Translate this Page

Rating: 3.0/5 (902 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


missiologia historia mundial das missôes
missiologia historia mundial das missôes

                                     HISTORIA MUNDIAL DA MISSÕES

            PERIODO HISTORIA PRIMEIRO SÉCULO ATÉ 1819                               

 

O verdadeiro cristianismo é essencialmente missionária no caráter. O Evangelho de ter sido concebido para todas as nações, e seu campo sendo do mundo, foi desde o primeiro associado com meios para a sua própria extensão. Em um sentido muito importante, o Senhor Jesus pode ser considerado o primeiro missionário. Ele foi enviado pelo Pai Eterno para estabelecer seu próprio reino sobre a terra. Os patriarcas, e todos os sacerdotes fiéis e profetas entre os judeus, eram agentes de preparação para a introdução desse reino. Após ter convidado os discípulos e estabeleceu uma Igreja, o Salvador ressuscitado, antes de sua ascensão, comissionou seus apóstolos escolhidos, com a presença da grande massa dos discípulos, a Igreja então existente. Para eles, como os líderes e representantes do real e da Igreja em perspectiva, ele se dirigiu ao grande mandato missionário: "Ide por todo o mundo, e pregai o Evangelho a toda criatura."

 

A missão de Cristo foi para os judeus. Ele disse: "Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel." Os apóstolos foram enviados para os judeus e gentios. "Os Atos dos Apóstolos" é o primeiro missionário oficial, Relato do primeiro volume da história missionária; a menos que, na verdade, ocupa o segundo lugar, já que é posterior à história do Evangelho dele "que passou fazendo o bem." Tão vasta foi a expansão da empresa missionária desde o derramamento do Espírito Santo no dia de Pentecostes, e assim tornaram-se volumosa seus registros, esse artigo é necessariamente limitado a um breve esboço do sujeito como um todo. No entanto, o desenho do artigo é dar, no mais breve espaço possível, uma visão justa e devidamente proporcional das principais agências missionárias de períodos sucessivos, e alguma indicação de seus resultados, juntamente com as referências às fontes de informações mais detalhadas.

 

Há dois modos principais de estudar o assunto de missões. A primeira diz respeito principalmente as agências de empregados, seguindo-los aos seus diferentes campos de ação. O segundo contempla sucessivamente os vários campos, onde necessariamente dá atenção para as diferentes agências empregadas em cima deles. Cada modo tem algumas vantagens peculiares, bem como defeitos ou dificuldades, e ambos são essenciais para a plena compreensão do assunto. Serão, por conseguinte ser seguido, pela ordem indicada. Como um guia natural para estudar e ajudar a memória, a ordem do tempo será seguido no levantamento de agências missionárias.

 

I. Missões Apostólicas

 

. - É seguro afirmar que nenhuma compreensão justa ou adequada da história do Novo Testamento pode ser adquirida por qualquer um que não lê ou estudá-lo a partir de um ponto de vista missionário. Mas quando, à luz da sua "grande comissão, os apóstolos são considerados como os missionários cristãos saindo para evangelizar as nações, não só a narrativa de seus atos ou ações, mas as suas epístolas às igrejas que eles plantaram e treinados, tornam-se instrutivo , tanto quanto aos seus modos de proceder, as suas dificuldades e seus sucessos.

 

Paulo, como o apóstolo dos gentios,, está previsto no merecido destaque como modelo missionário. Embora originalmente um implacável perseguidor dos cristãos, ele experimentou uma conversão espiritual profunda e, assim, tornou-se "um novo homem em Cristo Jesus." Depois de ter sido chamado por Deus para ser apóstolo ou missionário de Jesus Cristo, ele "não consultei carne e sangue," ele "não contava sua querida vida para ele", mas saíram pregando o Evangelho eterno, onde quer que ele poderia encontrar ouvintes, encontrando perigos de salteadores, perigos por seus próprios compatriotas, perigos dos gentios, perigos na cidade, perigos no deserto, e perigos entre falsos irmãos ( 2 Coríntios 11:26 ); no entanto, ganhar almas para Cristo, resgatando as comunidades do paganismo, fundando igrejas, treinando os ministros, e finalmente terminar o seu curso com alegria, tendo vencido ambos coroa do martírio e da coroa da vida eterna. Até a consumação de todas as coisas, o estudo do caráter missionário de Paulo, viagens, e trabalhos, será um tópico normal e proveitosa para todos os que desejam compreender os verdadeiros princípios, as agências e as medidas de propaganda cristã. Na subsequente história da Igreja será encontrado que todos os desvios do espírito de seu exemplo foram aberrações da linha do verdadeiro sucesso; Considerando que os esforços colocados diante de semelhantes, motivos e em um espírito como têm sido, invariavelmente, com a presença do bênção divina e da salvação dos homens.

 

Mas, apesar de destaque como o fundador da Igreja nascente nas principais cidades do Império Romano e, embora, por algum motivo, facilmente compreendido sábio, mas não, suas sucessivas viagens missionárias principalmente ocupar a narrativa sagrada, mas Paul era apenas uma das bandas nobre de missionários apostólicos. Pedro foi o reconhecido líder da missão abertura da Igreja nascente a Jerusalém, e depois de esforços missionários em nome dos judeus, por todo o mundo. Não só ele foi o principal ator nas cenas do Pentecostes, mas ele lançou as bases para missões aos gentios por batizar o centurião Cornélio e outros gentios em Cesaréia. De acordo com Orígenes e Eusébio, que pregava aos judeus dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia. Muitos estudiosos têm se tornado convencido de que sua missão estendida a Babilônia, às margens do Eufrates, enquanto a voz geral da antiguidade atribui a ele uma morte de mártir em Roma. Qualquer que tenha sido verdade quanto à sua presença real nos pontos extremos do Oriente e do Ocidente, suas epístolas gerais suficientemente demonstrar seu conhecimento pessoal, bem como a autoridade ministerial, em vastas regiões intermédias.

 

Ao lado de Pedro, reconhecemos a importância do apóstolo João, que, após longas trabalho entre os judeus na Palestina, pegou seu domicílio em Éfeso, da qual centro ele exercia a supervisão das igrejas da Ásia Menor até o período de seu exílio de Patmos, onde ele ainda fala às igrejas.

 

Quanto aos demais apóstolos, nem a Escritura nem a história dá informações concretas, mas cedo e tradição uncontradicted atribui-los solidariamente para campos missionários importantes e generalizadas. De acordo com a voz geral da antiguidade, Tiago, o Justo. manteve-se em Jerusalém. Andrew pregado em Cítia, Trácia, Macedônia, Tessália e Acaia; Philip na Ásia Superior, Cítia, e Frígia, onde sofreu o martírio. Bartolomeu penetrou Índia. Thomas visitou Média e da Pérsia, e, possivelmente, da costa de Coromandel e da ilha de Ceilão. Matthew foi para a Etiópia, Partia e Abissínia; Simão zelote ao Egito, Cirene, Líbia, Mauritânia e; e Jude para a Galiléia, Samaria, Iduméia, e Mesopotâmia. Seja qual for a verdade literal é incorporado nas tradições citadas, eles pelo menos mostrar que a idéia grande missionário foi associada com a história dos vários apóstolos desde o primeiro período; e, tomada em conexão com os resultados conhecidos, eles não deixam dúvida de que a vida dos homens escolhidos foram gastos nos esforços zelosos e abnegados para a propagação do Evangelho. E isso não foi verdade apenas dos apóstolos, mas também dos cristãos da época em geral, que, ao mesmo espalhados pela perseguição "iam por toda parte pregando a palavra" ( Atos 8: 4 ). Em nenhuma outra hipótese do que a atividade missionária universal por parte de ambos os ministros e membros da Igreja dos apóstolos e seus sucessores imediatos, que contou também com a bênção divina, não é possível explicar a propagação extensa, do cristianismo primitivo. Durante os últimos 60 anos do primeiro século, a nova religião tornou-se difundido, em maior ou menor grau, ao longo dos vários países adotaram no Império Romano, incluindo o Egito, África do Norte, Espanha, Gália e Grã-Bretanha. Como resultado direto das missões apostólicas, a Igreja Cristã é suposto ter contido no ano 100 de meio milhão de membros vivos, aqueles das primeiras e segundas gerações que têm em sua maioria ido para a frente para se juntar à Igreja triunfante.

 

As igrejas do presente e do futuro vai encontrar as lições mais importantes como as suas responsabilidades e deveres na história das missões apostólicas. Também pode-se dizer que as missões modernas, e para o desenvolvimento relativamente recente do espírito missionário, lançaram muita luz sobre os instrumentos pelos quais o cristianismo foi estabelecido pela primeira vez na terra, e por que ele foi projetado para se tornar universal. De ambas as classes de eventos, parece que os homens consagrados e meios consagrados são os órgãos ativos a serem empregados para o estabelecimento do reino de Cristo sobre a terra; e que estes combinados, sob a orientação e bênção do chefe da Igreja, pode-se esperar para triunfar sobre a indiferença mais gelada ea oposição mais violenta.

 

Na penúria, a obscuridade ea falta de instalações do, Igreja primitiva, o trabalho de promover a salvação dos homens, e de estender a verdade, foi um dos esforço individual e pessoal, completados, é claro, pela influência do do Espírito Santo. No início não havia igrejas para assembléia pública, sem livros para auxiliar influência, nenhuma organização para o apoio de missionários, casa ou estrangeira. No entanto, os homens regenerados iam por toda parte pregando a palavra. Eles fundaram igrejas onde a palavra foi recebido pelos fiéis, e os membros das igrejas foram ensinados a sustentar aqueles que trabalharam com eles no Senhor, e também para deixar as riquezas da sua generosidade são abundantes, mesmo fora de sua profunda pobreza, para o progresso do evangelho. Eles também foram ensinados o dever da oração constante, não só para o outro, mas especialmente que a palavra de Deus pode ter livre curso e seja glorificada, e para que Deus abrisse a seus servos a porta da palavra para falar do mistério de Cristo ( 2 Tessalonicenses 3: 1 ; Colossenses 4: 3 ). Assim, toda a Igreja Apostólica era uma agência de auto-extensão, e para a propagação da verdade. Apesar de pregação pública foi praticado na maior medida possível, no entanto, a inferência é inevitável que a extensão da verdade cristã foi realizada em grande parte por meio .de influência pessoal na conversa, exemplo e persuasão privada. Desta forma, todos podem ser "ajudantes da verdade." E por meios públicos e privados, unidos e em ação constante, o cristianismo se difundiu, não obstante os obstáculos aparentemente insuperáveis ​​que confrontam-lo em cada mão. Há uma boa razão para acreditar que tinha o verdadeiro caráter da Igreja Apostólica foi preservado, e sua singeleza de propósito ação missionária e foi mantida, o desenvolvimento do cristianismo no mundo teria sido constante, se não for rápido, e esse tempo antes que esta as nações mais remotas teria sido evangelizar d.

 

II. antigas missões .

 

- a esse título, será feita alusão aos movimentos agressivos da Igreja entre os períodos apostólicos e medievais. Que os séculos 2D e 3D testemunhou grande atividade missionária por parte dos cristãos nos países em que o acesso pode ser garantido, é comprovado não só pela multiplicação de seu número e influência, mas pelas perseguições sangrentas que foram travadas contra eles sob sucessivo imperadores romanos. Devido a várias causas que chegaram até nós, mas alguns detalhes do trabalho de precisão que foi feito, ou dos modos em que foi feito. É, no entanto, mas razoável supor que as medidas apostólicos e usos foram, durante as partes anteriores deste período, muito em ascensão. Eusébio diz que "os seguidores dos apóstolos imitaram seu exemplo na distribuição de seus bens materiais entre os crentes necessitados, e, parando seu próprio país, saiu para terras distantes para propagar o Evangelho." Foi no início do século 2d que o jovem Plínio, governador da Bitínia, após investigação oficial, feito para o imperador Trajano seu relatório sobre as célebre costumes e prevalência dos cristãos. Disse ele: "Muitas pessoas, de todas as idades, de todas as classes, e de ambos os sexos. Igualmente são acusados, e será acusado [do cristianismo]. Nem tem o contágio dessa superstição permeados cidades apenas, mas as aldeias e campo aberto . " As alegações deste perseguidor dos cristãos, no que diz respeito aos números acusados ​​do cristianismo, são corroborados por vários demonstrações dos próprios cristãos. Justino Mártir, escrevendo cerca de 106 anos após a ascensão diz: "Não há uma nação, ou de grego ou bárbaro, ou de qualquer outro nome, mesmo daqueles que vagueiam em tribos e viver em tendas, entre os quais orações e ações de graças não são oferecidos ao Pai e Criador do universo, em nome de Jesus crucificado. " Tertuliano, em sua Apologia, escrita 50 anos depois, diz: "Apesar de ontem, temos preenchido todas as esferas da vida: cidades, castelos, ilhas, cidades, o câmbio, os próprios campos, a população plebeia, as cadeiras dos juízes, o palácio imperial, eo fórum ". Quando é lembrado que esses resultados foram alcançados em face de perseguição, e apesar de torturas e martírio, nenhum outro comentário é necessária sobre a diligência missionário e dedicação daqueles que foram os agentes dessa generalizada e evangelização eficaz. Em harmonia com as medidas desta natureza foi a tradução das Escrituras para várias línguas importantes, como o latim. o siríaco, o etíope, e os egípcios. Na ausência de estatísticas, que foram, então, impossível, todas as tentativas de estimar números devem ser-principalmente com base em probabilidades. No entanto, alguns já estimado que o número de cristãos no final do século 2d não era inferior a dois milhões, e aumentou durante o século 3d para talvez duas vezes esse número.

 

A abertura do 4 º século, AD 313, testemunhou a questão do édito de tolerância de Constantino, um evento que mostra tão conclusiva como figuras poderia o crescimento contínuo de influência e números cristã. Esse decreto foi proclamado em seqüência imediata da Era Martyrium, a perseguição de Diocleciano - o décimo da série desses ataques ferozes sobre os seguidores não ofensor e não resistindo de Cristo, que provou sucessivamente que "o sangue dos mártires era a semente da Igreja ". Conforme o edital referido suprimida perseguição oficial em todas as partes do império, pode ser considerado como em si uma bênção sem mistura, um reconhecimento de um direito inalienável da humanidade, e todos que o cristianismo necessário por parte do mundo para um maior avanço e sucesso completo. Quando o caminho do Senhor tinha sido assim preparados, através de tanta labuta e sofrimento, era de se esperar que daí por diante a causa da verdade cristã seria avançada com poder moral e espiritual acumulada. É, no entanto, um triste, mas, na história das missões, um fato geralmente negligenciado, que o próprio período em que tanto tinha sido adquirida, e da qual muito foi de esperar na extensão legítima do cristianismo, testemunhado o desenvolvimento de agências e influências que antagonizou os objetivos peculiares do Evangelho e marcado seu caráter missionário, semeando por todo o campo estendido de sua influência as sementes da decadência prematura e quase fatal. A circunstância de essas influências sendo mais ou menos antagônicos entre si não aliviar seus efeitos mal, mas sim o aumento do seu poder, como as doenças mais cedo multiplicados reduzir as energias vitais do sistema humano. Se não houvesse partidas anteriores do verdadeiro espírito do Evangelho, e havia os cristãos do século 4 ficado contente de contar com agentes espirituais para a promoção do cristianismo, as vantagens que se seguiu à conversão de Constantino professou pode com toda a probabilidade tenderam para estender e consolidar um tipo puro do cristianismo. Mas, infelizmente, as influências insidiosas já havia sido iniciado, o que, sob o sol da aparente prosperidade, cresceu com o ranço e rapidez de ervas daninhas. Dessas influências, alusão só pode ser feita sumariamente a erros doutrinários, o monaquismo, e conformidade com o mundo. Não era apenas que Docetism, ebionismo, Gnosticismo, Montanismo, Arianismo, e outras heresias induzida controvérsias amargas e prolongadas, dividindo assim a Igreja com contenda partidária, mas eles absorveram o pensamento e as energias de milhares de ministros cristãos professos, que deveria ter se dedicam exclusivamente na pregação do Evangelho. Assim, quando, no século 2d, a doutrina do sacerdócio cristão começou a ser desenvolvido com uma tentativa de imitação dos judeus, o mal não era apenas o desvio de talento ministerial da única obra de pregação e ensino, em nome de Cristo uma rotina pesada de cerimônias rituais, mas um passo direto para a conformidade com certas teorias e práticas pagãs que em períodos posteriores foram apresentadas como elementos do próprio cristianismo.

 

Como muitas vezes tem sido afirmado, e de fato amplamente acreditado. que o mundo deve algo a monaquismo em consideração de certos trabalhos missionários realizados por membros de ordens monásticas, parece adequada para expor a verdadeira influência desse assunto, a partir do qual ele aparecerá que o monaquismo foi, de fato, um dos mais antigos e maiores obstáculos ao desenvolvimento missionário da Igreja, e que tudo de bom que foi posteriormente feito por missionários que eram monges foi feito pela força de impulso cristão ou personagem, em violação direta do espírito ea intenção do monaquismo. É desnecessário insistir sobre o fato histórico que o monaquismo existiam no Extremo Oriente como uma prática pagã anterior ao aera cristão. A primeira seita estritamente ascético na Igreja foi a dos Montanistas, que surgiu na Frígia cerca de 150 dC, a partir de Montano, que tinha sido anteriormente um sacerdote da divindade pagã Cibele. Durante os séculos em 2D e 3D uma disposição crescente manifestou-se na Igreja de exagerar a virtude de jejum, e anexar mérito especial para o celibato, especialmente entre o clero. Votos de celibato começou a ser tomada por pessoas de ambos os sexos, na idéia de que uma vida era mais santo do que o do casamento. Por volta do ano 250 dC a perseguição Decian enfureceu com extrema severidade, no Alto Egito, levando muitos a fugir para salvar suas vidas a desertos e lugares isolados. Já nas mentes de muitos cristãos no Egito havia sido predispostos a ascese pelos escritos de Clemente, Orígenes e Dionísio de Alexandria. De acordo com uma combinação destes e outros influências, muitas pessoas que deveriam ter sido disputando fervorosamente por "fé que uma vez foi entregue aos santos" retirou-se da sociedade, e desperdiçou sua vida na ociosidade, e em lutas inúteis com os fantasmas de sua própria imaginações excitadas. O verdadeiro espírito do cristianismo teria dado coragem para enfrentar o perigo, e, sem dúvida, permitiram que, em muitos casos a vencer até mesmo os seus perseguidores a fé. Mas o impulso de covardia, seja moral ou física, é contagiosa; portanto, multidões de bem intencionados, mas pessoas fracas abandonado cenas de conflito cristão, e dirigiram-se para o deserto solituaes e cavernas das montanhas. No início, eles viviam como eremitas, e buscou por meio do trabalho para se sustentar, e dedicar um excedente de seus ganhos para objetos de caridade. Aos poucos as austeridades de alguns ganharam notoriedade por eles, e fez com que eles se tornam objetos de caridade e até de veneração supersticiosa, entre os ignorantes. Assim, homens como Antônio do Egito, Paulo de Tebas, Hilarion da Palestina, e outros, tornou-se solidariamente os centros de grandes comunidades de homens, que podem em suas casas ou em campos de missão têm sido muito úteis, mas que agora perdeu a vida em ociosidade e auto-mortificação, para a desgraça do cristianismo que professavam. Pacômio, originalmente um soldado, mas depois de um anacoreta, desenvolveu um certo poder de organização, reunindo seus imitadores de suas cabanas individuais em um cenóbio ou residência comunidade, fundando, assim, o primeiro mosteiro cristão. Foi Tabenna, uma ilha do Nilo. Pacômio também fundou mosteiros de freiras; e os membros de sua comunidade, durante sua vida, chegou o grande número de 3000 Em meados do século 5 esta ordem de monges sozinho, e houve vários outros, tinha alcançado o grande número de 50.000. A partir desta breve declaração como um índice deixar a mente da pesquisa com os leitores da vasta expansão da idéia monástica e de ambição monástica como ordens de monges tornaram-se multiplicado e poderoso, espalhando-se por toda a Europa e no Oriente durante o longo período de quinze séculos.

 

Considerando-se as centenas de milhares, e até milhões, de pessoas cujas vidas foram por este sistema anti-bíblica e não natural retirado da esfera de utilidade cristã na sociedade e nos campos de missão "para austeridades improfícuos e muitas vezes degradantes, para não dizer nada de excessos piores que às vezes seguidas em seu trem, é fácil perceber que o monaquismo agiu como um antagonismo propagação gigantesca e larga para a evangelização do mundo. Pode-se supor que as pessoas abraçadas sob sua influência tinha boas intenções. e como regra viveu até as teorias de que eram vítimas. Mas quão diferente poderia ter sido a posição e influência da Igreja Cristã tinha a vida e os sacrifícios de todas aquelas pessoas foram aplicados de acordo com o preceito do Salvador: "Ide ensinai todas as nações."

 

Enquanto, por conseguinte, o monaquismo foi dizimando a Igreja pela reclusão profitless de milhares se seus melhores membros, conformidade com o mundo, por outro lado, entrou na Igreja como uma inundação, com a elevação de muitos dos clérigos a favor imperial. Assim, a Igreja antiga, em vez de permanecer uma unidade em seu zelo e esforços para a conversão do mundo, tornou-se envergonhado por dois sistemas opostos e igualmente prejudiciais do erro e prática, ambas igualmente fatais para a sua fidelidade missionária e progresso. Até hoje a Igreja grega permanece sob o pesadelo do sistema monástico fixados nele naquele período inicial, enquanto a Igreja Latina logo após tornou-se tão estreitamente identificado com o poder secular que, embora tenha retomado propagandism, ele praticou com motivos e medidas muitas vezes altamente censurável, e, portanto, contaminado e enfraquecido o Cristianismo difundiu. "No que diz respeito às missões, a inação das igrejas orientais é bem conhecido. Como regra geral, eles têm permanecido satisfeito com a manutenção de seus próprios costumes." "A pregação da Ulphilas para os godos, das missões nestorianos da Ásia, da Rússia, na Sibéria e as Ilhas Aleutas, mas são exceções notáveis. A conversão da nação russa foi efetuado, não pela pregação do clero bizantino, mas por o casamento de uma princesa bizantina. No meio do maometano Ehst as populações gregas permanecem como ilhas no mar estéril, e as tribos beduínas ter vagado por doze séculos em volta do convento grego do Monte Sinai, provavelmente sem uma instância de conversão para o credo dos homens que eles ainda reconhecem com veneração quase religiosa como seres de um mundo superior "(Stanley, Eastern cap.).

 

Ao tomar uma visão histórica, ainda que breve, das missões cristãs de sucessivas idades, parece desejável para exercer a caridade na maior grau consistente com a verdade. E, de fato, grande provisão deve ser feita para a ignorância e as dificuldades dos tempos antigos e medievais. No entanto, à luz da regra do Salvador ", pelos seus frutos os conhecereis", é preciso admitir que muito da história eclesiástica, que se passou para o cristianismo é pouco menos do que uma caricatura da realidade. Então, de propagandism missionário ea conversão das nações, é preciso confessar que muitas frases familiares e abrangentes, tais como a "conversão do Império Romano", "a conversão das nações do norte", "a conversão da Alemanha", "de Polônia "," da Noruega ", etc, só pode significar a conversão nominal, e essas ' mudanças externas, como pode ocorrer totalmente à parte da influência que a verdadeira fé que "opera por amor e purifica o coração." Embora, portanto, os fatos podem ser mencionados como eles são representados para nós na história, um julgamento cuidadoso irá discriminar quanto ao seu verdadeiro significado moral ou evangélica. Nem deve a consideração importante ser esquecido que Deus, que pode fazer a ira do homem louvá-lo e ignorar os eventos mais indesejáveis ​​para a realização de sua própria glória, poderia, e sem dúvida que, ignorar muito do que era imperfeito, e até mesmo censurável, no modo de promover um cristianismo nominal para a promoção final da verdade.

 

III. Período e Elementos de Transição .

 

 - Não há uma linha positiva de demarcação entre o antigo e as igrejas medievais. Na verdade escritores nunca deixam de diferir em conta os limites atribuídos a cada um. Na verdade, o ex gradualmente e quase insensivelmente misturado na segunda; mas, de um missionário, ponto de vista, somos forçados a considerar a Igreja antiga como chegando ao fim quando sua pureza e sua agressividade começou simultaneamente a declinar. Durante os três primeiros séculos, o cristianismo manteve um antagonismo completo de falsas religiões e cultos pagãos em todas as suas formas. Conversões ao cristianismo foram individuais, não nacional; a nova fé fez o seu caminho para cima das camadas mais humildes da sociedade para o superior, a partir das Catacumbas ao palácio, até que finalmente o número de convertidos tornou-se demasiado grande e demasiado influente para ser ignorado ou pelos imperadores ou por senados. No século 4, temos o exemplo do imperador Constantino, ainda não batizado, tomando parte ativa na pregação e na .os conselhos da Igreja; e, posteriormente, os principais esforços missionários foram especialmente dirigidas aos reis e príncipes, para cuja determinação eram esperados seus súditos para se conformar.

 

Um dos aspectos mais tristes do período de fechamento da antiga Igreja apareceu na tendência crescente por parte do clero para aceitar nominais ao invés de reais conversões, a conformidade exterior, em vez de fé real. Muitos bispos incentivou esta tendência, que desejam fazer o que chamaram de conversão tão fácil quanto possível. Daí eles batizaram mesmo aqueles que viveram em pecado aberto, e que claramente indicado o seu propósito de continuar na mesma. Talvez eles imaginaram que essas pessoas, quando uma vez que conheceu a Igreja, seria mais fácil e, certamente, reformado, embora, na maioria das vezes, eles simplesmente lhes disse que eles teriam que acreditar, a fim de ser cristãos, sem insistir sobre as obrigações de uma vida santa, a fim de que os candidatos devem recusar o batismo. "Esses modos corruptos do procedimento originado, em parte, as noções errôneas de pena ligados a um mal exterior batismo e fora da Igreja comunhão, e em parte na falsa noção de que constituía fé e da relação das doutrinas da fé e da moral do Cristianismo uns aos outros "(Neander, Igreja Hist. 2: 100). Contra tais pontos de vista e as medidas não houve querer protestos por parte dos homens como Crisóstomo e Agostinho. Os ex-bispos de reprovação, animados por um falso zelo para aumentar o número de cristãos nominais, diz: "Nosso Senhor pronuncia-o como um preceito, " não o que é santo aos cães, nem lanceis vossas pérolas aos porcos Dê. Mas, por vaidade tola e ambição, que subverteram este comando também por admitir esses, homens incrédulos corruptos, que estão cheios de mal, antes que eles nos deram qualquer evidência satisfatória de uma mudança de mentalidade, para participar dos sacramentos. É por esse motivo muitos daqueles que foram assim batizados se afastaram e ocasionado muita escândalo ". Agostinho queixou-se: "Como muitos procuram Jesus apenas que ele pode beneficiá-los em questões terrenas Um homem tem uma ação judicial, por isso ele busca a intercessão do clero; outro é oprimido por seu superior, para que ele se refugia na Igreja, e ainda! outro para que ele possa proteger a mulher da sua escolha. A Igreja está cheia de tais pessoas. Raramente é Jesus procurou por amor de Jesus. " Também não foram os únicos motivos mundanos agências que levaram a conversões falsas e hipócritas, muitos foram despertados por impressões externas: alguns pensavam que viam efeitos milagrosos produzidas pelo sinal da cruz; outros foram afetados por sonhos, e fez pouco mais do que uma superstição troca por outra. Contra estes erros insidiosos e contagiosas Agostinho pronunciou exortações fiéis e avisos em seu tratado De Catechizandis rudibus e outros escritos, mas a atual das coisas, ea crescente onda de invasão bárbara, muito hostilizado sua influência. Alguns foram, sem dúvida, levou de origens pobres para melhores resultados, tornando-se, no final, os verdadeiros cristãos, ainda que entrou na Igreja por motivos inúteis; mas muito antes, e mais amplamente do que se pensa, o caráter espiritual verdadeira da Igreja antiga, como um todo, teve lamentavelmente diminuiu, e com ele toda genuíno zelo pela conversão espiritual dos homens.

 

. IV Missões medievais .

 

 - Não se trata de negar que o período medieval foi um dos revolução, e, portanto, desfavorável à propagação da verdadeira religião; mas não é de forma sofridos, como argumentado por alguns escritores protestantes, incluindo Milman, Guizot, e outros de alta reputação, que um desenvolvimento defeituoso do cristianismo era, portanto, inevitável, ou que as medidas de semi-monásticas e seculares empregados para civilizar e cristianizar os bárbaros da Europa foram "adaptados como uma fase transitória para a infância dessas raças." Por outro lado, alega-se, à luz das Escrituras e da experiência, tanto entre nações antigas e modernas, que o grande desiderato para aqueles momentos, como para todos os outros, foi o Evangelho puro de Cristo e seus apóstolos, que não só teria aproveitado dez vezes mais do que fizeram todos os expedientes mundanos e semi-seculares, mas teria permanecido como uma pura, em vez de um corruptor, o fermento para trabalhar após as idades. É gratificante observar que em algumas das missões anteriores, dos quais breves esboços serão agora apresentados, não houve mistura negligenciável de justas e apropriadas agências evangélicas, como a tradução ea circulação das Escrituras, e exemplos de abnegados vida missionária. Em vez de tentar, como já foi feito muitas vezes, para resumir por séculos o que foi feito ou dito ter sido feito, para estender o cristianismo, pensa-se melhor para apresentar a partir de fontes históricas de alguns eventos amostra missionárias e personagens de períodos sucessivos de .Church história medieval, ilustrando a introdução efectiva da Igreja em diferentes países e entre as várias raças.

 

1. A Missão de Ulphilas para os godos.

 

- "Quando passamos a investigar de que forma o conhecimento do cristianismo se difundiu entre as nações que assim se estabeleceram sobre as ruínas do Império Romano, encontramos, pelo menos no início, que a história eclesiástica pode nos dar, mas poucas informações. " Sabemos tão pouco em detalhes ", comenta Schlegel, " as circunstâncias em que o cristianismo se tornou tão universalmente difundida em um curto espaço de tempo entre todas as nações góticas como do estabelecimento, passo a passo, do seu grande reino, no Mar Negro. A difusão rápida e universal, de fato, da nova fé é uma prova de sua capacidade para a civilização, e da conexão nacional de todo o gênero, mas onde vamos encontrar os detalhes de sua conversão Nós não temos um registro, nem mesmo? uma lenda, da maneira pela qual os visigodos na França, os ostrogodos em Panônia, os Suevos na Espanha, o Gepidae, os vândalos, os seguidores de Odoacro, e os lombardos de fogo, foram convertidos à fé cristã. Podemos traçar este , em parte, à terrível desolação, que neste período reinou em todos os lugares, enquanto nação guerreou contra nação, e tribo contra tribo, podemos segui-lo, ainda mais, para o fato de que cada uma das tribos acima indicado foi convertido para o Arian forma de cristianismo, uma razão suficiente aos olhos dos historiadores católicos para ignorar completamente os esforços dos hereges para difundir o conhecimento da fé. E até o fim do dia 6, e da abertura do 7 º século, temos de contentar-se com a delgado detalhes, se queremos saber nada da difusão no início do cristianismo no continente europeu.

 

"O registro, no entanto, de um missionário cedo forçou seu caminho para as histórias católicas. Nos reinados de Valeriano e Galieno, os godos, descendo do norte e do leste, começou, a partir de seus novos assentamentos no Danúbio, para ameaçar a segurança das províncias do sul do império. Se Estabelecer na Ucrânia e nas margens do o Bósforo, elas se espalham terror no Ponto, Bitínia e Capadócia. Numa dessas incursões que carregavam fora do último país uma multidão de cativos, alguns pertencentes ao clero, e localizado los em seus assentamentos ao longo da margem norte do Danúbio . Aqui os cativos não esqueceu os seus deveres cristãos para com os seus mestres pagãos, nem o último escárnio de receber deles as doutrinas do cristianismo suaves. A obra, de fato, passou em silêncio, mas de vez em quando temos provas de que os semente não havia sido semeada em vão. Entre os 318 bispos no Concílio de Nicéia, a tez clara do Gothic bispo Teófilo deve ter atraído o aviso prévio, em contraste " com o cabelo escuro e fulvo tom de quase todo o resto. " Mas Teófilo foi o antecessor e professor de uma ainda maior missionário. Entre os escravos involuntários realizados fora no reinado de Galieno foram os pais ou antepassados ​​de Ulphilas, que ganhou para si o título de " Apóstolo dos Godos. Nascido, provavelmente, no ano de 318, ele era, em uma idade relativamente precoce, enviado em uma missão para Constantinopla, e Constantino o levou a ser consagrado bispo pelo seu próprio capelão, Eusébio de Nicomédia. Partir deste momento ele se dedicou coração e alma para a conversão de seus conterrâneos, e os godos foram os primeiros dos bárbaros entre os quais vemos o cristianismo avanço da civilização em geral, bem como o ensino de uma fé mais pura.

 

"Mas a sua sorte fora lançada em tempos angustiosos: a irrupção ameaçado de uma horda bárbara, ea animosidade dos godos pagãos, induziu-o a atravessar o Danúbio, onde o imperador Constantino atribuído ao seu rebanho um distrito de país, e aqui ele continuou para o trabalho com sucesso. A influência que ele já tinha ganhado, eo senso natural de gratidão pelos benefícios que ele havia concedido ao tribos por aquisição para eles uma solução mais pacífica, proferida seus esforços relativamente fácil. Júbilo nas florestas e pastagens de sua nova casa, onde poderiam com vantagem tendem seus numerosos rebanhos e manadas, e de compra de milho e vinho das províncias mais ricas em torno deles, eles ouviram, obediente à voz do seu bispo, a quem comparou a um segundo Moisés. ea condução de Ulphilas justificaram a sua confiança com sabedoria singular ele não limitou seus esforços para a instrução oral do seu povo;. ele procurou restaurar-lhes a arte de escrever, o que provavelmente tinha sido perdido durante a sua migração a partir do leste para o norte da Alemanha. Compondo um alfabeto de vinte e cinco cartas, algumas das quais ele se viu forçado a inventar, a fim de dar expressão a soa desconhecido para o grego eo latim pronúncia, ele traduziu a Bíblia para a língua nativa de seu rebanho, omitindo apenas os quatro livros de Reis, por precaução, ele adotou a partir de um medo de que seu conteúdo poderia tendem a despertar o ardor marcial e feroz espírito de um povo que, nesta matéria, para usar a linguagem pitoresca do historiador, " exigiu a pouco mais do que o esporão. "

 

"Depois de um tempo ele foi constrangido a fazer o papel de mediador entre a nação visigótica e do imperador romano Valente. No ano de 374 dC a horda bárbara dos hunos estourou no reino do Ostrotgoths, e, tendo subjugado ele, voltaram sua olhos para as terras e posses dos visigodos. incapaz de defender a linha do Dniester, este último caiu em cima do Pruth, esperando para a segurança em meio aos desfiladeiros inacessíveis das montanhas dos Cárpatos. Mas, sensível que mesmo aqui eles não eram seguras, um partido considerável começou a muito tempo para um asilo dentro dos domínios romanos, e foi acordado que os embaixadores, com Ulphilas entre si, deve reparar ao Tribunal de Valens, e esforçar-se para obter um novo assentamento. "Valens foi um ariano e uma polemista. Neste exato momento ele estava sendo aplicado em Antioquia, ' por outras armas do que as da razão e eloqüência, 'a crença na teologia ariana; e quando o pobre bispo apresentou-se, e pediu ajuda na extrema necessidade de seu povo, o imperador é relatado que o perseguiam com discussões sobre a união hipostática, e de ter pressionado sobre ele a necessidade de repudiar a Confissão de Nice, e adotando o de Rimini. Ulphilas estava em grande angústia, mas, sendo um homem de mente simples, e considerando a questão uma das palavras, e envolvendo apenas sutilezas metafísicas, não é digno de consideração, em comparação com os sofrimentos de seu povo, ele concordou com a proposta do imperador, e prometeu que a nação gótica deve adotar a Confissão Arian. O imperador, por sua vez, concordou em desistir de certas terras em Moesia, mas em anexo à presente concessão duas condições severas e rigorosas: a de que antes que eles atravessaram o Danúbio os godos deve desistir de seus braços, e sofrer os seus filhos a serem tomadas a partir deles como reféns para a sua própria fidelidade, com a perspectiva de ser educado nas diferentes províncias da Ásia.

 

"Nestes termos duros instruções foram emitidas para os governadores militares da diocese Thracian, ordenando-lhes fazer os preparativos para a recepção dos novos colonos. Mas verificou-se uma questão fácil de transportar através de um rio mais de uma milha de largura, e inchou por chuvas incessantes, para cima de um milhão de ambos os sexos e de todas as idades. Durante dias e noites passaram e repassadas em barcos e canoas, e antes de eles não desembarcaram alguns foram levados e afogado pela violência da corrente. Mas , além dos discípulos de Ulphilas, milhares de godos, atravessou o rio, que ainda continuou fiel a seus próprios sacerdotes e sacerdotisas pagãs. Disfarçando, é ainda dito, seus sacerdotes no traje de bispos cristãos e ascetas fictícios, eles enganaram o Romans crédulo ;., e apenas quando estiverem no lado romana do rio fizeram jogar fora a máscara e deixar claro que Valens não era fácil ter seu desejo satisfeito, e vê-los convertidos ao arianismo Um dos chefes hereditários, Fritigern, um discípulo de Ulphilas, adotou o credo do império, o outro, Alarico, chefiou o numeroso partido que ainda continuou dedicado aos altares e ritos de Woden. Esta última facção, colocando seu deus principal em um vagão elevado, arrastou-o através do acampamento gótico; todos os que se recusou a curvar-se, queimaram, com suas esposas e filhos; nem se poupar a igreja rudes tinham erguido, ou a multidão confusa de mulheres e crianças que haviam fugido para-a para proteção. Mas, enquanto a grande maioria da nação gótica estavam envolvidos em guerras constantes com os exércitos romanos, e, de acordo com as duas grandes divisões de ostrogodos e visigodos, foram gradualmente se espalhando-se sobre a Gália, Itália e Espanha, Ulphilas continuou, até o ano de 388 , para supervisionar as necessidades materiais e espirituais da colônia pacífica e populoso dos pastores e pastores que, como no outro Goshen, ele havia se formado nas encostas do Monte Hoemus, e quem tinha apresentado a Bíblia Gothic em sua própria língua.

