Translate this Page

Rating: 3.0/5 (907 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


Jesus é o pão da vida JO 6.22-59
Jesus é o pão da vida JO 6.22-59

                                                            João 6: 22-27

                             Discurso de Jesus sobre o pão da vida

No dia seguinte, a multidão que permaneceu no outro lado do lago percebeu que apenas um pequeno barco tinha estado lá, e que Jesus não tinha embarcado com os seus discípulos, mas que os seus discípulos tinham ido sozinhos. Mas alguns barcos de Tiberíades chegaram à costa, perto do lugar onde comeram o pão depois de o Senhor ter dado graças. Então, quando a multidão percebeu que nem Jesus nem os seus discípulos estavam ali, entrou nos barcos e foram para Cafarnaum à procura de Jesus.

Quando o encontraram do outro lado do lago, perguntaram-lhe: "Rabi, quando chegaste aqui?" Jesus respondeu: "Digo-lhes a verdade solene, você está olhando para mim não porque vistes sinais miraculosos, mas porque comeram todos os pães que você queria. Não trabalho para o alimento que desaparece, mas pelo alimento que permanece para a vida eterna. - o alimento que o Filho do Homem vos dará Por Deus, o Pai colocou o seu selo de aprovação sobre ele ".

Devemos marcar primeiro, nesta passagem, que o conhecimento do coração do homem, nosso Senhor Jesus Cristo possui. Nós vemos expor os falsos motivos daqueles que O seguiam por causa dos pães e dos peixes. Eles o seguiram em frente ao lago da Galiléia. Eles pareciam à primeira vista pronto para crer nEle, e não Lhe honra. Mas Ele sabia que as molas internas de sua conduta, e não foi enganado."Você me procurar", disse Ele, "não porque vistes sinais, mas porque comestes dos pães, e se fartaram."

O Senhor Jesus, nós nunca devemos esquecer, ainda é o mesmo. Ele nunca muda. Ele lê os motivos secretos de todos os que professam e chamar-se cristãos. Ele sabe exatamente por que eles fazem tudo que eles fazem em sua religião. As razões pelas quais eles vão para a Igreja, e por que eles recebem o sacramento - por que eles assistem orações familiares, e por que eles santificar o domingo - todos estão nuas e patentes aos olhos do grande Cabeça da Igreja. Por Ele são pesadas as ações, bem como visto."O homem vê o exterior, porém o Senhor olha para o coração." (1 Sam. 16: 7.)

Vamos ser real, verdadeiro, sincero e em nossa religião , tudo aquilo que somos. O pecado da hipocrisia é muito grande, mas a sua loucura é ainda maior. Não é difícil de enganar ministros, parentes e amigos. Um pouco profissão exterior decente, muitas vezes, percorrer um longo caminho. Mas é impossível enganar Cristo. "Seus olhos são como chama de fogo". (Apocalipse 01:14). Ele nos vê através de e. Felizes são aqueles que podem dizer - ". Tu, Senhor, que sabe todas as coisas, saiba que nós amamos você" (João 21:17).

Devemos assinalar, em segundo lugar, nesta passagem, o que Cristo proíbe. Ele disse às multidões que O seguiam tão diligentemente para pães e dos peixes, "para não trabalhar pela comida que perece." Foi um provérbio notável, e exige explicação.

Nosso Senhor, podemos ter certeza, não tive a intenção de incentivar a ociosidade. Seria um grande erro supor que este trabalho duro foi nomeado o lote de Adão no Paraíso. Trabalho foi ordenado para ser a ocupação do homem após a queda. Trabalho é honroso em todos os homens. Ninguém precisa ter vergonha de pertencer a "classes trabalhadoras". Nosso próprio Senhor trabalhou na oficina de carpinteiro em Nazaré. Paul forjado como uma tenda-maker com suas próprias mãos.

O que nosso Senhor quis dizer foi para repreender, que a atenção excessiva ao trabalho para o corpo, enquanto a alma é negligenciada, que prevalece em todo o mundo. O que Ele reprovou foi, o hábito comum de trabalhar apenas para as coisas do tempo, e deixar sozinho as coisas da eternidade - de se importar apenas a vida que agora é, e desconsiderando a vida por vir. Contra esse hábito Ele oferece uma advertência solene.

