glasgow, onde Knox matriculados em 1522 Lá, ele afirma ter estudado com John Major, um dos maiores estudiosos de seu tempo. Maior estava em Glasgow em 1522 e em St. Andrews em 1531 quanto tempo John Knox permaneceu na faculdade é incerto. Ele foi ordenado sacerdote em algum momento antes de 1540, quando o seu estatuto como um padre é mencionado pela primeira vez.

CONVERSÃO DE JOHN KNOX AO PROTESTANTISMO

John Knox primeiro professou publicamente a fé protestante sobre o fim de 1545 sua mente tinha com toda a probabilidade foi direcionado para que a fé por algum tempo antes da mudança foi declarado. O instrumento imediato da sua conversão real foi provavelmente George Wishart, que, após um período de exílio, retornou ao seu país natal em 1544, alguns se percam, dentro de dois anos, na fogueira, como o último e mais ilustre das vítimas do Cardeal Beaton. Entre outros lugares onde pregou as doutrinas Reformadas Wishart vieram a East Lothian em dezembro de 1545, e lá ele fez conhecido de Knox.

John Knox foi chamado pela primeira vez para o ministério protestante em St. Andrews, que era toda a sua vida intimamente associada com a carreira do Reformador. Não parece ter havido nenhuma ordenação regular. Claro, ele já tinha sido ordenado padre na Igreja de Roma. Um relato detalhado de todos os procedimentos relacionados com a sua chamada para o ministério, juntamente com um relatório do primeiro sermão que proferiu em St. Andrews, serão encontrados no livro mais famoso de Konx, "A História da Reforma na Escócia".

CONFINAMENTO DE KNOX NO COZINHAS FRANCESA.

Enquanto residente no castelo de St. Andrews, uma fortaleza e refúgio para muitos protestantes, em julho de 1547, o castelo foi tomado por forças externas e John Knox se tornou uma galera-escravo francês por 19 meses. Lá ele experimentou dificuldades e misérias que se diz ter permanentemente ferido sua saúde.

Em seu lançamento, que ocorreu no início de 1549, através da intervenção, aparentemente, do governo Inglês, Knox descobriu que, no estado actual do país, que poderia ser de pouca utilidade em sua amada Escócia. Por quase 10 anos, ele se submeteu a um exílio voluntário, como muitos a mais digna de seus compatriotas naqueles tempos angustiosos. Todos esses anos, no entanto, ele se dedicou a trabalhos ministeriais em conexão com a Igreja Reformada. Seu dever foi fornecido por ele na Inglaterra, pelo espaço de cerca de cinco anos como ministro da Igreja Inglês.

AS VIAGENS DE JOHN KNOX

Da Inglaterra, após a morte de Edward, Knox procedeu ao continente, viajando por um tempo de lugar para lugar, de alguma incerteza. Em setembro 1554, quando morava em Genebra, ele aceitou, de acordo com o conselho de Calvin uma chamada para a Igreja Inglês em Frankfurt. Aqui controvérsia relacionada com paramentos, cerimônias e do uso do livro de orações Inglês conheceu Mais tarde, ele retornou a Genebra, onde foi convidado para se tornar ministro do refugiado Inglês congregação. Em agosto de 1555, Knox partiu para a Escócia, onde permaneceu por nove meses pregando doutrina evangélica em várias partes do país, e persuadir aqueles que favoreceram a Reforma cessar de participação em massa, e para unir-se a si mesmo na celebração da Ceia do Senhor de acordo com um ritual reformada.

Em maio de 1556, ele foi citado a comparecer perante a hierarquia em Edimburgo, e ele respondeu corajosamente para a convocação; mas os bispos descobriu que não oportuno prosseguir com o julgamento. Em julho uma chamada urgente de sua congregação, em Genebra, junto, provavelmente, com o desejo de impedir a renovação de perseguição, na Escócia, o levou a retomar o ministério de Genebra.Seu casamento com Marjorie Bowes, filha de Richard Bowes, capitão de Norham Castle, tinha, entretanto ocorrido, e sua esposa, juntamente com sua mãe acompanhou-o até Genebra, onde chegaram em setembro.