 

"O zelo que ele tinha exibido encontrado um imitador na grande Crisóstomo. Qual foi a medida de seu sucesso não temos meios de julgar, mas é certo que ele fundou em Constantinopla uma instituição na qual godos pode ser treinada e qualificada para pregar o Evangelho a seus compatriotas. Mesmo durante os três anos de seu exílio para a pequena cidade remota e miserável de Cucusus, entre os cumes do Monte Taiurus, em meio à falta de provisões, doença freqüente, sem a possibilidade de obtenção de medicamentos, e os estragos de ladrões isáuricos, sua mente ativa, revigorado por infortúnios, encontrou alívio não só em corresponder com igrejas em todos os trimestres, mas em dirigir as operações missionárias na Fenícia, Pérsia, e entre os godos. Nas várias epístolas existentes vamos encontrá-lo aconselhando o envio de missionários, um a este ponto, mais para que, consolando alguns sob perseguição, animando todos pelo exemplo do grande apóstolo Paulo ,: ea esperança de uma recompensa eterna. E em resposta aos seus apelos, seus amigos, a uma distância lhe forneceu com recursos tão amplo que ele estava habilitado para apoiar missões e resgatar cativos, e ainda teve que implorar deles que sua generosidade abundante pode ser direcionado para outros canais. Até que ponto seus esforços prevaleceu para conquistar qualquer parte da nação gótica à comunhão católica não temos meios de julgar. Certo é que a partir dos Godos ocidentais a forma Arian do cristianismo estendido para os godos orientais, ao Gepidae, alanos, vândalos e suevos; e foi justamente observou que não devemos esquecer ' que quando Agostinho, em sua grande obra sobre a "cidade de Deus", comemora a caridade e clemência de Alaric durante o saque de Roma, estas graças cristãs eram inteiramente devido ao ensino de missionários orientais '"(Missões de Maclear na Idade Média, páginas 37-43).

 

2. A conversão de Clóvis e os Frankes .

 

- No ano 481 Clovis conseguiu a chefia do sálios. Em 493 ele se casou com Clotilde, a filha do rei da Borgonha, que professavam o cristianismo, e procurou convencer o marido a adotá-la também; mas seus esforços por um tempo foram sem sucesso. "Por fim, no campo de batalha de Tolbiac, sua incredulidade chegou ao fim O feroz e terrível Alemanni, fresco de suas florestas nativas, tinha estourado sobre o reino de seus aliados Ripuarian;. Clovis, com sua Franks, tinha corrido para o resgate, e as duas nações mais ferozes da Alemanha tivesse que decidir entre eles a supremacia da Gália A batalha foi longa e sangrenta;. francos, depois de uma luta obstinada, vacilou, e parecia a ponto de voar, e em vão Clovis implorou . a ajuda de suas próprias divindades Finalmente bethought o da onipotência alardeada de Deus de Clotilde, e ele prometeu que, se vitorioso ele abjurar sua árido credo pagão ser batizado como cristão Então a maré da batalha virou;., o último rei de o Allemanni caiu, e suas tropas fugiram em desordem, a compra de segurança por submissão ao chefe franco. Em seu retorno Clovis contou para sua rainha a história da luta, o sucesso de sua oração, ea promessa que tinha feito. Oprimido com alegria , ela enviou de imediato para Remígio, o venerável bispo de Reims, e em sua chegada o chefe vitorioso ouviu atentamente seus argumentos. Ainda assim, ele hesitou, e disse que iria consultar seus guerreiros. Estes soldados ásperas evidenciada nenhuma má vontade; com, talvez, a mesma indiferença que ele mesmo havia permitido o batismo de seus filhos, eles se declararam nada Loth para aceitar o credo de seu chefe. Portanto, Clovis cedeu, eo batismo foi fixada a ter lugar no Festival se aproximando do Natal. As maiores dores foram levados para emprestar solenidade como -muito possível da cena. A igreja foi decorado com tapeçaria bordada e cortinas brancas, e brilhavam com mil luzes, enquanto os odores de incenso, ' como ares de paraíso ', nas palavras do cronista animado, ' encheu o lugar. " O novo Constantino, quando ele entrou, estava cheia de temor. " Este é o céu tu me promete? " disse ele ao bispo. " Não mesmo céu, mas o início do caminho para lá ", respondeu o bispo. O serviço prosseguiu. Enquanto ele se ajoelhou perante a fonte para lavar a lepra de seu paganismo, ' Sicambrian ", disse Remígio, ' arco suavemente o teu pescoço, bur que adore fizeste, adoro o que tu queimar. " Assim, juntamente com três mil de seus seguidores, Clovis defendida credo de Clotilde, e tornou-se o único soberano do Ocidente que aderiu à Confissão de Nicéia. Em qualquer outro lugar arianismo foi triunfante. O ostrogodo Teodorico na Itália, os sucessores de Euric em visigótica França, o rei da Borgonha, os príncipes suevo em Espanha, o vandalismo na África - todos eram arianos.

 

"A conversão de Clóvis, como o de Constantino, está aberto a muita discussão. Ele certamente não teve nenhum efeito sobre o seu caráter moral. A mesma ' selvagem ignorante 'ele era, o mesmo permaneceu. Mas os serviços que prestou ao catolicismo eram grandes , e eles foram apreciados. " Deus diariamente prostrou seus inimigos antes dele, porque ele andou diante dele com um coração reto, e fez o que era agradável a seus olhos. " Com estas palavras, Gregório de Tours expressa os sentimentos do clero gaulês, que se reuniram rodada Clovis a um homem, e desculpou todas as falhas no que poderia empunhar a espada tão arduamente em nome da fé ortodoxa. Sua carreira posterior foi uma sucessão de triunfos : Gundebald, o rei da Borgonha, sentiu a vingança do Senhor Clotilde no campo sangrenta de Dijon na Ousche, e as cidades no Saone e Rhone foram adicionados ao reino franco Mais alguns anos eo reino visigótico, no sul. senti a mesma mão de ferro. Os prelados ortodoxos não disfarçar o fato de que esta era uma guerra religiosa, e que a supremacia do Arian ou o credo católico na Europa Ocidental foi agora a ser decidido. próprio Clovis entrou totalmente no espírito do cruzada: ao aproximar-se Tours, ele fez a morte a pena de ferir o território do sagrado St. Martin, na igreja do santo ele se apresentou publicamente suas devoções, e ouviu as vozes dos sacerdotes que eles cantavam o Salmo 18: " Tu me cingidos, ó Senhor, com força para a peleja; tens subjugado a mim os que se levantaram contra mim. Também me voltassem as costas os meus inimigos, para que eu pudesse destruir os que me odeiam. " Se ele entendeu as palavras ou não, eles parecia profética do subseqüente, a carreira do novo campeão do catolicismo. Os historiadores ortodoxos esgotar o tesouro de lendas para enfeitar o seu progresso. A ' tipo de maravilhoso magnitude 'guiou através das águas inchadas do Rio Vienne; uma coluna de fogo resplandeceu da catedral como ele desenhou Poitiers perto, para garantir-lhe o sucesso. Finalmente as planícies sangrentos de Vougle testemunhou a derrota total dos godos arianos, e Alaric, seu rei, se misturava com a multidão de fugitivos. Bordeaux, Auvergne, Rovergne, Toulouse, Angoulame, caiu sucessivamente para as mãos do rei dos francos, e, em seguida, diante do santuário de St. Martin, o ' filho mais velho da Igreja 'foi investido com os títulos de Roman Patrício e Consul, conferido pela o imperador grego Anastácio. "

 

"Temos, assim, esboçado o surgimento da monarquia franca porque tem uma importante ligação com a história de-missões cristãs. Ortodoxia lado avançada a lado com o domínio franco. Os rudes guerreiros de Clovis, uma vez que para além dos limites locais de sua fé ancestral , encontraram-se na presença de uma Igreja que era a única instituição estável no país, e curvou-se diante de um credo que, embora oferecido infinitamente mais à alma e intelecto do que suas próprias superstições, apresentou tudo que poderia excitar a fantasia ou cativar . sentido vontade própria, portanto, que eles sigam o exemplo de seu rei, e para que abraçou a fé de genuíno. - um mil adotou por motivos menores E, enquanto eles tiveram a sua recompensa, os bispos francos tiveram a deles também, em. constantes doações de terra para a fundação de igrejas e mosteiros, e em uma entrada rápida de riqueza e poder ".

 

"Mas a Igreja franco não estava destinado a evangelizar os rudes nações da Europa. As dissensões internas e guerras constantes dos sucessores de Clovis não eram favoráveis ​​para o desenvolvimento da civilização cristã em casa ou a sua propagação no exterior. Avito de Vienne, Cesário de Aries , e Fausto de RIEZ, provou que pode ser feito por energia e auto-devoção. Mas a rápida adesão da riqueza cada vez mais tentados os bispos e abades francos para viver como meros leigos, e assim o clero degenerado, e à luz do franco Igreja ficou turva. Não foram só as massas do paganismo que se encontram fora dela território negligenciado, mas dentro dela, ela viu seus próprios membros contaminado com o fermento velho do paganismo, e recidivante, em alguns casos, nas antigas idolatrias. Uma nova influência, portanto, era necessário, se a luz da Igreja franca era para ser reavivado, e as tribos germânicas evangelizar d, E esta nova influência estava na mão. Mas, para descobrir a sua origem, devemos deixar as cenas dos trabalhos de Ulphilas e Severino para dois irmã ilhas alto no Mar do Norte, quase esquecido em meio à disputa desoladora que estava se separando do mundo romano. Nós devemos olhar primeiro para a origem da Igreja Celta na Irlanda e nas terras altas escocesas, cuja humilde oratórios de madeira e rudes cúpulas de pedra bruta pode, de fato, o contraste desfavoravelmente com as estruturas mais orgulhosos do Ocidente, mas cujo zelo missionário queimado com um chama muito mais estável. Devemos, então, voltar-se para as margens do Kent, onde a história de Clovis e Clotilde era para ser encenada, e uma Igreja Teutonic estava destinado a surgir, e envia, por sua vez, heróis missionários entre seus parentes no continente " (Missões de Maclear na Idade Média, páginas 54-58).

 

3. Patrick e os missionários irlandeses. -

O Evangelho foi plantada na Irlanda por um único missionário, self-se mudou - ou melhor, mudou-se divinamente - e auto-sustentada. Seu nome histórico foi Patrick, e os católicos romanos (alegando ele, sem razão, como a sua própria) chamá-lo de St. Patrick. Ele nasceu por volta do ano 410, e, muito provavelmente, em alguma parte da Escócia. Seus pais eram cristãos, e instruiu-o no Evangelho. A primeira visita de Patrick para o campo de sua futura missão era em sua juventude, como um prisioneiro de piratas, que o levaram para longe, com muitos outros, como um prisioneiro. Patrick foi vendido a um chefe, que o colocou no comando de seu gado. Sua própria afirmação é que o seu coração estava voltado para o Senhor durante as dificuldades de seu cativeiro. " Orei muitas vezes por dia ", diz ele. " O temor de Deus e amor a ele eram cada vez acendeu em mim. Fé cresceu em mim, para que em um dia eu ofereci uma centena de orações, e à noite quase tantos; e quando passei a noite na floresta ou nas montanhas, eu levantei para orar na neve, gelo e chuva antes de amanhecer. No entanto, eu não senti nenhuma dor. Não houve lentidão em mim, como eu agora encontrar em mim mesmo, para então o espírito brilhava dentro de mim. " Este é extraído a partir do que é chamado de ' Confissão 'de Patrick, escrito em sua velhice.

 

"Alguns anos depois, ele foi novamente tomada pelos piratas, mas logo recuperou a sua liberdade, e voltou para casa. Seus pais insistiram com ele para permanecer com eles, mas ele sentiu um chamado irresistível para levar o Evangelho àqueles entre os quais ele tinha passado a sua juventude como um escravo. " Muitos oposição a minha ida ", diz ele em seu ' Confissão ', ' e disse às minhas costas: "Por que esse homem se apresse em perigo entre os gentios, que não conhecem o Senhor?" Não foi mal destina-se da sua parte, mas eles não podiam compreender o assunto por conta de minha disposição rude Muitos presentes foram oferecidos me com lágrimas se eu permaneceria Mas, de acordo com a orientação de Deus, eu não deu para eles,.. não pelo meu próprio poder - foi Deus que conquistou em mim, e eu resisti-los todos, de modo que eu fui para o povo da Irlanda para publicar o Evangelho para eles, e sofreu muitos insultos dos descrentes, e muitas perseguições, até prisões, renunciando a minha liberdade para o bem dos outros. E se eu for considerado digno, estou pronto para dar a minha vida com alegria por causa dele. " Nesse espírito fez este apóstolo a Irlanda iniciar a sua missão, por volta do ano 440, não muito longe da época em que a Grã-Bretanha foi finalmente evacuados pelos romanos ...

 

"Patrick se familiarizar com a língua e os costumes do povo irlandês, como conseqüência de seu cativeiro cedo, reuniu-os sobre ele em grandes assembléias, na batida de uma chaleira-tambores e contou a história de Cristo, a fim de mover seus corações. Após ter ensinado-os a ler, ele incentivou a importação de livros úteis da Inglaterra e da França. Ele estabeleceu claustros depois da moda dos tempos, que eram as escolas realmente missionárias para educar as pessoas no conhecimento do Evangelho e para a formação de um ministério nativo e missionários, e ele afirma ter batizado muitos milhares de pessoas ...

 

" " As pessoas não podem ter adotado a profissão fora do cristianismo, que era tudo o que, talvez, em primeiro lugar, eles adotaram, a partir de qualquer apreciação clara ou intelectual da sua superioridade à sua antiga religião, mas de obter das pessoas até mesmo um profissão externa do cristianismo foi um passo importante para o sucesso final. Ele garantiu tolerância, pelo menos, para as instituições cristãs. Permitiu Patrick para plantar em cada tribo suas igrejas, escolas e mosteiros. Ele foi permitido, sem oposição, para estabelecer entre os habitantes meia-pagãos das sociedades do país de homens santos, cuja devoção, utilidade, e piedade logo produziu um efeito sobre os corações mais bárbaros e selvagens. Este foi o segredo do rápido sucesso atribuído à pregação de Patrick na Irlanda. Os chefes estavam em primeiro os convertidos reais. O batismo do cacique foi imediatamente seguida pela adesão do clã. Os membros do clã pressionado ansiosamente ao redor do missionário que havia batizado o chefe, ansiosa para receber o misterioso iniciação à nova fé para que seu chefe e pai tinha submetido. Os requisitos de preparação para o batismo não parecem ter sido muito rigoroso; e é, por isso, não é improvável que, em Tirawley, e outros distritos remotos, onde o espírito de Clanship era forte, Patrick, como ele mesmo diz-nos que ele fez, pode ter batizado alguns milhares de homens. "

 

"Quando este missionário zeloso morreu, por volta do ano 493, os seus discípulos, que parecem todos os nativos ter sido de Irlanda - um ministério nativo - continuou sua pousada trabalho o mesmo espírito Os mosteiros tornaram-se longamente tão numerosos e famosos que a Irlanda foi chamado. Insula Sanctorum, o ' Ilha dos Santos ". Ele dá uma idéia errada de que estas instituições chamá-los de mosteiros, ou para chamar os seus reclusos monges. " Eram escolas de aprendizagem e moradas de piedade, unindo a instrução da faculdade, os trabalhos do seminário, instituições de caridade do hospital, eo culto da Igreja. Eles se originaram em parte em uma visão equivocada da vida cristã, e em parte da necessidade do caso, o que levou os cristãos a viver juntos para proteção mútua. O espírito missionário, e conseqüente atividade religiosa que prevalece em os mosteiros irlandeses, preservou-los por um longo período de tempo a partir do ascetismo e misticismo incidental para a vida monástica, e fez-lhes uma fonte de bênção para o mundo. " O celibato do clero não foi chamado naqueles tempos. Homens casados ​​estavam relacionados com o claustro, sala de estar, no entanto, em casas individuais. As Escrituras foi lida, e livros antigos foram coletados e estudados. As missões que saíram destas instituições, como também os da Inglaterra e País de Gales, são freqüentemente chamados de " missões Culdee '.

 

"Os nomes de Columba e Columbano são familiares para os leitores da história eclesiástica. Ambos eram missionários irlandeses, e ambos eram da instituição em Bangor, na Irlanda. Missão de Columba foi para os pictos da Escócia, e foi inserido em cima com a idade de quarenta e dois, no ano 563 Esta foi a 1.300 anos atrás, e cerca de 70 anos após a época de Patrick. Ele estava acompanhado por doze companheiros, e foi o fundador do mosteiro comemorado no Iona, uma ilha situada no norte da Escócia, agora contada uma das Hébridas Esta escola, que tinha uma fama duradoura, tornou-se um dos principais luzes dessa idade Continuando 35 anos sob a administração da Columba, que alcançou uma reputação elevada para estudos bíblicos e outras ciências..; e missionários foi a partir dele para os pictos do norte e do sul da Escócia e em Inglaterra, ao longo da costa leste para o rio Tâmisa, e para o continente europeu. Columbano entrou em sua missão para a parcialmente cristianizada, mas, sobretudo, para as porções pagãs de Europa, no ano de 589 que ele era um missionário evangélico pode ser inferida a partir da confiança tenor de sua vida e, a partir dos registros de sua experiência cristã. Ele escreve assim: " Ó Senhor, dá-: me, peço-te, em nome de Jesus Cristo, teu Filho, meu Deus, aquele amor que nunca pode deixar, que vai acender a minha lâmpada, mas não extingui-lo, que ele pode queimar em mim e iluminar os outros. Faze, ó Cristo, nosso querido Salvador, te acender as lâmpadas, que podem cada vez mais brilho no teu templo; para que possam receber a luz inextinguível de ti que ilumine nossas trevas e diminuir a escuridão do mundo. Meu Jesus, peço-te, dá a tua luz para a minha lâmpada, que em sua luz o lugar mais sagrado pode ser revelado para mim em que tu habitas como o eterno Sacerdote, para que eu possa sempre te ver, te desejam, olhar para ti amor, e muito tempo depois de ti. " Columbauus foi primeiro para a França, levando consigo doze jovens, como Columba tinha feito, para ser seu co-trabalhadores-homens que tinham sido treinados sob sua orientação especial. Aqui, como consequência de guerras contínuas, distúrbios políticos, eo remissness de eclesiásticos espírito worldly-, a maior confusão e irregularidade prevaleceu, e havia grande degeneração nas ordens monásticas. Columbano preferiu arriscar a sorte entre os pagãos da Borgonha, e escolheu para a sua liquidação, as ruínas de um antigo castelo no meio de um imenso deserto, ao pé das montanhas de Vosges. Muitas vezes eles sofreram fome, até que o deserto tinha sido em alguma medida subjugado ea terra produziu sob cultivo. A missão, em seguida, tornou-se auto-suficiente, mas não somos informados de que forma as despesas anteriores foram custeados. Pregação era uma parte de seu dever, embora haja menos se disso do que de seus esforços para transmitir os benefícios de uma educação cristã aos filhos das classes mais elevadas. O pobre circundante foram ensinados gratuitamente. Todos os alunos juntaram-se lavrar os campos, e tal era o seu sucesso na educação que os nobres francos estavam ansiosos para colocar os seus filhos sob seus cuidados. Foi a mais famosa escola de Borgonha, e não havia espaço na abadia para todos os que pressionado para ganhar o ingresso; de modo que se tornou necessário para erguer outras construções, e para trazer um grande número de professores ao longo da Irlanda para atender a demanda. Aqui o missionário eminente prosseguiu os seus trabalhos para uma vintena de anos. Como ele representa a si mesmo por ter enterrado a todos quantos dezessete de seus colaboradores durante 12 anos, o número de seus trabalhadores co deve ter sido grande. A disciplina que Columbano imposta à vida monástica era grave, mas talvez pouco mais do que era exigido pela rudes espírito da época; e ele teve o cuidado de evitar o erro, tão comum na Igreja Romana, de fazer a essência da piedade consistem nos externos. O desvio do seu ensinamento foi que tudo dependia do estado do coração. Tanto por preceito e exemplo que ele tentou combinar o contemplativo com o útil. Ao mesmo tempo, ele aderiu, com um espírito livre e independente, com os usos religiosos peculiares de sua terra natal. Como estes diferem em alguns aspectos importantes do que eram então prevalente entre as clero franco degenerados, ele tinha muitos inimigos entre eles, que tentavam levá-lo a partir do país. Isso eles longamente efetuada, com a ajuda da mãe perverso do príncipe reinante. Columbano foi condenada a voltar para a Irlanda, e levar seus compatriotas com ele. Isso ele não fez, mas reparado primeiro para a Alemanha, e depois para a Suíça. Ele passou um ano perto da extremidade oriental do Lago de Constança, trabalhando entre os suevos, um povo pagão em que bairro. Este território vinda longamente sob o domínio de seus inimigos, ele cruzou os Alpes, no ano 612, na Lombardia, e fundou um mosteiro perto de Pavia; e há este apóstolo francos, suevos, bávaros, e outras nações da Alemanha, passou o resto de seus dias, e soprou a vida 21 de novembro de 615, com idade entre 72 anos. Gallus, um aluno favorito e seguidor de Columbano, ficou para trás em conseqüência de doença, e se tornou o apóstolo da Suíça. Ele também foi um irlandês. e caracterizou-se, como era seu mestre, por amor ao livro sagrado. No que era então um deserto, ele fundou um mosteiro, " o que levou à esclarecimento da floresta, ea conversão da terra em solo cultivável, e mais tarde tornou-se célebre em seu nome, St. Gall. Aqui, ele trabalhou para a população suíça e da Suábia até sua morte, no ano 640 Este mosteiro foi preeminente para o número e beleza dos manuscritos redigidos pelos seus monges; muitos dos quais, e, entre outros, alguns fragmentos de uma tradução das Escrituras para a língua Allemanni, cerca do ano 700, diz-se que ser preservado nas bibliotecas da Alemanha.

 

"Neander é da opinião de que o número de missionários que passaram ao longo da Irlanda para o continente europeu deve ter sido grande, apesar de muito poucos há qualquer informação exata. Onde quer que fossem, claustros foram fundadas, eo deserto logo deu lugar para campos de cultivo. Segundo Ebrard, havia mais de quarenta claustros nas imediações do Loire e Rhone, que foram governados de acordo com as regras de Columbano, e que os emigrantes veio da Irlanda tão tarde quanto o final do século 7. Ele também afirma que a Alemanha estava quase totalmente pagã quando aquele missionário entrou. Mas antes do ano 720 o Evangelho havia sido proclamada por ele e seus compatriotas das montanhas da Suíça para baixo para as ilhas do delta do Reno, e leste daquele rio para o rio Inn, ea floresta Bohemian, e as fronteiras da Saxônia, e ainda mais no litoral, e todas as tribos alemãs realmente dentro dessas fronteiras eram submissas a fé cristã como havia sido ensinado pelos missionários irlandeses. Testemunho sincero de Ebrard à natureza evangélica de missões irlandesas não deve ser menosprezada. Ele declara que ler as Escrituras no texto original, traduzido-los onde quer que fossem, expôs-los para as congregações, recomenda-se a leitura regular e diligente deles, e segurou-os para ser a Palavra viva de Cristo. As Escrituras eram a sua única regra de fé. Eles pregaram a depravação herdada do homem, a morte expiatória de Cristo, a justificação sem o mérito das obras, a regeneração como a vida naquele que morreu por nós, e os sacramentos como sinais e selos da graça em Cristo. Eles mantiveram a nenhuma transubstanciação, não purgatório, não orações a santos, e seu culto era na língua nativa. Mas, embora usado nem imagens nem imagens, eles parecem ter sido ligado à utilização da cruz simples; e Gallus, o campeão distinto de Columbano, é dito, ao marcar um lugar em que para construir um mosteiro, para tê-lo feito por meio de uma cruz, de onde ele havia suspendido uma cápsula de relíquias. Isenção total da superstição era, talvez, entre as impossibilidades dessa idade "(Missões Estrangeiras de Anderson, páginas 69-82). 4. similares em juros, embora variado em detalhe, são as histórias de missão de Agostinho à Inglaterra, AD 596, a de Boniface para a Alemanha, AD 715, e que de Anksgar para a Escandinávia, AD 826;.. juntamente com a de muitos de seus associados e sucessores Nem eram as missões entre as raças Sclavonic durante o nono e décimo séculos, sem muitos incidentes de grande interesse Veja Maclear de Missões na Idade Média; Cristianismo Milman Latina; conversão das nações do norte em Merivale; história da civilização etc de Guizot .; SF Smith, missões medievais.

 

5. Um período já foi alcançado quando é necessário tomar nota de um outro elemento importante na história e no caráter de missões, viz., a influência papal. Gregório Magno, 568-604 dC, foi o primeiro dos bispos de Roma, que exerceram qualquer influência decidiu oficial sobre a 'propagação do cristianismo através de missões. "Seu projeto de enviar missionários para a Inglaterra, formada antes de sua realização a dignidade pontifícia, foi um dos primeiros a ser levado para a execução. No ano 596 ele despachou Agostinho, com quarenta assistente monges, para efetuar a conversão dos anglo-saxões. Conversão, no dialeto de Roma, nada mais do que o proselitismo significava, e foi sanguinely esperava que ao influenciar os chefes de renunciar à idolatria seus súditos em breve seria convertida em uma massa ... O sucesso de Agostinho e de seus irmãos foi ainda além do seu expectativa. Landing na Ilha de Thanet, eles aplicaram a Ethelbert, o rei de Kent, a permissão para pregar em seu reino. Ethelbert havia se casado com uma princesa cristã, e foi, portanto, não desfavoravelmente disposto para seus convidados indesejados. Ainda assim tão ignorante era ele da natureza de sua missão, que ele insistiu que sua primeira entrevista com ele deve ter lugar ao ar livre, para que ele não caia vítima de suas artes mágicas. eloquência de Santo Agostinho, no entanto, logo inspirou o rei com confiança, e Ethelbert então concedido aos missionários uma velha igreja em ruínas em Canterbury, dedicada a São Martin, e que existia desde o tempo dos romanos, como sua primeira estação para a pregação do Evangelho. Dentro em breve, o rei cedeu aos argumentos de Agostinho ou as convicções de sua esposa, e seu batismo foi seguido pelo de muitos de seus súditos, nada menos do que dez mil sendo assim nominalmente recebido na Igreja de uma só vez ... Gregory ficou muito feliz com o sucesso de sua missão e não precisava de solicitações para enviar uma re-execução de pregadores, os quais eram monges. Em seguida, ele divide toda a ilha em duas archbishoprics, a nomeação de Agostinho para ser arcebispo de Londres, e constituindo Iorque a cidade metropolitana do norte quando o cristianismo deveria ter penetrado tão longe.

 

Como Londres ainda não tinha, no entanto, abraçaram a nova religião, e não estava dentro dos domínios da Ethelbert, Agostinho fez Canterbury sua morada e ver. No verdadeiro espírito de arrogância romana, Agostinho assumiu. para si o direito de governar todas as igrejas na Grã-Bretanha, se plantadas pelos recentes trabalhadores ou existente desde os tempos mais antigos. Mas as antigas igrejas britânicas estavam indignados com tal intromissão em sua independência e liberdade. " Estamos todos preparados ", disse Deynoch, abade de Bangor, em uma ocasião, " a ouvir a Igreja de Deus, para o papa de Roma, e para cada cristão piedoso, de modo a manifestar a todos, de acordo com as suas várias estações, caridade perfeita, e para defender e ajudar os dois sinônimo e ação. Que outro dever que possamos devo a ele a quem você chama papa, pai ou dos pais, não sabemos; mas isso nós estamos prontos para exercer em relação a ele e todos os outros cristãos ". Esta independência de maneira nenhuma agradou Agostinho; e ouviram-no dizer a seus seguidores anglo-saxões, ' Bem, então, já que eles não possuem os anglo-saxões como irmãos, ou permitir-nos dar a conhecer a eles o caminho da vida, eles devem considerá-los como inimigos, e procurar por vingança. " O espírito horrível que ditou um tal discurso é demasiado evidente para precisar de comentário, e mostra o quão pouco do verdadeiro cristianismo missionários católicos se misturaram com seu zelo para a sé papal. Nos concursos que a nova Igreja, portanto, travada com a antiga, a influência de Agostinho e seus seguidores com os reis saxões geralmente lhes permitiu triunfar; e embora as igrejas britânicas longo perseverou na manutenção da sua liberdade, que tornou-se gradualmente absorvidos na hierarquia anglicana; e, muito antes da invasão normanda, aqueles que se aventuraram a se dissentirem das formas romanas de adoração eram apenas para ser encontrado nas partes extremas da ilha.

 

"Durante o pontificado de Gregório, a Igreja espanhola também tornaram-se sujeitos ao primado de Roma Antes deste período, os godos, que havia estabelecido seu poder na Espanha, eram do partido Arian;. Mas em seu rei, Reckared, professando a sua crença na a doutrina da Trindade, os bispos em um corpo pediu ao papa para realizar a supervisão de seus assuntos - . um pedido com que Gregory estava muito feliz em cumprir Ele tentou, por outro lado, para obter a submissão do clero francês, mas em . isso, ele poderia apenas parcialmente bem sucedido No entanto, ele formou alianças com os franceses príncipes, nobres e bispos, e, considerando a sua Igreja como sujeito à sua fiscalização, não hesitou em interferir em muitas ocasiões tanto com conselhos e com admoestação "É. foi, talvez, o zelo de Gregory para multiplicar os convertidos ao cristianismo nominal que o levaram a introduzir alterações nas formas de culto, que foram tão exagerado por sucessivas pontífices como alterar o serviço solene de Deus em um show ridículo. Observando a influência que as harmonias da música e das belezas da pintura e da escultura exercida sobre as mentes dos lombardos e outras tribos semi-civilizados, resolveu empregar as artes como servas à religião.

 

Por mais de cem anos seguintes, embora o papado estava constantemente fazendo avanços em direcção à soberania temporal sem um dos papas possuíam o caráter de Gregory. Em 715 Gregory Ele veio para a cadeira papal. Foi ele que enviou Corbiniano como missionário para a França e para a Alemanha Bonifácio. Gregório III, cerca de 741, enviou o primeiro embaixador de Roma para a França. A partir de meados do século 8 o papado reivindicou a soberania temporal e de 800 dC, quando o Papa Leão III coroou Carlos Magno como imperador do Ocidente, o monarca assumiu o protetorado da cristandade, e estava pronto para a extensão de seu poder de promover os interesses da Sé Romana, que ele fez, principalmente por meio da conquista. A partir desse momento, mais do que antes, as missões foram feitas uma agência para a propagandism não apenas de um cristianismo cerimonial, mas de o poder dos papas. O monaquismo, já amplamente estendido, tornou-se um auxiliar de grande poder, que pode ser exercido por qualquer objeto especial contemplado pela Sé romana. Os papas exercia a prerrogativa de estabelecer e controlar as várias ordens de monges e, concedendo-lhes isenção da supervisão local de bispos, sempre foram capazes de mantê-los na subserviência mais direta de suas próprias ambições. A partir de meados do século 9 em diante, houve um grande aumento de mosteiros em várias partes da Europa. A ordem beneditina foi em ascendência, mas, não obstante as reformas repetidas de sua prática ajuda regra, muitos dos monges eram dissoluto, e, como o clero de vários países foram principalmente retirados dos mosteiros, anarquia, simonia, concubinato e prevaleceu em grande parte. Este foi o obscurum Saeculum, o mais escuro da idade das trevas; e, na estagnação geral que prevaleceu, mas houve pouca atividade em qualquer forma de esforço missionário.

Europa foi considerada cristã, e não havia elementos de trabalho para melhorar o tipo de cristianismo que tinha recebido, enquanto que, pelo contrário, muitos germes do mal que haviam sido semeados como joio foram surgindo para sufocar qualquer que seja de trigo foi deixado para crescer . 6. As Cruzadas . - Sobre este período de rumores de violência e insulto aos peregrinos cristãos no Oriente começou. para excitar a atenção, ea certeza de que os cristãos estavam muito oprimidos pelos muçulmanos em Jerusalém e em toda a Palestina tornou-se o pretexto para as cruzadas. A idéia de resgatar a força do Santo Sepulcro da poluição dos infiéis foi desenvolvido inicialmente como um dever da Igreja sob o Papa Silvestre II, AD 999- 1003 Demorou forma e ação em oito cruzadas sucessivas ou guerras da cruz, estendendo-se através de dois séculos e meio. Estas chamadas guerras santas mal diferiam em princípio, a partir das guerras de Clovis, Carlos Magno, e outros, por que a Igreja tinha sido estendidos entre as nações e tribos do norte da Europa; e também de Cortez e Pizarro, feita após a descoberta do Novo Mundo, para cristianizar (?) as nações do México e da América Central e América do Sul.

A peculiaridade das cruzadas consistiu no afastamento da terra que teve como objetivo conquistar, a resistência oferecida pelas raças muçulmanos, e as derrotas que oprimido, de uma forma ou de outra o. exércitos de oito cruzadas sucessivas, até que, com a perda de milhões de homens e tesouro, toda a Europa estava exausta.

 

A única visão correta para tomar destas guerras é a considerá-los como grandes mas equivocadas expedições missionárias. Como tal, foram sancionados pelos papas, pregada pelos monges, sustentados pelo povo, e empreendido pelos guerreiros, que saíram preparados para sacrificar o tesouro e vida, mas confiante na vitória céu como resultado. Marque a história ea linguagem do Papa Inocêncio III, AD 1198-1216: "O evento das cruzadas poderia ter esmagado uma mente menos elevada e religiosa do que a de Inocêncio para desespero Exércitos após exércitos haviam deixado seus ossos a ruir nas planícies de. Ásia Menor ou da Galiléia,.. grandes soberanos haviam perecido ou devolvidos discomfited da Terra Santa A grande cruzada alemão terminou em fracasso vergonhoso Tudo estava discórdia, o ciúme, a hostilidade O rei de Antioquia estava em guerra com o rei cristão da Armênia.. As duas grandes ordens, os únicos defensores poderosos da terra, os Hospitalários e os Templários, estavam em disputa implacável.

Os cristãos da Palestina eram de moral, no caráter, nos hábitos, o mais licencioso, mais traiçoeiro, mais feroz da humanidade. Mas quanto mais escuro o aspecto das coisas mais firmemente pareciam inocentes sejam persuadidos de que a cruzada foi a causa de Deus. Em cada novo desastre, em cada derrota e perda, os papas tinham ainda encontrado refúgio infalível em atribuir-lhes os pecados do cristãos, e seus pecados eram escuro o suficiente para justificar a linguagem mais forte de Inocêncio. É necessário, mas a fé mais perfeita, mais santidade, e um crente seria posto em fuga doze milhões; os milagres de Deus contra Faraó e contra os filisteus seria renovada em seu nome. Para os dois ou três primeiros anos do pontificado de Inocêncio, endereço após o discurso, subindo uma sobre a outra na eloquência apaixonada, reforçou o dever de contribuir para a guerra santa. Este era para ser o principal, se não o tema exclusivo da pregação do clero. Em cartas ao bispo de Siracusa, a todos os bispos do Apulia, Calabria. e Toscana, ele exorta-os a visitar cada cidade, vila e castelo; ele exorta não só os nobres, mas os cidadãos, a pegar em armas para Jesus Cristo. Aqueles que não podem ajudar a pessoa está a ajudar de outras formas, através do fornecimento de navios, provisões e dinheiro. Um pouco mais tarde veio uma carta com mais energia a todos os arcebispos, bispos, abades, priores, e príncipes e barões da França, Inglaterra, Hungria e Sicília. O vigário do próprio Cristo teria a pretensão nenhuma isenção da chamada universal; ele, como tornou-se a ele, dar o exemplo, e em pessoa e em propriedade dedicar-se à causa sagrada.

 

Ele, portanto, se investido das cruzadas dois cardeais da Igreja, que eram a preceder o exército do Senhor, e para ser mantido, não por qualquer apoio mendicante, mas à custa da SANTA SÉ. Após o exemplo do papa, antes do próximo mês de Março, cada arcebispo, bispo e prelado era fornecer um certo número de soldados, de acordo com seus meios, ou de uma determinada taxa de dinheiro para o apoio do exército cruzado. Quem se recusava era para ser tratado como um violador dos mandamentos de Deus, ameaçados de punição condigna, mesmo com a suspensão. Para todos os que embarcaram na guerra Inocêncio prometeu, em seu arrependimento sincero, a remissão de todos os seus pecados e vida eterna para o grande dia da retribuição.

Aqueles que não foram capazes de avançar em pessoa pode obter a mesma remissão na proporção da abundância de suas ofertas ea devoção de seus corações. As propriedades de todos os que tomaram a cruz foram colocados sob a proteção de São Pedro "(Milman, Lat. Cristianismo, 5:75 sq.). Tinha essa linguagem foi usada, essa influência exercida, e esses sacrifícios feitos em harmonia com plano do Salvador de evangelizar o mundo, quem pode dizer o que resultados felizes e de longo alcance pode não ter sido alcançado, como a questão? Mas os maus esforços em uma boa causa, não menos que os esforços bem intencionados em uma causa ruim, só pode ser deverá resultar desastrosa. Daí o verdadeiro cristianismo, em vez de ser promovido, foi pervertido e contrariados, até a esperança de sua existência teve bem perto fugiram a terra. Contudo, alguns fragmentos do verdadeiro fermento ainda permanecia, às vezes na Igreja, e, por vezes, em pequenas e obscuras seitas. como os valdenses. Uma amostra das aspirações mais elevadas e melhores acarinhados pelos indivíduos é ilustrada na história da Raymond Lull,  mas as dificuldades em seu caminho eram insuperáveis.

