Translate this Page

Rating: 3.0/5 (920 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


historia da igreja em GROELANDIA
historia da igreja em GROELANDIA

                                HISTORIA DA IGREJA EM GROELANDIA            

 

                

"A re-lo com a intenção de navegar para a Groenlândia neste verão? "Rei da Noruega Olaf Trygvesson perguntou Leif Eriksson, cujo pai fundou a colônia ilha.

"Sim", Leif respondeu: "se você aprovar."

"Eu acho que seria uma boa idéia. Você deve ir lá com uma missão de mim, para pregar o cristianismo na Groenlândia", disse o rei creditado com as conversões de Noruega, Islândia, Orkney, Shetland, e as Ilhas Faroé ". Seu boa sorte vai te acompanhar. "

Mas a caminho de casa Leif foi rumo certo, o desembarque extremo sudoeste da Groenlândia, em uma terra agora conhecida como Terra Nova.

É o que diz Saga de Erik, que, como outras tais histórias, é verdade e parte ficção. O que se sabe é que a história em torno Erik, o Vermelho e seu filho Leif Eriksson (ou "Leif o Lucky") se estende por muitas gerações. Ela começa durante o século IX com a violência política na Noruega e termina no século XV Greenland como um dos mistérios não resolvidos da Europa medieval.

UM BANDIDO ASTÚCIA

Erik e Leif traçou suas origens de volta à Noruega e Islândia. Depois de uma série de campanhas sangrentas, o século IX, rei norueguês Harald Fairhair consolidou toda a Noruega sob seu domínio. Recusando-se a submeter à autoridade de Harald, governantes provinciais e distritais strongmen emigrou para estabelecer assentamentos agrícolas na Islândia. Embora formalmente dedicado ao Estado de direito, esses agricultores islandeses eram frequentemente regidas por brigas de família implacáveis ​​e as suas próprias paixões violentas.

No final do século X, Erik, o Vermelho e seu pai, Thorvald, deixou sua casa na Noruega "por causa de alguns assassinatos" e se estabeleceram na Islândia. Quando Thorvald morreu, Erik casado e estabeleceu uma fazenda.

Problemas de sangue logo chamou até eles através do mar norueguês. Como Saga de Erik nos diz, os escravos de Erik "começou um deslizamento de terra que destruiu a fazenda de um homem chamado Valthjof. . . . Então Eyjolf Saur, um dos irmãos de Valthjof, matou os escravos. . . . Para isso, Erik matou Eyjolf Sauer; ele também matou Hrafn o dueller. . . . Parentes de Eyjolf tomou medidas sobre a sua morte, e Erik foi banido. "

Depois ainda mais derramamento de sangue durante o seu exílio nos primeiros 980s, Erik e três seguidores navegou para o oeste ao anteriormente avistado, mas ainda sem nome Greenland, onde passou três verões e invernos explorar a terra.

Embora proibindo aos leitores modernos, tais rigores não parece ter perturbado os membros da expedição. Voyagers Viking amava nada mais do que um desafio. Além disso, estudos modernos de amostras de núcleos de gelo da Groenlândia mostram que durante a era Viking, as regiões do Atlântico Norte estavam passando por uma fase de aquecimento, o chamado optimum climático, o que permitiu a criação de animais e alguma agricultura em áreas onde eles estão agora impensável.

Em 985 Erik levou uma migração em grande escala dos islandeses a maior ilha do mundo, que deu o nome de  Greenland , "pois ele disse que as pessoas seriam muito mais tentado a ir para lá se tivesse um nome atraente." Dos 25 navios cheios de colonos , apenas 14 completaram a tempestuosa, uma viagem de 200 milhas.

As colônias nórdicas eles montaram na nova terra foram pagão, dedicado às divindades Viking, conhecidos como Aesir (Odin, Thor, etc.). Embora étnica e religiosamente semelhante, os assentamentos foram geograficamente separada. Localizado no sudoeste da Groenlândia, eles eram conhecidos como os assentamentos orientais e ocidentais, uma nova aventura admirável mundo com os próprios limites da expansão Viking.

Como líder das colônias, Erik construiu sua fazenda na terra escolhida pelo Brattahlid no Assentamento Oriental, onde viveu até sua morte (possivelmente de uma epidemia), por volta do ano 1000.

Nós apanhamos vislumbres de sua personalidade: Greenland Saga diz que "ele comandou um grande respeito" e pessoas que Ele era mais provável temperamental, como os assassinatos acima mencionados sugerem, e, certamente, um devoto seguidor dos deuses pagãos, especialmente o deus do trovão "reconhecida a sua autoridade." Thor.

VERSÕES DE CONVERSÃO

Enquanto o vôo de Erik à Gronelândia deu a sua vida pública uma estabilidade que não tinha conhecido na Noruega ou na Islândia, a introdução do cristianismo dividido sua família. Embora a história de A Saga de Erik credita Olaf Trygvesson, a nova fé, provavelmente, se espalhou para Greenland através da Islândia, que tinha sido cristianizado sob a influência de Olaf.

Como em toda a Escandinávia, a cristianização da Groenlândia era provável um processo gradual instigada pelos monarcas e clérigos do exterior, bem como pelos líderes locais. Pagan e prática cristãs existiram lado a lado por décadas: lemos os numerosos contos de feitiçaria pagã e superstição no Vinland Sagas, muitos tendo lugar supostamente após a conversão ao cristianismo.

Outras fontes insistem que o próprio Leif Eriksson introduziu a fé.Greenland Saga descreve Leif como o oposto de seu pai: características "alto e forte e muito impressionante na aparência" e "sempre moderado em seu comportamento", claramente em linha com as virtudes cristãs.

Além disso, Leif representou a nova ordem, a geração mais jovem que introduziu o cristianismo e substituíram os costumes pagãos da geração de Erik. Na Saga de Erik, lemos: "Erik estava relutante em abandonar a sua antiga religião, mas sua esposa, Thjodhild, foi convertido de uma vez, e ela tinha uma igreja não construído muito perto da fazenda. . . . Thjodhild recusou-se a viver com Erik depois que ela se converteu, e isso o incomodava muito. "Após este episódio, Erik desaparece lentamente das sagas, sendo a implicação de que ele está isolado na nova dispensação.

Separar a realidade da ficção é difícil. No século XX, os arqueólogos escavaram os assentamentos nórdicos na Groenlândia, incluindo Brattahlid, onde descobriram os restos de uma capela que pode corresponder a "igreja de Thjodhild." Da mesma forma, as escavações em Newfoundland provar que Vikings, de fato mais tarde se estabeleceu em Leif Vinland do Lucky, mesmo que apenas por um curto período de tempo. Eles foram os primeiros cristãos no Novo Mundo? Nós provavelmente nunca sabe.

Qualquer que seja o processo de cristianismo chegou medieval Greenland, manteve-se uma força poderosa para lá há mais de 400 anos. Depois da época de Leif, a Igreja Católica enviou clero para a ilha distante, e os colonos nórdicos construiu numerosas igrejas de pedra. Mas por volta de 1400, os assentamentos nórdicos tinha misteriosamente definhou como a população diminuiu e desapareceu, deixando apenas suas construções de pedra como testemunho de uma comunidade cristã outrora próspero, estimada em 4.000 a 6.000 almas.

 

Nos anais da Islândia, os últimos notações da Groenlândia dizer de um casamento realizado lá no início dos anos 1400s. Depois disso, tudo está em silêncio.

fonte www.christianhistoryinstitute.org