Translate this Page

Rating: 3.0/5 (901 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


a marca da besta
a marca da besta

                                                       A MARCA DA BESTA

 

A marca da besta tem sido o ponto focal de mais retórica, o ridículo, a argumentação ea especulação do que possivelmente qualquer outro item único na Bíblia. Cristãos e não-cristãos têm argumentado entre si e entre si sobre sua nomenclatura numérica. Mas o que o texto da Escritura diz e não diz?

A marca registrada da Tribulação: 666?

A questão central da Tribulação é: Quem tem o direito de governar - Deus ou Satanás? Deus vai demonstrar que Ele tem o direito de governar. Para a única vez na história as pessoas terão um prazo para declarar sua fidelidade ao evangelho. Ao longo dos últimos dois mil anos, as pessoas têm em diferentes estágios de decidir a favor ou contra a aceitação do evangelho. Pessoas aceitar ou rejeitar essa mensagem em vários pontos de suas vidas: uma na infância, alguns adultos como jovens, alguns na meia-idade ou como os idosos. Na ocasião, o processo será acelerado ou forçado por causa da marca da besta, para que toda a humanidade será conscientemente dividido em dois segmentos. A questão de polarização é a marca da besta.

A Bíblia ensina que ele será o falso profeta, que está relacionada com a religião falsa, que vai liderar a campanha da marca da besta (Apocalipse 13: 11-18). Apocalipse 13:15 deixa claro que a questão-chave em tudo isso é "adoração da imagem da besta." A marca da besta é simplesmente um veículo para forçar as pessoas a declarar sua lealdade para o Anticristo ou de Jesus Cristo. Todas as pessoas serão polarizada em dois campos. Será impossível assumir uma posição de neutralidade ou indecisão sobre este assunto. A Escritura é muito claro que quem não receber a marca serão mortos.

Todas as classes da humanidade será forçada a tomar partido: "os pequenos e os grandes, e os ricos e os pobres, e os homens livres e os escravos" (Apocalipse 13:15). Dr. Robert Thomas observa que essa linguagem "estende-se a todas as pessoas de todas as classes cívica... Todas as classes classificados de acordo com a riqueza,... Cobre cada categoria cultural,... As três expressões são uma fórmula de universalidade". [ 1] A Escritura é muito específica. O falso profeta vai exigir uma "marca" de lealdade e devoção à besta, e que será "em sua mão direita," não a esquerda ", ou nas suas testas" (Ap 13:16).

Em toda a Bíblia a palavra "marca" é empregado. Por exemplo, é usado muitas vezes em Levítico como uma referência a uma marca que torna o sujeito imundo, geralmente relacionada à lepra. Curiosamente, Ezequiel 9: 4 usa "marca" de forma semelhante à maneira como ele é usado em Apocalipse: "E o Senhor disse-lhe:" Passa pelo meio da cidade, até mesmo pelo meio de Jerusalém, e colocar uma marca na testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. '"Aqui a marca foi um dos preservação, semelhante à maneira como o sangue nos umbrais poupou os do Êxodo do anjo da morte. Em Ezequiel, a marca é colocada na testa, que prevê o uso de Revelação do prazo. Todas as sete ocorrências da palavra "marca" ou "sinal", charagma , no grego do Novo Testamento aparecem em Apocalipse e todas se referem à "marca da besta" (Apocalipse 13: 16-17, 14: 9,11 , 16: 2; 19:20, 20: 4). Dr. Thomas explica como a palavra era usada nos tempos antigos:

A marca deve ser algum tipo de marca semelhante ao que é dado soldados, escravos e devotos do templo nos dias de John. Na Ásia Menor, os devotos de religiões pagãs encantado no visor de uma tal tatuagem como um símbolo de propriedade por um determinado deus. No Egito, Ptolomeu I Philopator marca judeus, que submetidos a registo, com uma folha de hera, em reconhecimento do seu culto dionisíaco (cf. 3 Macc. 2:29). Esse significado se assemelha a prática de longa data de carregando cartazes para anunciar as lealdades religiosas (cf. Isaías 44: 5.) E segue o hábito de marcar os escravos com o nome ou marca especial de seus proprietários (cf. Gal 6:17.). charagma ("marca") era um termo para as imagens ou nomes dos imperadores em moedas romanas, por isso apropriadamente poderia se aplicar a emblema da besta colocado sobre as pessoas. [2]