Ele não precisa ser negado que os terríveis males das cruzadas foram em um período subsequente, em muitos aspectos afastada para o bem da humanidade. Mas como ele não entrar no raio de ação providencial para expiar os crimes dos homens ou os erros dos cristãos, o mundo ea Igreja estão destinados a sofrer perda permanente, como resultado dos fanatismos Milito-missionária da Igreja medieval. O que era necessário para trazer a luz da verdade e da civilização nos séculos tristes em consideração foi o simples, sério Evangelho, acompanhado pela pura Palavra de Deus, e ilustrado pelas vidas, de seus professores. Mas uma longa. período foi destinado a decorrer antes que a consumação mais desejável era para ser realizado. Na verdade, foi só aos poucos, e através de lutas longas e dolorosas, que a Igreja novamente recuperada a idéia apostólica de missões.

 

7. missões católicas romanas assumiu uma nova e. em alguns aspectos, uma fase de melhoria durante os séculos 13 e 14, principalmente através das ordens mendicantes e pregação. de Domingos e Francisco d'Assis. Por elas um vigoroso esforço foi feito para reavivar a fé católica em todos os países da Europa e até mesmo estendê-lo por missões estrangeiras pacíficas entre os pagãos e muçulmanos, em várias partes da Ásia e África. "Em um aspecto importante dos fundadores dessas novas ordens absolutamente concordou - ., em toda a sua identificação com o menor da humanidade No primeiro amistoso, depois emulous, eventualmente hostil, eles, ou melhor, as suas ordens, rivalizava com o outro em afundar abaixo da pobreza em mendicância . Eles estavam a viver de esmolas, o vestido mais grosseira que se possa imaginar, a tarifa mais difícil, a célula mais estreita, era mantê-los até o nível do mais humilde Tanto as novas encomendas diferia da mesma maneira, e muito para a vantagem do. fé hierárquica, desde as antigas instituições monásticas. Seu objetivo principal não era a salvação do monge individual, mas a salvação dos outros através dele. Embora, portanto, as suas regras dentro de seus mosteiros eram estritamente e severamente monástica, vinculado pelos votos comuns de castidade, pobreza e obediência, reclusão não fazia parte de sua disciplina O negócio deles estava no exterior e não em casa;. sua habitação não era como a dos antigos beneditinos, ou outros, nos pântanos e florestas do Norte não cultivadas, na sombria Apeninos, ou o solo esgotado da Itália, a fim de submeter seus corpos, e ocupar seu tempo perigosamente desocupado, meramente como uma consequência secundária, para obrigar o deserto em terra fértil. Seu trabalho estava entre seus semelhantes, na aldeia, na cidade, na cidade, no mercado, mesmo no campo. Cristianismo Monástica deixaria fugir do mundo; seria subjugá-la ou vencê-la pela violência suave "(Milman, Lat cristianismo, 5.: 238).

Mas, sendo monástica ainda, esta forma de cristianismo não tinha os elementos vitais do poder evangélico, e logo correu para excessos temerosos Dominic. se pessoalmente tomou parte na cruzada sangrenta contra os Albigenses, que dentro em breve foi seguida pelo estabelecimento da Inquisição espanhola, com frades dominicanos como seus principais generais e inquisidores.  O pretexto em ambos os casos foi a conversão dos hereges , para o qual o confisco, tortura e assassinato foram tão implacavelmente aplicada a rezar e de leitura da Bíblia os cristãos como para os judeus e mouros. Assim, o mundo ainda tinha que esperar longos séculos antes que a idéia apostólico das missões cristãs retornou à Igreja.

 

V. Missões Modernas. -

 

1. Católica Romana .

 

 - Antes do final do século 15, o zelo da Igreja de Roma tinha sido despertado para um estado de excitação fervorosa pelos sucessos relatados dos missionários da Men: ordens dicaut que tinham seguido na trem de descobrimentos portugueses ao longo da costa de África e além do Cabo da Boa Esperança para a Índia. Naquele período, o Novo Mundo foi descoberto, ea grandeza dos campos que, como consequência foram abertos à conquista e aventura inflamou novamente o zelo de propagandism. A idéia de plantar a cruz sobre as ilhas e continentes da América foi considerado suficiente para justificar se não santificar qualquer violência necessária para subjugar os idólatras nativas. Missionários navegou em cada frota, e cada nova descoberta foi reivindicada pela Igreja em nome de algum soberano cristão. Sobre o mesmo período, a ordem dos jesuítas foi fundada, que pelo seu aumento rápido e influência decisiva logo rivalizou com todos os pedidos anteriores, enviando .forth seus missionários para a Índia, China e Japão. Assim, um novo e excitante impulso foi dado às agências que conseguiram plantar o cristianismo Latina ao longo de regiões muito maior medida do que ele jamais havia ocupado.

 

Nenhuma mente sem preconceitos podem familiarizar-se com a grande extensão das operações missionárias desenvolvidas e mantidas pelos missionários da Igreja de Roma, durante os dias 16, 17, 18 e 19 séculos sem acordo com os atores neles a necessidade de alta admiração pela sua devoção e auto-sacrifício, no entanto, ele pode lamentar os defeitos e erros do sistema em relação ao qual eles agiram, ea baixa qualidade de vida cristã que promoveu.

"No Oriente, as missões foram fundadas em Hindustan, as ilhas do leste de India, Japão, China, Marmot, Abissínia, na América, os nativos semi-civilizado do Peru e do México foram convertidos, e seus descendentes formam agora a massa do povo, ea Igreja de Roma tem inscritos dois sangue indígena entre os seus santos canonizados As tribos nômades de Labrador para o Cabo Horn foram visitadas;. muitos foram completamente ganhou, em reduções de outras partes foram formadas, e como poderia ser persuadido a entrar foram instruídos iguais nas verdades do cristianismo e os usos da vida civilizada. Fechar nestas descobertas vieram as brigas religiosas do século 16, ea deserção de quase todos os príncipes do Norte da Europa a partir da sé romana. igrejas oficiais foram formados em muitos dos estados alemães .., os reinos escandinavos, Holanda, Inglaterra e Escócia, com base nas doutrinas de Lutero e Calvino Isso levou a uma nova espécie de missão: faculdades foram estabelecidas em países católicos para a educação de seus companheiros de fé nos países do Norte, eo treinamento de como desejava entrar para o sacerdócio; e destes seminários missionários procedeu ao seu país natal para ministrar aos seus irmãos, e para ganhar de volta como Parecia a arrepender-se do final de mudança.

Muitos sofreram a pena de morte; mas isso, como geralmente acontece, só levantou outros para ocupar as vagas. A partir deste período, as missões católicas eram ou missões caseiros para instruir os ignorantes e negligenciadas nos países católicos, ou aqueles em que o exercício da religião é permitido (comp Nitzsch, Praktische Theologie, o volume 3 da peça 1.); missões em países protestantes para suprir clero para a parte católica; missões entre cismáticos reuni-los para Roma ' missões a nações pagãs. Estas missões tornou-se tão importante na última parte do governo da Igreja que Gregório XV (1621-1623) instituiu a Congregação de Propaganda Fide,  que deu um novo impulso ao zelo e fervor dos missionários, e todos os interessados ​​em a causa missionária. Esta congregação ou departamento consistia de treze cardeais, dois padres, um. religiosa, e um secretário; eo que lhe foi cometido exclusivamente a direção de missões e assuntos da Igreja em países da missão.

 

Somas consideráveis ​​foram conferidos à generosidade pública e privada neste departamento, e sob Urbano VIII a faculdade, geralmente denominado Colégio Urbano, ou a Propaganda, foi erguido e ricamente dotado. Aqui candidatos ao sacerdócio e as missões são recebidas de todos os cantos do globo, e um problemas de printingpress obras devocionais em um grande número de línguas. Além desta faculdade, há logo subiu o Colégio armênio em Veneza, o germânico, Inglês, Irlandês e faculdades Scotch em Roma, os colégios ingleses em Rheims e Douay, do irlandês e escocês em Paris, os colégios irlandeses em Louvain e Valladolid, e alguns outros, todos destinados a treinar os missionários para seus países de origem; e em uma data posterior a faculdade chinesa em Nápoles foi fundada na mesma visão, e nos últimos anos um colégio missionário surgiu em Drumcondra.

Conventos e casas religiosas de várias ordens também foram fundadas no continente para os nativos das Ilhas Britânicas, e dessas, também missionários fixados anualmente para fora para as missões nos domínios ingleses. A maioria destes últimos têm, no entanto, que desapareceu, levado pela Revolução Francesa, ou transferidos para a Inglaterra ou nos Estados Unidos "(Newcomb, Cyclopcedia das Missões, página 299 sq.) Ver Inglês Review, 16:.. 421 sq Nós também extrair Newcomb um relato detalhado sobre os resultados dessas atividades missionárias, pois, mais tarde ainda elementos que remetem o leitor para os artigos sobre os vários países neste Enciclopédia.

 

" I. Obras Missionárias.

 Há, propriamente falando, não há sociedades missionárias da Igreja Católica semelhantes àquelas entre os protestantes Três sociedades, de origem bastante recente. - a Sociedade para a Preparação da Fé, centradas no Lyons; da Leopoldina Sociedade , em Viena, e da Sociedade da Santa Infância, na França - captar recursos por uma pequena contribuição semanal, que os diretores distribuir para várias missões, conforme julgar conveniente, mas ao longo dos missionários e dos centros exercer nenhum controle As várias missões. são realizados inteiramente independente desta ajuda, contando, na falta dela, de outros recursos. Esta última chamada sociedade é constituída por crianças, e tem um objeto especial, o aumento do dinheiro para salvar e batizar as crianças expostas à morte por sua pais não naturais na China e Annam. Além da ajuda, assim, dado, algumas missões têm fundos estabelecidos antes do século presente, e anteriormente franceses, espanhóis e missionários portugueses receberam um regular stipened do governo. A grande massa das missões atualmente são esforços individuais, apoiadas pelo zelo e sacrifícios dos bispos e clérigos empregadas neles.

 

" . II Receipts . - O valor arrecadado em 1852 pela Sociedade para a Propagação da Fé foi 950 mil dólares; pela Sociedade da Santa Infância, 117.000 dólares; total 1067 mil dólares.

 

" III. estações missionárias. -

 

A. EUROPA. -

 

1. Entre os estados protestantes da Europa, os únicos países onde a Igreja Católica ainda é uma mera missão são a Dinamarca, a Noruega ea Suécia. Aqui, o número de católicos é muito pequena, e nenhum detalhe é publicado, como muitas penalidades civis graves ainda são aplicadas contra membros e, especialmente, converte da Igreja Romana. O número inteiro não provavelmente exceder 150.000.

 

" . 2 . Turquia

 

- As Nações armênios têm um arcebispo de Constantinopla, os latinos, vários bispos e vigários apostólicos; missões distintas são aqueles dos franciscanos na Moldávia, os jesuítas em Herzégovine e lazaristas em Constantinopla e Salonica - este último auxiliado na seu trabalho por parte das Irmãs da Caridade. Todo o número de cristãos latinos é estimado em 613 mil, e está constantemente a aumentar.

 

" 3. Grécia .

 - Neste, reino existem acessos constantes ao Latin e as igrejas gregas unidos, especialmente em Atenas, Piruns, Patras, Nauplia, Navarino, e Heraclia Há neste reino e república Jónico florescente missões da. capuchinhos e jesuítas.

 

" B. ASIA. -

 

. 1 Turquia na Ásia.

 

- Os franciscanos tiveram missões na Terra Santa desde as Cruzadas, que, mais ou menos ativa, às vezes, são agora empurrados com a energia. Os jesuítas têm desde a sua origem teve missões entre os cristãos do Oriente, ganhou muitos de volta a Roma, estabeleceu escolas, e elevou o nível de instrução clerical. Em Antioquia há maronita, Estados grego, e patriarcas da Síria e em outros lugares um arménio e um patriarca Chaldeean, todos em comunhão com Roma; eo número de cristãos que reconhecem a supremacia de Pio IX é de cerca de um milhão.

 

" 2. Pérsia .

 - Neste país há uma missão dirigida pelos lazaristas e protegido pela França, assim como a Igreja Armênia Estados bem estabelecida e tolerada.

 

" 3. Índia .

 - A missão Hindu remonta à conquista de Goa pelos Português em 1510, e foi a primeira realizada pelos franciscanos, dominicanos e zelosos sacerdotes seculares Seu progresso foi, no entanto, lenta, até a chegada de. Francis Xavier em 1542 por seu trabalho, e os de outros padres da Companhia de Jesus, os números foram convertidos na costa da pesca, as ilhas de Manar e Ceilão, e Travancore, enquanto os ex-missionários renovaram seus esforços em outras partes, e ganhou a Roma todos os cristãos caldeus, que havia caído em Nestorianismo. missão jesuíta, no entanto, o mais célebre, e, depois de Xavier, deve o seu progresso chefe para.

 

Robert de Nobili, sobrinho do Papa Marcelo II, que originou o plano de ter missionários para cada casta, adotando a vida de cada um. Ele próprio se tornou um Brahminsamassi. O bem-aventurado João de Brito converteu os Maravas; Aquaviva, em Delhi, ganhou Akbar à religião cristã; e vai percorrido Tibete e Tartária para Pekin. Estas missões foram afetados pela derrubada do poder Português e Francês na Índia, pela perseguição dos dinamarqueses, pelas disputas quanto aos ritos malabares, pela supressão dos jesuítas, e pelos problemas da Revolução Francesa. Um grande número de convertidos tinham, no entanto, foram feitas, e seus descendentes permaneceram fiéis. Durante o domínio holandês no Ceilão, catolicidade foi mantido lá pelos trabalhos dos oratorianos portugueses. Todos Hindustan está agora dividida em Vicariatos Apostólicos para os cristãos europeus e nativos, das mais extensas missões Hindi sendo de Madura, conduzida pelos jesuítas de Mysore, realizados pelos sacerdotes das Missões Estrangeiras; e do Ceilão, pelos padres do Oratório - todos os quais estão rapidamente ganhando o terreno perdido em dias mais escuros. Hindustan contém 15 vicariatos, 16 bispos, um grande número de sacerdotes, incluindo 500 clérigos nativos e cerca de quatro milhões de cristãos latinos e Caldeu. Ceilão contém dois vicariatos, 3 bispos e 150 mil católicos.

 

" 4. India mais distante. –

 

. Tonquim A missão foi fundada pelo jesuíta Alexandre de Rhodes, que trabalhou nessa área de cerca de 1.624-1.648, e reuniu uma Igreja de 60.000 cristãos conduzido a última do país, ele se originou em Paris no Seminário das Missões Estrangeiras, fundada em 1633, e induzidos a Santa Sé para nomear bispos para Tonquim. desde então, os sacerdotes das Missões Estrangeiras tiveram o principal sentido da missão em Annam ea província vizinha de Su-Tchuen, na China. Os jesuítas também continuou sua missão, e pelo trabalho de ambos os muitos clérigos nativos foram formados. A missão Cochin China foi fundada aproximadamente ao mesmo tempo por F. Rossi, e passou também para as Missões Estrangeiras. Ambas as igrejas têm sofrido perseguições terríveis, mesmo nos últimos anos, sob o imperador Minh-Menh, mas têm vindo a aumentar. Tonquim contém seis Vicariatos Apostólicos, regido por 12 bispos. Uma dessas vicariatos em 1847 continha 10 europeus e 91 sacerdotes nativos, 200 catequistas, e cerca de 200 mil cristãos. Outra, dois bispos. 3 Europeia e 43 sacerdotes nativos, 60 catequistas e 710 mil cristãos. Cochin China contém três vicariatos apostólicos, todos dirigidos por clérigos do Seminário das Missões Estrangeiras e padres nativos.

 

"Siam, Laos e Camboja

 

. - . Essas missões também são dirigidos pelos sacerdotes das Missões Estrangeiras e clérigos nativos Eles foram submetidos a repetidas perseguições, mas agora estão em paz Ava, Pegu, e Malaca são vicariatos, com 2. bispos e cerca de 10.000 católicos.

 

" 5. China .

 

- . A missão chinesa foi tentada no século 13 por John de Molltecorvino, que fundou uma sede metropolitana em Pekin, que subsistiu por mais de um século Xavier tentou restaurá-lo em 1552, mas morreu perto Canton Depois de vários. outras tentativas, os jesuítas Ruggieri e Paiio fundou uma missão, que, sob o grande Mateus Ricci (1584-1610), obteve uma base permanente no. império. Os primeiros jesuítas adotaram o vestido de literatos, e assim. garantiu a estima dos imperadores, e provavelmente teria ganhou-los a Cristo, mas para a invasão tártara. Depois que as perseguições de mudança começou, e como as diferenças surgiram entre os jesuítas, de um lado, e os dominicanos em Fokieu e os sacerdotes de Missões Estrangeiras de Suchuen no outro, como para o uso de certas cerimônias, essas dissensões formou um pretexto para editais muito graves. Durante muitos anos o sangue dos cristãos chineses e seus missionários fluía em torrentes. Actualmente, a Igreja goza de paz, embora os insurgentes são decididamente hostil a os católicos chineses, e tratá-los com grande severidade. Entre os missionários chineses famosos podem ser nomeados Ricci, Schall e Verbiest, matemáticos; Maill, um americano, que tentou uma missão em 1556; Lopez, um sacerdote chinês nativo e bispo; Denis de la Cruz, outro chinês, que morreu em Cartagena, na América do Sul; Navalrrette, Amlot, Sanz, Perboyre, um mártir recente.

A supressão dos jesuítas e da Revolução Francesa afetou seriamente estas missões, cortando o fornecimento de eruditos e aventureiros missionários. Desde a restauração da paz na Europa, e especialmente desde a criação da Sociedade para a Propagação da Fé, a missão se recuperou mulch de sua antiga extensão. Na atualidade China contém 21 vê ou vicariatos, 23 bispos, 628 europeus e 335 padres nativos muitos conventos e casas religiosas femininas, e uma população de 541.720 católicos. A grande massa das antigas Missões jesuíticas, são dirigidos pelos lazaristas franceses; as missões em Suchnen, Yunnan, Quaychoo e Leaotong, pelos sacerdotes das Missões Estrangeiras; aqueles em Chansi, Chensi e Houquang, pelos franciscanos italianos; aqueles em Fokien por bominicans espanhol; e aqueles em Chantong e Kiangnan por jesuítas franceses, que recentemente retornou.

 

" . 6 . Corea

 

- cristianismo foi introduzido aqui da China sobre 1632, e desde então tem crescido em meio à perseguição do tipo mais severo A história da Igreja é Corean escrita com sangue Seu primeiro neófito foi um mártir; seu primeiro apóstolo chinês,... um mártir, seu primeiro sacerdote nativo, um mártir;.. seus primeiros missionários europeus, todos os mártires O número de católicos é de cerca de 13.650, dirigida por um bispo, 18 sacerdotes europeus, se ainda vivo, e alguns clérigos nativos Esta missão é confiada a Seminário das Missões Estrangeiras.

 

" 7. Mongol Tartária

 

. - Esta é uma missão lazarista, dirigida por um bispo, 3 Europeia e 10, os padres nativos, uma faculdade seminário, oito escolas e 5.000 cristãos..

 

" . 8 Ma-STCH-Iria.

 

 - A missão sob os padres das Missões Estrangeiras, com um bispo e alguns clérigos europeus..

 

" 9. Tibete

. - Missões foram tentadas aqui nos séculos 13 e 14 por Jacinto da Polônia, e Odelic de Fruili; no século 17 pelos jesuítas e capuchinhos, mas no intervalo o budismo tinha crescido e expulsou todos, mas os traços do cristianismo. A missão foi restaurado em 1846 pelo Lazarists Huc e Gabet., outros se seguiram, e um bispo foi recentemente nomeado.

 

"Ilhas do leste de India.

- Missões existem em alguns deles de antiga data, mas os dados não são muito cheio ou recente.

 

" 10. Japão .

- . cristianismo foi introduzido este império em 1549 por Francis Xavier, que havia se convertido um japonês em Goa Durante uma estada de dois anos, ele visitou vários reinos, e fundaram missões, que ele confiou aos sacerdotes zelosos de sua ordem .

A fé se espalhou rapidamente. Em 1562 o príncipe de Omura, e logo depois os reis de Bungo e Arima, abraçou o cristianismo, e enviou uma embaixada esplêndida ao Papa Gregório XIII. Pouco depois Taycosoma, um poderoso general, usurpou o trono, e no 1586 promulgou uma lei contra o cristianismo, que o seu antecessor, Nabunanga, tinha muito favorecido. o número de cristãos aumentou com a perseguição, e em 1638 eles se levantaram em armas em Arima, mas foram esmagados pela ajuda holandesa. Desde então, a fé tem sido quase totalmente extinto. o número de cristãos mortos foi estimado em quase dois milhões de pessoas, e os anais dos jesuítas, franciscanos, dominicanos e estão cheios de relatos de mortes de membros de suas ordens no Japão. Além de Xavier, os maiores missionários foram Valignani, pai João Batista, um franciscano espanhol, Filipe de Jesus, um franciscano mexicano, tanto crucificado em Nagasaki, pai Charles Spinola, etc O último padre católico que entrou no Japão era M. Sedotti, que em 1709 encontrou meios para a terra, mas ele nunca foi novamente ouvido falar. Dentro de alguns anos foram feitos grandes esforços para alcançar os cristãos abandonados ainda dizem existir no Japão; e um bispo nomeado para a missão já fundou estações no Lew- Chew Islands.

 

" C. África. -

 

1. Congo .

 

- As primeiras missões foram os de Congo, começou pelos dominicanos, franciscanos e jesuítas. De 1500 a 1560 o sucesso foi grande; rei de ti e muitos de seu povo foram convertidos ,. padres nativos ordenado, e um elevado ao episcopado. Catolicidade floresceu lá por muitos anos, mas insensivelmente declinou por falta de sacerdotes. Os carmelitas estabeleceu missões na Guiné, os jesuítas em Angola e Loango; e sobre estes, principalmente os católicos do Congo dependiam tão tarde quanto 1622 Em 1642, os Capuchinhos empreendeu a missão, liderada por Frei Francisco de Pamplona ,. uma vez que um oficial militar de alto escalão. Este corpo e seus sucessores continuaram a missão até cerca de 1700, quando Cistercienses tomou o seu lugar. Em meados do século passado, os sacerdotes das Missões Exteriores estabeleceu estações em Loango, e convertido muitos. Estas missões ainda existem em várias partes.

 

" . 2 . Barbarn

 - Missões tem desde os primeiros tempos foram lá realizados por Franeuiscans, dominicanos, trinitários, e mercedários, ainda mais tarde pelos jesuítas e lazaristas O número de cristãos é, no entanto, muito pequeno, eo clero não.. numerar uma pontuação.

 

" 3. Egito .

 

- A missão Latina existe devido principalmente aos jesuítas, de quem o pai era o líder Siciard Muitos coptas foram convocados para a Igreja Latina, e agora dirigida por missionários Lazaristas, ajudados por irmãos da Escola Cristã..

 

" 4. Abissínia

. - O Português, por volta de 1530, tentou converter os cismáticos da Abissínia, e reviver a moral e aprendizagem, mas os esforços eo empenho dos jesuítas falhou; os missionários foram excluídos, após uma longa perseguição Em 1839.. a missão foi revivido pelos lazaristas, e um bispo nomeado, enquanto o país Galla foi atribuído aos capuchinhos em 1846.

 

" 5. Madagascar .

 - As primeiras missões entre os malgaxes foi iniciada, pelos lazaristas, em 1648, e continuou até 1674, quando Louis XIV proibiu navios franceses que parar na ilha A missão foi revivido em 1837 pelo Sr. Dalmond, que. fundou a estação de Nossibe em 1840, desde 1845, esta missão foi confiada aos jesuítas, que fizeram um progresso rápido.

 

 

" 6. Outras peças

 

 . - . Missões foram fundadas em diferentes pontos da costa oriental e ocidental, que foram descontinuadas, ou ainda não estão firmemente estabelecido que da Guiné é a mais próspera Um bispo foi à primeira selecionada por ele a partir. entre o clero católico nos Estados Unidos, mas sobre o fracasso de sua saúde, a missão foi transferida para a Sociedade dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, que ainda administrá-lo.

 

" D. Oceania.

 

- . A primeira missão católica em Oceanica foi que dos senhores Bachelot, Armand, e Short, do ' . Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria ", nas Ilhas Sandwich Eles começaram isso em 1826, e continuou ele até sua expulsão pelo governo em 1832 No ano seguinte vigários apostólicos foram nomeados, e as missões começaram em Gambier, Tahiti, e, pela segunda vez, nas Ilhas Sandwich. Estas missões são principalmente dirigidas por padres da Companhia . dos Picpry e os maristas Outras estações foram iniciadas na Nova Zelândia, em Futuna, no Marquesas, Nukahwa, e em outros lugares Estas missões estendeu tão rapidamente que vários novos vicariatos foram formados;. e, apesar do martírio, da doença e naufrágio, eles ainda estão avançando. Oceanica agora contém oito bispos, 10 vicariatos e 300 missionários.

 

" E. América. -

 

1. missões espanholas. - Missões foram estabelecidas em toda a América espanhola, e grandes números foram convertidos, especialmente no México e no Peru, onde seus descendentes ainda são a maioria, misturada com a raça espanhola. Mesmo em Cuba o sangue espanhol é muito misturada com sangue indígena. As missões, entre as tribos selvagens eram de um personagem diferente. O mais célebre são as dos jesuítas no Paraguai e na Califórnia, as missões entre os Moxos e Abipones no Chile e Nova Granada. Poucos deles são agora devidamente missões, e são assunto para uma história em vez de um dicionário geográfico.

 

" 2. missões portuguesas

. - As missões do Brasil foram principalmente conduzidas por jesuítas portugueses, que se converteram várias tribos, embora seus números foram diminuídos pela crueldade dos selvagens na terra e os piratas no mar Várias dessas missões ainda subsistem, mas. - detalhes não são facilmente acessíveis quanto aos seus números e extensão ..

 

" 3. Estados Unidos e Canadá

 

. - As primeiras missões católicas no Novo México, Flórida e Califórnia foram espanhola Os nativos do Novo México foram convertidos, e, sendo agora os cristãos, não são considerados uma missão Na Flórida, enquanto um espanhol.. província, os índios foram convertidos pelos franciscanos e vilas formadas no Apalachicola e ao redor da cidade de St. Augustine. Inglês O levaram os índios de suas aldeias, e seus descendentes, agora chamados Seminoles, ou errantes, não todos os vestígios do cristianismo . As missões Alta Califórnia foram conduzidas por Franciscauns, e até um período recente estavam em um estado muito próspero, mas agora são destruídos. As missões Canadá foram iniciadas por jesuítas franceses, em Nova Scotia e Maine, cerca de 1612 O Recoletos seguida, conseguiu . novamente pelos jesuítas Esta missão converteu os Abenaquis de Maine, agora formando duas aldeias na declaração de Maine e duas no Canadá, o Huroin of Upper Canada, uma parte dos quais são católicos, ainda estão em Lorette, perto (Quebec; uma parte do Iroquois, ou cinco nações, que formam as três aldeias católicas em Caughnawaga, St. Regis, eo Lago das Duas Montanhas; o Algonquins, que formam uma aldeia missão com a banda lastnained de Iroquois; os Micmacs da Nova Escócia, agora com a presença do clero secular; o montagnais, em Chicoutimi e Red River, no âmbito de um bispo e missionários; o Ottawas do Lago Superior, que, com a Ojibwas e Menomonuees, estão agora sob os cuidados do clero canadenses no norte e no sul do bispo Baraga, um filólogo, cujo talento tem sido reconhecido, pelo governo; a Illinois e Miamis, cujos descendentes são hoje em Território Indígena e em Louisiana; o Arkansas, cujos descendentes, sob o nome de Kappas, também estão lá.

 

Os católicos de Maryland começou missões entre as tribos vizinhas, mas tribo e missão têm muito que desapareceu. Desde a Revolução e, o estabelecimento de uma hierarquia católica nos Estados Unidos, a atenção tem sido gradualmente voltou-se para as missões da Índia; 2 vicariatos são dedicados somente a eles. Isso de Michigan superior contém I bispo, 5 sacerdotes, cinco escolas e um grande número de católicos e Ottawas Ojibwas; de território indiano tem um bispo, 8 clérigos, 4. escolas, 5.300 católicos do Pottawotamies, Osages, Miamis, Illinois, Kansas, e kappas. Além destes, existem na diocese de Milwaukee e Menomonee e uma missão Ojibwa; na de St. Paul, Minnesota, um Sioux, um Winnebago, e 3 missões Ojibwa; e em Oregon há missões entre os Waskos, Caynsus, Corações apontou e Flatheads - os católicos indianos de numeração 3100 Além destes o território, algumas centenas de índios convertidos podem ser encontrados na Califórnia.

 

"Este é um resumo das missões católicas diversificadas amplamente estendidos e tanto quanto a sua história, o trabalho de Henrion, Histoire Generale des Missions Catholiques;. Wittmanun, Die Herrlichkeiten der Kirche in ihren Missionen (Augsbiurg de 1841); Marshall, Missões (. Alto 1865), católicos e protestantes, e os anais da Sociedade para a Propagação da Fé, lhe dará uma idéia geral, mas as fontes são as contas das várias entidades religiosas envolvidas nas várias missões, obras volumosas que por si só, formar uma biblioteca ". Veja também Wetzer u. Welte, Kirchen-Lexikon, 7: 157 sq .; (Regensburg) Real-Encyklopädie, volume 9, sv

 

. 2 A Igreja Grega .

 

 - Movimentos ocorreram recentemente na Rússia, o principal reduto e promotor da Igreja Grega, indicando um ligeiro desenvolvimento do espírito missionário moderno.

 

A Sociedade Bíblica russo foi organizado em São Petersburgo, com a sanção do imperador Alexander. Um ex-sociedade, que teve 279 auxiliares, e tinha circulado 861.000 cópias das Escrituras, foi uppressid pelo imperador Nicolau.

 

O governo russo organizou também o estabelecimento de uma sociedade missionária para a propagação da religião ortodoxa entre os Mussulmen pagãos e budistas no seu território. As operações da sociedade têm referência principal para a conversão das tribos pagãs do país Altai e Trans-Balkan, no Cáucaso sendo atribuído a uma outra sociedade do mesmo tipo. O que se segue é um relato da inauguração da primeira sociedade missionária referido: "Em 1870, a Igreja Grega da Rússia organizou uma instituição chamada " A Sociedade Ortodoxa em nome das Missões ", cujo objetivo era a conversão dos não-cristãos . de todas as partes do império russo, exceto as províncias do Cáucaso e Trans-caucasianos já previstos, e tanto a edificação espiritual e promoção social dos convertidos, assim, fez a sociedade foi inaugurada em Moscou: sob a presidência de Inocêncio, metropolitana daquela cidade e, portanto, conhecido como " o apóstolo da Kamtchatka. Liturgia e Te Deue foram realizados, e um sermão pregado na Catedral diante de uma congregação lotada, entre os quais estavam presentes o governador-geral da província e outros dos mais altos funcionários, embora a solenidade não teve caráter oficial.

A sociedade é colocado sob o patrocínio da imperatriz russa, eo controle final do sínodo santo. " O presidente é o metropolitano de Moscovo, e os assuntos da sociedade são administrados por um conselho naquele lugar. comitês também devem ser formadas em cada cidade sob o local de bispo. A sociedade é anualmente para observar o dia dos Santos. Cirilo e Metódio, 11 de maio (OS). Qualquer pessoa subscrever pelo menos três ' rublos pode ser um membro da sociedade. Seu conselho possui, além do presidente, dois vice- presidentes, escolhidos por dois anos, um pelo presidente de seus bispos coadjutores, e um dos membros da sociedade dos leigos. Dos doze membros do conselho, quatro são a cada dois anos, nomeados pelo presidente, eo restante pelos membros da sociedade em assembléia geral ".

 

3. missões protestantes. -

 

(1) Iniciação e Desenvolvimento Gradual. - O século 16 abrangeu o período da grande reforma, em que, pelo rompimento com a Igreja de Roma, foi feito um esforço para escapar dos erros acumulados e abusos de mais de dez séculos, e estabelecer o cristianismo sobre uma base bíblica.

 

Por parte dos reformadores, foi durante muito tempo uma luta pela existência, eo primeiro e onipresente necessidade foi o estabelecimento de igrejas como os núcleos de ação futura. Infelizmente a falta de unidade, combinado com o espírito herdado de intolerância, por um tempo levou a contendas entre si, o que retardou, em muito o desenvolvimento das igrejas protestantes, e adiou a dia de seus esforços ativos para a conversão do mundo. No entanto, a Igreja de Genebra, já em 1556, inaugurou missões estrangeiras através do envio de uma empresa de quatorze missionários para o Rio de Janeiro, na esperança de ser capaz de introduzir a religião reformada para o Brasil; mas a missão foi derrotado por uma combinação de traição com a oposição religiosa e política (ver Kidder, Sketches do Brasil, volume 1, capítulo 1). Em 1559 um missionário foi enviado para Lapland pelo célebre Gustavus Vasa, rei da Suécia. No início do século 17 os holandeses, tendo obtido a posse de Ceilão, tentou converter os nativos à fé cristã. Quase ao mesmo tempo, muitos dos não-conformistas que se tinham estabelecido na Nova Inglaterra começou a tentar a conversão dos aborígenes. Mayhew, em 1643, eo ​​Eliot trabalhoso em 1646, dedicou-se a este serviço apostólico. Em 1649, durante o protetorado de Cromwell; não foi constituída por ato do Parlamento a "Sociedade para a Propagação do Evangelho na Nova Inglaterra." Em 1660, a sociedade foi dissolvida; mas, a pedido urgente, foi logo restaurado, ea comemorou Robert Boyle foi nomeado seu primeiro governador.

O zelo deste indivíduo distinto para a difusão do Evangelho na Índia e na América, e entre os galeses e irlandeses nativa; suas doações generosas para as traduções das Sagradas Escrituras em malaio e árabe, galeses e irlandeses, e da Bíblia de Eliot para a língua Massachusetts indiano, bem como para a distribuição de Grotius de Veritaite Christiance Religionis; e, por último, o seu legado de R $ 5400 para a propagação do cristianismo entre os pagãos, lhe confere o direito à atenção distinta. Além desses esforços incipientes para difundir o Evangelho, os sentimentos brilhantes sobre o assunto podem ser encontrados espalhados pelos sermões e correspondência epistolar da época, que mostram que muitos corações Christian estava trabalhando e inchaço com o desejo de coisas maiores do que estas. Ainda no século fechado com testemunhando pouco mais de esforços individuais e insustentáveis.

A "Sociedade para promover o conhecimento cristão", que será observado a seguir, cujos objetos, até certo ponto, abraçar o trabalho dos missionários, foi organizada na Inglaterra, em 1698; mas não foi até o início do século 18 que o que foi denominado a idade da associação missionária bastante começou a nascer. Abriu muito fraca " e lentamente, mas mesmo assim desde então tem vindo a crescer mais e mais brilhante até os dias atuais.

 

(2) A extensão atual

 

. - Para transmitir uma pálida idéia do que foi posteriormente realizado, e colocar no caminho da realização, considera-se adequado agora a apresentar um breve esboço das principais organizações e agências do mundo protestante missionárias. Nesta exposição um agrupamento é adotado, que é projetado para mostrar principalmente os países em que as várias sociedades originaram e foram sustentados; em segundo lugar, a data de sua origem, e uma visão resumida de seu caráter e história antiga; e, em terceiro lugar, os campos de exploração, o montante dos seus rendimentos, bem como a condição atual de suas empresas. Para mais informações, consulte os artigos sobre cada país e sociedade neste Enciclopédia.

 

As principais sociedades missionárias protestantes podem ser classificados como -

 

I. Continental;

 

II. britânica;

 

III. americana.

 

" I. Sociedades Continental missionário.

 

 - Colégio e Missões dinamarquês.

 

 - . Já no ano 1714, o dinamarquês Colleae de Missões foi inaugurado em Copenhagen por Frederick IV, rei da Dinamarca, para a formação de missionários missões dinamarquesas aos pagãos tinham sido iniciada mesmo antes desse período, os agentes terem sido obtidos a partir da Universidade de Halle, na Saxônia. Em 9 de julho de 1706, dois missionários chegaram da Dinamarca na costa Coromandel, na Índia, e estabeleceu-se em Tranquebar. Eles imediatamente iniciado o estudo de Tamil, a língua falada nessa parte do país. Apesar de terem ido a uma parte do império dinamarquês, e foram patrocínio da realeza, os missionários encontraram grande oposição dos preconceitos dos nativos, e até mesmo do governo dinamarquês, que em várias ocasiões detidos e presos os missionários para meses juntos. privação, bem como a perseguição, foi o lote do pessoal da missão em um breve período de seu trabalho.

A primeira remessa enviada da Europa, que na época era muito necessária, se perdeu no mar , mas amigos foram levantados de forma inesperada, e empréstimos de dinheiro foram oferecidas eles até poderiam abastecer-se a sociedade em casa. Quando seu estoque emprestado foi quase esgotados, as remessas atingiram-los, juntamente com mais três missionários, em 1709 Este foi apenas o começo de tempos melhores, para, pouco depois, a Sociedade de Londres para promover o conhecimento cristão tornou-se um patrono liberal de sua missão, dando-lhes não apenas uma edição do Português Novo Testamento para a circulação entre as pessoas, mas também uma prensa tipográfica, com um estoque de tipos e papel, e uma impressora Silésia.

