Translate this Page

Rating: 3.0/5 (902 votos)



ONLINE
1




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


PHILIPP JAKOP SPENER (1635-1705)
PHILIPP JAKOP SPENER (1635-1705)

                                Philipp Jakob O Spener (1635-1705) 

 

Teólogo alemão, nasceu em 13 de janeiro de 1635, em Rappoltsweiler na Alta Alsácia. Após uma breve estadia na escola de gramática de Colmar ele foi para Estrasburgo em 1651, onde se dedicou ao estudo da filologia, história e filosofia, e ganhou seu grau de mestre (1653) por uma disputa contra a filosofia de Hobbes. Ele, então, tornou-se professor particular para os príncipes cristãos e Charles do Palatinado, e lecionou na universidade em filologia e da história.

 De 1659-1662, ele visitou as universidades de Basileia, Tübingen e Genebra, e iniciou o estudo da heráldica, que perseguiu durante toda a sua vida. Em Genebra especialmente seus pontos de vista religiosos e tendências foram virou na direção do misticismo. Ele voltou a Strassburg em 1663, onde foi nomeado pregador sem deveres pastorais, com o direito de realizar palestras. Três anos depois, ele foi convidado para ser o chefe pastor da Igreja Luterana em Frankfurt-on-Main. Aqui, ele publicou suas duas obras principais, Pia desideria (1675) e Allgemeine Gottesgelehrtheit (1680), e começou aquela forma de trabalho pastoral que resultou no movimento chamado pietismo. Em 1686, aceitou o convite para o primeiro capelania corte em Dresden. Mas o eleitor John George III., Em cujo desejo o cargo havia sido oferecido a ele pessoal, logo foi ofendido com a consciência destemida com que seu capelão procurou cumprir seus deveres pastorais. Spener se recusou a renunciar ao seu cargo, eo governo saxão hesitou em demiti-lo.Mas em 1691 o representante Saxon em Berlim induziu o tribunal de Brandenburg para oferecer-lhe a reitoria de São Nicolau, em Berlim, com o título de "Konsistorialrat." 

Em Berlim, Spener foi realizada em grande honra, embora as tendências do tribunal e os funcionários do governo foram bastante racionalista que pietista. A universidade de Halle foi fundada sob a sua influência em 1694 toda a sua vida Spener tinha sido exposto aos ataques e abusos dos teólogos luteranos ortodoxos; com os anos os seus adversários multiplicado, eo movimento que ele tinha inaugurado apresentado cada vez mais importa para a crítica hostil. Em 1695 a faculdade de teologia de Wittenberg formalmente estabelecidas para seu cargo 264 erros, e só a sua morte na 05 de fevereiro de 1705, lançou-o de esses conflitos ferozes.Seu último trabalho importante foi Theologische Bedenken (4 vols., 1700-1702), ao qual foi adicionado depois de sua morte Letzte Theologische Bedenken, com uma biografia de Spener por CH von Canstein (iy 1 r).

Apesar de Spener foi justamente chamado de "o pai do pietismo," dificilmente qualquer um dos erros e nenhuma das extravagâncias do movimento pode ser atribuído a ele pessoalmente. 

Até agora, ele era de compartilhá-los que A. Ritschl ( Geschichte des Pietismus, ii. 163) afirma que "ele não era ele mesmo um pietista", como ele não defendia o quietista, práticas legalistas e semi-separatistas da pietismo, embora eles eram mais ou menos envolvidos nas posições assumidas ele ou as práticas que ele encorajou ou conivente com. Os dois únicos pontos em que ele afastaram da fé luterana ortodoxa de sua época foram a exigência de regeneração como a condição sine qua non do verdadeiro teólogo, ea expectativa da conversão dos judeus e da queda do papado como o prelúdio da triunfo da igreja. Ele não, como os pietistas posteriores, insistem na necessidade de uma crise de consciência de conversão, nem se incentivar uma violação completa entre o cristão ea vida secular.

 

 

Spener foi um escritor prolífico. A lista de seus trabalhos publicados tem 7 vols. folio, 63 Quarto, 7 octavo, 46 duodécimo; uma nova edição de seus principais escritos foi publicada pelo P. Granberg em 1889 See W. Hossbach, Philipp Jakob Spener e seine Zeit (1828, 3 ª ed, 1861.); A. Ritschl,Geschichte des Pietismus, ii. (1884); E. Sachsse, Ursprung e Wesen des Pietismus (1884); P. Grtinberg, PJ Spener (3 vols., 1893-1906).

Sendo Luterano, evocou das Obras de Martinho Lutero hum pouco de SUA ortodoxia, Como a Salvação e justificação concedidas Pela Graça de Deus, Mediante a Fé somente e TODAS como questões that foram Essenciais à Reforma do Século XVI. Achava o Cristianismo de SUA Época Muito decadente, POIs OS Pastores e Membros de Igrejas SUAS ERAM Muito acomodados e Frios com Relação à Vida Espiritual. Tambem se considerava apto a continuar 'a Reforma de Lutero, Passando a Fazer pregações e reunindo OS collegia pietatis, minúsculos Grupos de PESSOAS Que se propunham a Estudar e debater a biblia.

Com ISSO, OS surgiram Movimentos de Comunhão fazer XVII Século, Que, apesar de Nao se desfiliarem das Igrejas instituídas, contribuíram Mais Tarde Para that emergissem o pietismo Classico, o pietismo radical, Os Movimentos de Avivamento do Século XIX nsa ESTADOS UNIDOS EO Movimento Carismático do Século XX.

 

Spener tinha los Mente o Fato de Que Localidade: Não adiantava ir à Igreja e Viver dançando, indo AO teatro e participando de Jogos. Que aqueles Que tinham abraçado a Fé Cristã, mas tinham esfriado, tinham Que Ser levados a hum Renascimento, fazer Contrário estariam Perdidos. SUAS ideias also tiveram Início AO Obras LER fazer teólogo J. Arndt e AO Estudar com o professor o Christian Danhauer na Faculdade Teológica de Estrasburgo.