Certamente, todos nós devemos sentir o nosso Senhor não disse as palavras antes de nós sem justa causa. Eles são uma cautela surpreendente que deve soar aos ouvidos de muitos nestes últimos dias.Quantas em cada posto de vida estão fazendo a mesma coisa contra a qual Jesus adverte-nos! Eles estão trabalhando noite e dia para "a comida que perece," e não fazer nada para suas almas imortais. Felizes são aqueles que mais cedo aprender o respectivo valor da alma e do corpo, e dar o primeiro e melhor lugar em seus pensamentos para a salvação. Uma coisa é necessária. Ele que busca primeiro o reino de Deus, nunca vai deixar de encontrar "todas as outras coisas adicionadas a ele." (Mat. 06:33).

Devemos marcar, em terceiro lugar, nesta passagem, o que Cristo aconselha. Ele nos diz para "trabalhar pela comida que permanece para a vida eterna." Ele quer que faça tudo para encontrar comida e satisfação para as nossas almas. Esse alimento é fornecido em abundância rica n'Ele. Mas o que teria ele deve diligentemente buscá-la.

Como somos nós para o trabalho? Há apenas uma resposta. Devemos trabalhar no uso de todos os meios designados. Devemos ler as nossas Bíblias, como homens cavando um tesouro escondido. Devemos lutar fervorosamente na oração, como os homens em conflito com um inimigo mortal para a vida.Temos de tomar todo o nosso coração para a casa de Deus, e de culto e ouvir como aqueles que ouvem a leitura do testamento de um benfeitor. Temos de lutar diariamente contra o pecado, o mundo eo diabo, como aqueles que lutam pela liberdade, e deve conquistar, ou ser escravos. Estas são as maneiras devemos caminhar em se queremos encontrar Cristo e ser encontrado Dele. Isto é "trabalhando". Este é o segredo de ficar em cerca de nossas almas.

Trabalho como este, sem dúvida, é muito incomum. No exercício em que teremos pouco incentivo do homem, e muitas vezes deve ser informado de que somos "extremo", e ir longe demais. Estranho e absurdo como é, o homem natural é sempre imaginando que podemos tomar muito pensamento sobre religião, e recusando-se a ver que somos muito mais propensos a ter muito pensamento sobre o mundo.Mas seja qual for o homem pode dizer, a alma nunca vai ficar sem alimento espiritual de trabalho.Devemos "lutar", devemos "correr", devemos "luta", temos de jogar todo o nosso coração nos assuntos da nossa alma. É a "violenta" que tomam o reino. (Mat. 11:12).

Devemos assinalar, por último, nesta passagem, o que é uma promessa Cristo mantém fora. Ele nos diz que Ele próprio irá dar comida eterna a todos que a procuram - "O Filho do homem vos dará a comida que permanece para a vida eterna. "

Como gracioso e incentivar estas palavras são! Tudo o que precisa para o alívio de nossas almas famintas, Cristo está pronto e disposto a conceder. Qualquer que seja a misericórdia, a graça, a paz, a força que precisamos, o Filho do homem vos dará livremente, imediatamente, abundantemente, e eternamente. Ele está "selado", e nomeado, e comissionados por Deus Pai para este fim. Como José no Egito fome, é Seu escritório para ser o amigo e benfeitor, e apaziguador de um mundo pecaminoso. Ele é muito mais disposto a dar do que o homem é receber. Os mais pecadores aplicam a Ele, melhor Ele está satisfeito.

E agora, como nós deixar esta rica passagem, vamos nos perguntar, o que uso que fazemos dele? Para o que nós estamos trabalhando a nós mesmos? O que sabemos de alimentos e satisfação duradoura para o nosso homem interior? Nunca vamos descansar até que tenhamos comido da comida que só Cristo pode dar. Aqueles que se contentam com qualquer outro alimento espiritual, mais cedo ou mais tarde "deitar-se em tristeza." (Is. 50:11).

 


João 6: 28-34

Então eles disseram-lhe: "O que devemos fazer para realizar as obras de Deus?" Jesus respondeu: "Esta é a obra que Deus requer - a crer naquele que ele enviou." Então eles disseram-lhe: "Então, o que vai sinal miraculoso que você executa, de modo que possamos vê-lo e acreditar em você? O que você vai fazer? Os nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito:" Deus lhes deu pão do céu para comer. '"

Então Jesus lhes disse: "Digo-lhes a verdade solene, não é Moisés que vos deu o pão do céu, mas meu Pai, te dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. " Então eles disseram-lhe: "Senhor, dá-nos este pão o tempo todo!"

Estes versos formam o início de uma das passagens mais marcantes nos Evangelhos. Nada, talvez, dos discursos do nosso Senhor tem ocasionado mais controvérsia, e sido mais mal compreendido, do que aquele que nós encontramos no sexto capítulo de João.