Quando a oposição à missão diminuiu, ea causa se ​​expandiu um pouco, um a fundição tipo e moinho papel- foram estabelecidos, eo trabalho de tradução e impressão foi processado com vigor. Em 1715 o Tamil Novo Testamento foi concluído, e 11 anos depois, o Antigo Testamento fez a sua aparição. Vários dos missionários mais velhos foram chamados afastado pela morte, mas os jovens zelosos foram enviados da Europa ao longo do tempo, e um pastorado nativa foi levantado como fruto do trabalho missionário, o que tornou um bom serviço à causa. Em 1758, uma missão foi aberto em Calcutá por um dos missionários desta sociedade, mas ao expunse da Sociedade para a Promoção do Conhecimento Chiristian. Em 1762 o célebre missionário Schwartz, que já havia sido no campo idialn de 12 anos, iniciou seu trabalho em Trichinopoly, em relação às quais ele cumpriu uma longa e honrosa; e período de sucesso do trabalho, e terminou seu curso com alegria em 1798 No ano de 1835 as principais missões dinamarquesas na Índia, que tinha sido tão amplamente sustentada pela Sociedade do Conhecimento cristã, foram transferidos para a Sociedade para a Propagação do Evangelho no Peças estrangeiras.

 

"Missão para a Groenlândia.

 

- Em 1721 a missão dinamarquesa à Gronelândia foi iniciada pelo reverendo Hans Egede, um pastor cristão zeloso de Vogen, na Noruega Por 13 anos este homem bom tinha orado e planejado para uma missão a essa região sombria tendo.. longamente obtido o consentimento e patrocínio do rei da Dinamarca à empresa, o missionário reuniu alguns amigos juntos, abriu uma lista de assinaturas, e em face das dificuldades formidáveis ​​empurrado para a frente a obra, até que um navio foi comprado para transmitir-lo e um pequeno grupo de colonos para a Groenlândia. Durante a viagem, que durou oito semanas, eles sofreram muito com as tempestades, montanhas de gelo, e um vazamento no navio, que foram obrigados a parar com suas roupas flutuante.

Ao desembarcar no destino , seu primeiro trabalho foi a construção de uma casa de grama e pedra, na qual os nativos, que apareceu amigável, ajudou-los da melhor forma possível, dando a entender por sinais, no entanto, que se destina a viver nele seriam congelados até a morte . Enquanto envolvidos nestes exercícios, e na tentativa de adquirir a língua estranha dos Greenlanders, Mr. Egede encontrou inúmeras dificuldades. Sua maior prova foi a insatisfação dos colonos, muitos dos quais resolveram voltar para casa, pois eles eram muito desconfortáveis, e encontrou os nativos dispostos a negociar. Ele foi apoiado pela coragem e resolução de sua esposa heróico, no entanto, e com a chegada de dois navios com provisões no verão de 1722, quando suas lojas estavam quase esgotados.

O missionário achei extremamente difícil para induzir o povo a comparecer para receber tal instrução como ele foi capaz de dar, e foi só por oferecer um anzol para cada letra do alfabeto souberam que ele conseguiu fazer com que algumas crianças para vir para a escola. No ano seguinte, outro missionário chegou à ajuda de Mr. Egede; ea missão foi executada com perseverança louvável, mas com pouco sucesso por um longo tempo. Sobre a adesão de Christian VI ao trono da Dinamarca, a ajuda do governo foi retirado da missão; mas o missionário sênior, ter a opção de permanecer no país, nobremente se ao seu posto, e continuou seu trabalho em meio a incontáveis ​​privações, dificuldades e sofrimentos, não menos do que surgiram a partir da introdução da varíola no assentamento, que varreu fora cerca de 2000 dos nativos. Em 1734, a missão foi reforçado com a nomeação de três novos agentes, um dos quais era o filho do missionário pioneiro, Mr. Egede. No ano seguinte, sua amada esposa ter sido chamado pela morte, Mr. Egede voltou para a Dinamarca, mas ainda esforçou-se em nome da missão. Através de sua influência da colônia e da missão foram reforçadas, seu filho publicou um léxico Groenlândia, as Escrituras foram traduzidas para a língua nativa do povo, e 4.000 pessoas foram relatadas como reduzir para metade foi trazido sob a instrução religiosa, embora se reconheça que muito poucos deles pode ser considerado como convertidos à fé do Evangelho.

A missão dinamarquesa à Gronelândia foi finalmente transferido para o " Irmãos Unidos ". Aqui deve-se mencionar a missão de Lapland (qv).

 

"Missões de Irmãos Unidos

 

. - .. O espírito missionário da Igreja Morávia manifestou-se em um breve período após a criação do assentamento em Hernihut Quando falsamente acusado, e declarou um exílio da Alemanha, Conde Zinzendorf deu uma resposta que . indicado o espírito com que foi acionada, eo gênio das pessoas com quem ele havia lançar sua sorte Ele disse: " Agora, temos de cobrar uma congregação de peregrinos e trabalhadores de trem para ir adiante em todo o mundo e pregai Cristo e sua salvação a toda a criatura ".

Ele foi levado a isso por uma visita feita à capital dinamarquesa em 1731 quando a nova colônia apenas numeradas cerca de 600 pessoas, os quais foram exilados pobres, e quando apenas começando, para construir uma igreja para a sua própria, alojamento em que tem ultimamente sido um deserto, eles resolveram trabalhar para conversão do mundo pagão Dentro de dez anos a partir dessa data, 1732, eles enviaram missionários para St. Thomas e St. Croix, nas Índias Ocidentais;. aos índios do Norte e do Sul América;. à Lapónia, Tartária, Argel, na África Ocidental, o Cabo da Boa Esperança, e Ceilão Alount o ano de 1831 uma associação foi formada em Londres, que levantou cerca de R $ 5000 por ano em ajuda das missões da Morávia, e isso provou ser um grande ajudar à causa Posteriormente Irmãos Unidos enviou agentes para outras ilhas das índias Ocidentais, incluindo Jamaica, Tobago, Antigua, Barbados e St. Christopher;. à América do Sul, Labrador, a Groenlândia;. Egito, Pérsia e Índia As primeiras missões da Morávia Irmãos não foram muito bem sucedidos, mas seus agentes perseverou em meio a inúmeras dificuldades, privações e sofrimentos, para onde tinham sido bem treinados pela experiência dolorosa de sua história anterior, eo resultado final foi muito gratificante.

 

. "Estatísticas de Missões da Morávia

 Uma publicação recente diz: " As estatísticas da missão da Morávia para 1889 mostram 127 estações; 286 missionários 'agentes; 1.663 assistentes nativos supervisores Landi; 84.201 comungante; 18.280 não-comungantes sob instrução regular l. £ 16.803 são levantadas a partir de fontes de origem, e R $ 50.000 é o valor total recebido anualmente a partir de todas as fontes. Uma "Leper Home" em Jerusalém está sob seus cuidados. No ano de 1887 cinco trabalhadores cristãos estavam ministrando a cerca de 25 pessoas que sofrem dessa terrível doença. Alasca é o cena de seu mais recente empreendimento missionário. Ele foi iniciada em 1885 e é direcionado para o esquimó do Noroeste. Desde 1818 o número de membros em todo o campo aumentou de 80.000 para S4,000.

 

"Países Baixos Sociedade Missionária.

 

- Esta instituição foi formada em Roterdão em 1796, principalmente através da influência de Dr. Vanderkemp. " Antes de o médico excêntrico embarcou para a sua esfera distante do trabalho na África do Sul, para o qual havia sido nomeado pela London Missionary Society, ele visitou Rotterdam para se despedir dos seus amigos, e enquanto não encontrou lazer de publicar uma versão holandesa de um endereço de e sincero que emanava da Sociedade de Londres, cujo resultado foi a organização da Sociedade Missionária Holanda. Para alguns vez que o auxílio financeiro oferecido para a empresa era muito magro, e não medidas imediatas foram tomadas no sentido de iniciar as operações. Este intervalo foi sabiamente empregada pelos diretores no esforço para fermentar a mente holandês com o verdadeiro espírito missionário.

Quando os fundos estavam disponíveis, e contemplavam entrando na campos estrangeiros de trabalho, eles foram impedidos de fazê-lo com a perda da maior parte das colônias holandesas, que tinham caído nas mãos da França durante a guerra, os diretores, portanto, fez um acordo com a Sociedade Missionária de Londres para fornecer homens e meios para a realização do trabalho em África e na Índia sob os seus auspícios e gestão. Dessa forma, eles treinados e enviados vários excelentes missionários para o Cabo da Boa Esperança e no Oriente, onde os seus conhecimentos da língua holandesa era ao mesmo tempo disponível para a realização do trabalho. Em 1814, a Holanda voltou a subir para a independência, e recuperou suas colônias, quando a Sociedade Holanda aproveitou imediata da mudança favorável nos assuntos nacionais, e enviou cinco jovens missionários de seu seminário por sua própria conta, para entrar aberturas favoráveis ​​que se apresentaram em Arquipélago Oriental entre os malaios.

Outros agentes seguido de ano para ano, e que parte do mundo foi em grande parte e bem ocupado pela sociedade ". Em 1820, dois missionários) -foram enviado para a Índia, e alguns anos depois, eles foram seguidos por Dr. Gutzlaff, que, encontrando um número de chineses em Riosew, sua estação nomeado, foi finalmente induzido a estender seu trabalho à ' Celestial Império. A missão também foi estabelecida em Suriname, na Guiana Holandesa, ea Sociedade Holanda era capaz de relatar 17 estações e 19 missionários sob a sua direcção, com um bom número de nativos convertidos à fé das Nações Evangelho em comunhão da Igreja.

 

"Outras missões holandês

 

. - . não se deve supor que a organização da Sociedade Missionária Holanda é tudo o que a Holanda tem feito para a conversão dos pagãos longa anterior ao evento, mesmo já em 1612, o famoso Anthony Walwens plantou uma seminário em Leyden para a preparação de missionários estrangeiros, a Companhia das Índias Orientais holandesa countenancing e aprovação da instituição. Quando Ceilão ficou sob o poder da Holanda, em 1636, um número de missionários foram enviados para propagar a religião reformada entre os nativos idólatras . Um modo muito superficial de fazer convertidos parece ter sido adotado, no entanto, para quando eles foram relatados como valor de 400.000 em número, havia apenas l00 comungantes. Essa desproporção triste revela um sistema de ação que não era só condenável em si mesmo, mas muito prejudicial para todo o trabalho missionário posterior, como foi provado pela experiência dolorosa. missionários holandeses foram também enviados para fora em um breve período para a África do Sul, Java, Formosa, Amboyna, e outros lugares.

 

"Basileia Sociedade Missionária.

 

 - No ano de 1815 foi estabelecido um seminário para a formação de missionários em Basiléia, na Suíça, devido a sua origem até a gratidão de algumas pessoas piedosas que reconheceu a providência de Deus em uma violenta tempestade que ocorreu.. em um momento particular, e que se revelou o meio de preservar a sua cidade da ruína quando os exércitos da Rússia e Hungria foram atirando conchas para ele. A forma que a gratidão dessas pessoas assumi que era um desejo de educar os professores piedosos para enviar para os gentios , para torná-los familiarizados com a boa notícia da salvação.

A escola foi a primeira muito pequeno, com poucos estudiosos, e uma renda delgado de cerca de R $ 50 por ano. Ao longo de alguns anos um colégio missionário foi construído, e liberal apoio veio da Alemanha e da França, bem como de várias partes da Suíça, de modo que a renda subiu para R $ 5.000 Este resultado fluiu a partir da formação de sociedades auxiliares ou filiais nesses países. A instituição foi agora conduzida com vigor, e mobilado o Inglês Church Missionary Society com alguns dos seus trabalhadores mais dedicados. Em 40 anos após o seu início que tinha enviado cerca de 400 missionários para terras estrangeiras, e 80 ainda estavam em formação. Não era parte do plano original dessa instituição para se envolver em.

Apoio e gestão de missões estrangeiras, mas apenas para preparar os agentes para o trabalho. Em 1821, no entanto, a sociedade foi formada para este objeto, e de ano para ano missionários foram enviados para o Norte ' América, África Ocidental, Índia e China. A sociedade também foi organizada para o fim especial de difundir o Evangelho entre os judeus. Os missionários da Companhia de Basileia não são todos os ministros. " Eles enviam mecânica piedosas e agricultores para ensinar os nativos as artes da vida civilizada, ao mesmo tempo em que instruí-los nos princípios do cristianismo pela pregação do Evangelho e da criação de escolas. A Sociedade Missionária de Basiléia é geralmente admitiu ter despertado em primeiro lugar. interesse em missões entre os alemães. Veja Ostertag, Enstehungsgesch. der Missionsgesellschaft zu Basel (1865).

 

"Paris Evangélica Sociedade Missionária.

 

 - A origem desta instituição é um tanto curioso e interessante No ano de 1822 foi convocada uma reunião na casa de um comerciante americano, SVS Wilder, Esq, então residente em Paris, para levar em consideração o.. melhor meio de propagar o Evangelho em terras pagãs. Estiveram presentes os presidentes da luterana e consistórios reformadas, assim como muitos dos ministros dessas igrejas, e outras de diferentes convicções, então na metrópole francesa. O resultado foi a formação de Nesta sociedade, o que, em seu início, contemplados dois objetos: o de empregar a imprensa como um meio de esclarecer a opinião pública sobre a natureza eo caráter das missões protestantes, eo outro para educar os jovens, que tinham sido devidamente recomendados, no conhecimento das línguas do Oriente. The Rev. Jonas rei estava então em Paris, e recebeu um convite para ir à Terra Santa com o Reverendo Mr. Fisk, a nova sociedade cobrando-se com o seu apoio para um determinado período. Posteriormente, a sociedade dedicou todos os seus esforços para a África do Sul, onde os seus agentes têm trabalhado por muitos anos com grande vantagem para várias tribos dispersas de nativos.

Em 1829, três missionários foram enviados pela sociedade para o Cabo da Boa Esperança, um dos quais se estabeleceram entre os refugiados franceses em Wellington, perto da Cidade do Cabo, e os outros dois procedeu ao país Bechuana, e iniciou uma estação em motito. Reenforcements chegou de vez em quando, o que permitiu que os missionários para estender seus trabalhos para várias partes do país que estava em grande necessidade de a luz do Evangelho. Essa parte do interior conhecido como Bassutoland foi ocupada pelos missionários franceses. Novas estações foram formadas, as escolas foram organizados e capelas construídas em Betúlia, Moljia, Beersheba, Thaha, Bassion, Mekuatling, Friedor, Bethesda, Berea, e Carmel.

Em vários destes lugares um bom número de nativos foram trazidos ao conhecimento da salvação da verdade, e unidos na comunhão da Igreja, embora o chefe notório Moshesh ainda aderido ao seu paganismo, não obstante a sua inteligência superior. A missão francesa na África do Sul sofreu repetidamente de guerras devastadoras entre os nativos e os colonos, mas o maior golpe para a sua prosperidade foi a guerra que assola a França em 1870-1871, através do qual os suprimentos de que os missionários estavam em um corte grande medida fora. Providence, no entanto, levantou-se amigos na hora da necessidade, eo trabalho continua.

 

"Renana Missionário Society.

]

-A instituição hoje conhecida como a Sociedade Missionária Renana foi organizado em 1828 pela fusão de três outras associações que mantinha anteriormente uma existência separada em Elberfeld, Barmen e Colônia. A sociedade foi posteriormente reforçada com a incorporação de várias outras pequenas associações nas províncias do Reno e Westphalia., em 1829 três missionários foram enviados para a África do Sul. Estes foram seguidos no pós-anos por vários outros, e as estações foram finalmente estabelecidos em Stellenbosch, Worcester, Tulbagh, Saron, Schietfontein, Ebenezer, Kamaggas, e outros lugares dentro dos limites do Cabo-Colônia;. e em Betânia, Berseba, Rehoboth, Rood-Volk, Wesley Vale, e Barmen em Namaqualand, e Danlaralaud Algumas destas estações foram originalmente iniciado por missionários wesleyanos que teve por muitos anos trabalhou na costa sudoeste da África. Mas em 1851, um acordo foi feito pelo qual foram entregues à Sociedade Renana, como era também a estação de Nisbett Bath alguns anos depois, os Wesleyans encontrando necessário concentrar seus trabalhos em outras localidades. Em 1834 a Sociedade Missionária Berlim enviou dois agentes para Borneo, e outros seguiram com intervalos, que foram empregadas em trabalhos educacionais. Em 1846, o trabalho foi estendido para a China, onde vários batismos logo foram relatadas como tendo ocorrido.

De fato, uma importância excessiva parece ter sido ligado ao batismo pelos missionários desta instituição, para quando esta sociedade já existia cerca de 22 anos, cerca de 5.000 batismos foram relatados, quando relativamente poucos o número pode ser considerado como comungantes, ou membros da igreja. Talvez essa e algumas outras peculiaridades podem ser contabilizados pelo tipo Luterana de Teologia, que os agentes geralmente parecem ter abraçado.

 

"Berlin Sociedade Missionária.

 

- Esta sociedade foi formalmente organizada em 1824, mas surgiu de esforços que foram feitos anteriormente para objetos missionárias Já no ano de 1800 uma instituição foi formada na capital da Prússia por membros da Igreja Luterana.. para educar os jovens piedosos para o serviço de missão estrangeira. Durante os 25 anos seguintes quarenta alunos foram então instruídos. Em 1834 a Sociedade Missionária Berlim enviou quatro missionários para a África do Sul. Estes foram seguidos por outros durante anos sucessivos, e foram tomadas medidas para continuar o trabalho em uma escala extensa.

Uma das primeiras estações ocupadas por esta sociedade era. pelo Beaufort, e daí os missionários foram entre os Korannas e cafres. Posteriormente, o trabalho foi estendido para Zoar, Bethel, Emaús, Betânia, Priel, Nova Alemanha, e outras estações, alguns dos quais estão situados dentro dos limites da Colônia do Cabo, outros no Estado Livre de Orange, a Trians-Vaal República. Kaffraria, e nas regiões distantes do Natal. O último relatório dá quarenta e sete estações na África do Sul, com sessenta e quatro operários e 9772 comungantes. China foi celebrado em 1883 e agora tem três estações, dez trabalhadores, e 446 comungantes. O número de estudiosos para ambas as missões é 3542; contribuições nativas foram R $ 4338.

 

"Swedish Sociedade Missionária.

 

 - Os suecos fizeram vigoroso embora os esforços infrutíferos para propagar o Evangelho em terras pagãs, logo no ano 1559 sua esfera de operações foi de Lapland, e seu trabalho foi realizado sob os auspícios reais Gustavus Vasa chefiou o movimento missionário. de seu país para o esclarecimento do Laplandese e monarcas sucessivos jogou o peso de sua influência na empresa cristã. Em 1775 o Novo Testamento, traduzido em Laplandese, foi publicado. A missão estava longe de ser próspero, no entanto, e, depois de anos de esperar contra toda a esperança, que foi abandonado. Isto também não pode ser perguntou como se a metade do que foi registrado em referência ao beber e outros hábitos imorais de ambos os sacerdotes e as pessoas é verdadeiro. Após um intervalo de quase três séculos, Lapland novamente absorvido a atenção dos suecos.

Em 1835 a Sociedade Missionária sueca foi formada, e enviou um jovem piedoso, chamado Carl Ludovic Tellstroem, o fruto da Missão de Wesleyan, em Estocolmo, como catequista para a Lapónia. Ele teve muitas dificuldades para encontrar a partir dos hábitos migratórios e dissipados do povo; mas, seguindo-los aos seus mercados e feiras com sua Bíblia, para instruí-los nas verdades do Evangelho, não há razão para esperar que seus trabalhos foram produtivas de alguns "bons resultados. Escolas foram posteriormente estabelecidas para a formação da nova geração, e as crianças foram ensinadas, alimentados e vestidos em detrimento da sociedade, e, ao fim de dois anos foram mandados para casa com folhetos e livros de interesse e instruir os pais, famílias e amigos. É também uma missão na Lapónia.

 

"Missão Evangélica Luterana.

 

 - . Esta sociedade foi instituída em 1836, com os seus quartel-general em Dresden A sede da direção foi em 1848 removido para Leipsic Seus esforços foram principalmente virou do hemisfério sul da Índia, para a ocupação dos campos de. trabalho que já havia sido cultivada pelos missionários dinamarqueses. partir de uma reportagem publicada há algum tempo, parece que eles tinham ao seu serviço 24 missionários, com 12 candidatos indígenas, em 22 estações diferentes, contando 14.014 membros da Igreja e 3.653 acadêmicos sob sua pastoral cuidado. Eles têm todos trabalharam como uma sociedade de Nova Gales do Sul, mas os resultados não garante longa a continuação deste trabalho.

 

"North German Sociedade Missionária.

 

 - . Esta instituição foi organizada no ano de 1836, com sede primeiro em Hamburgo e depois em Bremen A cena de seus primeiros trabalhos foi a Índia, uma estação de estar no país Telogoo, eo outro no Neilgherries . Uma séria redução nas receitas financeiras levou à transferência da missão por alguns anos para os Estados Unidos Igreja Evangélica Luterana. Quando as finanças reviveu, no entanto, as responsabilidades relacionadas com a realização do trabalho foram novamente assumido pela União Bremen, e o campo de esforços tem chamado recentemente para trás uma grande quantidade de simpatia no norte da Alemanha. 10 missionários, 409 comungantes e 321 estudiosos agora são relatados.

 

"Norwegian Missionary Society.

- . Esta sociedade foi formada em 1842, e logo depois enviou missionários para trabalhar entre os Zulus guerreiras da África do Sul-oriental O objetivo da instituição é fornecer agentes que são capazes e dispostos a instruir as pessoas em as artes da vida civilizada, bem como no conhecimento religioso. Com este objeto um imóvel foi comprado em Natal, e uma instituição industrial estabelecida, que já foi produtiva muito bom, reportando 20.660 adeptos.

 

"Swedish Mission (Lund).

- Em 1846, esta sociedade foi fundada em Lund, e três anos depois, ele enviou dois missionários para a China, que foram mortos por piratas Outros agentes foram longamente enviados, que foram poupados para assumir a sua quota. na tentativa de evangelizar os chineses com uma perspectiva esperançosa de sucesso.

 

"Berlim União Missionária para a China.

- . Esta sociedade foi fundada no mês de junho de 1850, durante uma visita do Dr. Gutzlaff a Berlim Dr. FW Krnmmacher foi nomeado presidente e secretário Prof. Lachs O objeto da sociedade é. que envie trabalhadores europeus, e para ajudar as instituições de formação. Em um campo tão amplo como o vasto império chinês há um amplo espaço para todos, e de as últimas contas publicadas é gratificante saber que os missionários desta associação pequena, mas foram úteis em actividade na difusão no estrangeiro à luz do Evangelho.

 

"De menor conta é a Missão Evangélica Society, fundada em 1858 por Gitzlaff, até então membro da Sociedade Missionária de Berlim. No stress é colocado sobre a educação do missionário, mas o campo missionário como uma casa vida se insiste. Este trabalhos da sociedade em Nova Gales do Sul, entre os Papuas, e nas ilhas do mar e das Índias Orientais. Hermannsburg A Missão do Sul, com quartel-general em Hanover, fundada por Harms pastor, trabalho na África Oriental, Índia, Austrália e Nova Zelândia. 13424 cristãos nativas estão ligados com eles.

 

"As sociedades judaicas diversos.

- No continente europeu existem associações diversas, que têm por objecto a evangelização das ovelhas perdidas da casa de Israel, mas seus trabalhos são tão local e diversificada que eles não podem muito bem ser descrito separadamente The Jewish. Sociedade em Berlim foi formada em 1822 a Sociedade Bremenlehe em 1839, a União Renana Westphalia em 1843, a Hamburg Altona, em 1844, o Hesse-Cassel, em 1845, eo Hesse Darmstadt em 1845 Estas são apenas algumas das muitas organizações que existe em conexão com as igrejas cristãs de várias denominações para o benefício especial dos judeus, eo interesse no bem-estar espiritual da descendência de Abraão está se aprofundando e ampliando a cada ano.

 

" II. Obras Missionárias britânicos.

- Sociedade para a Propagação do Evangelho em terras estrangeiras. -Esta é a mais antiga sociedade missionária protestante na Inglaterra, e sua origem pode ser rastreada até um período muito remoto: Sobre o ano de 1644, enquanto as guerras civis ainda continuou naquele país, uma petição foi apresentada ao Parlamento por um clérigo da Igreja da Inglaterra , apoiado por muitos teólogos ingleses e escoceses, pedindo o dever de tentar converter os nativos da América do Norte para o cristianismo. Este, sem dúvida, levou à portaria aprovada em 27 de Julho de 1648 pelos Independentes da Commonwealth, pelo qual a corporação foi criada, intitulado ' O presidente e Sociedade para a Propagação do Evangelho na Nova Inglaterra. " O preâmbulo refere que as Commons da Inglaterra reunidos no Parlamento, tendo recebido inteligência que os pagãos da Nova Inglaterra estão começando a invocar o nome do Senhor, sentem-se obrigados a ajudar no trabalho ". Eles pediram o ato a ser lido em todas as igrejas do país, e coleções a ser feito em auxílio do objeto. Esta foi a primeira associação missionária formada na Inglaterra, e pode ser considerado como o pai do atual ' venerável 'Sociedade para a Propagação do evangelho no exterior. Os assentamentos coloniais primeira atraiu a atenção do público para as necessidades espirituais de suas populações europeias e pagãs.

Os colonos da Nova Inglaterra a partir do início demonstrou grande zelo pela conversão dos índios. Os trabalhos de Eliot, Mather, e outros nunca será esquecido pela Igreja Cristã. Após a Restauração na Grã-Bretanha, Baxter e Boyle se distinguiram pela sua simpatia prática com a obra em que estes excelentes homens estavam noivos. Enquanto isso, a Igreja da Inglaterra tornou-se interessado no fornecimento de novas colônias com ministros episcopais. Em 1675 verificou-se " que havia escassamente quatro membros da Igreja da Inglaterra em todas as vastas áreas da América do Norte. " Tendo em vista este lamentável estado de coisas, realeza foi transferida para a liberalidade. Charles II foi induzida por Compton, bispo de Londres, para permitir a R $ 20 para dinheiro da passagem para os ministros e mestres dispostos a sair para suprir a deficiência, ea soma de R $ 1200 também foi concedida para suprir paróquias americanas com Bíblias e outros livros religiosos . A Sociedade para a Propagação do Evangelho em terras estrangeiras foi organizado 16 de junho de 1701; quando recebeu uma carta da Williams III.

Os principais objetivos para os quais foi instituído são demonstrados para ser dupla. Ele foi projetado " para suprir as ministrações da Igreja da Inglaterra nas colônias britânicas, e para propagar o Evangelho entre os habitantes nativos desses países. "

 

"A renda da Sociedade para a Propagação do Evangelho em terras estrangeiras é derivada de várias fontes, abrangendo subsídios parlamentares, coleções em igrejas, salas de aula e salas públicas, em que os sermões são pregados aniversário e missionárias, reuniões e assinaturas e legados de pessoas físicas. Desta forma, a instituição é generosamente apoiado, e uma grande quantidade "de agência é exercida sobre as pessoas, onde estações missionárias foram formadas.

 

"Durante o longo período de sua existência o venerável Sociedade para a Propagação do evangelho no exterior estendeu progressivamente seus trabalhos para várias partes do mundo, e tem sido instrumental de muito bom, especialmente para colonos britânicos em um breve período de sua lutas, muito antes de sociedades missionárias modernas tinham começado suas operações. Esta instituição útil agora ocupa postos importantes nas províncias britânicas da América do Norte, o Domínio do Canadá, British Columbia, as Índias Ocidentais, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Índia e China Para todos esses lugares bispos anglicanos e clérigos saíram, levando consigo os seus próprios pontos de vista da ordem e da disciplina da Igreja;. e em conexão com cada colônia importante a diocese foi formada, e paróquias foram organizadas após o estilo da mãe país.

O principal objetivo da instituição é fornecer os serviços e as ordenanças da Igreja da Inglaterra para as dezenas de milhares de emigrantes ingleses que foram deixando, anualmente, as margens do seu país de origem, de geração em geração, para melhorar sua condição na terras estrangeiras. E com muito zelo e fervor ter os agentes dessa sociedade seguiu seus compatriotas em todas as suas peregrinações, ministrando às suas necessidades espirituais, e trazer para casa a suas lembranças das associações do concurso do ' velho país ", onde eles foram favorecidos em tempos de outrora para ouvir com prazer ao som do ' sino freqüentar a igreja. " Nem tem a população pagã escuro, ignorante dentro dos limites e na vizinhança das respectivas colônias sido negligenciada por esta instituição tempo-honrado.

Muitos pobres índios vagando no selvas do noroeste da América, bem como os hindus idólatras no Oriente, e cafres guerreiras da África Austral, para não falar dos aborígenes de outras terras, têm sido favorecidos com os meios da graça e do ensino religioso por esse instrumento, especialmente nos últimos anos, uma vez que a atenção foi mais particularmente dirigida a este departamento da obra.

 

"A Sociedade para a Promoção do Conhecimento cristã.

- Embora não seja estritamente missionário em seu objeto principal, este foi em um período muito cedo um auxiliar para missões cristãs, e no dia de hoje uma poderosa ajuda para a Igreja da Inglaterra em sua desolada lugares no exterior, bem como em casa. Ela foi fundada em 1698, principalmente por um clérigo privada, Dr. Thomas Bray, que, posteriormente, atuando como comissário em Maryland, e vendo a grande necessidade por algum esforço adicional em casa para o avanço da religião nas colônias, felizmente conseguiu a atenção do público empolgante para o assunto. Tendo posteriormente sido o principal instrumento de formação da Propagação do Evangelho Society, Dr. Bray pode ser razoavelmente considerado o fundador de ambas as instituições, e neles de muitos outros sociedades nobres que se lhe seguiram, por imitação ou conseqüência natural. Já no ano 1709 a Sociedade para a Promoção do Conhecimento cristã estabelecida uma conexão com a missão dinamarquesa para os hindus em Tranquebar, e prestado ajuda considerável para o apoio ao trabalho. A missão Tanjore originou em 1726, e uma na Trichinopoly em 1762, que, com o Schwarts célebre como missionário, foi feita até cinco anos depois pela Sociedade Knowledoe cristã, e processado com vigor e sucesso. Quando outras instituições da Igreja da Inglaterra depois foram organizadas com o propósito expresso de propagar o Evangelho em terras estrangeiras, a Sociedade do Conhecimento, Christian thenceforth limitou a sua atenção para a circulação de obras religiosas - Bíblias, livros de oração, folhetos, etc - em uma taxa barata na Grã-Bretanha e suas diversas dependências. Há sociedades filiais em várias partes do país, e as pessoas são constituídas membros assinando anualmente um montante igual ou inferior a um guinéu.

 

"A Sociedade Missionária da Igreja foi instituída em Londres 12 de abril de 1799 O design original da sociedade era agir mais especialmente na África e no Oriente. Este fato foi incorporado em sua primeira designação, mas depois caiu. Embora a esfera contemplada pelo primeira diretoria era nem pequena nem sem importância, esta sociedade plantou missões sobre as regiões ainda mais amplamente estendidos. Num primeiro momento, e por um longo tempo após o seu início, esta sociedade foi simplesmente apoiada e regido pelos membros da Igreja Episcopal, e não era de forma alguma sujeito à autoridade eclesiástica Finalmente a nomeação de bispos ingleses para países estrangeiros proferida uma mudança na administração da Sociedade Missionária da Igreja absolutamente necessário.: e decidiu-se que, no futuro, a instituição deve ser conduzida em estrita conformidade com os princípios eclesiásticos do estabelecimento., logo, todos os missionários que agora saem a seu serviço são colocados sob o governo ea direção dos bispos mais próximos às suas respectivas estações. Os fundos da Sociedade Missionária da Igreja são fornecidos da forma habitual por contribuições pessoais, legados, cobranças após sermões. e em reuniões públicas; e até agora a instituição tem sido apoiada de uma forma muito liberal.

 

"As principais esferas de trabalho entrou e eficientemente trabalhados pelos agentes da Sociedade Missionária da Igreja ter sido na África Ocidental, Continental Índia e Ceilão, América do Norte Britânica, e as Índias Ocidentais. Em todos estes países, mas especialmente do nomeado em primeiro lugar, os missionários, catequistas e professores desta instituição ter trabalhado com zelo louvável e diligência, e ter sido favorecido para ver o fruto do seu trabalho em grande escala. Em 1882, o Egito ea Arábia foram inscritos. The Missionary Ano-Book , para 1890, dá as estatísticas da sociedade da seguinte forma: 294 estações, 282 ordenados, 43 leigos e 40 trabalhadores estrangeiros do sexo feminino; 266 ordenados, 2.940 leigos, 690 trabalhadores nativos femininos; 185.538 adeptos, 47.531 comungantes, 1.928 escolas, 77.451 acadêmicos . A renda total da sociedade totalizaram R $ 221.330 19s tampa Em 1830 havia apenas 318 conmmunnicansts;..., em 1870, apenas 21.705 Apenas 30 missionários foram empregados em 1830 e 203 em 1870 Em 1830, não havia um único nativo ordenado clérigo empregado pela sociedade; ino 1870 havia apenas 109 Até 01 de marco de 1862, havia saído em serviço externo, em conexão com a Sociedade Missionária da Igreja, 562 homens de vários países e raças, das quais 121 eram alemães.

 

"A Igreja ea Escola Sociedade Colonial pode ser considerado como complementar à Sociedade Missionária da Igreja. Ele prestou valiosa assistência aos missionários empregadas nas florestas ao norte-oeste da América britânica, anteriormente incluídas no território da Baía de Hudson, para clérigos e professores trabalhando entre os colonos dispersos da Austrália e para estações missionárias e escolas em várias das colônias britânicas.

 

. "A Sociedade de Londres para promover o cristianismo entre os judeus foi fundada no ano de 1808, embora não tenha sido completamente organizada até o ano seguinte A constituição originalmente contemplava dois objetos: " Para aliviar o sofrimento temporal dos judeus, e promover a sua espiritual bem-estar. " A adoração pública ea educação dos filhos sob os cuidados da sociedade, no Reino Unido, são realizados em estrita conformidade com os princípios e os formulários da Igreja da Inglaterra, com o qual sempre se identificou tanto na sua gestão e principal apoio.

A primeira esfera de sua ação foi entre os judeus em Londres. Em 1811 uma prensa tipográfica foi criada para dar emprego aos pobres judeus convertidos. Dois anos depois, uma capela e escolas foram abertas para o benefício de setenta e nove prosélitos e sua famílias. Em 1818, o primeiro missionário estrangeiro foi enviado para trabalhar na Polônia, onde um seminário foi logo depois estabelecida para a formação de judeus convertidos como missionários. A sociedade também publicou uma edição em hebraico das Escrituras para os judeus em geral, e preparou um versão judaico-polonesa para a Polónia, e uma versão siríaco para os judeus cabalísticos. Em 1840 o colégio judaico para a formação completa de agentes missionários foi estabelecida. Revelou-se um auxiliar importante para missões judaicas, não só em relação à sociedade de Londres, mas também para as instituições que foram posteriormente chamados à existência parentes.

A Sociedade de Londres tem acima de 30 estações missionárias em benefício dos judeus na Europa, Ásia e África; mais de 100 missionários, dos quais mais de 60 são convertidos israelitas; cerca de 20 escolas, com um total de filhos hebreus durante os últimos trinta anos de mais de 10.000. Esta sociedade tem visto 50 de seus convertidos ordenados como sacerdotes de congregações cristãs em casa, e tem distribuído acima de 212.000 cópias das Escrituras Hebraicas.

 

"Sociedade Escocesa para Proparating Christian Conhecimento.

- Esta instituição foi fundada em Edimburgo no ano de 1709, sendo a primeira associação missionária organizada pelos presbiterianos do norte da Grã-Bretanha Seu design original é a extensão da religião no império britânico, e especialmente no. Terras Altas e Ilhas da Escócia. mundo pagão, posteriormente, preso a atenção dos diretores, o que provocou a sua simpatia e esforços. Cerca de vinte anos após a sua formação nesta sociedade entrou em correspondência, tendo em vista a formação de estações entre os índios americanos na vizinhança da Nova Inglaterra; Três agentes foram designados para trabalhar entre os aborígenes desses assentamentos;. mas, a partir de algumas circunstâncias desfavoráveis ​​que ocorreram, eles parecem ter sido querendo na adaptação para o seu trabalho, e foram retirados Em 1741 a missão foi estabelecida entre o índios Delaware, que se reuniu com grande sucesso.

Um número de convertidos nativas foram recebidos na Igreja pelo batismo, eo coração do missionário foi aplaudido por sinais evidentes da presença divina e bênção. Um bom trabalho também foi realizado há algum tempo entre os índios da Long Island pela agência dessa sociedade; mas uma tentativa de evangelizar os índios se instalaram às margens do Susquehanna não foi tão bem sucedido.

 

"A Sociedade Missionária escocês foi instituído no mês de fevereiro de 1796, sob a denominação de Sociedade Missionária de Edimburgo. A primeira missão desta sociedade para a Serra Leoa não foi um sucesso. Nada intimidado pelo fracasso comparativo da missão para a África Ocidental , em 1802 a Sociedade Missionária escocês enviou dois missionários para Tartária. Esta missão também falhou em consequência das medidas opressivas e restritivas do governo. Os agentes dessa sociedade eram mais bem-sucedida, no entanto, na Rússia asiática, onde iniciou seus trabalhos em 1805 Em 1822 missionários foram enviados também para a Índia, quando Bombaim e Puna foram ocupados como estações principais. Em 1835, este ramo da obra foi transferido para a Assembléia Geral da Igreja da Escócia, que recentemente iniciou operações na Índia., In 1824 foi organizada uma missão para a Jamaica, que foi produtiva de muito bom. Isto produziu uma missão para Old Calabar, na África Ocidental, que foi processado com vigor e sucesso. Em 1847, as estações dessa sociedade na Jamaica foram transferidas para a Igreja Presbiteriana Unida, a que se encontram atualmente na com. eficiência e sucesso.

