Translate this Page

Rating: 3.0/5 (905 votos)



ONLINE
5




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


a tentação de Jesus e os primeiros discipulos MT 4
a tentação de Jesus e os primeiros discipulos MT 4

                                         Mateus 4: 1-11 tentação de Jesus

 

 

Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. , Tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. O tentador aproximou e disse-lhe: "Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães."

Mas ele respondeu: "Está escrito: 'O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra que procede da boca de Deus'".

Então o Diabo o levou à cidade santa. Ele colocou sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: "Se és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo, porque está escrito: 'Ele vai Aos seus anjos ordenará a teu respeito.' e, 'On suas mãos eles te sustentarão, de modo que você não tropeces em alguma pedra. "

Jesus disse-lhe: "Mais uma vez, está escrito: 'Não tentarás o Senhor, teu Deus."

Novamente, o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, ea glória deles. Ele disse-lhe: "Vou dar-lhe todas essas coisas, se você vai cair prostrado, me adorares."

Então Jesus lhe disse: "Para trás de mim, Satanás! Pois está escrito: 'Você deve adorar o Senhor teu Deus, e só a ele servirás.'"

Então o diabo o deixou, e eis que vieram os anjos eo serviram.

O primeiro evento no ministério de nosso Senhor que Mateus registra depois de Seu batismo, é a Sua tentação. Este é um assunto profundo e misterioso. Há muito da história dele que não podemos explicar. Mas não mentir sobre a face da história aulas práticas simples, a que devemos fazer bem para tomar cuidado.

Vamos aprender em primeiro lugar , o que é um verdadeiro inimigo e poderoso que temos no diabo. Ele não tem medo de assalto até mesmo o próprio Senhor Jesus. Três vezes ele ataca o próprio Filho de Deus. Nosso Salvador foi "tentado pelo diabo."Foi o diabo que trouxe o pecado ao mundo no início. Este é aquele que afligia Job, enganou David, e deu a Pedro uma queda pesada. Este é aquele a quem a Bíblia chama de "assassino", um "mentiroso", e um "leão que ruge". Este é aquele cuja inimizade para as nossas almas nunca cochila e nunca dorme. Este é ele, que há cerca de 6.000 anos tem vindo a trabalhar em um trabalho - para arruinar homens e mulheres, e atraí-los para o inferno. Este é aquele cuja astúcia e sutileza passar o entendimento do homem, e que muitas vezes aparece como "um anjo de luz."

Vamos todos assistir e orar diariamente contra os seus dispositivos. Não há pior inimigo do que um inimigo que nunca é visto e nunca morre, quem está perto de nós onde quer que vivamos, e vai conosco onde quer que vamos. Não menos importante, vamos tomar cuidado com que leviandade e brincando sobre o diabo, que é tão infeliz comum. Lembremo-nos todos os dias, que, se queremos ser salvos, devemos não só crucificar a carne, e vencem o mundo, mas também "resistir ao diabo."

Vamos aprender no próximo lugar, que não devemos contar tentação uma coisa estranha. "O discípulo não é maior do que o seu mestre, nem o servo que o seu senhor." Se Satanás veio a Cristo, ele virá também para os cristãos.

Seria bom para todos os crentes, se eles iriam se lembrar disso. Eles são muito propensos a esquecer isso. Eles costumam encontrar os maus pensamentos que surgem dentro de suas mentes, que eles podem realmente dizer que eles odeiam. Dúvidas, perguntas e imaginações pecaminosas são sugeridas para eles, contra os quais as suas inteiras homem interior revoltas. Mas não essas coisas destruir a sua paz, e roubar-lhes os seus confortos. Lembrem-se de que há um demônio, e não ser surpreendido ao encontrá-lo perto deles. Para ser tentado é em si mesmo nenhum pecado. Ele está a ceder à tentação, e dando-lhe um lugar em nossos corações, que devemos temer.

Vamos aprender no próximo lugar, que a principal arma que devemos usar em resistir a Satanás é a Bíblia. Por três vezes o grande inimigo oferecido tentações ao nosso Senhor. Três vezes sua oferta foi recusada, com um texto da Escritura como a razão, "está escrito".

Aqui é uma entre muitas razões, por que devemos ser diligentes leitores de nossas Bíblias. A Palavra é a espada do Espírito. Nós nunca deve lutar o bom combate, se não usá-lo como nossa principal arma. A Palavra é a lâmpada para nossos pés. Nós nunca deve manter o caminho do Rei para o céu, se não o fizermos jornada por sua luz. Pode muito bem ser temido, que não é suficiente a leitura da Bíblia entre nós. Não é suficiente ter o livro. Devemos realmente lê-lo, e orem sobre ele se estabeleceu. Ele nos fará nenhum bem, se ele só ainda está em nossas casas. Temos de ser realmente familiarizado com seu conteúdo, e têm seus textos armazenados em nossas memórias e mentes. Conhecimento da Bíblia nunca vem por intuição. Ela só pode ser obtido por diligente, regular, e atencioso, leitura de vigília diária. Será que rancor o tempo ea dificuldade isso vai nos custar? Se o fizermos, não estamos ainda apto para o reino de Deus.