Devemos observar, por um lado, nestes versos, a ignorância espiritual e incredulidade do homem natural. Por duas vezes vemos isso trouxe e exemplificados. Quando nosso Senhor instruiu seus ouvintes a "trabalhar pela comida que permanece para a vida eterna", eles imediatamente começaram a pensar de 'trabalha para ser feito', e uma bondade da sua própria para ser estabelecida. "O que devemos fazer para que possamos realizar as obras de Deus?" Fazer, fazer, fazer, era a sua única idéia do caminho para o céu. Mais uma vez, quando o Senhor falou de si mesmo como um enviado de Deus, ea necessidade de crer nEle de uma vez, eles se virar com a pergunta: "Que sinal lhe mostrar? O que você trabalha?" Fresco do poderoso milagre dos pães e dos peixes, pode ter pensado que tinha tido um sinal suficiente para convencê-los. Ensinada por nosso Senhor Jesus Cristo, seria de se esperar uma maior prontidão para acreditar. Mas, infelizmente! não há limites para a estupidez do homem, preconceito e incredulidade em assuntos espirituais. É um fato surpreendente que a única coisa que nosso Senhor diz-se que "maravilhou" no durante Seu ministério terreno, era do homem "incredulidade". (Marcos 6: 6.)

Faremos bem em lembrar isso, se alguma vez tentar fazer o bem aos outros, em matéria de religião. Não devemos ser derrubado porque nossas palavras não são acreditados, e os nossos esforços parecem jogado fora. Não podemos reclamar dela como uma coisa estranha, e supor que as pessoas que têm de lidar com são peculiarmente teimoso e difícil. Devemos lembrar que esta é a mesma xícara de que nosso Senhor teve que beber, e como Ele, devemos pacientemente trabalhar. Se até Ele, tão perfeito e tão simples um professor, não se acreditava, que direito temos nós de perguntar se os homens não acreditar em nós? Felizes são os ministros e missionários e professores que manter essas coisas em mente! Ele vai salvá-los decepção muito amarga. Em trabalhar para Deus, é de primeira importância para entender o que devemos esperar no homem. Poucas coisas são tão pouco percebi como a extensão da incredulidade humana.

Devemos observar, por outro lado, nestes versos, a alta honra Cristo coloca na fé em si mesmo. Os judeus perguntaram-lhe - "O que vamos fazer, para que possamos realizar as obras de Deus" Em resposta, ele diz - "Esta é a obra de Deus, que você acredita naquele que ele enviou." A expressão verdadeiramente impressionante e notável! Se quaisquer duas coisas são colocadas em forte contraste, no Novo Testamento, são fé e obras. Não funciona, mas crente, não pelas obras, mas pela fé - são palavras familiares a todos os leitores da Bíblia-cuidadosas. No entanto, aqui a grande Cabeça da Igreja declara que crer Nele é o mais alto e maior de todos "funciona!" É "a obra de Deus."

Sem dúvida, nosso Senhor não significa que não há nada de meritório em acreditar. A fé do homem, na melhor das hipóteses, é débil e defeituosa. Considerado como um "trabalho", que não pode suportar a severidade do juízo de Deus, merece perdão, ou comprar céu. Mas nosso Senhor quis dizer que a fé em si mesmo, como o único Salvador, é o primeiro ato da alma que Deus requer para as mãos de um pecador. Até que um homem crê em Jesus, e repousa sobre Jesus como um pecador perdido, ele não é nada. Nosso Senhor quis dizer que a fé em si mesmo é o ato da alma que especialmente agrada a Deus.Quando o Pai vê um pecador deixando de lado sua própria justiça, e simplesmente confiar em Seu amado Filho, Ele se agrada. Sem essa fé é impossível agradar a Deus. Nosso Senhor quis dizer que a fé em si mesmo é a raiz de toda a religião salvadora. Não há vida em um homem até que ele acredita.Acima de tudo, nosso Senhor quis dizer que a fé em si mesmo é o mais difícil de todos os atos espirituais para o homem natural. Será que os judeus querem algo para fazer na religião? Deixe-os saber que a melhor coisa que tinha a fazer era, a deixar de lado seu orgulho, confessar sua culpa e necessidade, e humildemente acreditar.