 

"A Sociedade Missionária de Glasgow foi organizada em fevereiro de 1796 Ele enviou missionários para a África Ocidental e Austral, mas sem sucesso marcante. Em 1844 as missões da Sociedade Glasgow foram transferidas para a Igreja Livre da Escócia.

 

"A Igreja do esquema de Missões Estrangeiras da Escócia.

- A formação de várias sociedades missionárias de carácter geral para o fim do século passado parece ter animado o zelo, se não o ciúme, da Igreja, da Escócia, e aberturas foram apresentados à Assembléia Geral a partir de diferentes sínodos, rezando para que a atenção pode ser pago para as reivindicações do mundo pagão Por algum tempo, estes foram desconsiderados;. mas em 1824 o tema foi trazido para a frente novamente, e um comitê foi designado para preparar um programa para o organização do que foi justamente designada como " um objeto piedoso e benevolente. " Na próxima Assembleia, no 1S25, o comitê informou em favor da Índia britânica como um campo de trabalho, e aconselhou a criação de um grande centro de seminário, com escolas do distrito auxiliares para a instrução das crianças Hilldus e jovens de ambos os sexos. Na 1829, o reverendo Alexander Duff partiu para Calcutá como chefe da instituição de ensino.

O navio naufragou ao largo da Cabo da Boa Esperança, mas sem perda de vidas. após algum tempo e muitos perigos, Mr. and Mrs. Duff chegou em Calcutá no dia 27 de maio de 1830, tendo perdido uma valiosa biblioteca, e " sendo mais morto do que vivo. " O seminário foi aberto no mês de agosto, e reuniu-se com notável sucesso. Dentro de alguns dias após a abertura de 200 alunos estavam presentes. Ambas as seções primárias e colegiados da instituição prosperou.

O idioma Inglês foi escolhido como o meio de instrução nas classes mais altas, mas, assim como professores qualificados e livros escolares adequadas poderiam ser obtidos, devida atenção foi dada ao vernáculo Em 1835, três missionários. - o reverendo James Mitchell, John Wilson e Robert Nisbet - foram transferidos pelo seu próprio desejo da Sociedade Missionária escocês para Missão da Assembléia Geral, e em 1843 ainda mais alterações foram feitas pela interrupção da Assembléia Geral, que emitiu na formação da Igreja Livre da Escócia, em que todos os missionários na Índia aderiu, com os edifícios, móveis e bens da, respectivas estações Depois de trabalhar em conexão com a:. Missão indiana há quase 35 anos, o Dr. Duff finalmente retornou à sua terra natal em 1863, tendo entretanto feito, mas uma breve visita à Inglaterra e nos Estados Unidos em 1854 e 1855.

 

"A Igreja Livre de Missões Estrangeiras da Escócia.

- Esta Igreja, após a sua organização em 1843, fez arranjos para continuar o trabalho missionário no país e no exterior do estabelecimento de ensino em Calcutá, sob a superintendência capaz de Dr. Duff, eo. estações missionárias em Bombaim, Puna, Nagpore, Madras, e em outros lugares na Índia, bem como os da África do Sul, as colônias do Canadá, Nova Escócia, Nova Brunswick, Índias Ocidentais, Madeira, no Mediterrâneo, Austrália, e Natal, foram processados ​​com vigor e sucesso sob a nova administração.

 

"A Igreja Livre da Escócia, também assumiu a responsabilidade de apoiar e desenvolver em uma missão para os judeus que tinha sido organizado um curto período de tempo antes da interrupção. A história deste ramo da obra, tanto quanto a Hungria ea Áustria estão em causa, é . de mais de interesse comum Pesth foi palco de uma notável: despertar entre a semente espalhada de Abraão Centenas de judeus, muitos deles pessoas de distinção, tornou-se inquéritos simultaneamente interessados ​​na verdade do cristianismo A revolução na Hungria causou a... suspensão da missão por um tempo, eo despotismo da Áustria-se quase extinta lo. Nos últimos anos tem havido mudanças consideráveis ​​no cenário de suas operações, e Frankfurt, Amesterdão, Breslau, Pesth, Galatz, e em outros lugares são mencionados No relatório da sociedade como lugares onde os seus agentes estão trabalhando pela conversão dos judeus para a fé do Evangelho.

 

"Missão do Exterior do Reino Presbiteriana Sínodo.

- .. No ano de 1835, o Secession Church United plantou uma missão nas Índias Ocidentais pela agência dos Revs William Paterson e James Niven No curso de poucos anos várias estações foram abertas na Jamaica, . Trinidad, eo Grand Caymanas O progresso da missão para essas peças é indicado pelos seguintes cenas de trabalho, e as datas em que o trabalho foi iniciado em cada lugar, respectivamente: Jamaica-Stirling, 1835; New Broughton, 1835; Amizade, 1837; Goshen, 1837; Monte Olivnet 1839; Montego Bay, 1848; Kingston, 1848 Trinidad-Port of Spain, 1839; Arauca, 1842 O Grande Caymanas Georgetown, 1846 Em 1846, uma missão foi iniciada em Old Calabar, no Oeste África, destinada a ser trabalhado principalmente por negros convertidos a partir de Jamaica. O sínodo também enviou vários missionários para o Canadá, que, desde então, conseguiu formar congregações auto-sustentáveis, e até mesmo na organização de presbitérios grandes e influentes. A primeira obra da Igreja Presbiteriana Unida , formada em maio de 1847, foi aceitar da transferência das estações e agentes da Sociedade Missionária escocês na Jamaica, e da Sociedade Missionária Africano Glasgow em Kaffraria, que desde então tem realizado com vigor e sucesso. Ele também tem uma missão judaica de Argel, em Aleppo, e outros lugares.

 

"Missões Estrangeiras do Sínodo Presbiteriana Inglês.

- Esta Igreja entraram operações missionário estrangeiro em 1844 A principal cena de seus trabalhos é a China, e embora o trabalho ainda não tenha sido realizada em grande escala, espera-se que uma boa duração será o resultado. Os fundos da sociedade foram consideravelmente aumentadas, há alguns anos pelo legado bonito do falecido Sr. Sandeman, a cuja benevolência e caráter cristão em geral uma homenagem graciosa é pago no relatório anual de 1859. promissores estações missionárias foram formado em Amoy e Swatow, onde alguns nativos convertidos foram unidos em comunhão da Igreja, e um missionário adicional foi recentemente ordenado e enviado para fortalecer as mãos dos irmãos que estiveram algum tempo no campo.

 

"Missão Presbiteriana Reformada Igreja.

- operações missionárias estrangeiras foram iniciadas por este órgão em 1842 O principal palco de seu trabalho tem sido ilhas dos mares do Sul, especialmente da Nova Zelândia e das Novas Hébridas O reverendo John Inglis trabalhou por muitos anos na ilha. de Aneiteum com considerável sucesso Pela bênção de Deus em seus esforços incansáveis ​​de um bom número de índios convertidos estavam reunidos para o rebanho de Cristo, alguns;. dos quais se tornaram eficientes oficiais da Igreja e professores de outros, enquanto a nova geração foram cuidadosamente treinados em . conhecimento da santa Palavra de Deus de uma forma que não é muitas vezes testemunhado até mesmo em estações missionárias Ao mesmo tempo, de uma população de 1900, em um determinado distrito, 1700 eram capazes de ler a Bíblia - uma proporção de leitores talvez dificilmente superado em qualquer país.

 

"A missão da Igreja Presbiteriana da Irlanda.

- A Assembléia Geral da Igreja Presbiteriana na Irlanda iniciou suas atividades missionárias em 1840 seu primeiro campo foi a Índia considerável atenção também tem sido dada às colônias britânicas por este órgão, os missionários terem sido enviados pelo diferente. vezes para a América do Norte, Austrália, Tasmânia e Nova Zelândia. A Assembleia também tem missões judaicos em Hamburgo, Bonn e na Síria.

 

. "Sociedade Escocesa para a conversão de Israel

- . Esta sociedade foi instituída no ano de 1845, não em conexão: com qualquer ramo particular da Igreja cristã, mas em uma base ampla e católica, os diretores ser escolhido a partir de diferentes denominações Era originalmente concebido para proporcionar alívio temporal com os judeus migratórias que visitaram Glasgow. Posteriormente, estendeu suas operações para a descendência de Abraão em terras estrangeiras, e procurou seu benefício espiritual, bem como o bem-estar temporal. Estações foram formadas e agentes empregados em Hamburgo, Argel, e Alexandria, mas em 1857, quando a Igreja Presbiteriana Unida originou uma missão para os judeus, essas estações estrangeiras foram transferidos para esse corpo, a partir do qual a maioria dos fundos havia sido derivada, e da Sociedade Escocesa novamente confinado seus trabalhos de casa, como antes.

 

"Edinburgh Medical Missionary Society.

- No ano de 1841 vários dos principais médicos na metrópole Scotch, no decorrer de sua leitura, tendo chegado à conclusão de que perícia médica pode ser muito útil para missões cristãs, formou-se em uma associação para este objeto. Seus primeiros esforços foram direcionados para a China, onde a falta de conhecimento médico foi fortemente sentida. A constituição da sociedade não restringir suas operações ao Império Celestial, mas deixa em liberdade para dar a sua ajuda para o empreendimento missionário em qualquer parte do mundo. A intenção de seus clientes é dar assistência médica gratuita para os pobres que sofrem, e ao mesmo tempo de abraçar cada oportunidade de transmitir a instrução religiosa para os pagãos, ignorantes escuros que são os objetos de sua benevolência.

 

"Sociedade Missionária de Londres.

- Para o fim do ano 1794 um papel animado apareceu na Revista Evangélica defendendo a formação de uma missão ao, pagão a base mais ampla possível Isto levou à organização da Sociedade Missionária de Londres A... Reverendo David Bogue, DD, de Gosport, o autor do documento aludido, pode, portanto, ser considerado como o pai e fundador desta nobre instituição, eo seu nome nunca vai ser realizada em memória grata pelos amigos de missões Dois meses depois. a aparência de papel prático do Dr. Bogue, foi realizada uma conferência para tomar medidas para pôr em prática a proposta louvável Essa conferência teve a participação de representantes de várias entidades evangélicas, de acordo com a catolicidade proposta do espírito da ação.

O resultado dessa conferência foi um endereço cuidadosamente preparado para os ministros e membros das várias igrejas, ea nomeação de uma comissão para difundir informações e para saber os sentimentos do público cristão sobre o assunto. Uma conferência sobre uma escala maior foi realizada em setembro de 1795, doze meses após a publicação do trabalho de Dr. Bogue. A conferência durou três dias, e composta por um corpo grande e influente dos cristãos. O reverendo Dr. Haweis, pregou um sermão eloqüente e impressionante na ocasião, levando para o seu assunto a grande comissão ( Mark 15:16 ); eo reverendo J. Burder eo reverendo Rowland Hill, também participou do trabalho preliminar que emitiu na formação da instituição. Assim, em meio a muitas orações, muito amor fraternal, ea promessa de grande apoio, tanto em conselhos e contribuições, a Sociedade Missionária de Londres foi lançado.

 

"A primeira pergunta que oprimia a atenção dos diretores da Sociedade Missionária de Londres depois de sua formação foi a seleção das áreas mais adequadas de trabalho. Que pretendam iniciar suas operações em uma parte do mundo onde havia ainda sido feito nenhum esforço por qualquer outra sociedade para a evangelização dos indígenas, e encorajados pelos relatórios que haviam sido trazidos para a Inglaterra dos mares do sul por uma expedição explorando o que havia descoberto muitas novas ilhas. eles decidiram, em primeiro lugar, para enviar missionários para a Polinésia . O campo uma vez escolhido, e que a escolha publicado, descobriu-se que nem os agentes nem o dinheiro que desejam para a empresa.

O entusiasmo que prevaleceu foi ampla e profunda, ea prontidão com que o serviço foi oferecido e fundos fornecidos animou os corações dos diretores, e foi considerado por eles como uma indicação clara do favor divino No início de 1796 o navio missionário Duff foi comprado, e carregada com uma carga adequada.; e vinte e nove agentes que se tinha oferecido seus serviços embarcou para a sua esfera distante do trabalho. Estes não eram todos os missionários, propriamente dita, os ministros apenas quatro deles sendo ordenados, e os mecânicos de descanso ou artesãos de diferentes tipos, destinados a participar no bom trabalho. Tudo parecia até então providencial, e, para coroar tudo, o Sr. James Wilson, um capitão aposentado de espírito excelente e grande habilidade profissional, oferecido seus serviços para navegar o navio com sua carga preciosa à Polinésia. Depois de alguma detenção em Portsmouth, a Duff foi ao mar em 23 de setembro, seguido pelas fervorosas orações de milhares de pessoas; e pela boa providência de Deus chegou ao seu destino em segurança, apesar de uma forte tempestade que ela encontrou fora do Cabo da Boa Esperança. 

"O navio missionário Duff chegou ao Taiti em 06 março de 1797, e ancorado em segurança em Matavia Bay, a uma distância de cerca de três quartos de uma milha da costa. À tarde, o capitão e um membro da missão desembarcaram e foram conheceu na praia por Paitia, o idoso chefe do distrito, que os acolheu para o país, e ofereceu-lhes uma grande casa nativo para o seu alojamento. Ficou combinado que os quatro ministros ordenados e quatorze dos irmãos solteiros devem ser confiado o estabelecimento e repressão da missão no Tahiti; que dez devem esforçar-se para realizar uma liquidação em Tonga ,: uma das ilhas amigáveis, e que dois devem seguir para o Marquesas Os agentes foram distribuídos de acordo com este acordo, e iniciou seu trabalho. , sem dúvida, com as melhores intenções. Seria um exercício interessante dolorosa, se o nosso espaço-nos permitido, para dar a sequela desta empresa em todas as suas particularidades.

Pode basta dizer que neste grande grupo de agentes missionários, selecionado com tanta pressa, havia vários homens que se revelaram totalmente deficiente em energia mental, coragem moral, e outras qualificações necessárias para o trabalho. Consequentemente, alguns mostrou-se infiel e abandonado a empresa por completo; outros estavam desanimados, e os poucos que eram duros de coração e corajoso trabalhou sob muitas dificuldades. Em algumas das ilhas a missão falhou totalmente, alguns dos nossos. agentes de ser assassinado, eo resto ter que fugir para salvar suas vidas. No pós-anos da Sociedade Missionária de Londres aprendeu a selecionar seus missionários com maior cuidado, e seminários para a formação adequada foram rapidamente estabelecida.

Depois de inúmeros contratempos, decepções e longa espera, os missionários da Sociedade de Londres, em última instância julgados seus trabalhos em várias ilhas da Polinésia, com resultados de um personagem mais marcante, em conexão com a qual o nome de John Williams, o mártir da Erromanga, e os de outros dignitários, será transmitida à posteridade como o direito à memória afetiva.

 

* "Em 1798, cerca de três anos após o seu início, a Sociedade Missionária de Londres enviou quatro missionários para a África do Sul: Dr. Vanderkemp eo Sr. Edmonds ao trabalho nessa parte da Colônia do Cabo, que se limitava com Kaffraria, e os Srs Kitchener e. Edwards estavam estacionados ao norte da colônia entre os bosquímanos. No ano seguinte, Dr. Vanderkemp e seu colega penetrou Kaffirllnd, e ofereceu o Evangelho aos nativos guerreiras, mas com pouco sucesso na época. Eles depois trabalhou entre os hotentotes viver dentro a fronteira colonial, vários dos quais foram instruídos com sucesso nas coisas de Deus, e trouxe ao conhecimento da salvação da verdade. Em 1806, os missionários cruzaram o rio Orange, e iniciou seus trabalhos entre os Namaquas selvagem.

Aqui o célebre Robert Moffatt começou sua honrosa e movimentada carreira, e foi favorecido para se alegrar com o chefe hotentote notório Africaner. Mr. Moffatt depois estabeleceu uma missão próspera em Kurnman, entre o Bechuanas, muitos dos quais ele viu reunidos para o rebanho de Cristo, e em cuja língua traduziram as Escrituras Sagradas. Depois de um longo e trabalhoso, e honrosa carreira missionária, que se estende por meio século, o Sr. Moffatt finalmente voltou para a Inglaterra em 1870, um exemplo notável de preservar o bem e de todo de Deus. devoção à causa da missão. Para o norte da Bechuanalândia, na região do Zambeze, Dr. Livingstone realizou suas maravilhosas viagens missionárias, e há também a missão malfadada da Sociedade de Londres para o Makololo foi tentada.

 

"Índia britânica foi o próximo campo de trabalho em que a London;. Sociedade Missionária entrou Em 1804, os Srs reverendo Ringeltaube, Cran, e Des Granges foram enviados com o objectivo de estabelecer uma missão na costa de Coromandel Em sua chegada.. , srs. Cran e Des Granges passou a Vizagapatam, que fica a cerca de 500 quilômetros ao sul-oeste de Calcutá. e que era então desocupado por missionários de qualquer outra sociedade. Ali se reuniu com uma recepção cordial, e logo conseguiu estabelecer escolas, e em traduzir porções das Escrituras para a língua Telinga. 1.808 a missão foi muito fortalecida pela conversão de um brâmane célebre, chamado Ananderayer, um interessante relato de que foi dada na Revista Evangélica.

Em 1809, o Sr. Cran morreu, e seu colega, Sr. Des Granges, só sobreviveu a ele cerca de 12 meses Assim foi a estação deixou desolada por um tempo;. mas outros zelosos missionários foram enviados, ea causa novamente prosperou O bom trabalho foi posteriormente estendido para Madras, Belgaum, Bellary, Bangalore. , Mysore, Salem, Combaconum, Coimatoor, Travancore, Chinsarah, Berhampore, Benares, Surat, e outras partes da Índia. No foram estabelecidos todos esses lugares escolas, congregações se reuniram, o Evangelho pregado fielmente, e muitas almas ganhas para Cristo através da agência desta excelente instituição. 

"Em um período inicial de sua história, a Sociedade Missionária de Londres foi levado a voltar sua atenção para as Índias Ocidentais. Em 1807, um fazendeiro holandês na Guiana Inglesa fez um apelo fervoroso para os diretores para um missionário, acompanhado por uma oferta generosa de pecuniária assistência. Isto levou à nomeação do reverendo John Wray como o primeiro agente da sociedade em Demerara. À medida que o trabalho se estendeu, mais missionários foram enviados para fora, e as estações foram finalmente estabelecidos em George Town, Berbice, e em várias partes da colônia , para grande vantagem dos negros pobres, que fez um rápido progresso no conhecimento religioso.

A missão foi progredindo deliciosamente, quando ele recebeu um cheque grave pelo levantamento geral dos escravos. Mas depois da emancipação, em 1834, a Sociedade Missionária de Londres percebi o benefício da mudança em comum com outras instituições afins, e suas inúmeras estações em Demerara, Berbice, e Jamaica foram favorecidos com uma medida agradável de prosperidade sob as circunstâncias mais favoráveis ​​de toda e irrestrita liberdade.

 

"Para a Sociedade Missionária de Londres deve ser concedido a honra de organizar a primeira missão protestante da Inglaterra para a China. No ano de 1807 o reverendo Robert Morrison foi enviado para fora, principalmente com a finalidade de garantir, se possível, uma boa tradução das Escrituras em a linguagem difícil do império chinês. Neste ele conseguiu superar as expectativas dos. amigos mais sanrurine da empresa. Ele provou admiravelmente adaptado para a esfera peculiar e inédito sobre a qual ele entrou. Depois de trabalhar na sua tradução por alguns anos, o Dr. . Morrison foi acompanhado por outros missionários, ea obra de pregação e ensino foi iniciada para valer. O progresso da missão era lento no início, e não foi até o ano de 1814 que o primeiro convertido foi batizado. Posteriormente, no entanto, um número considerável de chineses foram trazidos ao conhecimento da salvação da verdade, e se reuniram para o rebanho de Cristo, através dos trabalhos unidos dos missionários desta sociedade. 

"Mas a missão mais interessante da Sociedade de Londres foi o. Aquela que foi realizado para a ilha de Madagascar em 1818 com a nomeação dos senhores reverendo. Jones e Bevan como os primeiros missionários. Voltando para as suas famílias, a quem eles haviam deixado a o Maurício até que eles devem aprender o estado do país, estes excelentes irmãos começou a Tamatave no decorrer do ano seguinte, e iniciou seu trabalho.

Dentro de sete semanas de sua chegada cinco deste pequeno grupo adoeceu e morreu, e Mr. Jones foi deixado sozinho. Ele nobremente decidida a perseverar no seu trabalho solitário como ele melhor poderia, e ter retornado do Maurício, para onde ele foi obrigado a retirar-se para uma temporada para a recuperação de sua saúde, ele foi acompanhado por outros missionários da Inglaterra, e seus trabalhos unidos provou ser muito bem sucedida. Durante os primeiros 15 anos de sua missão de toda a Bíblia foi traduzida para a língua malgaxe, e impresso na imprensa missão na capital, e os missionários freqüentemente pregado a uma congregação de 1.000 pessoas com mais benditos resultados. Então veio uma noite escura e sombria de perseguição, durante o reinado sangrento de uma rainha pagã cruel.

Os missionários foram expulsos da ilha, centenas de indígenas convertidos sofreu o martírio em vez de negar a Cristo e à missão, uma vez prometendo estava desolado. Este estado de coisas continuou por mais de um quarto de século, quando, no fim da providência divina, com a morte da rainha, em 1867, foi aberto o caminho mais uma vez para a pregação do Evangelho em Madagascar. A missão foi agora recomeçou, e verificou-se que os cristãos nativos tinham geralmente provado fiéis e numerosas adesões também terem sido feitas para o seu número. Várias igrejas memorial foi construído para comemorar a morte dos mártires, eo trabalho foi estendido para várias partes da ilha, com a perspectiva de ainda bem maior em vez de vir. 

"O relatório da Sociedade Missionária de Londres para 188S declarou: " Na China não estão conectados com a sociedade 39 missionários; na Índia, 97, em Madagascar, 32: na África do Sul, 25; nas Índias Ocidentais, e no Mar do Sul distrito, 141; A renda total da sociedade totalizaram R $ 124.860 ls 9d, as despesas a.. £ 128.254 5d '. Três revistas são publicadas pela sociedade - o Chronicle, o juvenil Mensal, Trimestral e Notícias da Obra de Mulher Até 1888, a sociedade tinha enviado 887 missionários..

 

"Sociedade Britânica para a Propagação do Evangelho entre os judeus.

- Esta instituição foi fundada em Londres no ano de 1842, e chama o seu apoio chefe das várias comunidades dissidentes na Inglaterra Seu objeto é idêntico com a Sociedade Episcopal para a propagação do cristianismo.. entre os judeus;. Mas, sendo organizados em uma base mais católico e geral, que proporciona uma esfera adequada do trabalho evangélico neste departamento do trabalho missionário de dissidentes de todo nome Esta sociedade não visa tanto para batizar e encontrou igrejas como a pregar o Evangelho e fazer circular as Escrituras e tratados religiosos entre a descendência de Abraão em vários países. Sua primeira esfera de operações era entre os judeus nas cidades e cidades portuárias da Grã-Bretanha. Ele depois estendeu seus trabalhos para o continente, e abriu estações em Frankfurt, Paris, Lyon, Wirtemberg e Breslan, e também em Gibraltar e Tunis, o lugar último amned tendo sido encontrado um excelente centro a partir do qual a trabalhar no Norte de África, bem como uma posição de grande influência de seu ser no rodovia direto para a Terra Santa.

Esta sociedade tem também a sua faculdade de missão para os judeus, em que treina muitos de seus próprios agentes. Os vinte e quatro missionários empregados por esta instituição são todos judeus convertidos, com a exceção de dois ou três mais da metade dos quais foram treinados na faculdade missão. Nem são os interesses religiosos da nova geração negligenciadas. Desde o começo atenção tem sido dada ao sábado e escolas semana dia-para crianças judias; e há alguns anos um asilo de órfãos foi estabelecida, em que um número considerável de jovens hebreus carentes e meninas são alimentados, vestidos e instruído; e quando eles crescerem eles são colocados para comércios e ocupações úteis, para que possam ganhar o seu próprio sustento.

 

"Congregacional Missões Nacionais.

- O relatório apresentado para o último aniversário desta associação afirmou que a sociedade é composta de pastores missionários 475 casa, que ocupam posições centrais compostas de quatro, cinco ou seis aldeias, onde, com a ajuda de 121 voluntários leigos pregadores, o Evangelho é pregado em 786 capelas missionárias e quartos, o atendimento doente que tinha ultrapassado 102 mil pessoas. Há em ligação com esta organização de um departamento de leigos e colportor evangelistas, 100 dos quais estão agora no trabalho, que visitaram 80 mil famílias durante o ano, distribuídos 250.000 folhetos, vendeu 3.000 cópias da Bíblia, e 120.000 revistas. Mil membros foram adicionados às igrejas por meio desse órgão durante o ano.

 

"Sociedade Missionária Batista.

- Como a maioria das grandes e boas coisas, a Sociedade Missionária Batista teve um pequeno e humilde início sua história está intimamente ligada com a de William Carey, que pode ser razoavelmente considerado como o seu pai e fundador, também. como seu primeiro missionário ao mundo pagão. Apesar de parentesco humilde e baixa condição de vida, Mr. Carey era um homem de grande energia mental e perseverança incansável.

Enquanto exercendo suas ocupações humildes, primeiro como um sapateiro e depois como pastor humilde. e aldeia professor, ele concebeu a grande idéia de tentar propagar o Evangelho entre as nações pagãs, e, para tornar-se mais familiarizado com as necessidades do mundo, e se preparar para a acção futura, construiu mapas de vários países, leia numerosos livros, e estudou duas ou três línguas diferentes Finalmente, em 1784, o Nottingham:. Associação Batista, ao qual pertencia, resolveu com a realização de shows mensais para a oração de um tópico do Sr. Carey nessas reuniões foi o estado degradado das terras pagãs. ; mas poucos inteiramente simpatizou com ele em seus pontos de vista. Sete anos mais tarde, quando ele tinha removido para Leicester, ele apresenta o seu tema favorito, e apertou-a à atenção de seus irmãos de ministério quando reunidos.

Ele respeitosamente submetido à sua consideração. " Se não foi possível, e seu dever sagrado, para tentar um pouco para a difusão do Evangelho no mundo pagão. Na próxima reunião da associação, no mês de maio de 1792, o Sr. Carey pregou seu sermão memorável em constante a partir de Isaías 54: 2-3 , e habitou com grande poder em suas duas divisões principais - " Espere grandes coisas de Deus , e tentar grandes coisas para Deus. " A impressão produzida por. esse discurso era tão profunda e geral de que a associação resolveu com a instituição de uma missão aos pagãos em sua próxima reunião no outono. Em 2 de outubro a sociedade foi formada e, embora a coleção na ocasião só somou R $ 13 2s. 6d., Amplos fundos rapidamente fluiu de vários quadrantes. 

"Após a formação da Sociedade Missionária Batista, a próxima grande questão era, em referência ao campo específico em que as operações devem começar. Mr. Carey tinha pensado longa e ansiosamente sobre as Ilhas dos Mares do Sul, e manteve-se em prontidão para continuar ali se ele poderia ser prometido apoio, mesmo por um ano. Só nesse momento ele se reuniu com o Sr. Thomas, da Índia, que estava ativamente envolvida na coleta de fundos para a criação de uma missão cristã em Bengala. Em consequência das representações feitas por este bem-intencionado, mas um pouco estranho excêntrico, ficou combinado que o Sr. Carey deve acompanhá-lo até.

Oriente, e que eles devem unir os seus esforços para estabelecer uma missão batista entre os Bindlds. Depois de encontrar numerosas e complicadas dificuldades, financeira, doméstica, e política, eles embarcaram no comprimento - para a Índia - em a princesa Maria, um dinamarquês Este Indiaman, em 13 de junho de 1793 Eles pousaram em segurança no Balasore em 10 de novembro, mas encontrar o caminho fechado pelas restrições da East India Company contra sua busca abertamente sua vocação sagrada como missionários cristãos, e tendo dúvidas sobre a qual é a quantidade de apoio, se houver, eles receberiam para si e suas famílias da Inglaterra, subiram o país, e levou as situações que foram oferecidos a eles em conexão com os estabelecimentos de cultivo e produção de índigo. Ao mesmo tempo. eles estudaram a língua dos nativos, realizou reuniões religiosas com as pessoas, e trabalhou em todos os sentidos para trazê-los ao conhecimento da salvação da verdade. Mr. Carey, além disso, desde o início deu grande atenção à tradução das Escrituras para o bengali e outras línguas do Oriente, e na medida em que ele conseguiu foi perfeitamente maravilhoso.

Como as perspectivas de sucesso melhoraram, mais missionários foram enviados da Inglaterra: o quartel-general da missão .were removido para a liquidação dinamarquês de Serampore; imprensas foram criadas, eo trabalho de tradução e pregando o Evangelho foi levado de uma forma que quase nunca foi igualado em qualquer outra parte do campo missionário. Mr. Carey se tornou um dos homens mais sábios da Índia, e durante vários anos manteve o alto cargo de professor de línguas no Colégio Calcutá, além de seus deveres missionários. Depois de uma longa e honrosa carreira, durante a qual ele viu a missão batista na Índia muito prolongado e com a totalidade ou parte das Sagradas Escrituras traduzidas em cerca de quarenta diferentes línguas do Oriente, Dr. Carey morreu em paz em Serampore, na avançada idade de setenta e três anos, na segunda-feira, junho 9,1834, deixando um nobre exemplo de zelo desinteressado e dedicação toda ao serviço de Cristo entre as nações. 

"A atenção da Sociedade Missionária Batista foi dirigido em um breve período para as Índias Ocidentais, e em 1814 a primeira estação foi iniciada em Falmouth, na Jamaica. O primeiro missionário regularmente nomeado para essa esfera interessante do trabalho foi o reverendo John Rowe, mas o terreno tinha sido parcialmente elaborado pelo Sr. Moisés Baker, um homem de cor da América. Os relatórios favoráveis ​​enviados para casa pelo primeiro missionário a Jamaica induzido a sociedade para enviar mais dois trabalhadores no decorrer do ano seguinte.

O número de agentes foi aumentado ainda mais depois, até que, no curso de 15 anos, quatorze pastores foram empregados, e os membros da Igreja contados mais de 10 mil. não foram estabelecidas estações prósperos apenas em Falmouth, mas também em Kingston, Montego Bay, e em a maioria das outras cidades principais da ilha. Tudo correu bem até o ano de 1831, quando ocorreu uma dessas insurreições dos escravos negros que têm sido repetidamente tão desastroso em seus resultados para o empreendimento missionário. Como de costume, os plantadores se esforçou para envolver os missionários nas conseqüências de sua própria loucura. Em sua fúria. colonos destruíram quase todas as capelas da Sociedade Missionária Batista por toda a ilha, com vista a garantir a expulsão de seus agentes; mas neste eles foram decepcionado. O valor do imóvel assim brutalmente destruída foi estimada em 20.000.

O governo local não deu nenhuma reparação; mas o Parlamento imperial fez doações consideráveis ​​para compensar a perda, eo público britânico avançou mais liberal para ajudar a restaurar os lugares devastados de Zion. Quando a tempestade passou sobre o trabalho novamente revivido e prosperou, não só na Jamaica, mas também nas Ilhas Bahamas, Trinidad, Honduras, São Domingos, e outras partes das Índias Ocidentais. 

"No ano de 1848, a Sociedade Missionária Batista estendeu seus trabalhos para a África Ocidental, e as estações foram estabelecidas na ilha de Fernaudo Po, e também nas margens dos Cammaroons, no Golfo do Benim. Reverendo A. Saker foi o primeiro missionário para esta parte da costa, e ele foi poupado ao trabalho por anos viris, e ver o fruto do seu trabalho, enquanto muitos outros caíram um sacrifício para o clima logo após sua chegada.

Finalmente os missionários batistas foram expulsos de Fernando Po pelo governo espanhol sobre a sua tomada de posse da ilha sobre a rescisão de seu contrato com o Inglês. No continente, no entanto, onde a liberdade religiosa irrestrito foi autorizado pelos chefes indígenas, o bom trabalho criou raízes profundas, e um bom número de conversos esperançosos estavam reunidos para o rebanho de Cristo.

Quando a China se abriu para missionários europeus, a Sociedade Missionária Batista respondeu ao chamado para pregadores do Evangelho, e enviou dois ou três agentes, que conseguiram fazer um bom começo, não obstante numerosas dificuldades que tiveram de ser encontrado. Nem tem esta instituição foi desatento das reivindicações da Europa. Tem missionários para a Noruega e Itália recentemente nomeado; e na própria Roma os seus agentes estão tendo a sua parte na obra gloriosa de derramar a luz da verdade divina sobre as trevas do erro papal e da superstição. 

"De acordo com o último relatório anual, o número de missionários europeus empregados em várias partes do mundo pela Sociedade Missionária Batista (não incluindo a Jamaica União Batista) é de 118, além de 306 pastores e pregadores nativos, que foram levantados em terras distantes como o fruto do trabalho missionário. Estes ocupam 446 estações, e ministro em 320 capelas de vários tipos, e eles têm ao seu cuidado pastoral 7822 Europeu e 12.776 membros nativos da Igreja.

O número de estudiosos freqüentando as escolas missionárias é 3777. Em conexão com a Jamaica União Batista há 59 pastores, 144 igrejas, 32.342 membros da Igreja. "Geral Sociedade Missionária Batista . Os batistas gerais, chamados de seus pontos de vista gerais ou arminianos da redenção, formaram uma sociedade missionária em 1816 A origem desta associação é, abaixo de Deus, rastreável, principalmente, à defesa capazes de o reverendo JG Pike. Em relação ao campo como grande o suficiente para todos os agentes que poderiam ser enviados para ele, esta sociedade também virou primeiro a sua atenção para a Índia. No mês de maio de 1821, dois missionários, o reverendo srs. Bampton e Peggs, navegou para Cuttach, a principal cidade em Orissa, na sede do ídolo notório Juggernaut. O primeiro desses servidores dedicados de Cristo logo terminou seu curso; mas outros agentes seguiram em intervalos, e abriu novas estações nos bairros adjacentes. Eles foram levados, no entanto, por força das circunstâncias externas, para fazer mudanças freqüentes em seus locais e planos de ação. O seu trabalho principal consistiu no combate aos preconceitos e práticas de idolatria, e as suas estações eram geralmente encontrados no bairro de o quartel-general dos ídolos venerados.

Os missionários conseguiram estabelecer escolas para ambos os sexos, e um asilo para órfãos ou crianças abandonadas. Muitos uma vida preciosa que instrumentalmente preservada, que foi dedicado ao altar manchado de sangue. Como em outros lugares, o grande inimigo do cristianismo em Orissa era casta, mudança de credo com a presença de enormes sacrifícios, não só de separação de parentes, mas a perda dos meios wonted de apoio. Apesar de todos os obstáculos, e eles eram muitos e graves, o Evangelho foi finalmente abraçado por um número considerável, embora os missionários tiveram que esperar seis anos para seu primeiro convertido. Para neutralizar, em alguma medida os males que se seguiram sobre a perda de casta, os missionários estabeleceram-se para a formação de aldeias, onde os convertidos podem ser poderosamente útil para o outro.

A tradução cuidadosamente executado da Bíblia para a língua Orissa, ea preparação de um dicionário e gramática, eram obra de Mr. Sutton, um dos missionários da sociedade, que se exercida nobremente neste departamento do trabalho cristão. Em 1845, esta sociedade estabeleceu uma missão em Ningpo, na China, que, apesar de fraco em seu início, incentiva a esperança de seus amigos e clientes como a uma medida justa de sucesso no tempo.

 

"Metodista Wesleyana Sociedade Missionária.

- O nome do Dr. Coke deve sempre estar associado com o início da história de missões Metodista Ele foi levantado e chamado pela providência de Deus para este departamento do trabalho cristão apenas no momento em que seus serviços.. foram especialmente necessário. Sr. Wesley foi totalmente empenhado em guiar esse grande movimento religioso que teve lugar no Reino Unido na última parte do século 18, quando a obra estrangeira foi iniciada, e pode dar ao luxo de ter sua atenção chamada para fora campos distantes do trabalho. Foi nesse período crítico que o Dr. Coke apareceu no palco da ação. Cansados ​​com as restrições e pequenos aborrecimentos que ele se encontrou com no cumprimento de seus deveres como um clérigo da paróquia, e com o coração disparado com verdadeiro ardor missionário, depois de sua notável conversão a Deus, ele se juntou a conexão Metodista, e, a pedido do Sr. Wesley assumiu a superintendência geral das missões nacionais e estrangeiros - um cargo que ele encheu com crédito a si mesmo e vantagem para a causa durante o restante de sua vida longa, ativa e útil. No julgamento de seus árduos deveres, Dr. Coke cruzou o Atlântico dezoito vezes, estabeleceu uma série de novas missões, e ia de porta em porta para recolher-se os meios para o seu apoio da maneira mais louvável, muito antes de a Sociedade Missionária foi regularmente organizadas. 

"Metodismo só havia sido plantada nos Estados Unidos da América há alguns anos, quando, em 1780, o trabalho foi estendido para o Canadá, em 1783, a Nova Escócia, em 1791, a Nova Brunswick, e quase ao mesmo tempo para a Ilha do Príncipe Edward e Newfoundland Poucos anos depois missões Wesleyana foram estabelecidas no Território da Baía de Hudson e British Columbia;. ao mesmo tempo, a Igreja Metodista Episcopal foi espalhando-se sobre todos os estados da União, e estações missionárias de plantio na Califórnia e Oregon, e em . outras partes distantes do grande continente Dr. Coke estava em sua viagem a Nova Escócia com três missionaries- Srs Wairrener, Hammett, e Clarke. - . quando o navio em que navegava foi impulsionado por uma tempestade para as Índias Ocidentais Observação, como eles acreditavam, a mão de Deus neste evento, os missionários de uma vez começou a trabalhar naquelas ilhas interessantes, onde os seus serviços foram muito exigidos, e seus números sendo logo aumentou, no retorno do médico zeloso para a Europa, a fundação de uma grande e gloriosa obra foi posto, o qual continuou a crescer e expandir, de ano para ano, com grande vantagem para todas as classes de pessoas.