Alguns se perguntam por que um prazo- "marca" exclusivo -é usado para designar a marca do Anticristo. Marca do Anticristo parece ser uma paródia do plano de Deus, principalmente "selagem" de Deus, das 144.000 testemunhas de selo de suas testemunhas Apocalipse 7 de Deus muito provavelmente é invisível e, para efeitos de proteção contra o Anticristo. Por outro lado, o Anticristo oferece proteção contra a ira de Deus, uma promessa que não pode livrar-e sua marca é visível e externa. Desde que receberam a marca da besta levá-lo de bom grado, ele deve ser um ponto de orgulho de ter, em essência, a Satanás como seu dono. Dr. Thomas diz, "será visível eo ponto de reconhecimento para todos na sujeição à besta". [3]

O Traiçoeiro Ticket

Além de servir como um indicador visível da devoção ao Anticristo, a marca será a própria passagem necessária para a transação comercial na última metade da tribulação (Apocalipse 13:17). Este tem sido o sonho de todo tirano ao longo da história, para controlar de modo totalmente seu assunto que só ele decide quem pode comprar ou vender. O historiador Sir William Ramsay observa que primeiro século imperador romano "Domiciano levada a teoria do Imperial Divindade eo encorajamento de 'delação' para o ponto mais extravagante;... Que de uma forma ou de outra todos os asiáticos são obrigados a carimbar-se abertamente e visivelmente tão leal , ou ser imediatamente desclassificado da participação na vida social normal e negociação ". [4] Um futuro Anticristo aperfeiçoar essa prática com a ajuda da tecnologia moderna.

Muitos têm tentado ao longo da história para marcar certos grupos de pessoas para a morte. No entanto, sempre houve maneiras de um certo número de escapar. Como a tecnologia se torna mais avançada, parece que maior potencial vai existir para fechar-se praticamente todos os meios de fuga. Apenas um tal quadro é suportado pela palavra grega Duntai "fornece" (Apocalipse 13:17), que é utilizado para transmitir uma idéia do que "pode" ou "não pode" ser feito. O Anticristo não permitirá que qualquer pessoa de comprar ou vender sem a marca, ea sociedade sem dinheiro vem será o meio que ele vai usar para aprovar tal política. O controle da economia, ao nível individual, através da marca se encaixa mão e luva com a imagem bíblica de controle do Anticristo do comércio global, conforme descrito em Apocalipse 17 e 18.

A segunda metade do versículo 17 descreve a marca como "o nome da besta, ou o número do seu nome." Precisamente o que significa que o "número do nome da besta é uma ea mesma coisa com o nome,... A equivalência significa que, como um nome, ele é escrito em letras, mas como um número, equivalente do nome é em números." [5] O nome do Anticristo será expresso numericamente como "666"

Cálculo do número

O apóstolo João, neste momento em que a profecia (Apocalipse 13:18) desloca de alguém que está a gravar o que ele vê a pessoa que agora aconselha seus leitores em como interpretar o que foi relatado. Uma leitura do Apocalipse demonstra claramente que os maus não vai entender, por causa de sua rejeição de Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Em contraste, a sabedoria e entendimento será dado àqueles durante a tribulação como a quem é o anticristo, de modo que eles não vão ter a sua marca. A Bíblia deixa claro que qualquer pessoa receber a marca da besta não poderão ser salvos (Ap 14: 9,11; 16: 2; 19:20, 20: 4) e vai passar a eternidade no lago de fogo. O fato de que John fornece sabedoria e entendimento aos crentes, neste ponto crucial, relativa a um assunto de importância eterna, mostra que Deus proverá o conhecimento Seu povo precisa segui-lo fielmente.

O que essa sabedoria e entendimento permitem o crente a fazer? A passagem diz que ele vai ser capaz de "calcular". Calcular o quê? Ele será capaz de calcular o número da besta.

O principal objetivo de alertar os crentes sobre a marca é permitir que eles saibam que, quando se está na forma de números do "nome" da besta será 666 Assim, os crentes que estão passando a seqüência de eventos da tribulação, quando oferecido o número 666 para a sua testa ou na mão direita são para rejeitá-la, mesmo que isso signifique a morte. Isto também significa que qualquer coisa antes deste período de tempo futuro não é a marca da besta que deve ser evitada.

Assim, os cristãos em nossos dias não precisa agir supersticiosamente sobre o número. Se o nosso código de endereço, número de telefone, ou zip inclui esse número, não precisamos ter medo de que algum poder satânico ou místico terá impacto sobre nós. Por outro lado, temos que reconhecer que muitos ocultistas e satanistas são atraídos para o número por causa de sua relação com o mal futuro. No entanto, o número não contém poderes místicos. Acreditar que isso não significa que um crente tem sido vítimas de superstição. A Bíblia ensina que não há base para a fixação de quaisquer poderes supersticiosos para o número 666.