Que todos os que sabem nada da verdadeira fé graças a Deus e regozijar-se. Bem-aventurados são aqueles que crêem! É uma realização que muitos dos sábios deste mundo nunca atingiram ainda.Podemos sentir-nos a ser pobres pecadores, fracos. Mas nós acreditamos? Podemos falhar e vêm brevemente em muitas coisas. Mas nós acreditamos? Aquele que aprendeu a sentir seus pecados e confiar em Cristo como Salvador, aprendeu as duas lições mais difíceis e maiores no cristianismo. Ele tem sido, na melhor das escolas. Ele foi ensinado pelo Espírito Santo.

Devemos observar, por último, nestes versos, os muito maiores privilégios de ouvintes de Cristo do que daqueles que viveram nos tempos de Moisés. maravilhoso e milagroso como era o maná que caiu do céu, não era nada em comparação com o verdadeiro pão que Cristo teve que conceder a Seus discípulos. Ele mesmo era o pão de Deus, que havia descido do céu para dar a vida ao mundo. O pão que caiu nos dias de Moisés só podia alimentar e satisfazer o corpo. O Filho do homem veio para alimentar a alma. O pão que caiu nos dias de Moisés era apenas para o benefício de Israel. O Filho do homem veio para oferecer a vida eterna para o mundo. Aqueles que comeram o maná morreram e foram enterrados, e muitos deles foram perdidos para sempre. Mas aqueles que comeram o pão que o Filho do homem desde que, seria eternamente salvos.

E agora vamos dar atenção a nós mesmos, e ter certeza de que estamos entre aqueles que comem o pão de Deus e viver. Não vamos nos contentar com a espera preguiçoso, mas vamos realmente vir a Cristo, e comer o pão da vida, e crer para a salvação de nossas almas. Os judeus poderia dizer - "dá-nos sempre desse pão." Mas pode ser temido que não foi mais longe. Nunca nos descansar até que, pela fé, temos comido este pão, e pode dizer: "Cristo é meu. Eu já provei que o Senhor é bom. Eu sei e sinto que eu sou Seu."

 

João 6: 35-40

Jesus disse-lhes: "Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. Mas eu lhe disse que você me viu e ainda não acredito . Todo mundo a quem o Pai me dá virá a mim, e aquele que vem a mim nunca vai mandar embora. Porque eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. Agora este é a vontade daquele que me enviou - que eu não deveria perder uma pessoa de cada um que ele me deu, mas criá-los todos no último dia Porque esta é a vontade de meu Pai. - para cada um que olha para o Filho, e crê nele tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. "

Três dos grandes provérbios de nosso Senhor Jesus Cristo são amarrados juntos, como pérolas, nesta passagem. Cada um deles deveria ser precioso para todo cristão verdadeiro. Todos tomados em conjunto, formam uma mina da verdade, no qual aquele que nunca precisam procurar pesquisas em vão.

Temos, em primeiro lugar, nestes versos, . um ditado de Cristo sobre Si mesmo Lemos que Jesus disse - "Eu sou o pão da vida - aquele que vem a mim jamais terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede . "

Nosso Senhor quer que nós sabemos que Ele mesmo é a comida nomeado da alma do homem. A alma de cada homem é naturalmente morrendo de fome e faminto através do pecado. Cristo é dado por Deus, o Pai, para ser o satisfier, o apaziguador, eo médico da necessidade espiritual do homem. Nele e em Seu escritório mediador - Nele e Sua morte expiatória - em Deus e Seu sacerdócio - Nele e Sua graça, amor e poder - somente nEle vai esvaziar almas encontrar suas necessidades supridas. Nele há vida. Ele é "o pão da vida."

Com o que a sabedoria divina e perfeita este nome é escolhido! O pão é necessário alimentar. Podemos gerenciar razoavelmente bem sem muitas coisas na nossa mesa, mas não sem pão. Assim é com Cristo.Devemos ter Cristo ou morrer em nossos próprios pecados. O pão é o alimento que combina com tudo .Alguns não podem comer carne, e alguns não pode comer vegetais. Mas tudo como pão. É comida tanto para a Rainha eo mendigo. Assim é com Cristo. Ele é apenas o Salvador que atende às necessidades de todas as classes. O pão é o alimento que precisamos diariamente . Outros tipos de alimentos que tomamos, talvez, apenas ocasionalmente. Mas precisamos de pão a cada manhã e à noite em nossas vidas. Assim é com Cristo. Não há dia em nossas vidas, mas precisamos de Seu sangue, Sua justiça, Sua intercessão, e Sua graça. Bem, ele pode ser chamado, "O pão da vida!"