Dr. Coke tinha cruzado o Atlântico dezoito vezes na superintendência e que exerçam as missões na América e as Índias Ocidentais, e que foi avançado em anos, quando, em 1813, ele concebeu a grande idéia de missões metodistas para a Índia. Bent sobre a sua nobre finalidade, ele empurrou a frente através de todas as dificuldades, e no último dia do ano, ele viajou para o longínquo Oriente, acompanhado por seis jovens missionários dedicados nomeados para este serviço pela Conferência Wesleyan. Na manhã de 03 de maio de 1814, o Dr. Coke foi encontrado morto em sua cabina, tendo, supõe-se, expirou na noite em um ataque de apoplexia.

Os srs. Reverendo Harvard, Clough, Squance, Ault, Erskine, e Lynch sentiu profundamente a remoção repentina de seu líder e cabeça; mas, depois de ter cometido os seus restos mortais para a sua sepultura, no Oceano Índico, passaram a Índia no verdadeiro espírito missionário, e pela bênção de Deus conseguiu lançar as bases da actual missão Wesleyan próspero no Ceilão e na Índia continental.

 

"O ônus da superintendência e recolher o apoio das missões metodistas primeiros transferida quase que inteiramente do incansável Dr. Coke, embora uma comissão nominal missionário, ocasionalmente, sentou-se em Londres para realizar negócios em sua ausência. Mas quando a Conferência sancionada sua partida para a Índia , considerou-se necessário, fazer novos arranjos para continuar o trabalho, para que ele não poderia mais participar como antigamente. Acredita-se que a idéia de formar uma Sociedade Missionária Metodista originou-se com o falecido reverendo George Morley. Ele não foi até 1817 que a sociedade connectional foi formalmente inaugurado, com um código de " leis e regulamentos ", tendo a sanção expressa e autoridade da Conferência, mas 1813 e da reunião Leeds é considerado como o verdadeiro início da sociedade Neste momento Wesleyan missões estrangeiras. foram realizados com sucesso por 44 anos, e mais de cem missionários foram utilmente empregado em campos estrangeiros de trabalho. Assim, será visto que as missões metodistas não devem sua origem à Sociedade Missionária, mas que, por outro lado, a Sociedade Missionária deve a sua origem às missões.

 

"Quando a Sociedade Missionária Wesleyana tinha sido completamente organizada, e axililaries e sucursais estabelecidas em várias partes do Reino Unido, as missões estrangeiras iniciais da ligação não só foram mantidos em sua eficiência costumeira e boas condições de funcionamento, mas foram alargadas a outros países de ano para ano como aberturas apresentaram-se, e os homens e as médias foram encontradas disponível para o trabalho.

Em 1811 a missão foi iniciada na África Ocidental, eo trabalho foi estendido para a África do Sul, em 1814, para a Austrália em 1815, para a Tasmânia em 1821, para a Nova Zelândia em 1822, para as ilhas amigáveis ​​em 1826, a China em 1845, e para a Itália em 1860 Em todos estes países congregações foram recolhidas, igrejas organizadas, as escolas estabelecidas, e lugares de culto erguido em uma escala mais ou menos extenso, de acordo com as circunstâncias, e da Sociedade Missionária Wesleyana buscou tomar a sua porção no trabalho de evangelizar os habitantes daquelas e de outras regiões distantes do globo. "De acordo com o relatório para o ano de 1871, a Sociedade Missionária Wesleyana tem agora, em conexão com os vários campos de trabalho ocupados por seus agentes na Europa, África, Ásia, América e Austrália, 1029 ministros ordenados e assistentes missionárias, incluindo figurantes ; 779 estações centrais ou principais, chamados de circuitos; 4366 capelas e outros lugares preaching-; 95.924 membros titulares e credenciados da Igreja e 144.733 estudiosos receber instrução nas escolas missionárias O montante total dos rendimentos de todas as fontes para o ano foi. £ 149.767 5s . tampa. Deste montante, R $ 39.698 é. 6d. foi contribuído de conferências afiliadas e distritos estrangeiros.

 

"Comitê de Senhoras para amenizar a condição de Heathen Mulheres.

- No ano de 1858 a condição degradada das mulheres pagãs foi levado ao conhecimento de algumas senhoras cristãs eminentes em Londres ligados à Sociedade Missionária Wesleyana, que ao mesmo tempo formou-se em uma comissão para elaborar os meios de promover o seu bem-estar A primeira medida foi decidida a mandar professoras para ajudar esposas dos missionários nas escolas já formados, e até o presente momento 27 professores foram enviados para o estrangeiro:. às Índias Ocidentais, 3; Índia continental, 10; Ceilão, 3; África do Sul, 7; China, 3, e Itália, 1 A comissão também suporta nove mulheres da Bíblia em Mysore, Bangalore, Canton, e Jaffna assistência Importante também foi processado por doações. de ajuda ou materiais a 13 escolas na Índia continental, 17 no Ceilão, três na China, 17 na África do Sul, uma na Itália, uma em Honduras, e 5 no Território da Baía de Hudson pecuniária. Neste bom trabalho sobre £ 1000 foi ' recolhido e gasto anualmente, e aconselhamento e encorajamento cristã têm sido frequentemente comunicadas aos professores do sexo feminino e missionários das esposas no exterior mais valor do que qualquer auxílio material.

 

"Home Missions Wesleyana.

- Metodismo foi missionário declaradamente em seu caráter desde o início, e que nunca procurou espalhar a santidade bíblica por toda a terra, mas nos últimos anos a Conferência Wesleyan organizou um plano sistemático de obra missionária para fornecer e manter. ministros sérios para o benefício da população negligenciada de nossas grandes cidades e distritos rurais, bem como para pagar a ajuda aos pobres, circuitos dependentes do Reino Unido. Setenta e seis ministros missionários estão agora empregados na obra missionária casa, na Inglaterra, Escócia e País de Gales, além de oito como capelães para ministrar aos soldados e marinheiros no exército britânico e marinha real. Sobre £ 30.000 estão contribuíram e gasto na realização deste bom trabalho, com resultados gratificantes anualmente, e muito mais bom pode ser feito se os fundos estavam disponíveis para o efeito.

Desde o início dos trabalhos sob sua actual organização, para a Conferência de 1870, houve um aumento nos circuitos missão casa de 14.686 pessoas. Em conexão com esse aumento, e surgindo a partir dele, a maior obra de espiritual. conversão a Deus em todos os lugares foi manifestada. No ano passado, mais de 800 pessoas excelentes, constrangidos pelo amor de Cristo, com a ajuda dos ministros casa missionárias na obra em que eles estavam noivos.

 

"Primitive Sociedade Missionária Metodista. - Suas missões podem ser divididas em Casa, Colonial, e das Relações Exteriores, os quais são processados ​​com vigor Além de fornecer muitos distritos negligenciadas na Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda, com simples, pregadores fiéis do Evangelho. , ele enviou aos missionários estrangeiros para América do Norte Britânica, Austrália, África Ocidental e Austral, e algumas outras terras distantes. O sucesso que já participaram dos esforços da sociedade é muito encorajador, e convida a que se assumir a parte cheia de trabalho na tentativa de evangelizar os pagãos em casa ' . e no exterior O número de missionários empregados na Inglaterra é de 92; no País de Gales, 8; na Irlanda, 7; na Escócia, 7; nos circuitos, 9; em Victoria, 7, em Nova Gales do Sul, 15, em Queensland, 4, na Tasmânia, 4, na Nova Zelândia, 4; no Canadá, 51; na África Ocidental, 2; na África do Sul, 1; total, a 211 o número total de estações é 143, e de membros, 13.898.

 

"Pequenas Missionárias britânicos.

- Além das principais sociedades missionárias do Reino Unido que exercem o trabalho de propagar o Evangelho em países pagãos em larga escala em várias partes do mundo, existem várias instituições de menores que foram feitas muito útil, apesar da esfera relativamente limitada de sua influência Estas associações têm sido geralmente organizada por objetos especiais ou missões individuais, e têm sido realizados com resultados variados, de acordo com as circunstâncias destes pode ser mencionado o seguinte..:

 

"Welsh Metodista Calvinista Sociedade Missionária Estrangeira.

- . A primeira missão estrangeira dos galeses calvinistas metodistas foi ao bairro Nordeste de Bengala, entre a Kassias, um dos hill-tribos de nativos Este trabalho foi realizado logo após a formação de sociedade (1840), e cerca de dez anos, posteriormente, em 1850, uma outra estação foi iniciada em Sythet Os missionários não limitou seus trabalhos para a pregação eo ensino;. eles também voltaram sua atenção para esses estudos literários, que são tão necessárias para o sucesso no .. todos os esforços evangélicos na Índia Srs Jones e Lewis conseguiu traduzir os quatro Evangelhos e os Atos dos Apóstolos para a língua Kassia, nem eles de trabalho sem sucesso em seus esforços diretos para transformar os pagãos de ídolos mudos para servir o verdadeiro e vida. Deus. Os calvinistas metodistas também estabeleceram uma missão em Brittany, a língua de que parte do continente europeu ser semelhante, diz-se, para o País de Gales. Eles também têm uma missão para os judeus, que foi processado com a muito sucesso como seria de esperar tendo em conta as dificuldades específicas da empresa.

 

"Sociedade Evangélica Continental.

- O objeto desta instituição é disseminar as verdades salvadoras do Evangelho entre as várias nações do continente europeu Suas principais áreas de trabalho são a França, Bélgica, Espanha, Itália e Bohemia About.. £ 4000 por ano é levantado e gasto na realização deste trabalho, e os resultados até agora têm sido encorajadores.

 

"A Sociedade da ajuda externa.

- Esta associação existe, não com o propósito de apoiar e manter as missões estrangeiras, mas para ajudar tais como foram estabelecidas e são exercidas por outras sociedades e, especialmente, para a manutenção das escolas cristãs para a formação de a nova geração. Suas principais esferas de trabalho têm sido até agora sobre o continente europeu. Na França, o trabalho anteriormente auxiliada por esta sociedade foi interrompido durante a prevalência da última guerra, mas na Itália a obra de evangelização foi vigorosamente processados. em Nápoles nada menos do que 500 crianças estão recebendo instrução nas escolas para que esta sociedade tem contribuído regularmente assistência. Em Madrid a igreja sob os cuidados de Senor Carraso foi substancialmente assistida, e 350 pessoas foram admitidos como membros da Igreja.

 

"Sociedade de Educação vernáculo para a Índia.

- Esta sociedade foi instituído em 1858 como um memorial do motim, e tem como seu "objeto a prestação de educação vernacular cristã e da literatura para a Índia Ele tem 118 escolas, com 5.122 acadêmicos, que são instruídos. em 113 línguas diferentes, a um custo de cerca de R $ 8000 por ano, e as propostas justas para ser um auxiliar poderoso e útil para as várias sociedades missionárias que estão trabalhando para a propagação do Evangelho por todo o império indiano.

 

" III. Obras Missionárias americanos.

 

- Câmara Americana de Missões Estrangeiras.

- Isso . instituição útil foi organizado 10 de setembro de 1810, em circunstâncias que mostram claramente a providência superintende de Deus, no interesse da obra missionária Alguns anos antes de um seminário teológico teve foi estabelecida em Andover, Massachusetts, para o apoio de que o Sr. Norris, de Salem apresentou uma doação de US $ 10.000, a ser dedicado à educação dos missionários. Ao mesmo tempo, uma graciosa influência desceu sobre vários dos estudantes, transformando o coração especialmente para o tema das missões cristãs Um deles, Samuel Mills, chamado a atenção para com os sentimentos de profunda emoção as palavras de sua amada mãe, com referência a ele:. ' consagrei esta criança para o serviço de Deus como missionário '. Este jovem, pouco depois, envolvido com Gordon Hall e James Richmond na conversa e oração sobre o assunto de missões na aposentadoria de um vale solitário, e ficou encantada ao descobrir que seus corações também foram atraídos para o mesmo assunto. Estes três foram logo se juntaram pelos senhores. Judson, Newell, Nott, e Hall, toda a quem se ofereceu para o trabalho missionário, e da Câmara Americana de Missões Estrangeiras foi imediatamente estabelecida.

 

"Como foi proposto para fundar a instituição em uma base ampla e unsectarian, após o plano da Sociedade Missionária de Londres, o Sr. Judson foi enviado à Inglaterra para investigar o funcionamento da instituição. A placa foi a primeira nomeada pelo Conselho Geral Associação de Massachusetts, que é Congregacional;. mas desde a primeira eleição não houve preferência dada a qualquer seita cristã, em 1831, de 62 membros corporativos, 31 eram presbiterianos, congregacionalistas 24, 6 Reformada Holandesa, e 1 Associados Reformada da. 79 missionários ordenados desse período, 39 eram presbiterianos, 2 Reformada Holandesa, e os outros congregacionais.

As missões não estão sob o controle das seitas eclesiásticos, mas são governados como as comunidades, onde a maioria dos votos dos missionários é decisiva. Nem eles são considerados como permanente, mas como estabelecido para plantar igrejas, e treiná-los para a auto-sustentação, tendo em vista ainda uma maior difusão do Evangelho. Assim, em um breve período, os seminários foram abertos para a formação de professores indígenas e pregadores, e também para a educação das meninas que podem se envolver ativamente em serviço externo, ou provar os parceiros adequados para os missionários. Desde o início desta sociedade foi generosamente apoiado, e mostrou-se muito bem sucedida.

 

"O primeiro campo de trabalho ocupados pelos agentes da Câmara Americana de Missões Estrangeiras foi a Índia. O reverendo srs. Judson, Nott, Newell ,. Hall, e Rice chegou em Calcutá em junho de 1812, e foram seguidos por outros trabalhadores em uma . alguns meses depois inúmeras dificuldades encontrou com eles no limiar da empresa O país estava envolvido na guerra;. há operações missionárias foram autorizados pelo governo; Srs. Judson e Rice juntou-se aos batistas, e Mr. Newell começou a Mauritius, onde seu esposa e filho encontraram uma sepultura adiantada. Finalmente, no entanto, depois de muitos desânimos e atrasos, o caminho aberto para o início do trabalho missionário na Índia, e uma estação foi formada pelos senhores. Municipal e Nott em Bombaim em 1814 Depois do trabalho foi estendido para Ahmednlimgur, Satara, Kolapur, Madura, Arcot, Madras, e em outros lugares, com uma medida de sucesso que mais do que compensou os primeiros ensaios e lutos que foram enfrentadas. Em 1817, uma missão foi iniciada por esta sociedade entre o Cherokee Índios, no estado da Geórgia, com a nomeação do reverendo Kingsbury, que foi acompanhado de alguns meses mais tarde pelos Srs. Hall e Williams.

A primeira estação foi chamado Brainerd, eo segundo Eliot, em homenagem aos missionários célebres de épocas anteriores. Para estas várias outras estações foram finalmente adicionados, e um bom trabalho foi realizado por muitos anos entre os Cherokees, Choctaws, Osages, Chicasaws, Riachos, Ottawas, Ojibwas, Dakotas, Abenaquis, Pawnees, e outras tribos de índios norte-americanos. Em 1820, o bom trabalho que foi iniciado na Síria. Os primeiros missionários foram os senhores reverendo. Parsons e Fisk, que chegou em Esmirna em 15 de janeiro Eles foram seguidos por outros trabalhadores zelosos, que, em meio a muitas dificuldades, conseguiram seus trabalhos literários e evangélicos entre os armênios, Nestraians, e outros, , bem como poderia ser esperado. Em 1828, os missionários prorrogado seus trabalhos para a Grécia, e pouco depois missões foram iniciadas na China e na Índia. Em 1833, o Reverendo JL Wilson foi nomeado para Cabo-Palmas, na África Ocidental, e no ano seguinte os Srs reverendo.

Grout, Champion, e Adams foram enviados para o trabalho entre os Zulus, na costa sul-oriental da grande continente africano, " mas talvez o mais notável e bem-sucedida das missões da sociedade foi o que foi estabelecido nas ilhas Sandwich em 1819 o reverendo srs. Bingham e Thurston foram-o primeiro que foram enviados para o Pacífico, mas eles foram acompanhados por um fazendeiro, um médico, um mecânico, um catequista, e uma impressora, com suas esposas, a banda em todos no valor de dezessete almas, incluindo John Homenageada, Thomas Hoper, e William Temoe, jovens nativos que tinham sido educados nos Estados Unidos.

Em sua chegada, eles descobriram que os ídolos nativos já haviam sido destruídos e abolidos pelo poder público, e as pessoas são, portanto, uma medida preparado para receber o Evangelho, sem entraves por esses anexos para longas acalentado: sistemas que em outros casos se revelaram como um sério obstáculo para a difusão da verdade divina. A partir desse dia, a essa missão para as Ilhas Sandwich continuou a avançar em todos os seus departamentos. As Escrituras foram traduzidas para a língua nativa do povo, foram estabelecidas escolas para a formação da nova geração, e milhares de indígenas convertidos foram unidos em comunhão da Igreja, de modo que toda a população dessas belas ilhas estão agora, pelo menos, nominalmente cristã.

 

"American Baptist Missionary Society.

- Isso, a sociedade foi estabelecida já em 1814, mas não recebeu seu nome atual até 1846 Foi chamado pela primeira vez a Convenção Trienal Batista para fins missionários, e foi iniciada em Filadélfia, mas depois transferido para Boston. Ele pertence e é quase exclusivamente apoiado pelos calvinistas batistas dos Estados do Norte. Houve algumas circunstâncias interessantes relacionados com o início da história dessa instituição que merecem atenção ma passagem. os reverendos A. Judson e L. Rice, da Câmara Americana de Missões Estrangeiras, passou por uma mudança de pontos de vista no que diz respeito aos sujeitos e modo de batismo, quando em sua viagem para a Índia, e tendo resolvido para se juntar à denominação batista, eles foram imersos pelo reverendo Ward em Serampore, portanto, em após a sua chegada em Calcutá. Esta circunstância foi o meio de agitação, com o espírito missionário entre os batistas na América, e da formação de uma sociedade com o apoio dos novos convertidos em seus trabalhos estrangeiros, e para a propagação do Evangelho em terras pagãs.

A perda, portanto, sustentado por uma sociedade foi o ganho para o outro, e resultou em um grande aumento de agência missionária e em uma ampla extensão dos meios de instrução religiosa. Esta sociedade, que se originou da forma descrita, em última análise, estendeu seus trabalhos de Rangoon, onde foram iniciadas, através do império Burman, a Siam, na China, e Assam, ao Teloogoos na Índia; para a África Ocidental, a Grécia, a Alemanha ea França, e várias tribos de índios do continente americano. Tanto no caráter, extensão, e os resultados de seus trabalhos, esta instituição revelou-se digno da alta comenda e apoio liberal com o qual ele tem sido favorecido, e-ele-convida a que se mantenha a sua posição honrosa entre as principais sociedades missionárias americanas dos dias de hoje.

 

"Methodist Episcopal Sociedade Missionária.

- A Igreja Metodista Episcopal nos Estados Unidos foi em si a descendência do-zelo missionário de Inglês Metodismo, os primeiros missionários wesleyanos já enviados ao exterior tendo sido nomeado para Nova York e Filadélfia em 1769 Dentro de meio século a partir desta período o trabalho se espalhou por todo o continente, chegando até a Califórnia e Oregon, e em 1819 a sociedade missionária foi organizado provisoriamente, em Nova York, e foi adotado formalmente como uma instituição autorizada da Igreja pela Conferência Geral no ano seguinte. Ele tem por objeto a difusão do Evangelho em casa e no exterior, entre todas as categorias e classes de homens. O bispo responsável pelas missões estrangeiras nomeia os agentes a suas respectivas áreas de trabalho, e coloca um superintendente em cada estação. The pecuniária interesses da sociedade são geridos por um conselho, que se constitui na forma habitual, e que se reúne pelo prazos para a transação de negócios. Seu primeiro campo de trabalho, depois de arranjos foram feitos para suprir as necessidades espirituais de alemão e outro imigrantes europeus, estava entre os índios norte-americanos.

Em 1832, o reverendo Melville B. Cox foi nomeado como o primeiro missionário metodista para a Libéria, na África Ocidental. Antes ele tinha sido seis meses no país, no entanto, ele havia sido cortada por febre maligna, e as pessoas foram deixadas como ovelhas que não têm pastor. Outros trabalhadores zelosos seguido, e um bom trabalho tem sido desde então continuou na pequena república da Libéria por esta sociedade, principalmente através da agência de missionários coloridas, que são encontrados pela experiência de ser melhor adaptadas ao clima. O trabalho na África Ocidental desde então tem sido organizado em uma conferência em separado, sobre a qual um bispo foi ordenado de ascendência Africano, e se o fruto do trabalho missionário. Em 1847, uma missão foi iniciada na China, e logo depois na Índia, com a grande vantagem de um grande número de escuro, beunghted pagãos das regiões densamente povoadas.

Nem tem o continente europeu foi negligenciada pela Sociedade Missionária da Igreja Metodista Episcopal da América. Por providência notável, alguns dos imigrantes alemães convertidos na América foram feitos os meios de transmitir as bênçãos do Evangelho de volta à sua terra natal, onde um trabalho abençoado foi iniciada por seu intermédio, que logo se estendeu da Alemanha para a Suécia, Noruega, Escandinávia e outros países do Norte da Europa. Por sua missionário genuíno. espírito os Metodistas da América provar-se digno de sua ascendência nobre e honrado.

 

"Protestante Episcopal Junta de Missões.

- A Sociedade Missionária da Igreja Protestante Episcopal dos Estados Unidos da América foi organizado pela Convenção Geral de 1820, com a sede de operações em Filadélfia Em 1835, uma completa mudança foi feita na constituição. a sociedade, quando o título dado acima foi adotado por consenso geral. A primeira cena do trabalho entraram pelos missionários desta instituição. foi a Grécia, os reverendos JJ Robertson e JW Monte, eo Sr. Bingham, uma impressora, enviados para o fim de 1830, eles se estabeleceram na Tenos, mas, posteriormente, removido para Atenas, onde eles foram muito bem sucedidos em seus trabalhos educacionais. Seu principal objetivo não era fazer proselitismo, mas para reavivar e reformar a Igreja grega, e seus trabalhos não eram sem frutos. estações também foram formados na Síria e Creta, mas depois. abandonado.

Em 1836, o conselho prorrogado seus trabalhos para a África Ocidental, pelo início de uma estação em Cape Palmas, entre uma densa população fala a língua Grebo. Os primeiros missionários foram o reverendo srs. Painei, Minor, e Savage, o último dos quais foi um médico, e seus serviços hábeis eram muito valorizadas em um país conhecido por seu clima insalubre. Sucesso considerável foi realizado nesta parte do campo missionário, vários nativos convertidos sendo reunida na comunhão da igreja, escolas cristãs estabelecidas, e um pequeno jornal publicado em Inglês e Grebo, chamado de Cavalla Messenger. Em 1834, missionários foram enviados para a Baviera e China por esta sociedade, e cerca de dez anos depois, Dr. Boone foi consagrado bispo missionário, e saiu com uma grande equipe de trabalhadores para Shanlghbai. Nem eram da casa mais próxima pagãos negligenciada por esta instituição.

Estações missionárias foram iniciados entre as várias tribos de índios norte-americanos; e, apesar de inúmeras dificuldades que tiveram de ser encontrado, decorrente dos hábitos errantes das pessoas e outras causas, 310 crianças indígenas foram logo relatado como estando sob instrução cristã. Em 1837 bispo Kemper consagrada uma nova igreja em holandês Creek, e designou Salomão Davis, um nativo convertido, como pastor sobre ele, cujo ministério foi feita uma bênção para muitos de seus compatriotas.

 

"Sociedade Americana para amenizar a condição dos judeus.

- O objeto principal desta sociedade, que foi organizada em 1820, foi o alívio temporal dos conversos perseguidos Não foi até 1849 que nada como esforço missionário foi apresentada para o benefício de. as ovelhas perdidas da casa de Israel. Ele foi encontrado em 1851, que havia uma população judaica residente statedly dentro dos Estados Unidos no valor de 120 mil, além de que havia centenas e milhares constantemente se deslocam de um lugar para outro. Neste campo grande do trabalho da sociedade em um breve período de dez empregados missionários e sete colportores, que visitaram quarenta cidades, em que eles se esforçaram para semear a boa semente do Reino, com algumas provas visíveis de sucesso espiritual.

 

"O livre arbítrio Sociedade Missionária Batista do Exterior.

- Os fundadores desta instituição concebeu a idéia, após o plano do Gossner excêntrico, de tender para trás missionários para as nações sem qualquer apoio garantido, expressando grande aversão ao que chamavam o sistema mercenário seus princípios. estavam com falta de força missionária verdade, mas com o tempo o Rev. Amos Sutton, do Inglês Missão Batista em Orissa, conseguiu despertar alguns espíritos sinceros de seu profundo sono - em primeiro lugar, através de uma carta, e em segundo lugar por um endereço pessoal durante uma visita aos Estados Unidos para o benefício de sua saúde em 1833 O resultado foi que os reverendos Eli Noyes e Jeremias Phillips deixou para Orissa, em setembro de 1835, acompanhado do Sr. Sutton, com quem passou os primeiros seis meses de . sua residência no estrangeiro A sociedade só tem ocupado esta missão, e, apesar de seus agentes têm sofrido muito com o clima, seus trabalhos não foram sem sucesso, especialmente na distribuição de medicamentos e estabelecer escolas cristãs. Algum tempo atrás, havia 17 missionários empregados, com 16 pregadores nativos, 11 igrejas e 654 membros.

 

"Junta de Missões Estrangeiras da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos da América. - .

Os presbiterianos dos Estados Unidos estavam envolvidos no trabalho missionário em um período muito precoce A Sociedade Escocesa para promover o conhecimento cristão garantiu um conselho de correspondência em 1741, e nomeado um ministro para os índios, em Long Island, e no ano seguinte enviou o ilustre David Brainerd aos índios em Albany. John Brainerd sucedeu seu irmão David, em 1747, e os dois foram em parte sustentada pelos presbiterianos norte-americanos. Em 1765 o Presbitério de Nova York fez uma coleção em todas as igrejas para a missão aos índios Em 1796 a. ' foi instituído New York Sociedade Missionária 'Isto foi seguido em 1797 pela organização do. ' Northern Sociedade Missionária; ' e, em 1831, estes foram meraed na Junta de Missões da Igreja Presbiteriana, que estabeleceram e realizados várias estações interessantes entre os índios americanos, além daquelas que haviam sido previamente iniciado.

Em 1832 esta sociedade enviou uma missão à Libéria, em África Ocidental, eo trabalho foi depois estendido para a ilha de Corisco e outros lugares na costa, onde foi executada com uma medida variada de sucesso em meio a muitas dificuldades incidente ao clima e uma população pagã profundamente degradado. Em 1833, o . Reverendo Srs Reed: Lowrie e foram enviados para a Índia, e conseguiram estabelecer uma estação da missão na cidade de Lodiana, no Rio Sutlez, um dos afluentes do Indus - um lugar muito distante de qualquer outra cena do trabalho missionário .

A primeira banda de missionários sofreu muito com as incursões da doença e da morte, mas logo foram ajudados ou seguido de um reforço de operários, que conseguiram formar uma Igreja nativa em 1825, os dois primeiros membros que se tornou eminentemente útil como pregadores o Evangelho a seus compatriotas. Em 1838, os presbiterianos norte-americanos iniciaram uma missão em Cingapura; e depois da guerra chinês três estações foram formados alt Canton, Amoy, e Ningpo, para o qual um quarto depois foi adicionado em Xangai. A sociedade sofreu um duro golpe com a morte do Reverendo WM Lowrie, que foi assassinado por um grupo de piratas. O conselho também enviou missionários para trabalhar entre os chineses na Califórnia, e em cada departamento do trabalho considerável sucesso foi realizado. Corea foi celebrado em 1884:

 

"Missão Evangélica da Igreja Luterana.

- A Igreja Evangélica Luterana da Nova Escócia é uma comunidade religiosa que os números apenas quatro ou cinco mil membros, principalmente de origem alemã, e ainda mostrou um zelo muito louvável na causa de missões .. Esta igreja entrou em cima de seus trabalhos missionários estrangeiros em 1837, e alguns anos. depois ele relatou 5 ordenados e não ordenados dois pregadores nativos como envolvidos na goodwork na Índia, com 86 membros da Igreja e 355 acadêmicos sob seus cuidados.

 

"Sétimo Dia Sociedade Missionária Batista.

- Esta instituição foi organizada se 1842, e tem se empenhado desde então, principalmente na África Ocidental e China, onde três ou quatro agentes foram utilmente empregado A missão chinesa foi iniciado em 1847 em Shanghai pelo. Rev. srs. Carpenter e Worden, que garantiu uma casa no interior das muralhas, equipado até uma parte dele como uma capela, e iniciou o culto público nele logo depois. alguns convertidos foram recolhidos para o rebanho de Cristo como o resultado de seus trabalhos evangelísticos.

 

"American Association Indian Mission.

- Esta sociedade foi fundada também em 1842, e está conectado com as igrejas batistas do sul-oeste, tendo o seu executivo em Louisville Os agentes desta sociedade, totalizando cerca de trinta anos, tenho trabalhado entre as diferentes tribos de. índios americanos com uma medida considerável de sucesso, apesar das dificuldades que eles tiveram de encontrar. Eles relatam mais de 1.000 convertidos nativos como unidos em comunhão Igreja em suas respectivas estações.

 

"Sociedade Missionária Batista Livre.

- . Esta instituição pequena, mas útil, foi organizado em 1843 em Utica, no Estado de Nova York, no amplo terreno cristã de não ter nenhuma ligação com a escravidão Durante vários anos, ele teve uma bem-sucedida missão no Haiti , com um missionário, 3 assistentes do sexo feminino, eu pastor nativo, e 4 professores nativos. "Associate Reformed Presbyterian Church . - Esta organização remonta a 1844, e enviou aos três missionários para a Índia, dois para a Turquia, e três para o Pacífico; mas não fomos capazes de reunir todas as informações muito definido com referência à história ou os resultados do seu trabalho.

 

"Missões da Convenção Batista do Sul.

- A Sociedade dos Batistas do Sul missionário estrangeiro foi formalmente instituída em 1845, os missionários terem sido enviados para a China no ano anterior postos importantes foram formados em Macau, Hong Kong e Xangai, que eram muito próspero.. Em 1848, a melancolia foi lançado sobre a missão pela perda do Dr. and Mrs. James, que foram afogados pela perturbação de um barco, quando a caminho de Xangai, mas os lugares do querido defunto logo foram fornecidos por outros trabalhadores, eo bom trabalho continuou a avançar. O próximo campo de trabalho ocupados por esta sociedade foi a África Ocidental. Logo após a estação tinha sido estabelecida na Libéria o trabalho foi estendido para o país Yarriba, onde vários missionários coloridos foram utilmente empregado, que, a partir de seu ser de ascendência Africano, poderia suportar melhor o clima. acordo com o último retorno, esta sociedade tinha 40 missionários, 26 assistentes nativas, 1.225 membros da Igreja, e 633 acadêmicos nas escolas missionárias.

 

"Associação Missionária Americana.

- . Esta sociedade foi formada em Albany, Nova Iorque, no ano de 1846, pelos amigos de missões que se declararam prejudicados pela fisionomia dada por algumas outras instituições filantrópicas à escravidão, a poligamia, e formas afins de mal Sua declarado objetivo era garantir uma ampla e base católica para a cooperação dos cristãos, mas para excluir da sua organização a todas as pessoas que vivem ou conivente com as formas flagrantes de iniqüidade aludiu, A formação desta sociedade foi tão logo fez saber do que era acompanhado por outras instituições de menor porte, como a ' Mission West India ', o ' ocidental Associação Evangélica Missionária ', ea ' União Missionary Society ", que transferiu sua influência e as suas agências a ele, e assim deu para os novos trabalhadores da organização no Índias Ocidentais, entre os índios norte-americanos, e na África Ocidental. " Os trabalhos da sociedade foram posteriormente alargado a Siam, Ilhas Sandwich, Califórnia, e no Egito. Em 1867 apoiou mais de 200 missionários em casa e no exterior. Desde aquela época as necessidades prementes dos libertos dos Estados do Sul absorveram quase todos os meios à disposição do conselho, que se retirou do outro trabalho a fazer esse dever que ficava mais próximo a eles. Esta associação tem suas escolas e igrejas espalhados pelos antigos estados escravistas e de fronteira.

O número total de missionários e professores comissionados durante os últimos dez anos a quantidade 3470; e as escolas foram estabelecidas em 343 localidades, os alunos sob instrução de numeração 23324, que, via de regra, fazer um rápido progresso na aprendizagem. O interesse e zelo das pessoas de cor doente pedindo educação de seus filhos aumenta a cada ano, ea cada ano eles também se tornam mais capazes de ajudar no trabalho. Em um curto espaço de tempo são esperadas duas escolas e igrejas para se tornar auto-sustentável.

 

"União Americana e Estrangeira cristã.

- Esta instituição foi organizada em Nova York em 1849 era, de fato, a união de outras três pequenas sociedades - a ' Foreign Sociedade Evangélica ', a ' Sociedade Americana protestante, 'eo ' Philo Sociedade -Italiano ' - . que mais tarde foi chamado de Aliança Cristã Os principais campos de trabalho cultivado por essas associações, tanto antes como depois de sua união, foram os países papais da França, Bélgica, Suécia, Canadá, Hayti e América do Sul In. 1854, o quinto ano da nova organização, é numerada 140 missionários de todos os graus, metade dos quais foram ordenados, e pertencia a sete nações diferentes, e um número proporcional de índios convertidos unidos em comunhão da Igreja e estudiosos nas escolas missionárias .

 

"French Sociedade Missionária canadense.

- Esta sociedade foi organizada em 1839 Seu objetivo é evangelizar os franceses canadenses católicos romanos, dos quais existem cerca de um milhão na província de Quebec É realizado por uma comissão, em Montreal, e emprega um. . educação agência tríplice, evangelização, e colportagem acima de 240 estudiosos são suportados no todo ou em parte, pela missão; oito pequenas igrejas protestantes franceses foram organizadas, e cerca de 1.300 cópias ou partes das Escrituras são distribuídos anualmente, além de outros religiosos obras que foram traduzidos para o efeito.

 

"Junta de Missões Estrangeiras da Igreja Presbiteriana de Nova Scotia.

- . A placa foi organizada em 1844 em consequência de uma abertura em missões estrangeiras pelo Presbitério da Ilha do Príncipe Edward O principal promotor do empreendimento, o reverendo John Geddie, foi o primeiro missionário que passou a Polinésia, acompanhado do Sr. Isaac Archibald como catequista. Ao chegar ao destino, eles foram gentilmente recebidos pelos agentes da Sociedade Missionária de Londres, e começou a estabelecer uma estação em Anetteum, um do grupo New Hebrides, onde chegou em julho 1848 Toda a população da ilha logo renunciou a suas práticas pagãs, e tornou-se professam cristãos. Um desejo ansioso para o ensino religioso foi manifestada, e um bom número de nativos foram trazidos sob influências religiosas graciosas.

 

"Pequenas Associações. -

Existem várias associações missionárias menores, tanto na Europa e na América, sobre o qual o nosso espaço limitado impede uma descrição em separado. " 

A fim de tornar a lista completa acima, seria necessário adicionar as numerosas sociedades bíblicos, (Ver Bible Societies ), e também do aparelho digestivo e do livro sociedades publicação, que estão em cooperação constante e íntimo com as sociedades missionárias regulares, juntamente com uma constante aumento do número de organizações menores contemplando resultados missionárias. Alguns dos acima serão incluídas na exposição tabular subjoined nas páginas 368 e 369. 

Não obstante os inúmeros pontos de interesse demonstrado em nossa exposição tabular, é absolutamente impossível para reduzir as estatísticas nada parecido com uma exibição completa do trabalho realizado e em andamento por missões modernas. De fato, como a linguagem humana não pode totalmente estabelecido os horrores do paganismo, assim nenhuma forma de descrição pode retratar adequadamente os resultados reais e possíveis de esforços missionários seriamente e perseverantemente estendeu em harmonia com o plano divino para a evangelização do mundo.

 

VI. Gerais Visualizações sugeridas pelo período atual da história missionária, em comparação com períodos precedentes. -

 

1. domínio das operações missionárias agora é mais abrangente do que nunca, e mais quase ilustrativo do projeto Evangelho de evangelizar o mundo inteiro. No período apostólico do império romano composto do mundo então conhecido. Até o final do período medieval, o mundo conhecido anteriormente aos Romanos foi ampliado principalmente pela adição dos países do norte da Europa. Agora, todos os continentes e ilhas do globo não é apenas conhecida pela descoberta, mas acessível a influência cristã. Na verdade, tudo o importante e muitas das: nações sem importância da terra ter sido feito realmente os assuntos de instrução missionária, de acordo com o significado literal máximo dos preceitos do Salvador: "Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura "; "Ide ensinai todas as nações." 

2. A Igreja dos tempos modernos retornou à idéia apostólica de missões cristãs. Daí operações missionárias agora em todo o mundo são pacíficos, não mais cruzadas, inquisições e não mais automóveis dafe são empregados para o avanço fingiu do cristianismo, mas sim a pregação eo ensino geral da pura Palavra de Deus como meio de persuadir os homens a se tornarem seguidores de Cristo. 

3. O número de trabalhadores para este objeto é maior do que nunca, e está aumentando rapidamente pelo alistamento de nativos convertidos em quase todas as terras. 

4. Os aparelhos e as vantagens da civilização cristã, como a imprensa ea educação em geral, estão em todos os lugares trouxe para a ajuda de esforço missionário. 

5. As simpatias da Igreja Cristã em geral são extensivamente, embora, como ainda para a partir de totalmente, alistou-se na grande empresa de cristianização da raça humana. 