Jumping the Gun

Muitos tentaram descobrir a identidade do Anticristo através de cálculos numéricos. Tais abordagens sempre falhará e não deve ser tentado. Telefone livros estão cheios de nomes que podem somar. A sabedoria de "contar o nome" não é para ser aplicado em nossos dias, para que seria saltar a arma. Em vez disso, deve ser aplicada pelos crentes durante a tribulação.

Em 2 Tessalonicenses 2, Paulo ensina que, durante a era da Igreja do Anticristo está sendo impedido (v. 6). Anticristo não será "revelado" até que "seu tempo". Seleção da palavra do Espírito Santo "revelado" indica que a identidade do Anticristo será escondida até a hora de sua revelação, em algum momento após o arrebatamento. Assim, não é possível saber antes de "seu tempo" a identidade do Anticristo. Apocalipse deixa claro que quando chegar o momento a identidade do Anticristo será claro para os crentes.

Como observado acima, o Apocalipse deixa claro que cada crente durante a tribulação saberá que receber a marca da besta significa a rejeição de Cristo. Isso vai ser universalmente compreendida pelos cristãos na época. Nenhuma das sugestões do passado ou qualquer antes da tribulação têm mérito.

Apocalipse 13: 17,18 diz claramente que o número 666 será a marca proposta para a mão direita ou na testa. Ninguém na história até propôs um tal número em qualquer coisa como condições da tribulação, por isso suposições passadas como a sua identidade pode ser anulada com base nisso.

A melhor parte da sabedoria é estar contente que a identificação ainda não está disponível, mas será quando o futuro falso Cristo ascende ao trono. A pessoa a quem se aplica 666 deve ter sido futuro para o tempo de João, porque João quis dizer claramente o número a ser reconhecível para alguém. Se não fosse perceptível a sua geração e aqueles imediatamente após ele, e não era-a geração a quem será perceptível deve ter ficado (e ainda está) no futuro. As gerações passadas têm fornecido muitas ilustrações desta personagem futuro, mas todos os candidatos anteriores provaram ser inadequados como realizações. [6]

Tecnologia e da Mark

Alguns têm sugerido que a marca da besta será o código universal de produtos, um chip implantado sob a pele, ou uma marca invisível que exige tecnologia de digitalização de reconhecê-lo. Tais aplicações não se alinham com o que a Bíblia realmente diz. A marca da besta não-666-é a tecnologia sem dinheiro ou biometria. A Bíblia fala precisamente sobre o que a marca será. Será:

• a marca do Anticristo, identificada com sua pessoa

• o número real 666, não uma representação

• uma marca, como uma tatuagem

• visível a olho nu

• em você, não em você

• reconhecida, não questionaram

• voluntária, não involuntário, portanto, não dado através do engano

• usada após o arrebatamento, e não antes

• usada na segunda metade da tribulação

• necessária para comprar e vender

• universalmente recebidos por não-cristãos, mas universalmente rejeitada pelos cristãos

• show de adoração e lealdade ao Anticristo

• promovida pelo falso profeta

• o destino de toda a receber a marca será a punição eterna no lago de fogo

Provavelmente nenhum outro número na história ou em estudos bíblicos tem cativado as mentes de ambos os cristãos e não-cristãos, como "666" Mesmo aqueles que não têm nada do futuro plano de Deus sabe como revelado na Bíblia sabe que não há significado a este número. Escritores seculares e religiosas, cineastas, artistas e críticos culturais aludem, retratar e explicar sobre isso. Ele tem sido usado e abusado por evangélicos, assim como os outros e tem sido objeto de muita especulação inútil. Muitas vezes os estudantes sinceros da profecia ter amarrado o número para a tecnologia contemporânea e seu potencial em um esforço para demonstrar a relevância de sua interpretação. No entanto, para fazer isso é colocar o "carro na frente dos bois", pois a profecia ea Bíblia não ganham autoridade ou legitimidade por causa da cultura ou da tecnologia.

Conclusão

A sociedade sem dinheiro vindo será usado pelo Anticristo, mas não vai ser usado como, a identificação de 666 Seja qual for a tecnologia está disponível no momento da ascensão do Anticristo será usado para o mal. Ele será usado pelo Anticristo, em conjunto com a marca, para controlar a compra e venda (como mencionado em Apocalipse 13:17), e é provável que os implantes de chips, a tecnologia de digitalização e biometria será usada para implementar sem dinheiro do Anticristo sociedade como um instrumento para impor sua política que não se pode comprar ou vender sem a marca. Tal como acontece com outros desenvolvimentos em nossos dias, vemos muitas tendências preparando o cenário que irá facilitar a futura carreira do Anticristo. Maranatha!

FONTE WWW.ESTUDARESCATOLOGIABIBLICA.BLOGSPOT.COM