Não sabemos nada de fome espiritual? Não sentimos qualquer coisa de ânsia e vazio, em consciência, coração e afeições? Vamos entender claramente que só Cristo pode aliviar e fornecimento de nós, e que é Seu escritório para aliviar. Nós devemos vir a Ele pela fé. Nós devemos crer nEle, e as nossas almas em suas mãos. Então vinda, Ele promete Sua palavra real encontraremos satisfação duradoura tanto para o tempo ea eternidade. Está escrito - "Aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede."

Nós, por outro lado, nestes versos, . um ditado de Cristo sobre aqueles que vêm a Ele Lemos que Jesus disse - "Aquele que vem a mim nunca vai lançar fora."

O que significa "vir a Cristo" significa? Isso significa que o movimento da alma que acontece quando um homem, sentindo seus pecados, e descobrir que ele não pode salvar a si mesmo, ouve de Cristo, aplica-se a Cristo, confia em Cristo, se apodera de Cristo, e inclina-se todo o seu peso na Cristo para a salvação. Quando isso acontece, um homem é dito, na linguagem das Escrituras, "vir" a Cristo.

O que nosso Senhor quer dizer quando diz - "Eu nunca vou expulsá-lo"? Ele quis dizer que Ele não vai se recusar a salvar qualquer um que vem a Ele, não importa o que ele pode ter sido. Seus pecados passados ​​pode ter sido muito grande. Sua fraqueza e enfermidade presente pode ser muito grande. Mas será que ele vem a Cristo pela fé? Então Cristo vai recebê-lo graciosamente, perdoá-lo livremente, coloque-o no número de seus queridos filhos, e dar-lhe vida eterna.

Estas são palavras do ouro de fato! Eles têm muitos alisou um travesseiro morrendo, e acalmou muitos a consciência perturbada. Deixe-os afundar-se profundamente em nossas memórias, e permaneço lá continuamente. Um dia virá em que a carne eo coração se falhar, eo mundo pode nos ajudar mais. Feliz seremos naquele dia, se o Espírito testifica com o nosso espírito que temos realmente vir a Cristo!

Temos, por último, nestes versos, um ditado de Cristo sobre a vontade de Seu Pai. Por duas vezes, vêm as palavras solenes - ". Esta é a vontade daquele que me enviou" Uma vez que nos é dito é Sua vontade ", que todo aquele que vê o Filho tenha a vida eterna." Uma vez que nos é dito é Sua vontade que, "de tudo o que ele tem dado a Cristo, ele deve perder nada."

Somos ensinados por essas palavras que Cristo trouxe ao mundo a salvação aberta e gratuita para todos.Nosso Senhor desenha um retrato dele, a partir da história da serpente de bronze, pelo qual israelitas mordidos no deserto foram curados. Todo aquele que escolheu para "olhar" para a serpente de bronze pode viver. Assim, da mesma forma, todo aquele que deseja a vida eterna pode "olhar" para Cristo pela fé, e tê-lo livremente. Não existe nenhuma barreira, nenhum limite, nenhuma restrição. Os termos do Evangelho são amplas e simples. Cada um pode "olhar e viver."

Somos ensinados, além disso, que Cristo nunca permitirá que qualquer alma que está comprometida com Ele para ser perdido e lançado fora. Ele irá mantê-lo seguro, de graça para a glória, a despeito de todo o mundo, a carne eo diabo. Não é um osso de seu corpo místico nunca deve ser quebrado. Não é um cordeiro do seu rebanho deve sempre ser deixado para trás no deserto. Ele irá elevar à glória, no último dia, todo o rebanho confiado aos seus cuidados, e não um será encontrada em falta.

Deixe a verdadeira alimentação cristã sobre as verdades contidas nessa passagem, e agradeço a Deus por eles. Cristo, o Pão da vida - Cristo, o receptor de todos os que vêm a Ele - Cristo, o conservante de todos os crentes - Cristo é para cada homem que está disposto a crer nEle, e Cristo é a posse eterna de todos os que assim acreditam . Certamente esta é alvíssaras e uma boa notícia!

 

João 6: 41-51

Então os judeus, que eram hostis a Jesus começou a reclamar sobre ele, porque ele disse: "Eu sou o pão que desceu do céu", e eles disseram: "Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Como ele pode dizer, 'Eu desci do céu'? "

Jesus respondeu: "Não reclame sobre mim um ao outro. Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não o trouxer, e eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. ' Todo aquele que ouve e aprende com o Pai vem a mim (Não que alguém tenha visto o Pai, senão aquele que é de Deus. - Ele tem visto o Pai). Eu digo a verdade solene, aquele que crê tem a vida eterna . Eu sou o pão da vida. Seus antepassados ​​comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão que desceu do céu, para que uma pessoa pode comer dele e não morrer. Eu sou o pão vivo que desceu do Céu. Se alguém comer deste pão viverá eternamente. O pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne. "

Verdades do weightiest importância seguem um ao outro em rápida sucessão no capítulo que está lendo agora. Há provavelmente muito poucas partes da Bíblia que contêm tantas "coisas profundas", como o sexto capítulo de João. Desta passagem antes de como é um exemplo de sinal.