Vamos aprender em último lugar, o que é um Salvador simpatizante do Senhor Jesus Cristo é. "Em que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados." (Heb. 2:18).

A simpatia de Jesus é uma verdade que deve ser particularmente caro a todos os crentes. Eles vão encontrar nele uma mina de forte consolação. Eles nunca devem esquecer que eles têm uma poderosa amigo no céu, que se sente por eles em todas as suas tentações, e pode entrar em todas as suas angústias espirituais. Eles estão sempre tentado por Satanás a desconfiar cuidado de Deus e bondade? Assim foi Jesus. Eles estão sempre tentados a abusar da misericórdia de Deus, e correr para o perigo sem mandado? Assim também era Jesus. Eles estão sempre tentados a cometer algum um grande pecado particular por causa de alguma grande vantagem aparente? Assim também era Jesus. Eles estão sempre tentados a ouvir alguma má aplicação da Escritura, como uma desculpa para fazer de errado? Assim também era Jesus. Ele é apenas o Salvador que um povo tentado necessita. Deixe-os fugir para Ele por ajuda, e se espalhou diante Dele todas as suas angústias. Eles vão encontrar o seu ouvido sempre pronto a ouvir, e Seu coração sempre pronto para sentir Ele pode entender suas tristezas.

Que todos nós sabemos o valor de um Salvador simpatizante pela experiência! Não há nada a ser comparado a ele neste mundo frio e traiçoeiro. Aqueles que buscam a sua felicidade em apenas nesta vida, e desprezar a religião da Bíblia, não tem idéia do que conforto verdade que eles estão faltando.

 

                                  Mateus 4: 12-25 primeiros discispulos

    

Agora, quando Jesus ouviu que João fora entregue, retirou-se para a Galiléia. Deixando Nazaré, foi viver em Cafarnaum, que está junto ao mar, na região de Zabulão e Neftali, para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, dizendo: "A terra de Zabulon ea terra de Neftali, para o mar, além do Jordão, a Galiléia dos gentios, o povo que estava sentado em trevas viu uma grande luz, aos que estavam sentados na região da sombra da morte, a estes a luz raiou. "

A partir desse momento, Jesus começou a pregar, ea dizer: "Arrependei-vos! Para o reino dos céus está próximo."

Andando junto ao mar da Galiléia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar;pois eram pescadores. Ele disse-lhes: "Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens".

Eles imediatamente deixaram as suas redes eo seguiram. Passando mais adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, num barco com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Ele os chamou. Eles, deixando imediatamente o barco e seu pai, seguiram-no.

Jesus andou em toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo. O relatório sobre ele correu por toda a Síria. Eles trouxeram-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias doenças e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos; e ele os curou. Grandes multidões da Galiléia, Decápolis, Jerusalém, Judéia e de além do Jordão.

Temos nestes versículos o início do ministério de nosso Senhor entre os homens. Ele entra em seus trabalhos entre um povo escuras e ignorantes. Ele escolhe os homens para serem seus companheiros e discípulos. Ele confirma seu ministério por meio de milagres, que despertam a atenção de "toda a Síria", e atraem multidões para ouvi-Lo.

Deixe-nos notar a maneira pela qual nosso Senhor iniciou Seu grande trabalho. "Ele começou a pregar." Não há escritório tão honroso como a do pregador. Não há trabalho tão importante para as almas dos homens. É um escritório que o Filho de Deus não tinha vergonha de assumir. É um cargo para o qual Ele designou Seus doze apóstolos. É um cargo para o qual Paulo em sua velhice especialmente direciona a atenção de Timóteo. Ele o acusa de quase o último suspiro de "pregar a palavra." É o meio que Deus tem sido sempre a satisfação de usar acima de qualquer outro, para a conversão e edificação das almas. Os dias mais brilhantes da Igreja têm sido aqueles em que a pregação tem sido honrado. Os dias mais negros da Igreja têm sido aqueles quando tiver sido desprezados. Vamos honrar os sacramentos e orações públicas da Igreja, e reverentemente usá-los. Mas vamos tomar cuidado para que não colocá-los acima pregação.