Nesta unidade empresarial de idéia é, em grande medida neutralizar a diversidade de ação, e fazendo com que mesmo as rivalidades de diferentes organizações cristãs que conduzem a uma vantagem comum. 

6. dos progressos e resultados, especialmente das missões protestantes no século atual, não só justificam todos os esforços do passado, mas dar sinais mais esperançosos de promessa para o futuro. Estes resultados incluem não só a conversão e salvação de indivíduos de cada raça e condição da humanidade, mas a cristianização real de nações inteiras, e os passos iniciais em que raças inteiras de homens podem ser esperados em nenhum período distante para receber o Evangelho.

Por necessidade, uma grande parte do trabalho de missões evangélicas modernas tem sido, até agora, preparatório; como a aquisição de línguas, a tradução e impressão das Escrituras, e na educação dos ministros nativas em terras pagãs. Se, portanto, o que foi feito é pela bênção do chefe da Igreja ser feitos para agir como fermento, de acordo com a promessa de nosso Salvador, que pode, em devido tempo, esperar toda a massa da população humana a ser fermentado com a influência de verdade cristã. 

"As vantagens sociais e morais que a empresa missionária conferidas as nações são perante o mundo. Que Vastas extensões tem resgatado da barbárie, e com o que as criações de benevolência tem que vestiu! Quantos milhares quem ignorância eo egoísmo tinha marcado como as sobras e lixo das espécies, se não for realmente semelhante aos animais que perecem, são, neste momento, levantando-se sob seus cuidados promover, atribuindo a sua emancipação, abaixo de Deus, a sua interposição benigna, tendo o incentivo de seus sorrisos para assumir a porta e rolamento dos homens;! e por seus atos e aspirações recuperar o caráter ea dignidade da forma humana caluniado Quando literatura realizar tanto para os países carentes de uma linguagem escrita ou furar educação e iluminar tão grande e densa massa de.? ignorância humana? Quando foi que a humanidade salvar tantas vidas, ou fazer com que tantas sangrentas ' cessar as guerras? Quantas uma tristeza tem acalmou; quantos uma lesão preso;! Quantos um asilo tem que criados em meio a cenas de miséria e opressão ao órfão, o proscrito, eo sofredor Quando a liberdade nunca alegrar com um triunfo maior do que aquele que instrumentalidade missionário tem sido o meio de alcançar? ou civilização encontrar tantos filhos do deserto aprendendo suas artes, e da agricultura, e do comércio? ou lei receber tanta homenagem voluntária daqueles que ainda ontem eram estranhos ao nome? erigindo um padrão da moralidade, como grande a quantidade de crime que tem sido os meios de prevenção! Ao afirmar as reivindicações da mulher degradada, como poderoso instrumento de regeneração social é que se preparar para o futuro! E fazendo tudo isso pelo princípio e poder de toda a ordem moral e excelência - o Evangelho de Cristo - como grande parte do caos do mundo tem restaurado à luz e harmonia e paz! 

"Mas grande como são os benefícios enumerados, a maioria dos quais pode ser de certa forma vistos e medidos e manipulados, nós nos atrevemos a afirmar que aqueles que são, actualmente, comparativamente impalpável e subdesenvolvidos são maiores ainda.

 

 

O invisível é muito maior do que aquele que aparece .

 

A missionária foi plantar a terra com princípios, e estes são como um valor muito maior do que os benefícios visíveis que eles já produzida como a árvore é mais valiosa do que frutas seu primeiro ano. que o comerciante pode fazer um balanço e calcular seus assuntos pecuniários para uma fração, o astrônomo pode contar as 'estrelas, eo químico pesar o elemento invisível do ar, mas quem na força de Deus transmite uma grande verdade a uma região distante, ou põe em movimento um princípio divino, tem realizado um trabalho do que por si só futuridade pode divulgar os resultados para ninguém período anterior poderia ou de nossas sociedades missionárias têm tentado. ' número Israel " - para reduzir os números ou a extensão geográfica ou os resultados práticos da sua influência, sem que logo recebeu, nos eventos que se seguiram aplaudindo, uma repreensão distintos, mas gracioso.

Como errôneo o cálculo que deveria ter estabelecido os primeiros quinze anos de trabalho missionário infrutífera na Groenlândia, ou os dezesseis no Tahiti, ou a vinte, na Nova Zelândia, como anos de fracasso inteiro! quando, na verdade, a cena gloriosa que então se seguiu foi simplesmente o que Deus quis fazer o resultado de tudo o que precedeu a explosão, pela mão divina, de um trem que tinha sido alongando e ampliando durante todos os momentos de todos os ano.

Por isso eram todo o campo de missões a serem subitamente em aberto, e toda a sua maquinaria moral de uma só vez retirado, estamos confiantes acreditam que a quantidade de bens temporais decorrentes do que foi feito será muito maior daqui a vinte anos do que é hoje "( Harris Grande Conmmission, páginas 185, 186). 

Mas, felizmente, não há perspectiva de que o campo de trabalho missionário em breve será desocupado. Os 30 anos que se passaram desde o parágrafo acima foi escrito provaram ser o mais produtivo dos resultados missionárias de qualquer período similar desde os dias dos apóstolos. Durante seu lapso a "máquina moral" da Igreja protestante em particular, tornou-se muito aumentado em volume e em poder, e foi configurado para trabalhar com grande eficiência em muitas localidades importantes, que eram então totalmente inacessível. Os registros do mesmo período que preencher vários volumes, e ainda a metade não foi escrito.

 

VII. dimensão missionária do Mundo, com a literatura adequada para cada região.

- Tão vasto é o campo das missões modernas, tão numerosos são os trabalhadores, e por isso vários são os departamentos de esforço, que é difícil, mas muito importante, para formar uma idéia adequada do empreendimento como um todo. Para fazê-lo, mesmo aproximadamente, um investigador tem de recolher a partir de muitas fontes, e para combinar em um ponto de vista todas as várias linhas e sucessivas fases de ação que focalizam para o resultado previsto . A forma correta de estudar este assunto pode ser indicado por um grupo abrangente de diferentes seções e países do mundo no que se refere à ocupação missionária e progresso, juntamente com tais referências à literatura de missões como permitirá um estudante para processar inquérito rigoroso sobre a história, a condição e as perspectivas de cada área específica. 

Aqui ele pode ser observado que a literatura moderna. missões já é muito extensa. Ela abrange duas classes distintas de publicações, das quais a primeira pode ser denominados auxiliares, a segunda descritivo. Para o primeiro pertencem versões das Escrituras, e todos os folhetos e livros destinados à circulação em campos de missão, seja educacional, apologético, ou devocional. Para o segundo pertence contas dos países, povos e sistemas da religião falsa, também explorações missionários, experiências, biografia e história. As publicações da última classe são especialmente interessante e valioso para os trabalhadores cristãos em todas as terras. Como existe uma fraternidade comum na humanidade, que é grandemente fortalecida pelos laços de relacionamento cristão, então as experiências da vida missão estrangeira se tornar não só interessante, mas instrutivo os agentes e simpatizantes da obra cristã em terras cristãs. O inverso dessa proposição é igualmente verdadeiro, e assim é que as missões de casa e trabalho regular Igreja em países cristãos praticamente se misturam com o trabalho missionário em países estrangeiros e pagãos, formando um grande sistema de esforços para a evangelização do mundo. 

Em proceder a uma breve análise panorâmica das principais divisões da terra em relação às missões, parece apropriado começar com as cenas anteriores de ocupação e trabalho cristão, e passar em torno do continente e ilhas americano, completando assim o circuito do globo habitável.

 

1. continente europeu apresenta neste momento o espetáculo interessante do trabalho missionário ativo processados ​​não só por britânicos, mas também pelos protestantes norte-americanos, na maioria dos países antigos, onde um cerimonioso ou um cristianismo nominal há muito tempo tem influência. No norte da Europa, especialmente na Alemanha, Dinamarca, Suécia e Noruega, os missionários são, em muitos casos, os nativos desses países que, como emigrantes para os Estados Unidos da América se tornaram cristãos experimentais, e que voltaram a pregar as doutrinas da piedade vital às suas pátrias., missões protestantes também estão com sede em França, Suíça, Áustria, Portugal, Espanha e Itália. Em todos esses países os tratos Escrituras e cristãos circulam mais livremente e mais numerosa do que nunca. 

Com alguma correspondência com a actividade dos protestantes nos países católicos da Europa, a Igreja de Roma tornou-se muito zeloso pela reconversão da Inglaterra ao cristianismo medieval. Os jesuítas expulsos da Alemanha e os monges disfranchised na Itália são enviados para lá em grande número. Estas medidas têm uma tendência a estimular uma maior atividade entre os cristãos britânicos em missões nacionais e, assim, desde que medidas pacíficas são empregados em ambos os lados, é de se esperar que mutuamente bons resultados virão.

Pensamento será estimulado, liberalidade aumentou, a vigilância será despertado, e Cristo será pregado, apesar da disputa. Como os movimentos agora referidos são para a maior parte bastante recente, as últimas informações a respeito deles deve ser procurada nos relatórios atuais e correspondência das sociedades envolvidas neles, inclusive das sociedades de Bíblias e Tratados. Neste campo relativamente pouco tem sido exigido em matéria de traduções da Bíblia, mas muita atenção tem sido dada à revisão das versões para torná-los o mais perfeito possível para a circulação popular. Ver regra, Missão para Gibraltar e Espanha; Arthur, Itália em Transição; Scott, Telstrom e Lapland; Relatos de Sociedades Missionárias; Toase, Missão Wesleyan em França; Sra Peddie, Amanhecer da Segunda Reforma na Espanha; Ellis, Dinamarca e suas missões; Vida e Trabalhos de Henderson. 

 

2. Grécia, Turquia, Ásia Menor e Ásia Ocidental.

 

As populações modernas das costas do norte do Mediterrâneo são muito misturado. As corridas muçulmanos predominam, mas os cristãos nominais são encontrados em todos os países e em todos os governos. Eles constituem mais de um terço dos habitantes de Constantinopla, e são encontrados em todas as províncias do império turco, enquanto na Pérsia que é suposto número de doze milhões de pessoas. Assim, um plano sensato para a conversão dos muçulmanos dessas terras envolveu a necessidade primária de missões evangélicas aos cristãos nominais do Oriente.

Para esta tarefa, como uma republicação do Evangelho em terras bíblicas, a Câmara Americana de Missões Estrangeiras abordou-se energicamente e perseverança. Tem, assim fazendo missões estabelecidas na Grécia, na Palestina, na Síria, entre os judeus, maometanos, e búlgaros da Turquia. os armênios, os nestorianos e os drusos. Uma história muito interessante destas missões e os seus adjuntos foi recentemente publicado pelo Dr. Anderson, do qual resulta que, apesar de muitas dificuldades, grandes e encorajadores resultados foram atingidos, não só na experiência direta da vida cristã, mas em o despertar de um espírito geral de investigação, a melhoria da educação, o aumento da tolerância e da difusão da Palavra de Deus ao longo das várias regiões que foram ocupadas e permeadas pela influência das missões. A impressão do conselho tem sido em uma escala muito ampla, incluindo a questão das Escrituras e outras publicações nas seguintes línguas, viz. , Grego moderno italiano, greco-turca, antigo armênio, moderno armênio, Armeno-turco, Osmani-turco, búlgaro, hebraico, hebraico-Espanhol siríaco, moderno e árabe.

A impressão de toda a Bíblia em árabe, à custa da Sociedade Bíblica Americana, foi concluída em 1865 A grande obra de sua tradução e conduzir através da imprensa foi realizada pelo zelo e energia de 16 anos de trabalho "ou a parte de dois aprenderam missionários da Câmara Americana, drs. Smith e Van Dyck. Esta publicação oferece a Palavra de Deus para o mundo da leitura árabe compreendendo uma população (embora em grande parte ignorante de 120 milhões de pessoas Veja Anderson, Missões Orientais;. Smith e Dwight, Pesquisas missionário na Arpzenia; Hartley, Estudos na Grécia e do Levante; Perkins , dezoito anos na Pérsia; Grant, nestorianos Wortabet, Síria e os sírios; Dwight, o cristianismo na Turquia; Churchill, Residence em Monte Líbano, Ewald, Missão em Jerusalém Thomson, da terra e do Livro; Wilson, Missão grego; Yeates, Gospel na Síria; Wilson, Terras da Bíblia.

 

3. Missões entre os judeus .

- Por mais de dezoito séculos, os judeus têm sido um povo cosmopolita. As primeiras missões dos apóstolos eram judeus "dispersos". Em épocas posteriores a corrida, uma vez escolhido, mas agora dispersa foi, em muitos países fizeram objeto de perseguição cruel e desperdiçando. Ainda como um povo peculiar os judeus continuaram "entre todas as nações" para manter as suas próprias crenças e costumes e, sobretudo, um preconceito inveterado contra o cristianismo.  

Como tal, não poderia ser alcançado por esforços missionários do tipo habitual. Daí em um breve período do movimento missionário do século atual, foi considerado importante organizar missões especiais para os judeus nos vários países onde residiam em maiores números. De fato, alguns começos deste personagem foram feitos na Holanda e na Alemanha durante o século anterior, e não sem bons resultados. Agosto Hermann Francke levou um vivo interesse neste assunto. Um dos trabalhadores mais hábeis levantados sob ele foi professor Callenberg, que em 1728 fundou um instituto para a educação dos teólogos cristãos em antiguidades hebraico e teologia rabínica. 15 de fevereiro de 1809, a Sociedade de Londres para promover o cristianismo entre os judeus foi organizada. Em 1820, a Sociedade Americana de melhorar a condição dos judeus foi iniciado.

Em 1849, ele foi grandemente ampliada em seu alcance. Em 1842, a Sociedade Britânica para a propagação do Evangelho entre os judeus foi organizado pelas igrejas dissidentes. Em 1839, a Igreja da Escócia começou o trabalho missionário em favor dos judeus. Em 1845 a Sociedade Escocesa para a conversão: de Israel foi organizado. Além desses principais organizações, tem havido várias sociedades locais para o mesmo objeto, tanto na Grã-Bretanha e no continente da Europa, e também várias sociedades missionárias, por exemplo, a Câmara Americana, o Conselho presbiteriano, e que da Igreja Presbiteriana Reformada, tem mantido missões especiais para as populações judaicas. O resultado agregado desses esforços é impossível de indicação por figuras, e ainda não é pouca coisa para ser capaz de dizer que muitos milhares de cópias das Escrituras do Antigo e do Novo Testamento foram distribuídos entre os cinco milhões de judeus acessível a esforço cristão. As versões utilizadas foram hebraico; Hebraico-Espanhol, Alemão, Francês, Português, e os de outras línguas europeias.

O número de estações missionárias estabelecidas é mais de 130, os missionários trabalham mais de 350, a maioria judeus convertidos, e um total de 70.000 provavelmente confessou convertidos. Muitos desses convertidos deram as melhores provas de sua sinceridade e fidelidade pela resistência da perseguição implacável de seus parentes; e muitos que não se identificaram com a Igreja Cristã Acredita-se que aceite as verdades vitais do cristianismo, e ter recebido em seus corações a Jesus como o verdadeiro Messias. Um escritor inteligente diz: "Se todas as coisas ser levados em consideração, não temos dúvida de que os resultados desses trabalhos (missões aos judeus) exceder em proporções, em vez de ficar aquém daqueles de outras sociedades missionárias valorizados."

 

Missões a judeus foram processados ​​nos seguintes países:

Grã-Bretanha, Holanda, Polônia, Alemanha, França, Itália, Norte de África, Smyrna, Hungria Moldávia, Wallachia, Turquia, Egito, Palestina, Pérsia, Abyssinia, e os Estados Unidos da América . Embora se deva admitir que os resultados desses esforços não têm sido tão grande como se poderia ter esperado, no entanto, não deve ser desvalorizada em sua influência passado nem em sua promessa para o futuro. Grandes mudanças estão ocorrendo agora entre os judeus, especialmente aqueles que habitam os países mais esclarecidos, e apesar de certas formas de racionalismo parece ser mais popular, com muitos que abandonaram a fé de seus ancestrais, mas quando a insuficiência dos mesmos, devem ter sido provado eles podem ser encontrados ter servido como trampolins para a verdade evangélica. Se este for o caso, os inícios de trabalho missionário em favor de Israel em tantas terras pode dentro em breve vir a ser de valor inestimável para apressar a grande consumação da conversão do mundo.

Veja Steger, Die Evangelische Judenmission, em ihrer Wichtigkeit u. ihren gesegeneten Fortgange (1847); Hausmeister, Die Judenmission (Heidelb 1852.), Um endereço lido na reunião de Paris da Aliança Evangélica; id., Die evangelho. Missão unter Israel (1861); Haréns, Ueber Judenmission (Altona, 1862); Kalkar, Israel u. morrer Kirche (Hamburgo, 1869); Halsted, nossas missões (Lond 1866.); Anderson, Missões Orientais; Relatórios das sociedades.

 

4. Egito. -

A forma de cristianismo existe há muito tempo entre os coptas do Egito. Mas eles, juntamente com os seguidores de Maomé, estão afundados em um estado de ignorância deplorável e depravação moral. Irmãos Unidos foram os primeiros a formar uma missão no Egito, mas, reunião com pouco ou nenhum sucesso, foi abandonado em 1783 As sociedades missionárias agora operacionais são da Associação Americana, Igreja Presbiteriana Unida, Instituto Kaiserwerth Deaconesses ', e União Jerusalém , em Berlim. As versões da Bíblia em uso são o Copta e Etíope. A missão da Igreja Presbiteriana Unida da América tem sido. particularmente bem sucedida. Eles têm estações tanto no Cairo e em Alexandria, juntamente com um número de estações menores.

A Igreja foi organizada com uma adesão grande e crescente. Os costumes que relegam as mulheres a uma vida de reclusão e degradação foram gradualmente invadido. O sábado é mais sagrada reverenciada, e os hábitos viciosos e ociosos tão comuns entre as pessoas são um pouco abandonado. Veja Boaz, Egito; Lansing, Príncipes do Egito; Thompson, Egito, Passado e Presente; Senhorita Whately, as cabanas do Egito.

 

5. África do Norte, com exceção do Egito, parece abandonado à predominância muçulmana.

Devido a seus vastos desertos de areia, é de fato, mas escassamente habitada - na verdade, só ocasionalmente atravessada por tribos de peregrinação e árabes selvagens. A ocupação francesa de porções da Argélia, incluindo a localização das igrejas de Tertuliano, Cipriano e Agostinho, pouco tem feito para restaurar o cristianismo ensinado por esses pais, e para o presente a perspectiva de uma re-evangelização da África do Norte está na nenhum sentido esperançoso. Veja Davies, voz frente norte da África; Cartago e seus restos mortais.

 

6. África Ocidental . - Este título inclui Senegâmbia, a colônia britânica da Serra Leoa, a liquidação americana da Libéria, eo país da Guiné. Neste último estão incluídos os reinos Ashantee e Daomé. Uma grande parte das pessoas são pagãos; entre o restante existe uma forma muito corrupto do Islamismo. Os primeiros esforços feitos pela Igreja protestante para cristianizar lhes foram feitas pela Irmandade Morávia em 1736 As sociedades missionárias agora no campo são a Igreja, Wesleyan, Batista, norte da Alemanha, Sociedade de Bremen, Missão Evangélica na Basiléia, grátis Metodistas Unidos , Igreja Presbiteriana Unida, American Southern Baptist, American Episcopal Board, American Metodista Episcopal, e americano Presbiteriana. Algumas das versões da Bíblia em uso são o berbere, Mandingo, Grebo, Yarriba, Haussa, Ibo, e Dualla. Ao todo, vinte e cinco dialetos foi dominado. Existem hoje muitos milhares de convertidos ao cristianismo esperançosos; também acima de 200 escolas, com mais de 20.000 estudantes menores de instrução.

Um resultado muito importante foi alcançado no sucesso da agência nativa. Ver Wilson, África Ocidental; Médio, na África Ocidental; Sra Scott, Dia do amanhecer em África; Schon e Crowther, Expedition até o Níger; Beecham, Ashantee e Gold Coast; Randolph, o povo da África; Tucker, Abeokuta; Walker, Serra Leoa; Bowen, África Central; Cruikshank, dezoito anos na Gold Coast; Fox, costa oeste da África; Libéria e seus recursos; A vida de Daniel Oeste; Memórias de MB Cox; Waddell, vinte e nove anos nas Índias Ocidentais e na África Central; Freeman, Ashantee.

 

7. África Austral .

- A secção da África agora sob consideração compreende seis províncias da Colônia do Cabo, British Kaffraria, Kaffraria adequada, a soberania para além do rio Orange, Natal, e Amazula, as idéias das pessoas sobre Deus eram muito confuso e indeterminado, e, não parecia haver nenhuma forma particular de culto entre eles. A primeira missão para as tribos da África do Sul foi criado pela Igreja Morávia em 1737 As sociedades missionárias agora no campo são a Câmara Americana de Comissários, Propagação, Londres, Wesleyan, da Igreja Livre da Escócia, Presbiteriana Unida e Evangélica Morávia Brotherhood , com seis sociedades Coictiieital. As versões da Bíblia em uso são o Benlga, Namacqua, Becluana, Sesuto, Zulu, Pedi, e Sorgo. Há quase um quarto de milhão de comungantes. Numerosas escolas foram abertas, com um grande comparecimento médio de estudiosos.

Como hotentote expressou, os missionários deram-lhes uma religião onde anteriormente eles não tinham nenhum: ensinou-lhes a moral, ao passo que antes eles não tinham idéia de moralidade; eles receberam até libertinagem e bebedeiras, agora a indústria e sobriedade prevalecer entre eles. Veja Moffat, o trabalho missionário na África do Sul; Livingstone, Viagens missionárias; Philips, pesquisas; Campbell, Viagens na África do Sul; Holden, Kaffr raças; Shaw, Memoriais do sul da África; Broadbent, Mártires de Namcaqualand; Taylor, Aventuras na África do Sul. 

 

8. Abissínia foi anteriormente dividida em três estados independentes; agora, no entanto, há apenas um.

O cristianismo dos Abyssinians é tão impura como ser pouco melhor do que o paganismo. Até agora tem-se revelado um campo desanimador para o esforço missionário. As versões da Bíblia em uso são o amárico e Etíope. Veja Sal, História da Abyssinoia; Hotten, Abissínia e seu Povo (Lond 1868.); Gobat, residência de três anos na Abissínia; Flad, Abissínia; Isenberg e Stern, Missionaria Revistas; Stern, The Captive Missionário; Krapf, dezoito anos na África Oriental.

  

9. Madagascar é uma das maiores ilhas do mundo, com uma população de cinco milhões de pessoas.

A religião nativa é idólatra, mas nenhum culto público é oferecido aos ídolos. A Sociedade Missionária de Londres introduziu o Evangelho em Madagascar no ano de 1818 O trabalho de que a sociedade tem sido muito bem sucedida, tendo em grande parte assegurado a cristianização da ilha. As outras sociedades missionárias são a Igreja e propagação. A versão da Bíblia em uso é o malgaxe. A Igreja nativa passou por uma terrível perseguição em 1849. Dois mil pessoas sofreram morte, em vez de renunciar a Cristo. Tão abundante foi a colheita desde que Madagascar é agora em um sentido importante contou um país cristão. Ver Ellis, História de Madagascar; . id, Mártir Igreja de Madagascar; Freeman, perseguições em Madagascar; Relatórios da Sociedade Missionária de Londres.

 

10. Maurício . -

Esta ilha tem uma população de 300.000, três quartos dos quais representam as raças da Índia. As sociedades missionárias neste campo são o London, propagação e Igreja. Um trabalho amplo e promissor é realizada entre os tâmeis e-hindustani de língua bengali cules, e também pela Sociedade de Londres entre os refugiados e outros migrantes de Madagascar. Veja Bond, Breves Memoriais do Rev. J. Sarjant ;. Backhouse, Visita a Mauritius, Le Brun, Letters.

 

11. Ceylon é uma ilha situada ao largo da costa sudoeste da Hindustan.

Os habitantes são divididos em quatro classes: os cingaleses, que são budistas; os tâmeis, que professam o hinduísmo; o Moormen, e o Whedahs. A forma de cristianismo foi introduzido no Ceilão pelos jesuítas logo em 1505. missões protestantes foram iniciadas pelos holandeses em 1656, pela Sociedade Missionária de Londres, em 1804, pelos batistas em I812, e pelo Conselho Americano no mesmo ano. Os Wesleyanos da Inglaterra iniciou sua importante missão na mesma ilha em 1813 triunfos gloriosos ter sido forjado neste campo durante o último halfcentury, e um avanço firme agora caracteriza o trabalho. A missão Wesleyana tem sido muito bem sucedida. Ele relata 1.535 membros. As sociedades missionárias são Batista, Igreja, propagação e American Board. As versões da Bíblia em uso são o Pali, cingaleses, e Indo-Português. Veja Tennent, o cristianismo em Ceyloon; Hardy, o budismo no Ceilão; Echard, Residence em Ceilão; Harvard, Missão no Ceilão; Selkirk, Lembranças de Ceilão; Hardy, Jubileu Memoriais da Missão Wesleyan no sul do Ceilão.

 

12. Índia foi dividido pelos britânicos em três presidências de Bengala, Bombaim e Madras; estes novamente são subdivididos em distritos.

Toda a sua extensão é de cerca de 1.357.000 quilômetros quadrados, com uma população de 250 milhões. As religiões podem ser divididos em quatro classes: o hinduísmo, o budismo, o islamismo, e que ensinou por Zoroastro. Sob a sua influência individual e unida a condição do povo era deplorável. As crianças foram jogados no rio Ganges como oferendas a divindades imaginárias; viúvas eram queimadas com os corpos de seus maridos, e os números se destruiu, jogando seus corpos sob as rodas dos carros de seus ídolos sanguinários. Os pioneiros de missões protestantes no país foram dois dinamarqueses, que chegaram em 1706 Existem hoje vinte e sete sociedades missionárias que trabalhavam no campo.

A seguir estão alguns: Igreja, Propagação, Londres, Batista, Wesleyan, Igreja da Escócia, American Presbiteriana, Batista Americana e American Metodista Episcopal. Algumas das versões da Bíblia em uso são o bengali, Hindui, Urdu Telinga, Tamil, Mahratti e Punjabi. O número de cristãos nativos no final de 1871 foi de 224.161. Dentro dos últimos 10 anos um aumento de 85.430 ocorreu. O sistema de castas, que provou ser um grande obstáculo para o triunfo do Evangelho, está se tornando frouxas, e mostrando sinais de sua dissolução vinda. As viúvas são muitas vezes se casou novamente. As fêmeas, pela primeira vez estão sob educação. Há uma melhor apreciação da justiça, moralidade e religião do que alguma vez houve. As promessas nativas da Igreja a tornar-se gradualmente auto-apoio.

O número de cidades e aldeias espalhadas pelo país habitado por cristãos protestantes é 4657. fatos estatísticos, no entanto, não pode de forma transmitir uma idéia adequada do trabalho que tem sido feito em qualquer parte da Índia. O Evangelho tem trabalhado como o fermento, eo efeito é muito grande, mesmo em locais onde existem, mas poucas conversões declarados. Mesmo Keshub Chunder Sen, o líder da nova escola teísta, foi obrigado a usar a seguinte redação: "O espírito do cristianismo já permeava toda a atmosfera da sociedade indiana, e que respiramos, pensar, sentir e mover-se em um cristão atmosfera.

 

. Sociedade nativa é despertado, iluminado, e reformada sob a influência da educação cristã "Sir Bartle Frere, que estava 30 anos na Índia em várias posições oficiais, diz:" Eu falo simplesmente como a questões de experiência e observação, e não da opinião , assim como o prefeito romano poderia ter relatado a Trajano ou Antoninos, e garanto-vos, o que pode ser dito em contrário, o ensino do cristianismo entre cento e sessenta milhões de civilizado, trabalhador Hinduis e muçulmanos na Índia está efetuando mudanças - morais, sociais e religiosos - que, por extensão e rapidez do efeito, são muito mais extraordinária do que qualquer coisa que você ou seus pais têm testemunhado na Europa moderna.

Chegou a ser o sentimento geral na Índia que o hinduísmo está no fim - . que o dobre de finados foi tocado de que a coleta de antigas superstições que foi realizada em conjunto por tanto tempo "testemunho semelhante foi suportado pelo senhor Lawrence em seu famosa carta ao London Times;. também pelo senhor Napier, Sir William Muir, coronel Sir Herbert Edwards, e outros na administração civil e militar na Índia A opinião geral, não só dos missionários, mas de leigos atenciosas e inteligentes, é . que a Índia é muito mais na condição de Roma pouco antes do batismo do imperador Constantino Idolatria agora na Índia, depois em Roma, está caindo em desgraça - os homens estão se tornando mais sábio verdade em sua clareza e poder é gradualmente entrando suas mentes. . e mudando seus hábitos e vidas Uma Hindu inteligente disse a um missionário em uma ocasião: "A história que você diga a ele que vivia, e teve pena, e veio, e ensinou, e sofreu, morreu e ressuscitou - essa história , senhor, vai derrubar nossos templos, destruir o nosso ritual, abolir nossos shastras, e extinguir os nossos deuses. "A pregação de Cristo crucificado, ea proclamação daquele que é o caminho, a verdade ea vida, já está realizando em alguns medir o que este Hindu disse que faria, e podemos esperar, com a bênção divina, para ver em um futuro próximo uma grande mudança das pessoas para o Senhor, ea destruição de todos os ídolos.

Veja Thornton, Índia, seu Estado e Perspectivas; Duff, Índia e Missões indígenas; Kay, História do Cristianismo na Índia; Butler, Terra do Veda; Hough, o cristianismo na Índia; Hoole, Madras e Mysore; Clarkson, da Índia e do Evangelho; Massie, Continental Índia; Tinling, primeiras missões católicas romanas na Índia; Weitbrect, Missões em Bengala; Wylie, Bengala; Storrow. Índia e Missões Cristãs; Stirling, Orissa Arthur, Missão de Mysore; Longo, Bengala Missões; Mullen, Missões no sul. Índia; Memórias de Carey, Marshnan, Ward, e Schwtartz; Reverendo EJ Robinson, As Filhas da Índia; Marv E. Leslie, The Mission Zenana; JF Garey, na Índia.

 

13. Indo-China compreende os reinos entre a Índia ea China.

Todo o distrito pode ser dividido em quatro partes: os territórios britânicos, Birmânia, Sião, e Cochin China, incluindo o Camboja e Tonquim. O budismo é a religião principal. As sociedades missionárias são Batista americano, presbiteriano, American Associação Missionária e Evangélica de Gossner. As versões da Bíblia em uso são os birmaneses, Bghai- Karen, Sgau-Karen, Pwo-Karen, e Siamese. Os batistas têm alcançado grande sucesso nessas regiões. Costumes pagãos 'são soltos, os preconceitos são dissolvidos. O rei de Burma envia seu filho para a escola da missão. O falecido rei do Sião procurou seus associados mais agradáveis ​​entre os cristãos europeus. Evangelização está acontecendo com grande vigor entre os Karen de Burma. Apesar de pobre, eles apoiam os seus próprios pastores. Veja Sra Wylie, Evangelho em Burma; Sra Judson, American Missão Batista para o Império Burman; Vida de Judson; Malcom, Viagens; Gutzlaff, Avisos de Siam, Corea, e Loo Choo; Gammell, batistas Missões.

 

. 14 O arquipélago indiano. -

Esta vasta extensão de ilhas constitui uma ponte como se fosse para a Austrália, e dali para o norte a China. O crescente exterior começa com a Nicobar e Andaman Islands, seguido de Sumatra e Java, e depois pelas Ilhas Lesser Sunda. Northward destes são Molucas, que são seguidos por Filipinas, e por último, por Formosa. A área superficial é estimado em 170 mil quilômetros quadrados. A população é 20000000. Maioria antigos habitantes foram os Papoos; eles foram suplantados pelos malaios; estes por sua vez são ameaçados com o mesmo destino pelos coolies chineses. As religiões são numerosas: hindus, budistas e muçulmanos formam a maior parte das populações. As sociedades missionárias são a Sociedade Netherland de Rotterdam (1797), Java Society of Amsterdam, Separatista Igreja Reformada, Utrecht, Holanda Society of Rotterdam (1859), Holanda Reformada, Igreja da Inglaterra, e do Reno.

As versões da Bíblia em uso são o malaio, javanês, Dajak e Sudanês. Boa considerável foi realizado entre as tribos Saribas eo Dyaks Terra de Bornéu. Tanto seu estado moral e social testemunhar o poder civilizador do cristianismo. Veja Wigger, Hist. das Missões; Memórias de Munson e Lyman; Hist. das Missões da Câmara Americana. 15. China . - Este é um extenso país do Leste da Ásia. Sua área superficial é igual a cerca de um terço do que a Europa, e sua população é estimada em 434 milhões. O império é dividido em dezoito províncias. As religiões da China são principalmente o budismo eo confucionismo. A primeira missão protestante na China foi o da Sociedade Missionária de Londres, fundado pelo Dr. Morrison no ano 1807. As sociedades missionárias agora no campo são vinte e dois ao todo, alguns dos quais são os seguintes: Londres, Câmara Americana de Comissários, batistas americanos, American Metodista Episcopal, American Episcopais, American presbiterianos, batistas, Wesleyan, e Presbiteriana. 

As versões da Bíblia em uso são os chineses, mandarim, Ningpo, Canton, Hakka e outros dialetos locais da China.

Durante vários anos, houve pouco ou nenhum fruto visível do trabalho do missionário, mas com o tempo a onda de sucesso, em conjunto, e uma grande colheita de convertidos ocorreu. Todas as portas abertas são ocupadas por estações missionárias, e alguns lugares que não estão abertos por estipulações de tratados são ocupados por tolerância. Há agora uma centena de missionários ordenados, e cento e oitenta e catequistas e professores nativos. O resultado de seus esforços unidos é encorajador quanto ao passado e encher de promessas para o futuro. A revisão dos resultados que vêm sendo realizados na Índia (ver acima), e da revolução espiritual que está em andamento lá, está em um alto grau encorajador para aqueles que estão trabalhando pela conversão do império ainda mais populosa da China. Missões na China foram estabelecidas apenas cerca de metade do período que eles têm na Índia, e houve apenas cerca de metade dos trabalhadores. Quando eles devem ter sido continuado por tanto tempo, e com tantos missionários, a perspectiva é de que haverá um número igual ou maior de convertidos, ea perspectiva para a derrubada total dos sistemas religiosos da China será igualmente brilhante .

Os obstáculos para a conversão do povo chinês são muitas e grandes, mas eles não são mais numerosas ou formidável do que aqueles que agora são encontradas com sucesso na Índia. Se os chineses são um povo mais materialistas do que os hindus, e seus principais homens com mais cepticismo inclinado, há, por outro lado, a ausência do imenso obstáculo da casta; nem há qualquer conjunto de homens na China que são encaradas com tal temor e reverência, e exercem tal imenso poder, como os brâmanes da Índia. Além disso, não há a mesma diversidade de raças no império chinês, eo número de línguas é apenas cerca de metade do número de pessoas na Índia. Há, também, a vantagem da China, que, qualquer que seja a língua materna pode ser, todos os que receberam uma boa educação pode ler livros. compreensiva, que estão na linguagem escrita geral (tácita).

Os chineses também estão se tornando um povo onipresentes, e se as multidões que vêm para as nossas próprias e outras terras cristãs, disputam temos boas razões para acreditar que não poucos voltará a China preparou no coração e na mente para ajudar na difusão do Evangelho de Cristo . O número de chineses convertidos no presente momento é de 35.000, que é sobre o número havia na Índia 30 anos atrás, eo estágio de andamento das missões em outros aspectos, é mais ou menos como foi no último país em que período ; mas as perspectivas na China agora é muito mais animador do que foi na Índia, em seguida, e todos aqueles que estão buscando a conquista espiritual da nação mais antigo e mais populoso do mundo, tem o incentivo de sobra para avançar em seus esforços. Veja Medhurst, China; Huc, o cristianismo na China, Tartária, e Tibete; A vida de Morrison; Abeel, Residência na China; Kidd, China; Williams, reino médio; Doolittle, China; Williamson, viagens no Norte da China, Manchúria e Mongólia; Lockhart, Médico-Missionário na China; Milne, Life in China; Matheson, Missão Presbiteriana na China; Deann, Missão China; Wiley, Fuh-Chau e suas missões.

 

16. Japão . -

Este império composto por três grandes ilhas e vários outros menores, que têm uma área superficial de 90.000 quilômetros quadrados e uma população de 40 milhões. Os japoneses são divididos em duas seitas religiosas, chamado Sinto e Budso, ou budistas. As sociedades missionárias são os Episcopal americano, presbiteriano, American Reformada (holandês) Igreja e American Methodist Episcopal Church. A versão da Bíblia em uso é o japonês. Este país peculiar, que, após a expulsão dos jesuítas no século 17, não poderia ser trazido sob influência missionária seja fechada aos estrangeiros, tornou-se tão livremente aberto, e trazidos para tais relações favoráveis ​​com nações cristãs, como para encorajar a esperança de que, como nação, será totalmente cristianizados, sem nenhum período distante. Veja Smith, visita ao Japão; Caddell, Missões no Japão, recentes relatórios de missionários; Mori, Educação no Japão.

 

17. Austrália é a maior ilha do mundo, sendo quase do tamanho de toda a Europa.

Os aborígenes, uma raça mais degradada do que quer o hotentote ou bosquímanos da África do Sul, estão diminuindo rapidamente em números. As sociedades missionárias são o Colonial Presbiteriana, Igreja Evangélica de Gossner, Evangélica Morávia Irmandade, e Wesleyan propagação. Os hábitos migratórios das tribos nativas têm se colocou no caminho de qualquer grande sucesso do trabalho missionário. Alguns, no entanto, ter sido atingido por localizá-los em reservas de missão. A colonização e ocupação da Austrália pela Grã-Bretanha introduziu a civilização cristã e instituições inglesas ao longo de sua vasta extensão, e fez dele o tema do trabalho evangélico em modos peculiares a todos os países cristãos protestantes. Ver Young, Southern Mundial; Jobson, Austrália; Strachan, Life of Samuel Leigh; Memórias de Rev. B. Carvosso, DJ Draper, e Nathaniel Turner; Angus, Vida Selvagem da Austrália.