Aprendemos, por um lado, a partir desta passagem, que a condição humilde de Cristo, quando Ele estava na terra, é uma pedra de tropeço para o homem natural. Nós lemos que "os judeus murmurou, porque Jesus disse: Eu sou o pão que veio descia do céu. E eles disseram: Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Como é então que ele diz, eu desci do céu? " Tinha nosso Senhor veio como um rei conquistador, com riqueza e honras para outorgar em Seus seguidores, e exércitos poderosos no Seu trem, eles teriam sido bastante disposto a recebê-Lo. Mas um pobre e humilde, e sofrimento Messias era uma ofensa a -los. Seu orgulho se recusou a acreditar que tal pessoa foi enviado por Deus.

Não há nada que precisamos surpreender-nos neste. É da natureza humana mostrando-se em suas verdadeiras cores. Vemos a mesma coisa nos dias dos Apóstolos. Cristo crucificado era "para os judeus uma pedra de tropeço, e loucura para os gregos." (1 Cor. 1:23.) A cruz era uma ofensa para muitos onde quer que o Evangelho foi pregado. Podemos ver a mesma coisa em nossos tempos. Existem milhares torno de nós que detestam as doutrinas distintivas do Evangelho por causa de seu caráter humilhante.Eles não podem tolerar a expiação, e do sacrifício, e da substituição de Cristo. Seu ensinamento moral eles aprovam. Seu exemplo e abnegação que eles admiram. Mas falar-lhes do sangue de Cristo - de Cristo sendo feito pecado por nós - da morte de Cristo é a pedra angular da nossa esperança - da pobreza de Cristo sendo nossas riquezas - e você vai descobrir que eles odeiam essas coisas com um mortal ódio. Verdadeiramente o escândalo da cruz ainda não está cessou!

Aprendemos, por outro lado, a partir desta passagem, . desamparo natural do homem e incapacidade de se arrepender ou crer Nós encontramos nosso Senhor dizendo - "Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer." Até que o Pai atrai o coração do homem por Sua graça, o homem não vai acreditar.

A verdade solene contida nestas palavras é aquele que precisa de cuidadosa ponderação. É inútil negar que sem a graça de Deus ninguém pode se tornar um verdadeiro cristão. Estamos mortos espiritualmente, e não têm poder de nos dar vida. Precisamos de um novo princípio de colocar em nós a partir de cima. Os fatos provam isso. Preachers vê-lo. O artigo décimo de nossa própria Igreja declara expressamente que - "A condição do homem depois da queda de Adão é tal que ele não pode virar e preparar-se, por sua própria força natural e boas obras, a fé ea comunhão com Deus." Este testemunho é verdadeiro.

Mas afinal, o que é que esta incapacidade do homem consistem? Em que parte da nossa natureza interior que isso impotência residem? Aqui é um ponto em que surgem muitos erros. Para sempre vamos lembrar que a vontade do homem é a parte dele que está em falta. Sua incapacidade não é física, mas moral. Não seria verdade dizer que um homem tem um desejo real e desejo de vir a Cristo, mas não tem poder para vir. Seria muito mais verdadeiro dizer que um homem não tem poder para vir, porque ele não tem nenhum desejo ou desejo. Não é verdade que ele viria se pudesse. É verdade que ele poderia vir, se ele o faria. A vontade corrupta - a aversão segredo - a falta de coração, são as causas reais da incredulidade. É aqui o mal reside. O poder que nos falta é um novo testamento. É precisamente neste ponto que precisamos do "desenho" do Pai.

Essas coisas, sem dúvida, são profunda e misteriosa. Por verdades como estas Deus prova a fé ea paciência de seu povo. Eles podem crer Nele? Eles podem esperar por uma explicação mais completa no último dia? O que eles não vêem agora eles devem ver a seguir. Uma coisa, de qualquer modo é muito claro, e isso é - a responsabilidade do homem para sua própria alma. Sua incapacidade de vir a Cristo não faz um fim de sua accountableness. Ambas as coisas são igualmente verdadeiras. Se perdeu no último, ele irá provar ter sido a sua própria culpa. Seu sangue será sobre a sua cabeça. Cristo teria salvo, mas ele não seria salvo. Ele não viria a Cristo, para que pudesse ter a vida.