Notemos a primeira doutrina que o Senhor Jesus proclamou ao mundo. Ele começou a dizer "se arrepender!" A necessidade de arrependimento é uma das grandes fundações, que se encontram na parte inferior do cristianismo. Ele precisa ser pressionado sobre toda a humanidade, sem exceção. Alto ou baixo, ricos ou pobres, todos pecaram e são culpados diante de Deus; e todos devem se arrepender e ser convertido, se eles seriam salvos. E o verdadeiro arrependimento é não importa luz. É uma mudança completa de coração sobre o pecado, uma mudança mostrando-se em piedosa tristeza e humilhação - na confissão sincera diante do trono da graça - em uma ruptura completa fora de hábitos pecaminosos, e um ódio permanente de todo o pecado. Tal arrependimento é o companheiro inseparável da fé salvadora em Cristo. Vamos prêmio a doutrina altamente. É da maior importância. Nenhuma doutrina cristã pode ser chamado de som, que não constantemente antecipar "arrependimento para com Deus ea fé em nosso Senhor Jesus Cristo." (Atos 20:21).

Notemos a classe de homens a quem o Senhor Jesus escolheu para serem seus discípulos. Eles eram da classificação mais pobres e mais humildes na vida. Pedro, e André, Tiago e João, eram todos "pescadores".

A religião de nosso Senhor Jesus Cristo não foi destinado para os ricos e aprendeu sozinho. Foi destinado para todo o mundo - ea maioria de todos o mundo será sempre o pobre. Pobreza e ignorância de livros excluídos milhares de conhecimento dos filósofos presunçosos do mundo pagão. Eles excluir ninguém do lugar mais alto no serviço de Cristo. É um homem humilde? Será que ele sente seus pecados? Ele está disposto a ouvir a voz de Cristo e segui-Lo? Se isto é assim, ele pode ser o mais pobre dos pobres, mas ele deve ser encontrado tão alto quanto qualquer outra no reino dos céus. Intelecto e dinheiro não valem nada sem a graça.

A religião de Cristo deve ter sido do céu, ou ele nunca poderia ter prosperado e espalhou a terra como tem feito. Inútil infiéis para tentar responder a este argumento. Ele não pode ser respondida. Uma religião que não bajular os ricos, os grandes, e os eruditos - uma religião que não ofereceu nenhuma licença para as inclinações carnais do coração do homem - uma religião cujo primeiro professores eram pescadores pobres, sem riqueza, posição, ou power-- tal religião nunca poderia ter virado o mundo de cabeça para baixo, se não tivesse sido de Deus. Olhe para os imperadores romanos e os sacerdotes pagãos com seus templos esplêndidos de um lado! Olhe para alguns homens que trabalham iletrados com o Evangelho no outro! Foram lá sempre duas partes, de modo desigual combinado? No entanto, o fraco provou forte, ea forte provou fraco. Paganismo caiu, eo cristianismo tomou o seu lugar. O cristianismo deve ser de Deus.

Notemos no último lugar o caráter geral dos milagres pelo qual nosso Senhor confirmou sua missão. Aqui nos é dito deles na massa. A partir de agora vamos ler muitos deles descrito particularmente. E qual é o seu personagem? Eles eram milagres de misericórdia e bondade. Nosso Senhor "passou fazendo o bem."

Esses milagres são destinadas a nos ensinar o poder de nosso Senhor. Aquele que poderia curar pessoas doentes com um toque, e expulsar demônios com uma palavra, é "capaz de salvar perfeitamente os que se aproximam de Deus por meio dele." Ele é todo-poderoso.

Esses milagres são feitos para serem tipos e emblemas de habilidade de nosso Senhor como um médico espiritual. Ele diante do qual nenhuma doença física mostrou incurável, é poderoso para curar todos os males de nossa alma. Não há coração partido que Ele não possa curar. Não há nenhuma ferida de consciência que Ele não possa curar. Caído, esmagado, ferido, como todos nós somos pelo pecado atingidas pela praga, Jesus pelo Seu sangue e Espírito pode fazer-nos todo. Só vamos ter com Ele.

Esses milagres não menos destinam-se a mostrar-nos o coração de Cristo. Ele é um Salvador mais compassivo. Ele rejeitou ninguém que veio a Ele. Ele se recusou ninguém, no entanto repugnante e doente. Ele tinha ouvidos para ouvir tudo, e uma mão para ajudar a todos, e um coração para sentir por todas. Não há bondade como a dele. Suas misericórdias não têm fim.

Que todos nós nos lembramos que Jesus é "o mesmo ontem, hoje e para sempre!" Alta no céu à mão direita de Deus, Ele não está no menos alteradas. Ele é tão capaz de salvar, tão disposto a receber, assim como pronto para ajudar, como Ele o foi há 1800 anos. Teríamos espalhar nossas necessidades diante Dele então? Vamos fazer o mesmo agora. Ele pode "curar todas as doenças e enfermidades."

        fonte www.avivamentonosul.blogspot.com