 

18. Nova Zelândia conta com um grupo de ilhas no Oceano Pacífico, o principal dos quais, em número de três, são distinguidos como os do norte, meio e Southern Islands.

Os nativos eram canibais selvagens, sem qualquer idéia fixa de adoração, mas os crentes em um grande espírito chamado Atua e um espírito maligno chamado Wiro. As primeiras missões a este povo foram iniciados em 1814 pela Igreja e sociedades missionárias Wesleyana. As sociedades missionárias agora no campo são a propagação, Igreja, norte da Alemanha, e Wesleyan. As versões da Bíblia em uso são os Maori e Nova Caledônia. Os nativos estão agora principalmente cristãos professos. O cristão-sábado. e ordenanças cristãs são observadas em todas as ilhas, e este triunfo do cristianismo, em resgatar uma nação das profundezas do paganismo e até mesmo da prática de canibalismo mais sangrento, é de fato glorioso. Veja Yates, Nova Zelândia; Thompson, História da Nova Zelândia; Senhorita Tucker, The Southern Cross e Sul da Coroa; Brown, Nova Zelândia e seus aborígenes; Memórias de JH Bumby.

 

19. Tonga e Fiji . -

Embora abraçaram no título genérico da Polinésia, e até mesmo no prazo menor do Sul, Ilhas do mar, mas os grupos insulares conhecidas como Tonga e Fiji merecem atenção especial como tendo exibiu algumas características peculiares de vida selvagem, e, correspondentemente maravilhosos triunfos do trabalho cristão. Então população do Tonga, freqüentemente chamado de Ilhas da Amizade, estima-se em 50.000; o de Fiji, 127.000, espalhados, não menos de oitenta ilhas diferentes.

O canibalismo é uma prática característica dos pagãos da Polinésia. Em Fiji era uma instituição das pessoas entrelaçadas nos elementos da sociedade, formando uma das suas atividades, e considerado pela massa como um refinamento. Mas mesmo esse crime revoltante rendeu antes a influência suave do Cristianismo, e é, na maior parte abolida. Talvez possa ser ainda secretamente praticado por alguns em algumas das ilhas.

Os triunfos do Evangelho nessas partes remotas da terra ter sido maravilhoso em todos os sentidos. Práticas cruéis e degradantes superstições deram lugar antes ensinamento cristão. "Milhares de pessoas foram convertidas, deram provas e perseguições, bem conservado boa conduta, e morreu feliz casamento é sagrado;. Sábado considerados; culto familiar realizada regularmente; escolas estabelecida geralmente, a escravidão abolida ou mitigada, o fundamento da lei e do governo colocou ; muitas igrejas espirituais formado, e um ministério nativo ressuscitado por todos os ramos do trabalho da Igreja ". As sociedades missionárias são a Londres, Wesleyan, e algumas organizações menores. As versões da Bíblia são a Fiji e Rotuman. Veja Williams e Calvert, Fiji eo Fijiais; Senhorita Farmer, Tonga e Ilhas amigável; Oeste, Dez Anos em South Central Polinésia; Martin, Ilhas Tonga; Lawry, Visitas às Ilhas da Amizade; Seemann, Missão para as Ilhas Fiji; Turner, dezenove anos na Polinésia; Waterhouse, rei e povo de Fiji; Memórias de Sra Cargill.

 

20. As ilhas do Mar do Sul .

- O termo acima é popularmente aplicada às ilhas do Pacífico ao sul do equador, incluindo o Marquesas, a Austral, a Sociedade, a Geórgia, o Harvey, o New Hebrides, e as Ilhas Salomão, bem como os grupos acima notado. A missão foi iniciada naquela região distante e degradado, já em 1797, mas as dificuldades eram tão grandes que ele veio perto de ser abandonado. Mas em 1812 a noite do paganismo parecia de repente iluminado pelo Sol da Justiça. Desde então, foi seguido de um despertar glorioso. Até aquele momento, um cristão nativo na Polinésia era desconhecida. Duas gerações mais tarde, foi difícil encontrar um idólatra professada em todos Oriental ou Central Polinésia onde missões cristãs tinha sido estabelecido. "Os ritos horríveis de seus antepassados ​​deixaram de ser praticado. Suas lendas pagãs e de guerra canções são esquecidos. Suas guerras tribais cruéis e desoladoras parecem estar chegando ao fim.

As pessoas estão reunidos em comunidades aldeãs pacíficos, e vivem sob reconhecido códigos de lei. No sábado uma grande proporção deles freqüentam o culto a Deus. Em alguns casos, mais de metade dos adultos são membros de igrejas cristãs. Eles educar seus filhos, eles sustentam seus ministros nativos, e enviar seus filhos mais nobres como missionários para terras pagãs oeste mais distante. " Na verdade, essas ilhas não devem ser considerados como pagãos. Ver Ellis, Polinésia pesquisas; Williams, Missionaria Empresas nas Ilhas dos Mares do Sul; Mártir da Erromanga; A vida de John Williams; Gill, Gems das ilhas de coral; Lundie, Missão em Samoa; Pritchard, Recompensa do Missionário; .Murray, Missões no oeste da Polinésia; História da Sociedade Missionária de Londres.

 

21. Sandwich Islands .

-O Sandwich ou ilhas havaianas constituem o grupo mais importante polinésia ao norte do equador. Eles têm sido a localização de uma das missões mais importantes da Câmara Americana. Essa missão foi iniciada em 1820, sua história de 40 anos seguintes é de luta, o julgamento, perseverança e sucesso encorajador. O relatório da missão, em 1857, disse: "Quando comparamos o presente com o passado não muito remoto, estamos cheios de admiração e gratidão, tendo em vista as maravilhas que Deus havia feito em prol deste povo. Toda parte e em todas as coisas que vemos as marcas do progresso. vez de tropas de ociosos, despido, selvagens barulhento olhando sobre nós, agora estamos cercados por bem-vestidas, tranquilos, multidões inteligentes, que sentem a dignidade dos homens.

Ao invés de pobreza miserável, vemos competência, abundância e às vezes de luxo. Ao invés de gritos de dor brutais e orgias escuras, eu já ouvi "cânticos de Sião e as súplicas dos santos." O ano de 1860 foi distinguido pela avivamentos religiosos sobre uma grande parte das ilhas. Como resultado, cerca de 1,5 mil foram recebidos nas igrejas durante esse ano, e 800 no ano seguinte. Tão grande foi o sucesso desta missão que a Câmara Americana, já em 1848, medidas, lançada para a criação de um Estado independente e auto-sustentável Igreja nas ilhas.

Cuidadosamente e, lentamente, seguindo os ditames da Providência, as igrejas nativas foram aos poucos educados até essa idéia, que felizmente foi consumado em 1863, e desde então tem sido posto em prática com excelentes resultados. Assim, após cerca de 50 anos de trabalho missionário, sem contar o bom intermediária realizado, testemunhas ao mundo o. grande resultado de uma nação convertida de barbárie, e uma comunidade cristã nativa apoiar seus próprios pastores e manter missões estrangeiras em ilhas e regiões além. Ver Stewart, Missões para as Ilhas Sandwich; Dibble, Ilhas Sandwich Missão; Bingham, vinte e um anos, nas Ilhas Sandwich; Jarves, História das ilhas havaianas; Anderson, História da Missão do Conselho Americano para as Ilhas Sandwich.

 

22. América do Norte.

- As raças indígenas do continente norte-americano tem, em maior ou menor grau, foram os assuntos do trabalho missionário, quase desde o período dos primeiros assentamentos de europeus. A missão de Eliot aos índios de Massachusetts foi iniciada em 1646 A missão católica francesa para os nativos do Canadá remonta a 1613 missões espanholas foram iniciadas na Flórida em 1566, no Novo México, em 1597, e na Califórnia, em 1697 A grande extensão do continente, a falta de filiação nacional entre as numerosas tribos indígenas, a imperfeição ea multiplicidade de línguas, juntamente com a unsusceptibility extrema dos índios norte-americanos para as influências e os hábitos da vida civilizada, tornaram esta classe de missões particularmente difíceis.

Apesar disso, eles foram processados ​​por cristãos de várias denominações com um zelo e perseverança que não tenham sido sem resultados encorajadores, tanto como para indivíduos e comunidades. A história completa dessas missões nunca foi escrito, mas muitos volumes foram preenchidos com material de sketches incorporando de tal história. Em nenhuma parte do mundo tem havido grandes sacrifícios pessoais ou labuta mais diligente para cristianizar os selvagens com resultados menos proporcionais ao esforço realizado. Sem enumerar ou discutir causas, o fato deve ser reconhecido que em todo o continente as raças indígenas estão morrendo de uma forma que deixa pouca perspectiva presente de quaisquer resquícios consideráveis ​​sendo perpetuada na forma de comunidades cristãs permanentes. Missões ainda são mantidos em territórios indígenas e reservas; eo governo dos Estados Unidos é efetivamente colaborar com eles para realizar tudo o que pode ser feito para a civilização cristã dos índios e tribos indígenas que permanecem.

O governo canadense também mantém uma atitude semelhante para as missões indígenas dentro de seus limites. Veja Tracy, Eliot, e Mayhew, Evangelho entre os índios; Vidas de Eliot e Brainerd; Mather, História da Nova Inglaterra; Gookin, índios cristãos da Nova Inglaterra; Shea, missões católicas; Kip, primeiros missionários jesuítas; Winslow, Progresso do Evangelho na Nova Inglaterra; Hallet, os índios da América do Norte; Heckewelder, Missões entre os Delawares e moicanos; Latrobe, Missões da Morávia do Norte Anerica; Loskiel, Missões Morávia na América do Norte; Hawkins, Episcopais Missões na América do Norte colónias; M'Coy, batistas Missões indígenas; Finley, Missão Wyaindot; Hines, Missões indianos em Oregon; Pitezel, Vida Missão no Lago Superior; Jones, índios Ojibway; Oeste, Missão para os índios das províncias britânicas; Marsden, Missão para Nova Scotia; Churchill, vida missionária em Nova Scotia; Ryerson, Mission Bay de Hudson; Tucker, Arco-Íris, no Norte; De Schweinitz, Vida de Zeisberger.

 

23. Os Estados Unidos eo Canadá

. - Em nenhuma parte do mundo há mais esclarecida e atividade no esforço missionário perseverante que nesses grandes países cristãos. Para eles, a onda de emigração foi fluindo da Europa por cem anos, e de tarde ele colocou em da Ásia. Assim, para além da chamada providencial para os cristãos americanos de esforços para evangelizar os índios de suas florestas, houve até mesmo uma chamada mais alto em cima deles para ensinar o Evangelho às populações estrangeiras em seu meio, incluindo os escravos africanos e seus descendentes. Em reconhecimento a este apelo, as missões foram processados ​​com grande efeito entre as populações alemães e escandinavos, os frutos do que já são vistos nas missões americanas para a Europa. Missões também foram processados ​​em certa medida entre os franceses na América e seus descendentes, mas com menos sucesso.

Mas, como a tendência é forte para a mistura de todas as nacionalidades, em uma população homogênea americano, os melhores resultados foram garantidos na posição normal propagação de várias igrejas na fronteira sempre crescentes, e nas massas que se acumulam de nossa em constante crescimento cidades. Neste trabalho de evangelização de casa, escolas dominicais, (Veja escolas dominicais ), têm servido como um auxiliar mais eficiente. Além das várias sociedades gerais e locais casa missionárias, houve missões dos marinheiros nos portos do oceano e ao longo das águas interiores do país, e também, especialmente, desde a extinção da escravidão, para os libertos do sul. Recentemente missões eficientes foram estabelecidos entre os chineses, na Califórnia.

 

24. México e da América Central .

- Esses países eram campos preferidos dos missionários católicos romanos espanhóis, e por eles foram pronunciados cristianizada em um período relativamente cedo no assentamento da América. A história intermediário desses países, no entanto, ilustra de forma marcante pelos defeitos do que a forma de cristianização que se contenta com a conversão cerimonioso, bem como a exclusão da Palavra de Deus com as pessoas. Dentro de um período recente, e mais particularmente desde a extinção do império de Maximiliano, houve uma reação em favor da liberdade religiosa, em conseqüência do que missões protestantes foram estabelecidos na cidade do México, e em vários dos mais importantes províncias.

As Escrituras na língua espanhola estão agora circulam livremente por todo o México e, em certa medida, as repúblicas da América Central. Os maiores obstáculos à sua influência sobre a opinião pública são encontrados na ignorância e superstição dominante do povo. Pode-se esperar, no entanto, que estes irão gradualmente passar. Veja Robertson, História da América; Prescott, Conquest. do México; História das Sociedades Bíblicas estrangeiras e norte-americanas britânicas e; Bispo Haven, Cartas do México; Relatórios recentes da União Americana Christian, o Conselho Presbiteriana, a Câmara Americana e da Sociedade Missionária da Igreja Metodista Episcopal; Crowe, Evangelho na América Central, Honduras e Guatemala; Griffin, México de hoje.

 

25. América do Sul .

- Com exceção do Brasil, que foi liquidado pelo Português, os vários países da América do Sul foram povoadas por colônias de Espanha. Todo o continente há muito tempo foi cristianizada após o tipo Católica Romana. Foi no Paraguai, o centro do continente, que os jesuítas plantada e desenvolvida a missão mais notável conhecida por sua história, e ainda por poder Católica Romana foram sumariamente expulsos tanto do Paraguai e do Brasil.

As raças indígenas da América do Sul tem, em certa medida se tornar misturaram com as raças européias e africanas que têm vindo a ser ocupantes de seu território, mas em grande parte eles têm diminuído em números, dando presságio de extinção definitiva. As tribos que foram pronunciadas cristianizada se assemelham em superstição e seu baixo grau de inteligência das raças nativas do México, e as suas aspirações religiosas são igualmente impossível. A maioria dos governos sul-americanos manter uma tolerância limitada, sob a qual as missões protestantes foram estabelecidos em Guiana, Guatemala, Brasil, Montevidéu, Buenos Ayres, Peru e Chile.

A maioria dessas missões tiveram um incentivo sucesso, que, embora ainda em escala limitada, pode ser o início de grandes resultados a seguir, especialmente em elevar o padrão do cristianismo até então prevalecente nessas vastas regiões. Gonia Pata- ainda está totalmente abandonada a uma escassa população de selvagens cruéis. Uma missão bem sucedida para eles foi tentada em 1848 pelo capitão Allen Gardiner, da Marinha Inglês, e vários associados. Não obstante os esforços para a evangelização dos patagões ainda são mantidos por cristãos ingleses. Veja Robertson, História da América; Prescott, Conquest of Peru; Southey, História do Brasil; Kohl, Viaja no Peru; Muratori, Missões no Paraguai; Bernan, o trabalho missionário na Guiana Inglesa; Brett. Missões indígenas na Guiana; Kidder, Sketches do Brasil; Relatórios do Conselho Presbiteriana e da Sociedade Missionária Metodista Episcopal; Marsh, Memoir of Captain Gardiner; Hamilton, Vida de R. Williams.

 

26. Índias Ocidentais

. - As Ilhas Índia West são divididos em três grupos principais: um, nas Bahamas; 2, Grandes Antilhas; 3, as Pequenas Antilhas. A população é estimada em cerca de 3,4 milhões. Destes, cerca de dois terços são negros, um quinto dos homens brancos, eo restante misturado raças. Através de opressão cruel por parte dos emigrantes europeus início a estas ilhas, as raças nativas, com poucas exceções, têm sido extinto. Para abastecer o seu lugar como trabalhadores, os escravos africanos foram importados. A religião dos negros era uma mistura de idolatria. superstição e do fanatismo. Obeism e myalism, espécies de feitiçaria, eram comumente praticadas.

Os primeiros esforços missionários entre os negros foram feitas pela Irmandade Morávia em 1732 Desde então, as seguintes sociedades missionárias entraram no campo: os Wesleyan, American Free Batista, Propagação, batistas Missionário Americano, em Londres, na igreja e Presbiteriana Unida. Desde a abolição da escravatura em 1838, os negros têm dado crescente atenção aos preceitos e práticas do cristianismo, e, assim, garantiu um maior grau de aperfeiçoamento moral e elevação social. A sociedade mais próspera, os Wesleyan, números de 44.446 membros da Igreja. Veja Coke, História das Índias Ocidentais; Duncan, Missão Wesleyan a Jamaica; Phillippo, Jamaica, Passado e Presente; Samuel, Missões na Jamaica e Honduras; Horsford, Voz das Índias Ocidentais; Candler, Hayti; Knibb, Memórias; Memórias de Jenkins, Bradnack, e Sra Wilson; Trollope, Índias Ocidentais.

 

27. Greenland e Labrador.

- A chegada de Hans Egede, às margens da Groenlândia em 1721 marcou uma época na história das missões modernas, e toda a história subseqüente de esforço missionário da Morávia entre os habitantes da Groenlândia e as costas de Labrador está completo de intensa embora às vezes de interesse melancolia. Em vários casos ambos os missionários e as pessoas para quem eles trabalhavam foram dizimados iguais pela doença e pela fome. Mas, não obstante todos os desânimos, os missionários trabalharam por diante. Por eles foi efetivamente demonstrado que a agência adaptado para elevar selvagens degradadas foi a pregação de Cristo e este crucificado.

Por este organismo designado, primeiro e, posteriormente, muitos dos groenlandeses foram despertados e convertido, após o qual a civilização ea educação seguidas. A partir do núcleo original do esforço cristão em Disco, o cristianismo tem sido efetivamente divulgada por assentamentos missionários em outras partes da ilha. Cinco tais assentamentos estão agora ocupados, e quase duas mil pessoas estão sob os cuidados diretos dos missionários. Cerca de um quinto da população da Gronelândia Ocidental recebem instrução cristã nos assentamentos de missão, e há mal nenhum Greenlanders não batizadas em toda a costa oeste até o septuagésimo segundo grau de latitude norte. Na costa leste dos habitantes ainda são pagãos; mas eles são muito poucos em número, e praticamente inacessível aos estrangeiros.

A península de Labrador é escassamente habitada por esquimós, uma raça de nativos semelhantes na linguagem e costumes aos Greenlanders. Para que a terra, por isso, os morávios estenderam seus esforços com sucesso em 1771, desde então, eles têm vindo a alargar a influência cristã por meio de estações de missão, de que há agora fourNain, Okak, Hopedale e Hebron. Nessas estações de trinta e cinco agentes missionários são empregados, e cerca de mil e duzentos indígenas estão sob instrução cristã. O Evangelho triunfou em Labrador congelada, bem como na Groenlândia. Veja Crantz, História da Gronelândia; Egede, Missão Gronelândia; Holmes, Irmãos Unidos; Histórias de missões da Morávia na Groenlândia e Islândia.

 

. VIII Geografia Missionário.

- A partir do levantamento acima, pode-se observar que, em um sentido importante que o mundo já está ocupado como o campo da empresa missionária ativa. Alguns breves declarações dos resultados alcançados por ela durante o século atual pode servir como uma indicação apenas de ainda melhores resultados que podem agora ser previstos com segurança em vez de vir de suas agências crescentes e maturação. 

A missão para o Taiti em 1793-4 foi a primeira tentativa nos tempos modernos para levar o Evangelho a um povo isoladas e não civilizados.

Foi iniciado em um período em que as maiores nações pagãs do mundo eram totalmente inacessíveis. Nas ilhas dos mares do sul, como em cima de um julgamento do solo, todos os grandes problemas da humanidade, desde então, sido forjado para fora. A ignorância mais densa foi esclarecido, o mais feroz canibalismo tem sido confrontado, as menores condições de humanidade foram elevados e os mais abomináveis ​​idolatrias derrubado e substituído por uma adoração pura.

As várias línguas e dialetos das ilhas do Pacífico foram cometidos para escrever. Dicionários, gramáticas, traduções das Escrituras, e muitos outros livros, foram impressos e apresentados ao uso diário das populações, uma grande parte dos quais foram ensinados pelas escolas de ler e escrever em seus próprios idiomas. A condição civil, das diversas comunidades também foi melhorado por modificações de suas leis e costumes adaptados para o novo e melhorado estado de sentimento e de conhecimento público.É quase impossível para os processos de elevação nações da barbárie pagã à civilização cristã para ser melhor do que o declarado na língua de John Williams, o mártir missionário de renome Erromanga. "Estou convencido", escreveu ele, 40 anos atrás ", que o primeiro passo para a produção de elevação temporal e social de uma nação é plantar entre eles a árvore da vida, quando a civilização e comércio irá entrelaçar seus tentáculos ao redor de seu tronco, e obter o apoio de sua força.

Até as pessoas são colocados sob a influência da religião que não tem nenhum desejo para as artes e costumes da vida civilizada, mas que, invariavelmente, cria-lo. " "Enquanto os nativos estão sob a influência de suas superstições, elas evidenciam uma inanidade e torpor do qual nenhum estímulo provou poderoso o suficiente para despertá-los, mas as novas idéias e os novos princípios transmitidos pelo cristianismo.

E se não for já provou, o experiência de mais alguns anos vai demonstrar o fato de que o empreendimento missionário é incomparavelmente as máquinas mais eficaz que já foi trazido para operar sobre o social, o civil eo comercial, bem como dos interesses morais e espirituais da humanidade ". No presente momento o campo missionário de ilhas do Mar do Sul apresenta toda a variedade de comunidades, desde aquelas das ilhotas de coral, que acabava de sair da barbárie e aprendendo suas primeiras lições do cristianismo, para aqueles que têm sido mais longa ensinada e mais bem julgados por relação sexual com o mundo exterior, o que por vezes tem sido tão destrutivo quanto seu paganismo original.

Tem sido considerado por alguns que as primeiras experiências de missões modernas para os pagãos foram providencialmente direcionado para as pequenas ilhas da Polinésia, entre um povo impressionáveis, em vez de as grandes e antigas nações da Índia e da China; que comparativamente o trabalho mais fácil foi dada às igrejas no início, no processo de que eles poderiam resolver os grandes problemas da missionárias medidas e economias preparatórias para o maior trabalho que os aguarda em maior e em alguns aspectos mais campos difíceis.  

A ascensão maravilhosa e progresso da civilização, na Austrália, durante o último meio século é, em grande parte devido ao trabalho missionário. Três gerações atrás não havia um homem civilizado do continente australiano, nem nas ilhas adjacentes da Tasmânia e Nova Zelândia.

Agora, existem dois milhões de protestantes de língua Inglês, no gozo de um bom governo, uma imprensa livre, e todas as imunidades da liberdade, arte educação e comércio. A influência que as colônias australianas eventualmente exercer sobre a Polinésia e nações asiáticas, do Japão à Índia, bem como sobre o índio Arquipélago e Nova Guiné, não pode deixar de ser grande. Há, além disso, todas as razões para esperar que isso pode ser bom e Christian. Em nenhuma comunidade não existe um desejo maior para a disseminação da educação e da divulgação da literatura de som. Em Sydney, Melbourne, Adelaide e há excelentes bibliotecas públicas. Seja qual for desvantagens foram firmados, essas regiões pelo plano original e esforço da Inglaterra para preenchê-los com criminosos transportados, foram agora em grande parte, se não totalmente contrariado.

Na verdade, é afirmado por escritores ingleses que não há em geral uma proporção maior de bem-informadas, pessoas educadas nas colônias australianas que entre o mesmo número de pessoas na Grã-Bretanha, enquanto que o sentimento religioso é totalmente igual. A proporção da população indígena é agora não apenas pequeno, mas, apesar de todas as influências, crescendo relativamente menos, de modo que a atividade missionária dos cristãos australianos pode ser esperado para buscar campos nos países vizinhos, no meio das quais eles são colocados.

Como a viagem de Colombo, por que a América foi descoberta, e muitas das expedições pelo qual o Novo Mundo foi inaugurado, até sua liquidação, estavam em um certo sentido missionário em seu personagem, então a partir desse dia até o presente, esforço missionário tem vindo a fazer explorações geográficas e aumentando tanto a extensão e profundidade do conhecimento geográfico.

Desse as expedições e viagens de Livingstone na África são uma prova impressionante e ilustração. Além disso, a influência que exerceram missões, e são agora mais do que nunca prometendo. exercem sobre vastas porções da terra, torna o assunto da ocupação missionária em vários países um interesse peculiar. Para uma ilustração completa deste assunto nada menos do que um mapa missionário do mundo é necessário; no entanto, indicações muito sugestivo são praticáveis ​​em escala condensado, tal como aqueles aqui apresentados para o leitor. Sem qualquer tentativa de mostrar ao mundo ilha do hemisfério sul, a que se fez referência acima, um esboço miniatura da Índia é introduzido pela primeira vez, seguido de contornos semelhantes de outras áreas importantes, para que, por falta de espaço, não podemos mais aludem.

Seria difícil, mesmo com o maior mapa, para impressionar a mente de forma adequada com a dimensão ea importância da Índia. Que país antigo abraça um território vinte e três vezes maior que a Inglaterra, e, deixando de fora a Rússia e Escandinávia, igual na extensão para toda a Europa. Ele contém vinte e uma raças e trinta e cinco nações, enquanto os seus habitantes falam cinqüenta e uma línguas e dialetos diferentes. Sua população, segundo o censo de 1872, é 237.552.958, dos quais 191,3 milhões estão diretamente número governado por governantes britânicos, e 46,25 milhões pelos governos nativos que dependem do britânico. 

Apesar de alguns esforços louváveis ​​para introduzir o Evangelho na Índia durante o século 18, todos esses esforços foram opostos, e, em grande medida neutralizados, por Companhia das Índias Orientais, que então praticamente governou o país em nome da Grã-Bretanha. Não foi até 1815 que a tolerância foi obtido para missões na Índia a partir do Parlamento britânico. Desde esse período, foram feitos esforços diligentes, tanto pelo Inglês e cristãos americanos, para antagonizar a idolatria, e introduzir a verdade cristã e adoração por todos os meios apropriados. No entanto, a ligação do governo com adoração idólatra não foi totalmente retirado até 1849. 

Uma exposição mais interessante da obra e influência de missões na Índia pode ser encontrado em uma Parlamentar azul-book condenada a ser impresso pela Casa dos Comuns, 2 de abril de 1873 A partir dele os seguintes fatos são sintética e copiado: 

"As missões protestantes da Índia, Burmnah e Ceilão são mantidos por 35 sociedades missionárias, além de agências locais. Eles contratar os serviços de 606 missionários estrangeiros. Eles ocupam 522 principais estações e 2.500 estações de subordinados. Uma grande impulso foi dado a estes sociedades por mudanças na política pública inaugurada pela Carta de 1833, e desde esse período. o número de missionários e as despesas em suas missões continuaram constantemente a aumentar. " 

 

Cooperação de Sociedades Missionárias.

- "Este grande corpo de missionários europeus e norte-americanos trazem suas várias influências morais a recair sobre o país com a maior força, porque eles agem conjuntamente com o compacto que é, mas pouco entendida a partir da natureza do seu trabalho, a sua. posição isolada, e sua longa experiência, eles foram levados a pensar, em vez das inúmeras questões sobre as quais eles concordam que aqueles em que elas diferem, e cooperar sinceramente juntos Localidades são divididos entre eles através de acordos amigáveis;. e, com poucos exceções, é uma regra fixa entre eles que não irá interferir com os convertidos de cada um e de cada outras esferas do dever. A grande corpo de missionários residentes em cada um dos Presidência cidades formam conferências, reuniões periódicas, e agir em conjunto sobre assuntos públicos . Eles abordaram frequentemente o governo indiano sobre questões sociais importantes que envolvem o bem-estar da comunidade indígena, e sugeriram melhorias valiosas em leis existentes. "

 

Várias formas de trabalho.

- .. "Os trabalhos dos missionários estrangeiros na Índia assumem muitas formas Além de suas funções especiais como pregadores e pastores público, constituem um valioso corpo de educadores Eles contribuem muito para o cultivo das línguas nativas e literatura, e todos os que são residentes em distritos rurais são apelou para a ajuda médica para os doentes. "

 

Conhecimento das Línguas Nativas.

- "No grupo de homens dedica maior atenção ao estudo das línguas nativas Os missionários, como um corpo, conhecer os nativos da Índia bem Eles prepararam centenas de obras, adequados tanto para as escolas e para.. . circulação geral, nos quinze línguas mais importantes da Índia, e em vários outros dialetos Eles são os compiladores de diversas dictioinaries e gramáticas; eles escreveram importantes obras sobre os clássicos nativas e ao sistema de filosofia, pois foram em grande parte estimulado a grande aumento da literatura nativa preparado nos últimos anos por senhores nativos ".

 

Missão Prensas e publicações.

- .. "As prensas de missão na Índia são 25 em número Durante os dez anos entre 1862 e 1872 eles emitiram 3.410 novas obras em trinta idiomas Eles circularam 1.315.503 exemplares de livros da Escritura, 2.375.040 livros escolares, e 8.750.129 livros e folhetos cristãos ".

 

Escolas e Faculdades de Formação.

- "As escolas missionárias na Índia são principalmente de dois tipos, puramente vernáculo e anglo-vernacular Além de ti trabalho dessas escolas, várias missões mantêm escolas de formação para os seus ministros nativas e clero, e instituições de formação para. professores de ambos os sexos. Uma adição importante para os esforços em favor da educação feminina é vista nas escolas e classes Zenana, que são mantidos e instruídos nas casas dos senhores hindus. Os grandes avanços nas escolas missionárias e da área em que ocupar será visto a partir do seguinte fato. Eles agora contêm 60.000 estudiosos mais do que há vinte anos atrás. Em 1872, os estudiosos numeradas 142.952. "

 

Comunidades cristãs. -

. "Um número muito grande das comunidades cristãs espalhadas Índia são pequenos, e eles contêm solidariamente menos de uma centena de comungantes e trezentos convertidos de todas as idades Ao mesmo tempo, algumas dessas pequenas congregações consistem de homens cultos, dispõem de recursos consideráveis, e são capazes de prover o próprio sustento. Deles surgiram um grande número do clero nativo e ministros em diferentes igrejas, que agora estão tomando um lugar de destaque na instrução e administração da Igreja Cristã indigenius. Tomando-los juntos , as populações rurais e indígenas da Índia, que tenham recebido uma grande parte da atenção das sociedades missionárias agora contêm entre eles um quarto de milhão de cristãos convertidos nativos ". Influência Geral de Missões. - "Os missionários na Índia segurar a opinião de que a conquista destes convertidos, seja na cidade ou no campo aberto, é apenas uma pequena parte dos resultados positivos que surgiram a partir de seus trabalhos. Não há estatísticas podem dar uma visão justa de tudo o que eles têm feito. Eles consideram que o seu ensino diferenciado, agora aplicado ao país por muitos anos, foi fortemente afetado toda a população.

O tom moral de sua pregação é reconhecido e altamente aprovado por multidões que não seguem os como convertidos. Insensivelmente um alto padrão de conduta moral está se tornando familiar para as pessoas; os sistemas antigos já não são defendidos como já foram, muitas dúvidas são sentidos sobre as regras de casta, e os grandes festivais não são atendidos pelas grandes multidões de anos anteriores. Este ponto de vista da influência geral de seu ensino, e da grandeza da revolução que está silenciosamente produzindo, não é tomada apenas por missionários. Tem sido aceito por muitos moradores ilustres na Índia e oficiais experientes do governo, e foi enfaticamente endossado pela alta autoridade de Sir Bartle Frere.

Sem pronunciar uma opinião sobre o assunto, o governo da Índia não pode deixar de reconhecer a grande obrigação em que é colocado pela: esforços benevolentes feitas por esses seiscentos missionários, cujo exemplo e trabalho abnegados culpa são infundindo novo vigor no estereotipado vida das grandes populações colocadas sob o domínio Inglês, e estão preparando-os para estar em todos os sentidos melhores homens e melhores cidadãos do grande império em que eles habitam "O que se segue é o testemunho de Sir Bartle Frere ,, governador de Bombaim:". Eu falo simplesmente como a questões de experiência e observação, e não da opinião - apenas como um prefeito romano poderia ter relatado a Trajano ou Antoninos - e garanto-vos que, independentemente do que pode ser dito em contrário, o ensino, do cristianismo , dentre os cento e sessenta milhões de civilizados, hindus e muçulmanos diligentes na Índia está efetuando mudanças, amoral, sociais e políticos, o que, por extensão e rapidez do efeito, são muito mais extraordinária do que qualquer coisa que você ou seus pais têm testemunhado em .modern Europa. " 

Para o acima pode ser adequadamente inseridos os seguintes testemunhos de autoridade semelhantes: "Eu acredito que, apesar de tudo o que o povo inglês tem feito para beneficiar a Índia, os missionários têm feito mais do que todas as outras agências combinado. 

"Senhor Lawrence, vice-rei e governador-geral." 

"Em muitos lugares prevalece a impressão de que as missões não têm produzido resultados adequados para os esforços que têm sido feitos, mas eu confio muito já foi dito para provar que não há nenhuma base real para essa impressão, e aqueles que possuem tais opiniões, mas sei pouco da realidade. Sir Donald M'LEOD, "tenente-governador do Punjaub."

 

À luz de tal testemunho competente e inequívoca ao que parece impossível para qualquer mente razoável para duvidar da grandeza ou a beneficência dos resultados realizada por missões cristãs no século atual, ou a questionar a sua ainda maior promessa em vez de vir. Os avisos acima de trabalho missionário na Índia pode servir como um exemplo de testemunho semelhante, que pode ser feita a partir de vários outros países. Em quase todos os casos o mais que tem sido feito é para ser considerada como em uma grande medida preparatória para maiores esforços e sucessos futuramente.

 

O grande império da China dá mais um exemplo notável.

Que país mais populoso de toda a terra tinha para idades manteve um rígido sistema de não-relação com as pessoas de nações estrangeiras, a quem ele indiscriminadamente estigmatizados como bárbaros externos. Até dentro de pouco mais de 30 anos de todos os esforços cristãos em nome da China teve que ser feita fora do império, ou se furtivamente dentro de suas fronteiras. Na abertura dos "cinco portas" para o comércio em 1842 missões também entrou, e, não obstante os obstáculos multiplicado, desde então progredimos muito. Já há 34 mil cristãos unative na China. Os principais grandes cidades do império tornaram-se centros reconhecidos de esforço missionário, a partir de Cantão, ao sul da antiga capital tártara, de Pequim, no norte.

O que talvez seja mais interessante de tudo é o fato demonstrou que, não obstante as peculiaridades do caráter chinês, o poder do Evangelho revelou-se suficiente para a sua completa transformação e renovação, após o modelo do Novo Testamento. Muitos ministros do Evangelho, já foram levantados. As igrejas nativas também estão desenvolvendo tanto a capacidade ea disposição para o auto-sustento. Assim, todos os elementos de um estabelecimento bem sucedido e progressiva do cristianismo em todo o império da China parecem agora estar feliz no trabalho.

No Japão há alguns anos recentes testemunharam mudanças extraordinárias em favor do cristianismo. Não inferior a 527 missionários protestantes. dos quais metade são americanos, são agora energeticamente, mas pacificamente no trabalho dentro do império, de cujas fronteiras, devido às paixões e preconceitos, animado pelos missionários jesuítas do século 16, o cristianismo longa tinha sido excluído pelos decretos mais bárbaras. Igrejas nativas já foram formadas. e convertido japonês estão se tornando apóstolos aos seus compatriotas, enquanto um sistema de educação, indiretamente sob influência cristã, promete elevar a inteligência geral e caráter da nação em um dia mais cedo. Os velhos éditos contra os cristãos, se não formalmente revogada, são praticamente anulado e um sentimento favorável em relação ao cristianismo tornou-se muito geral em várias classes da sociedade. 

Na África do Sul uma missão foi iniciada pelos morávios já em 1737; mas foi retirada em 1744, e não efetivamente reiniciada até 1792 Em 1798 a Sociedade Missionária de Londres entrou em campo, em 1812, a Wesleyan, e uma vez que vários outros.

Embora hotentotes e cafres não são promissores temas para influência missionária, mas o Evangelho, através da agência missionária, não foi querendo nos gloriosos triunfos entre eles, assim como outras tribos nativas da África do Sul, ao mesmo tempo que tem feito progressos substanciais entre os holandeses e colonos ingleses que agora ocupam permanentemente essa parte do continente Africano. 

Em 1815, a Igreja da Inglaterra Missionary Society primeiro voltou sua atenção para os países na fronteira oriental do Levante.

Em 1819, a Câmara Americana iniciou o seu trabalho nas mesmas regiões. As missões na Grécia, Turquia e Persia foram dirigidas principalmente aos cristãos nominais dessas terras. Como resultado, milhares foram convertidos, e um grande número de congregações evangélicas foram estabelecidas tanto no Europeu e Turquia asiática. O mais interessante e promissor também têm sido os resultados dos esforços educacionais feitas em conexão com as missões protestantes no Oriente.

 

. IX Geral Missionário Literatura.

-Não obstante as numerosas referências neste artigo para livros relacionados com as diversas áreas de trabalho missionário através. o mundo, o tema das missões como um todo seria imperfeitamente delineado, sem alusão a sua literatura geral, que abrange várias classes de valiosas obras, até agora não identificados, e que agora pode ser, mas brevemente indicado..

O esboço acima irá servir, pelo menos, como uma indicação da grande extensão eo valor de uma espécie de literatura cristã, que é, obviamente, destinado a aumentar em volume e em interesse de ano para ano e de época para época. Quem, por meio da informação autêntica agora acessíveis, vai adquirir uma compreensão plena e justa do grande empreendimento de missões, tal como está consubstanciado nos movimentos ativos e sucessos crescentes de missionários e igrejas cristãs, não pode deixar de reconhecer com admiração e gratidão o progresso rápido e substancial, que agora é feita apenas para o cumprimento de grande comando do Salvador: "Vai ensinar todas as nações."