Aprendemos, por último, nesta passagem, que a salvação de um crente é uma coisa presente. Nosso Senhor Jesus Cristo diz - ". Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna" Vida, devemos observar, é uma possessão presente. Não é dito que ele deve tê-lo, finalmente, no dia do julgamento. É agora, mesmo agora, neste mundo, sua propriedade. Ele tem o mesmo dia em que ele acredita.

O assunto é um que muito preocupa a nossa paz de entender, e sobre o qual os erros abundam. Como muitos parecem pensar que o perdão e aceitação com Deus são coisas que não podemos alcançar nesta vida - que são coisas que estão a ser auferido por um longo processo de arrependimento, fé e santidade - coisas que podemos receber no bar de Deus, finalmente, mas nunca deve fingir tocar enquanto estamos neste mundo! É um erro pensar assim completa. O momento em que um pecador crê em Cristo, ele é justificado e aceito. Não há nenhuma condenação para ele. Ele tem paz com Deus, e que, imediatamente e sem demora. Seu nome está no livro da vida, porém pouco ele pode estar ciente disso.Ele tem um título para o céu, que a morte eo inferno e Satanás não pode derrubar. Felizes são aqueles que conhecem esta verdade! É uma parte essencial da boa nova do Evangelho.

Afinal, o grande ponto que temos de considerar é se acreditamos. Que aproveita-nos que Cristo morreu pelos pecadores, se não cremos nEle? "Aquele que crê no Filho tem a vida eterna - e aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece." (João 3:36).

 

João 6: 52-59

Então os judeus, que eram hostis a Jesus começaram a discutir um com o outro: "Como pode este dar-nos a sua carne a comer?"

Jesus disse-lhes: "Digo-lhes a verdade solene, se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos. O que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne é verdadeira comida eo meu sangue é verdadeira bebida. O que come a minha carne e bebe o meu sangue está em mim, e eu nele. Assim como o Pai que me enviou vive , e eu vivo pelo Pai, assim aquele que me consome viverá por mim Este é o pão que desceu do céu;. não é como o pão seus antepassados ​​comeram, mas depois morreu Aquele que come. deste pão viverá para sempre. " Jesus disse estas coisas enquanto ele estava ensinando na sinagoga de Cafarnaum.

Algumas passagens das Escrituras têm sido tão dolorosamente torcido e pervertido como o que temos agora ler. Os judeus não são as únicas pessoas que se esforçaram sobre o seu significado. A sensação tem sido posta em cima dele, que ele nunca foi destinado a suportar. O homem caído, ao interpretar a Bíblia, tem uma aptidão infeliz para transformar alimento em veneno. As coisas que foram escritas para seu benefício, muitas vezes ele faz uma ocasião de queda.

Vamos primeiro considerar cuidadosamente, o que esses versículos não significam. O "comer e beber" de que fala Cristo não significam qualquer literal comer e beber. Acima de tudo, as palavras não foram ditas com qualquer referência ao sacramento da Ceia do Senhor. Podemos comer a ceia do Senhor, e ainda não comer e beber corpo e sangue de Cristo. Podemos comer e beber corpo e sangue de Cristo, e ainda não comer a ceia do Senhor. Deixe isso nunca ser esquecido.

A opinião aqui expressa pode assustar alguns que não olhou atentamente para o assunto. Mas é uma opinião que é apoiada por três razões ponderosas. Por um lado, a "comer e beber" literal do corpo e sangue de Cristo teria sido uma idéia absolutamente revoltante para todos os judeus, e categoricamente contraditória a um preceito muitas vezes repetida de sua lei. Por outro lado, para ter uma visão literal de "comer e beber", é interpor uma corporais ato entre a alma do homem e da salvação. Isso é uma coisa para a qual não há precedente nas Escrituras. As únicas coisas sem as quais não podemos ser salvos são arrependimento e fé. Por último, mas não menos importante, para ter uma visão literal de "comer e beber", implicaria consequências mais blasfemas e profano. Seria excluído do céu o ladrão arrependido.Ele morreu muito tempo depois estas palavras foram ditas, sem qualquer literal comer e beber. Será que algum se atrevem a dizer que ele não tinha "vida" nele? Seria admitir ao céu milhares de ignorantes, comungantes ateus nos dias de hoje. Eles literalmente comer e beber, sem dúvida! Mas eles não têm a vida eterna e não será gerado para a glória no último dia. Deixe estas razões ser cuidadosamente ponderada.