A igreja em que ele pregava lá (chamado de Eglise de Notre Dame la Neuve) tinha sido concedida, a solicitação de Calvino, para o uso do Inglês e italiano congregações pelas autoridades municipais. A vida de Knox em Genebra foi ocupado. Além de pregação e clerical trabalho acrescentou uma grande correspondência; e ele estava constantemente envolvido em obra literária. Suas publicações em Genebra incluiu sua Primeira Explosão Against the Monstrous Estado de Mulheres; e seu tratado longo e elaborado sobre a predestinação publicado 1560 foi composta em Genebra.

DE KNOX "HISTÓRIA DA REFORMA NA ESCÓCIA"

A vida de Knox desde o tempo de seu retorno à Escócia em 1559 é uma parte da história de seu país.Quando a religião Reformada Protestante foi formalmente ratificada por lei na Escócia, em 1560, foi nomeado ministro da Igreja de St. Giles, em seguida, a igreja principal de Edimburgo. Foi neste momento, na plenitude dos seus poderes, como se manifesta abundantemente no estilo de sua "História da Reforma", uma obra que parece ter sido iniciada cerca de 1559, e concluída no decorrer do próximo seis ou sete ano."História" de Knox, que às vezes áspero e até mesmo grosseiro na linguagem, é escrito com uma força e vigor não superada por qualquer um de seus outros escritos, de tudo o que se possa dizer que tudo o que os seus defeitos, que são obras de verdadeiro gênio, e bem digno em seu caráter do grande líder e estadista quem os escreveu.

fonte greatsite.com

A VIDA PESSOAL DE JOHN KNOX

No início de seu trabalho como ministro de Edimburgo, John Knox teve a infelicidade de perder a sua bem-amada e útil jovem esposa. Ela deixou dois filhos, um dos quais, Natanael, morreu em Cambridge em 1580; o outro, Eleazer, tornou-se vigário de Clacton Magna no archdeaconry de Colchester e morreu em 1591 Em 1564, Knox fez um segundo casamento, que foi muito falado na época porque a noiva estava conectado remotamente com a família real. Ainda mais, o casamento recebe muita atenção porque John Knox foi de 50, enquanto ela era uma donzela de dezessete anos! A jovem foi Margaret Stewart, filha de Andrew, Senhor Stewart de Ochiltree. Ela deu à luz Knox três filhas, das quais a mais nova, Elizabeth, tornou-se a esposa do famoso John Welsh, ministro de Ayr.

Neste momento, o Reformer viveu uma vida muito trabalhosa. Knox foi muito absortos com os assuntos públicos da Igreja nacional, e ao mesmo tempo dedicado ao seu trabalho como ministro da paróquia, para não falar de sua contínua e, talvez, em sua posição, controvérsias inevitáveis, mais ou menos pessoal, com as facções eclesiásticas e políticas do dia, o que ele considerava inimigos de seu país. Ele foi, no entanto, não sem prazeres sociais e familiares, ele tinha uma boa casa, que foi fornecido e mantidos em reparação pelo município. Outra casa em Edimburgo, ainda preservada, com poucas alterações e conhecida desde o século XVIII, a mais recente como "a casa de John Knox," pode ter sido ocupada por ele em direção ao fim de sua vida. Knox viveu nas relações com a bondade de seus vizinhos, muitos dos quais, em cada categoria, estavam entre seus amigos íntimos.

FLECIMENTO DE JOHN KNOX

A maior prova do valor de um homem não sem falhas foi pronunciado em seu túmulo no cemitério da igreja de St. Giles pelo conde de Mortoun, o regente da Escócia, na presença de um imenso cortejo fúnebre, que tinha seguido o corpo seu último lugar de descanso: "Aqui lyeth um homem que em sua vida nunca temeu o rosto do homem, que tem sido muitas vezes ameaçada com a adaga, mas ainda vos terminou seus dayes em paz e honra."

Fonte greatsite.com