A verdade é, há uma ansiedade melancólica no homem caído para colocar um sentido carnal em expressões bíblicas, onde quer que ele puder. Ele se esforça arduamente para tornar a religião uma questão de formas e cerimônias - de fazer e executar - dos sacramentos e ordenanças - de bom senso e de visão. Ele secretamente não gosta que o sistema do cristianismo que torna o estado do coração a coisa principal, e se esforça para manter sacramentos e ordenanças em segundo lugar. Feliz é o cristão que se lembra dessas coisas, e fica em sua guarda! Batismo e da Ceia do Senhor, sem dúvida, são santos sacramentos e poderosas bênçãos, quando usado corretamente. Mas é pior que inútil para arrastá-los em toda parte, e para vê-los em todos os lugares na Palavra de Deus.

Vamos próximo considerar cuidadosamente, o que esses versículos querem dizer. As expressões que eles contêm são, sem dúvida, muito notável. Vamos tentar obter alguma noção clara do seu significado.

A "carne e sangue do Filho do homem" significa que o sacrifício de seu próprio corpo, que Cristo ofereceu na cruz, quando Ele morreu pelos pecadores. A expiação feita por Sua morte, a satisfação feita por seus sofrimentos, como nosso substituto, a redenção realizada por Sua suportando a pena de nossos pecados em Seu próprio corpo na árvore - esta parece ser a verdadeira idéia de que devemos definir antes nossas mentes.

O "comer e beber", sem o qual não há vida em nós, significa que a recepção do sacrifício de Cristo, que tem lugar quando um homem crê em Cristo crucificado para a salvação. É um ato interior e espiritual do coração, e não tem nada a ver com o corpo. Sempre que um homem, sentindo sua própria culpa e pecado, se apodera de Cristo, e confia na expiação feita para ele pela morte de Cristo, uma vez que ele "come a carne do Filho do homem, e bebe o Seu sangue." Sua alma se alimenta de sacrifício de Cristo, pela fé, assim como seu corpo iria se alimentar de pão. Acreditando que, diz-se "comer". Acreditando, ele é dito que "beber". E a coisa especial que ele come e bebe, e fica beneficiar, é a expiação pelos seus pecados pela morte de Cristo no Calvário para ele.

As aulas práticas que podem ser recolhidas a partir de toda a passagem são graves e importantes. O ponto a ser uma vez instalado, que "a carne eo sangue" nestes versos significa a expiação de Cristo, eo "comer e beber" fé significa, podemos encontrar nestes versos grandes princípios da verdade, que se encontram na raiz do cristianismo.

Podemos aprender, que a fé na expiação de Cristo é uma coisa de absoluta necessidade para a salvação.Assim como não havia segurança para o israelita no Egito que não comer a Páscoa-cordeiro, na noite em que o primeiro-nascido foram mortos, por isso, não há vida para o pecador que não come a carne de Cristo e beber Seu sangue.

Podemos aprender que a fé na expiação de Cristo nos une por laços mais próximos possíveis para nosso Salvador, e nos credencia para os mais altos privilégios. Nossas almas devem encontrar satisfação completa para todas as suas necessidades - "Sua carne é verdadeiramente comida, eo Seu sangue é verdadeiramente bebida." Todas as coisas estão garantidos para nós que podemos precisar para o tempo ea eternidade - ". Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia"

Por último, mas não menos importante, podemos aprender que a fé na expiação de Cristo é um ato pessoal, um ato diário, e um ato que pode ser sentida. Ninguém pode comer e beber para nós, e ninguém, de maneira semelhante, pode acreditar para nós. Precisamos de comida todos os dias, e não uma vez por semana ou uma vez por mês - e, de igual modo, precisamos empregar fé a cada dia.Sentimo-nos beneficiam quando temos comido e bebido, sentimo-nos fortalecidos, nutrido, e revigorado; e, da mesma maneira, se acreditamos verdadeiramente, vamos sentir o melhor para ele, pela esperança sensata e paz em nosso homem interior.

Vamos tomar cuidado para que nós usamos estas verdades, bem como conhecê-los. A comida deste mundo, para que tantos tomar pensamento, perecerão na utilização, e não alimentar nossas almas. Ele só come de que "o pão que desceu do céu" viverá para sempre.

fonte coment. biblico J.C RYLE 1858 www.avivamentonosul.blogpsot.com